Site oficial do escritor e jornalista José Nêumanne Pinto

Direto ao Assunto

Comentário no Jornal Eldorado: Quando não está na lei STF a inventa

Comentário no Jornal Eldorado: Quando não está na lei STF a inventa

 A reação a delação do Palocci, que venho comentando, já começou. A “Força” contra ataca. O  contra ataque da “Força” veio rapidamente com a anulação da condenação do ex-presidente do BB e da Petrobrás Aldemir Bendine pela Segunda Turma do STF com votos vencedores de Cármen Lúcia, Ricardo Lewandowski e Gilmar Mendes e vencido do relator Edson Fachin. É a velha política tomando o seu espaço de volta. Esse movimento está em marcha e tem uma organização  subterrânea: Maia, Gilmar, Lula e Bolsonaro. Para sair desta lista, o presidente precisa vetar na íntegra a lei contra abuso de autoridade.
Para ouvir clique no play abaixo:
Ou clique aqui e, em seguida, no play.
 
Para ouvir no Blog do Nêumanne, Política, Estadão, clique aqui.

Assuntos para comentário de quinta-feira 29 de agosto de 2019

 1 – Haisem – No alto da primeira página do Estadão está noticiado que Carso Bendine pode influir em 35 processos, diz Lava Jato. O que pode evitar que efeito da anulação da condenação de Aldemir Bendine pela Segunda Turma do Supremo seja automático

 2 – Carolina – O ex-presidente Lula está entre os possíveis beneficiados pela anulação da sentença condenatória do ex-presidente do Banco do Brasil e da Petrobrás ou não

 3 – Haisem – Qual foi, a seu ver, a maior surpresa nos 3 a 1 contra o ex-juiz Sérgio Moro e a Operação Lava Jato na decisão da Segunda Turma do STF

 4 – Carolina – Por que o ministro do Supremo Tribunal Federal Gilmar Mendes suspendeu a decisão de que o ex-ministro da Fazenda dos governos Lula e Dilma Guido Mantega precisa usar tornozeleiras

 5 – Haisem – Qual é a notícia ruim do dia que você garimpou no noticiário das movimentações de parlamentares do Congresso nestes últimos dias de perspectivas nada agradáveis no campo da política

  6 – Carolina – Chamada de primeira página do Estadão de hoje dá conta de que Recuperação da economia é a mais fraca em 40 anos. O que fazer para sairmos desse círculo vicioso

 7 – Haisem – E o que você tem a nos dizer esta manchete do Estadão de hoje, Argentina deixa de pagar a credores e quer rever dívida com FMI?

 8 – Carolina – Qual é o assunto tratado por nosso colega William Waack no seu artigo semanal no Estadão das quintas-feiras

 um milhão2

Direto ao Assunto no YouTube: O voto podre de Gilmar

Direto ao Assunto no YouTube: O voto podre de Gilmar

Gilmar Mendes tem participado, se não como protagonista no mínimo como cúmplice, de todos os momentos do STF pelos quais a Nação sente nojo e susto. Na terça-feira 27, na companhia de Cármen Lúcia e Lewandowski, derrotou o relator Fachin e passou por cima de qualquer previsão legal para cancelar a condenação do corrupto Bendine para atender à chicana de seus advogados exigindo que o réu seja o último a se defender quando há delatores entre os outros condenados. No voto aproveitou para proclamar sua aversão por Moro, Dallagnol e à Lava Jato (só depois de flagrarem algum tucano com a boca na botija), o que, numa Justiça decente, dele exigiria afastamento do julgamento por suspeição. Direto ao assunto. Inté. E só a verdade nos salvará. 

Para ver vídeo no YouTube clique no play abaixo:

 
Para ver no Blog do Nêumanne, Estadão, Política, clique aqui.
um milhão2

Comentário no Jornal da Gazeta: Peninha do véio Lula

Comentário no Jornal da Gazeta: Peninha do véio Lula

Regida pela batuta da ministra Cármen Lúcia, nomeada por Lula e que tem peninha do “bom velhinho que já sofreu demais na cadeia”, a Segunda Turma do STF reeditou seus recentes tempos de predomínio do trio “Deixa que eu solto”, com Gilmar, Lewandowski e o retirado Toffoli, agora presidente, cancelou a condenação do corrupto Bendine. Conforme combinado, a defesa do petista já encaminhou recurso para ser aplicado o mesmo recurso sem previsão nenhuma na lei que logo permitirá ao ex-presidente do BB e da Petrobrás chegar correndo à prescrição da própria pena.

Para ver comentário no Jornal da Gazeta da TV Gazeta na quarta-feira 28 de agosto de 2019, às 19 horas, clique aqui.
Para ver no Blog do Nêumanne, Política, Estadão, clique aqui.
um milhão2

Comentário no Jornal Eldorado: STF contra Lava Jato

Comentário no Jornal Eldorado: STF contra Lava Jato

A reunião da Segunda Turma do STF terça-feira 27 não trouxe a má notícia esperada, que seria a ordem para soltar Lula, mas outra muito pior. Com três votos (Lewandowski, Gilmar e, pasmem, Cármen Lúcia) contra apenas um (Fachin), decidiu cancelar a condenação do ex-presidente do Banco do Brasil e da Petrobrás, Aldemir Bendine, corrupto segundo a Lava Jato, lavrada pelo ex-juiz Sérgio Moto, aceitando pretexto imprevisto no Código Penal e na Lei das Delações Premiadas, liberou geral. Ou seja, a libertação de Lula depende agora de uma decisão automática e burocrática da defesa dele para adequar sua situação penal à do pilantra Dida.

Para ouvir comentário clique no play abaixo:
Ou clique aqui e, em seguida, no play.
 
Para ouvir no Blog do Nêumanne, Política, Estadão, clique aqui.
 

Assuntos para o comentário da quarta-feira 28 de agosto de 2019

1 – Haisem – Supremo anula pena da Lava Jato a Bendine, registra título de chamada de primeira página do Estadão hoje. Que implicação a decisão pode ter sobre outras penas de Moro, inclusive as condenações de Lula

SONORA_LEWANDOWSKI 2808

2 – Carolina – Acima desta chamada na primeira página do Estadão outra noticia: Bolsonaro e Moro falam em rede de intrigas. Essa notícia o faz mudar de ideia sobre os comentários que tem feito aqui sobre o que chama de “fritura” do ministro da Justiça pelo presidente da República

3 – Haisem – Na segunda-feira, o presidente Jair Bolsonaro chegou a dar um spoiler aos repórteres anunciando uma bomba. Na reunião de ontem com os governadores no Palácio do Planalto ele reclamou das reservas indígenas e quilombolas na Amazônia. Teria sido esta a bomba

4 – Carolina – O presidente da França, Emmanuel Macron, voltou a se referir ontem ao presidente brasileiro, Jair Bolsonaro, ao reclamar de alguns estadistas que confundem soberania com agressividade. Ele tem razão

5 – Haisem – O que você acha dos comentários desairosos que o presidente da Comissão de Relações Exteriores da Câmara dos Deputados, Eduardo Bolsonaro, prestes a ser indicado pelo pai, Jair, para a embaixada dos Estados Unidos, tem feito publicamente ao presidente Macron

6 – Carolina – A Associação Nacional de Membros do Ministério Público, MP Pró-Sociedade, enviou à Procuradora-Geral da República, Raquel Dodge, uma representação pedindo o afastamento do sigilo bancário e fiscal do ministro Dias Toffoli, presidente do Supremo Tribunal Federal. O pedido também atinge a mulher do ministro, Roberta Maria Rangel, e o escritório de advocacia dela. Quais são as chances disso prosperar

7 – Haisem – Que conseqüências poderá ter a revelação do Tribunal de Contas da União de que o BNDES pagou o dobro por estradas no exterior nos governos Lula e Dilma, do PT

8 – Carolina – Até que ponto você acha que ainda pode cair a economia prevista com a reforma da Previdência no relatório entregue ontem pelo senador Tasso Jereissati ao presidente do Senado, Davi Alcolumbre

SONORA_TASSO 2808

Direto ao Assunto no YouTube: STF fora da lei

Direto ao Assunto no YouTube: STF fora da lei

Para soltar seu padroeiro, Lula, a 2.ª turma do STF agiu na terça-feira 27 de agosto como um salteador de estrada, que sequer usou uma arma de brinquedo para premiar Bendine, condenado na Lava Jato, com a anulação da condenação, sentenciada pelo ex-juiz Sergio Moro. Não há previsão alguma em lei alguma para sustentar os votos de Ricardo Lewandowski, Gilmar Mendes e Cármen Lúcia, que acataram a alegação da defesa do ex-presidente do BB e da Petrobrás nos governos do PT de que o julgador negou a seu cliente plena defesa, pois lhe negou mais prazo para entregar suas alegações finais no processo, porque não teve tempo para conhecer testemunhos de outros réus, delatores premiados, cujos depoimentos constavam do libelo acusatório do MPF. Desta forma, superou o recorde de cinismo, batido antes no cancelamento do processo da Operação Castelo de Areia, arquivado por ter sido anônima a acusação em que a ação se baseou. Pelo menos neste caso havia uma lei que previa a chicana. Direto ao assunto. Inté. E só a verdade nos salvará.

Para ver vídeo no YouTube clique no link abaixo:
 

Para ver no Blog do Nêumanne, Política, Estadão, clique aqui.

Comentário no Jornal da Gazeta: Bolsonaro fora de hora

Comentário no Jornal da Gazeta: Bolsonaro fora de hora

Em vez de tratar da urgência na reunião com os governadores dos focos de incêndio na floresta tropical, alguns dos quais ateados por produtores rurais, grileiros e outros incendiários oportunistas, e das soluções para esse tipo de crime com fiscalização e polícia, Bolsonaro preferiu abordar as exageradas áreas reservadas para tribos indígenas por seus antecessores. As obsessões ideológicas e nostálgicas do regime militar anulam qualquer senso de tempo, hora e lugar que ele deveria ter como gestor máximo.

Para ver comentário no Jornal da Gazeta da TV Gazeta na terça-feira 27 de agosto de 2019, às 19 horas, clique no play abaixo:

Para ver no Blog do Nêumanne, Política, Estadão, clique aqui.
um milhão2

Página 30 de 696«...510152025...2829303132...3540455055...»
Criação de sites em recife Q.I Genial