Site oficial do escritor e jornalista José Nêumanne Pinto

Direto ao Assunto

Direto ao Assunto no YouTube: A covarde falsa valentia

Direto ao Assunto no YouTube: A covarde falsa valentia

Na iminência de ser demitido da secretaria-geral da Presidência da República, Gustavo Bebianno, mesmo antes de ser exonerado,  já foi apresentado ao outro lado do poder, ao ser ameaçado por bolsonaristas fanáticos, que, imaginando-se convocados à vingança do prócer, passaram a ameaçá-lo por WhatsApp. Esta é uma barbárie que merece punição severa na forma da lei. E o ministro da Justiça, Sergio Moro, deveria enquadrar todos estes covardes, que bancam valentia que não têm, por estarem protegidos em casa diante de um computador que usam como arma para difamar e agredir desafetos, que nem mesmo chegaram a conhecer. Se gostar deste vídeo, por favor, dê um like, inscreva-se no meu canal, clique no sininho se quiser ser avisado dos próximos e compartilhe-o no Twitter e no Facebook. Direto ao assunto. Inté. E só a verdade nos salvará.

Para ver o vídeo clique no play abaixo:

Para ver no Blog do Nêumanne, Política, Estadão, clique aqui.

Comentário no Estadão Notícias: A fuga pela metáfora

Comentário no Estadão Notícias: A fuga pela metáfora

Após terem protagonizado um episódio nada gratificante em que futrica de comadres impregnou a relação institucional que deve prevalecer na gestão republicana, o presidente Jair Bolsonaro e o secretário-geral da Presidência em vias de virar ex, Gustavo Bebbiano, fugiram pela tangente apelando para a figura retórica da metáfora vaga. Bolsonaro, fiel ao estilo habitual, que o levou à vitória nas eleições e com o qual pretende governar, dirigiu-se a seus milhões de seguidores no Twitter garantindo que seu governo “está determinado a mudar os rumos do País e a “fazer diferente dos anteriores”. Bebbiano recorreu a texto lavrado em péssimo português por um pretenso escritor sobre a lealdade. Este é meu comentário no Estadão Notícias, no Portal do Estadão desde 6 horas da segunda-feira 18 de fevereiro de 2019.

Para ouvir clique aqui e, em seguida, no player.

Para ouvir no Blog do Nêumanne, Política, Estadão, clique aqui.

 

Direto ao Assunto no YouTube: Muito além dos laranjais

Direto ao Assunto no YouTube: Muito além dos laranjais

Extinção do Fundo de Financiamento de Campanha, que tirou do bolso do cidadão R$ 60 milhões para candidatos fracassados, entre os quais Lula na cadeia (20 milhões) é urgente e deveria ser prioritária para governo Bolsonaro, que prometeu moralizar relações espúrias na política. O mesmo acontece com o achaque sórdido por vereadores, deputados estaduais e federais e senadores de funcionários humildes, que ganham bem sem trabalhar, denunciados por Janaína Paschoal. Se gostar deste vídeo, dê um like, inscreva-se no meu canal, clique no sininho, se quiser ser avisado dos próximos, e compartilhe-o em Twitter e Facebook. Direto ao assunto. Inté. E só a verdade nos salvará.

Para ver o vídeo, clique no play abaixo:

 

Para ver no Blog do Nêumanne, Política, Estadão, clique aqui.

 

Direto ao Assunto no Youtube: Assassinato de reputação

Direto ao Assunto no Youtube: Assassinato de reputação

O ex-deputado Romeu Tuma Jr., que escreveu o livro Assassinato de Reputações sobre o método de Lula para demolir adversários e fritar aliados inconvenientes e entusiasta de primeira hora de Bolsonaro, acusa presidente de empregar o mesmo no caso Bebianno. E com crueldade. Vai além do ícone do jornalismo J.R. Guzzo, que escreveu tuíte afirmando que se continuar usando ou sendo usado por seu filho, Carlos, JB 17 corre o risco de passar por “banana”. Se gostar deste vídeo, dê um like, inscreva-se no meu canal, clique no sininho para ser avisado dos próximos e compartilhe-o em Twitter e Facebook. Direto ao assunto. Inté. E só a verdade, e nada mais do que a verdade, nos salvará.

Para ver o vídeo  clique no play abaixo:

Para ver no Blog do Nêumanne, Política, Estadão, clique aqui.

Direto ao Assunto no YouTube: República de “filhotes”

Direto ao Assunto no YouTube: República de “filhotes”

A noticia de que Moro mandou PF investigar o laranjal do partido do presidente é muito boa, porque nos dá esperança de que isso não vai ficar impune. Mas devemos atentar para um vício da velha politica no PSL: a manutenção do assalto do Fundão de financiamento de campanhas, e com indícios de corrupção. Com um acréscimo: o constrangimento da presença permanente do “vereador geral da República” em todos os compromissos oficiais de Bolsonaro. Gestão pública e família não podem se misturar, pois nosso sistema de governo é republicano, não de transmissão hereditária. Se gostou deste like, por favor, dê um like, inscreva-se no meu canal e acione o sininho para ser avisado quando publicar os próximos. Direto ao assunto. Inté. E também neste caso só a verdade nos salvará.

Para ver o vídeo no YouTube clique no play abaixo:

Para ver no Blog do Nêumanne, Política, Estadão, clique aqui.

Nêumanne Entrevista Marcellus Ferreira Pinto – 2019 (5ª)

Nêumanne Entrevista Marcellus Ferreira Pinto – 2019 (5ª)

Especialista diz que no Brasil

o crime ambiental sempre compensa

Advogado Marcellus Ferreira Pinto entende que só quebra do monopólio da Vale porá fim à série de crimes como os provocados pelo arrombamento das represas em Minas

Ferreira Pinto, consultor do Centro de Cooperação Industrial Internacional (CIIC) em Moscou, acha que, “infelizmente, há uma percepção já arrigada na sociedade brasileira de que as coisas no País não funcionam, ou seja, nem as repetidas tragédias são capazes de nos ensinar algo de positivo. Ao contrário, a cada nova catástrofe, o que parece ficar claro é que há um limite de conduta negligente a ser superado. Por exemplo, se consigo dirigir embriagado às segundas-feiras, quando a fiscalização é mais frouxa, posso tentar fazê-lo também às terças e quartas. Esse tipo de conduta decorre da absoluta certeza de que, no campo das probabilidades, a possibilidade de ser apanhado e, sendo, de ser punido são ínfimas, para não dizer nulas”. Na edição desta semana da série Nêumanne Entrevista, neste blog, ele considera fundamental, para prevenir desastres como os de Brumadinho e Mariana, que a Vale enfrente concorrência de outras empresas gigantes na área de mineração que atuam em países onde não se repetem como aqui os episódios de 2015 e 2019. E deu o exemplo do Canadá, onde, em vez de a empresa se fiscalizar, como aqui, as concorrentes o fazem em seu lugar, o que evita esse ambiente que permite que o responsável pela barragem de Mariana seja encontrado depois administrando Brumadinho.

Marcellus: “Estado brasileiro é omisso para punir e para assegurar a cidadãos direitos constitucionais como saúde, segurança, educação”. Foto: Acervo pessoal

Marcellus: “Estado brasileiro é omisso para punir e para assegurar a cidadãos direitos constitucionais como saúde, segurança, educação”. Foto: Acervo pessoal

Marcellus Ferreira Pinto, capixaba (nasceu em Vitória, Espírito Santo) em 23 de fevereiro, já foi guia de turismo, morou nos EUA e no Canadá, ama vinhos, culinária, viagens e mergulho autônomo. É advogado, pós-graduado em Direito Eleitoral e mestre em Direito Constitucional, ex-professor da Faculdade de Direito de Vitória (FDV) e de cursos preparatórios para concursos. Instrutor de Direito Eleitoral da Escola Superior de Advocacia (ESA/OAB-ES), consultor do Centro de Cooperação Industrial Internacional (CIIC) da Unido, Agência de Desenvolvimento Industrial da ONU em Moscou.

Nêumanne entrevista

Marcellus Ferreira Pinto

Nêumanne – O jornal O Globo fez um levantamento, publicado na segunda-feira 11 de fevereiro, dando conta de que nada foi feito para punir ou multar nenhum agente privado ou público apontado por ter sido negligente em dez catástrofes de repercussão nacional em dez anos, entre 2007 e 2017, que vão da queda de um avião até o desabamento de um prédio ocupado por invasores sem-teto no Centro de São Paulo. Por que isso aconteceu?

Leia mais…

Página 30 de 611«...510152025...2829303132...3540455055...»
Criação de sites em recife Q.I Genial