Site oficial do escritor e jornalista José Nêumanne Pinto

Direto ao Assunto

Comentário no Jornal da Gazeta 1: Presunção de impunidade

Comentário no Jornal da Gazeta 1: Presunção de impunidade

Lula pensou que escaparia da prisão por presunção de impunidade

(Comentário no Jornal da Gazeta 1 quinta-feira 5 de abril de 2018)

Para ver clique no link abaixo:

Para ver no Blog do Nêumanne, Política, Estadão, clique no link abaixo:

http://politica.estadao.com.br/blogs/neumanne/presuncao-de-impunidade/

TV Estadão: Lula, o traíra

TV Estadão: Lula, o traíra

Lula traiu seus companheiros do sindicato quando vendeu o aborto de greves para a Odebrecht e agiu como informante do delegado Romeu Tuma, então colega de Sérgio Fleury no Dops paulista, à época da ditadura militar do general Golbery, que o criou. Também frustrou o povo que o consagrou como o presidente mais popular da História da República e o mais importante líder político do Brasil por se juntar com velhos gatunos no poder para assaltar todos os cofres do Estado. Ao ser flagrado nesses delitos e denunciado por essa antiga traição tentou se esconder na condição de perseguido injustamente pela elite dirigente por ter fingido governar para os pobres, mesmo tendo sido responsável pela crise econômica que gerou o desemprego de 13 milhões de brasileiros. Este foi um dos argumentos que usei no programa da cobertura sobre a ordem de prisão assinada pelo juiz Sergio Moro, transmitido do estúdio da TV Estadão no meio da redação do jornal, com ancoragem de Haisem Abaki e a participação do cientista político Jairo Pimentel, da FGV, retransmitido por Youtube, Twitter, Periscope Estadão e Facebook na sexta-feira 6 de abril de 2018, às 11h15m.

Para ver o vídeo clique no link abaixo:

Para ver no Blog do Nêumanne, Política, Estadão, clique no link abaixo:

http://politica.estadao.com.br/blogs/neumanne/lula-o-traira/

Podcast Comentaristas do Jornal Eldorado: Barbas de molho

Podcast Comentaristas do Jornal Eldorado: Barbas de molho

Meu Direto ao Assunto abriu o Podcast Comentaristas do Jornal Eldorado da Rádio Eldorado – FM 107,3 – na manhã da sexta-feira 6 de abril de 2018 com os seguintes assuntos: muita gente boa está reclamando da celeridade com que o juiz Sérgio Moro decretou a prisão de Lula, inclusive o próprio réu, que disse que sua prisão seria o “sonho de consumo” do juiz, mas os fatos não comprovam essa acusação; a prisão de um líder político da importância de Lula é o fim de uma era, o começo de outra e também um marco relevante no combate mundial à corrupção; o que levou Lula à condição de presidente mais popular da História e político ainda relevante, apesar dos reveses de seu partido, e que agora o está levando à prisão: os papéis que Lula desempenhou na vida, líder sindical pragmático, político revolucionário, grande conciliador, mártir e agora vítima, estão sendo substituídos pela fantasia de mártir candidato ao ostracismo; a prisão de Lula pode ajudar, mas também pode atrapalhar a luta do Brasil para sair do atoleiro da crise neste momento de grande tensão política e ideológica; as consequências da prisão de Lula no conturbado processo eleitoral de outubro; não há mais condições práticas para o PT inscrever a candidatura de Lula para disputar a eleição presidencial deste ano: e as chances de Lula ser libertado rapidamente por algum tribunal superior o mais rapidamente possível. Ethevaldo Siqueira falou sobre realidade virtual. Em Direto da Fonte, Sonia Racy abordou a percepção no STF é que no fim tudo deu certo. Alexandre Garcia comentou as razões da Justiça para a  prisão de Lula; as ameaças de reação ao cumprimento da pena; e osignificado da presença de Lula no Sindicato dos Metalúrgicos. E Eliane Cantanhêde avaliou  o significado e os efeitos políticos da prisão de Lula, que são devastadores para o PT, mas os demais partidos estão de barbas de molho, pois, afinal, a fila é grande; aliás, hoje já tem novidade na seara dos tucanos; entregar-se ou não, eis a questão e por que a defesa e os petistas divergem; a estratégia será transformar Lula em vítima política – do Moro, do Supremo, das elites, da direita… e assim, causar comoção internacional e o efeito interno disso.

Para ouvir clique no link abaixo:

http://brasil.estadao.com.br/blogs/estadao-podcasts/ouca-os-colunistas-do-jornal-eldorado-desta-6a-feira-6/

Para ouvir no Blog do Nêumanne, Política, Estadão, clique no link abaixo:

http://politica.estadao.com.br/blogs/neumanne/barbas-de-molho/

Comentário no Jornal Eldorado: Às portas da cadeia

Comentário no Jornal Eldorado: Às portas da cadeia

O voto decisivo da ministra do STF Rosa Weber para lhe negar habeas corpus deixou Lula às portas da cadeia. Ele disse que prendê-lo era o “sonho de consumo” de Moro, o que é um evidente absurdo. Primeiramente, porque, ao expedir o mandado de prisão, o juiz federal apenas cumpriu ordem emanada do TRF-4 e, em segundo lugar, porque esse  desfecho do processo penal por corrupção passiva e lavagem de dinheiro era inevitável, tanto porque a acusação do MPF foi farta em lógica narrativa e provas e quanto porque a defesa nunca apresentou nenhum fato consistente que contestasse nenhuma delas, insistindo na ficção sem base na realidade da conspiração injusta de vagas elites dirigentes.

(Comentário no Jornal Eldorado da Rádio Eldorado – FM 107,3 – na sexta-feira 6 de abril de 2018, às 7h30m)

Para ouvir, clique no play abaixo:

Ou clique no link abaixo e, em seguida, no play:

https://soundcloud.com/jose-neumanne-pinto/neumanne-0604-direto-ao-assunto-1

Para ouvir Das Rosas, de e com Dorival Caymmi, clique no link abaixo:

https://www.youtube.com/watch?v=xiPGU3BaS6A

Para ouvir no Bog do Nêumanne, Política, Estadão, clique no link abaixo:

http://politica.estadao.com.br/blogs/neumanne/as-portas-da-cadeia/

Abaixo, os assuntos para o comentário:

1 – Haisem Muita gente boa está reclamando da celeridade com que o juiz Sérgio Moro decretou a prisão de Lula. Inclusive ele, que disse que sua prisão seria o sonho de consumo do juiz. Os fatos comprovam essa acusação?

2 – Carolina A prisão de um líder político da importância de Lula é o fim de uma era, o começo de outra ou um marco relevante no combate mundial à corrupção?

3 – Haisem O que levou o Lula à condição de presidente mais popular da História e político ainda relevante, apesar dos reveses de seu partido, e que agora o está levando à prisão?

4 – Carolina Dos papéis que Lula desempenhou na vida, líder sindical pragmático, político revolucionário, grande conciliador, mártir e agora vítima, qual o que cabe melhor para definir sua trajetória?

SONORA_LULA 0604

5 – Haisem Em que a prisão de Lula pode ajudar e em que pode atrapalhar a luta do Brasil para sair do atoleiro da crise neste momento de grande tensão política e ideológica?

6 – Carolina Quais as consequências da prisão de Lula no conturbado processo eleitoral de outubro?

7 – Haisem Ainda há condições práticas para o PT inscrever a candidatura de Lula para disputar a eleição presidencial deste ano?

8 – Carolina Quais são as chances de Lula ser libertado rapidamente por algum tribunal superior o mais rapidamente possível?

SONORA_MARCO AURÉLIO 0604

SONORA Das Rosas Dorival Caymmi

https://www.youtube.com/watch?v=xiPGU3BaS6A

Estadão às 5H: Estabilidade contra impunidade

Estadão às 5H: Estabilidade contra impunidade

Ao manter sua posição coerente, firme e discreta de colocar a colegialidade institucional do STF acima das próprias convicções pessoais, a ministra Rosa Weber deu partida para uma era em que a estabilidade da jurisprudência pode vir a ser importante instrumento de combate à corrupção e à impunidade. Por isso, ela foi agredida de forma cafajeste e grosseira pelos colegas Marco Aurélio Mello e Ricardo Lewandowski logo após proferir seu voto sem que, contudo, perdesse a calma nem recuasse de sua posição. Seu voto do dia 4 de abril deixou claro que ela não considera oportuno alterar a premissa de que a prisão após segunda instância deve ser permitida, pois não há razões objetivas para mudá-la. Este é um dos comentários que fiz no Estadão às 5, programa da TV Estadão ancorado por Emanuel Bomfim, transmitido do estúdio do meio da redação e retransmitido pelas redes sociais Youtube, Twitter, Periscope Estadão e Facebook desde quinta-feira 5 de abril de 2018, às 17 horas.

Para ver o vídeo clique no link abaixo:

Para ver o vídeo no Blog do Nêumanne, Política, Estadão, clique no link abaixo:

http://politica.estadao.com.br/blogs/neumanne/estabilidade-contra-impunidade/

Podcast Notícias do Estadão: O precedente Rosa Weber

Podcast Notícias do Estadão: O precedente Rosa Weber

Uma das evidências produzidas pela votação do pedido de habeas corpus de Lula, negado pela maioria do plenário do STF, foi a de que há realmente um pacto de impunidade firmado entre os chefões das quadrilhas partidárias, resumido na famosa frase do presidente do MDB, Romero Jucá, segundo quem “esta sangria precisa estancar” e na equação de Gilmar Mendes de que depois do preso A virão o preso B e o preso C. Mas esse pacto começou a cair por terra depois dos 6 a 5 da sessão histórica de quarta-feira, quando a ministra Rosa Weber manteve sua postura de votar contra a própria convicção para não pôr em xeque a estabilidade jurídica votando contra a jurisprudência da instituição.

(Comentário no Podcast Notícias do Estadão de quinta-feira 5 de abril de 2018, no portal desde as 6 horas).

Para ouvir clique no link abaixo:

http://brasil.estadao.com.br/blogs/estadao-podcasts/estadao-noticias-tudo-sobre-o-julgamento-que-abriu-caminho-para-a-prisao-de-lula/

Para ouvir no Blog do Nêumanne, Política, Estadão, clique no link abaixo:

http://politica.estadao.com.br/blogs/neumanne/o-precedente-rosa-weber/

Página 30 de 480«...510152025...2829303132...3540455055...»
Criação de sites em recife Q.I Genial