Site oficial do escritor e jornalista José Nêumanne Pinto

Direto ao Assunto

Comentário no Jornal Eldorado: Bolsonaro compartilha fakenews

Comentário no Jornal Eldorado: Bolsonaro compartilha fakenews

O site francês Mediapart atestou em português a informação dada pelo Estadão de que o site sobre a suposta entrevista da repórter do jornal no Rio Constança Rezende é falsa e se solidarizou com ela. O editor da Record Carlos Andreazza, neto de Andreazza, ministro de Costa e Silva e Médici, informou em seu programa na Rádio Jovem Pan que a autora da mentira divulgada pelo site Terça Livre, de Allan Santos, é Fernanda Salles, assessora do deputado estadual mineiro Bruno Egler, do PSL investigado por uso de laranjas para usar ilicitamente o Fundo de Financiamento de Campanha. Ainda assim, Bolsonaro não retirou suas acusações contra a repórter e o jornal no compartilhamento de fakenews.

Para ouvir clique no link abaixo

Ou clique aqui e, em seguida, no play.

Para ouvir no Blog do Nêumanne, Política, Estadão, clique aqui.

Assuntos para comentário de terça 12 de março de 2019

1 – Haisem – E agora que o site francês já informou que o tal post do Treça Livre era falso, como ficam o presidente Bolsonaro e seus seguidores

2 – Carolina – Até que ponto a revelação de que a autora do falso tuíte tentando comprometer a repórter do Estadão foi escrito por uma assessora de um deputado mineiro do PSL, centro de frondoso laranjal de verbas públicas suspeitas

3 – Haisem – Por que o site Terça Livre insiste em publicar tuítes falsos da jornalista Constança Rezende, apesar de já ter sido desmascarado.

4 – Carolina – Por que entidades de classe como ANJ, Abert e Aner comungam da tese de que ataques contra repórter do Estado e o próprio jornal são tentativas de reprimir a liberdade de imprensa

5 – Haisem – O que levou a procuradora-geral da República, Raquel Dodge, a não aceitar a queixa dos colegas procuradores sobre a relatoria do ministro do STF Gilmar Mendes para os processos de Paulo Vieira de Souza, o Paulo Preto

6 – Carolina – Por que foi indicado para presidir a Comissão de Constituição e Justiça da Câmara o deputado Felipe Francischini, filho do Delegado Francischini, que não manifesta muita simpatia pela reforma da Previdência

7 – Haisem – Que motivação levou prefeito de São Paulo a deixar a cidade em março após tirar licença remunerada por “motivos pessoais”, ou seja, secretos, ou melhor, nenhum

8 – Carolina – Dois dias antes de se completar um ano da morte de Marielle Franco e Anderson Gomes, justiça manda prender PM e ex-PM pelo crime

Comentário no Estadão Notícias: Suspeição só com intimidade

Comentário no Estadão Notícias: Suspeição só com intimidade

A decisão da procuradora-geral da República, Raquel Dodge, de negar provimento ao pedido dos procuradores da Lava Jato de impedir que o ministro do STF Gilmar Mendes, que a indicou para o lugar ao ex-presidente Temer, para relatar habeas corpus para Paulo Vieira de Souza, mostra pela enésima vez como é praticamente impossível quebrar a inimputabilidade dos chefões da altíssima corte. O eterno relator conheceu o réu e Aloysio Nunes, que intercedeu por ele antes de um dos habeas corpus que expediu, no Palácio do Planalto no governo Fernando Henrique, sob cuja égide o trio fez carreira política e profissional. Da forma como a banda toca, a impunidade sempre rondará esses velhos amigos. Este é meu comentário no Estadão Notícias, no Portal do Estadão desde 6 horas da terça-feira 12 de março de 2019.

Para ouvir clique aqui e, em seguida, no player.

Para ouvir no  Blog do Nêumanne, Política, Estadão, clique aqui.

 

Comentário no Estadão às 5H: Laranjal de fakenews

Comentário no Estadão às 5H: Laranjal de fakenews

A autora da denúncia falsa contra a repórter Constança Rezende e o Estado é de autoria de Fernanda Salles Andrade, desde 2 de fevereiro assessora no gabinete do deputado estadual Bruno Engler, do PFL de Minas Gerais, que, neste momento, sofre devassa pela acusação de desvio de verbas do Fundo de Financiamento de Campanha por laranjas. Nem essa evidência óbvia de armação, contudo, arrefece os ânimos dos milicianos bolsonaristas das redes sociais que ainda distribuem a hashtag #estadaomente, com adesão do presidente e da família Bolsonaro. Talvez isso possa explicar por que até agora o ex-presidente do diretório mineiro do PSL Marcelo Álvaro Antônio continua ministro do Turismo. Este foi um dos assuntos que comentei no Estadão às 5, ancorado por Gustavo Alves e retransmitido por YouTube, Twitter e Facebook do estúdio da TV Estadão na redação do jornal na segunda-feira 11 de março de 2019, às 17 horas.

Para ver o vídeo clique no play abaixo:

Para ver no Blog do Nêumanne, Política, Estadão, clique aqui. 

Direto ao Assunto no YouTube: Bolsonaro ataca imprensa

Direto ao Assunto no YouTube: Bolsonaro ataca imprensa

O compartilhamento por Jair Bolsonaro – tenha sido feito por ele ou pelo filho 02, Carlos – de uma gravação em que a repórter Constança Rezende, do Estado, não disse o que lhe está sendo imputado por milicianos de redes sociais – que a reportagem sobre investigação do Coaf de movimentação financeira do ex-assessor de Flávio Bolsonaro na Alerj, o PM Fabrício Queiroz, teria “intenção” de arruinar Flávio Bolsonaro e o governo” – torna o presidente da República cúmplice de uma mentira. Tudo para desqualificar a imprensa, como Lula e o PT faziam tentando desqualificar a imprensa para acabar com a liberdade de informação, o que não conseguiram em seus 13 anos e meio de governo. Direto ao assunto. Inté. E só a verdade nos salvará.

Para ver vídeo publicado no YouTube clique no play abaixo:

Para ver no Blog do Nêumanne, Política, Estadão, clique aqui.

Comentário no Jornal Eldorado: Bolsonaro imita Lula

Comentário no Jornal Eldorado: Bolsonaro imita Lula

Bolsonaro (seja Jair ou Carlos) compartilhou notícia falsa, divulgada pelo site Terça Livre, a partir de uma “denúncia” do blog do “francês” Jawad Rhalib, em seu Twitter, atribuindo a Constança Rezende e ao Estado, jornal em que ela trabalha, a intenção explícita de prejudicar Flávio e com ele atingir o governo do pai nas notícias que obteve no Coaf sobre trapaças de Patrício Queiroz. As frases citadas entre aspas no tuíte não correspondem ao que a repórter de fato disse numa gravação de uma conversa sua com o pretenso estudante americano Alex MacAllister. Agindo de forma similar ao que fez domingo de carnaval, ao compartilhar um vídeo nojento, o clã repetiu truque do PT contra imprensa.

Para ouvir clique no play abaixo:

Ou clique aqui e, em seguida, no play.

Para ouvir no Blog do Nêumanne, Política, Estadão, clique aqui.

 

Assuntos para comentário de segunda-feira 11 de março de 2019

1 – Haisem – Que motivos teve o presidente Jair Bolsonaro para compartilhar em seu Twitter, notoriamente produzido pelo filho Carlos, vereador no Rio, post que distorce a gravação de uma repórter do Estadão a respeito de reportagens do jornal sobre a constatação do Coaf de movimento financeiro atípico de um ex-assessor de outro filho dele, o senador Flávio

2 – Carolina – Por que o ministro do Turismo, que protagoniza o episódio de velha política mais asqueroso dos que dizem defender uma tal de nova política, continua no “balança, mas não cai” do governo Bolsonaro

3 – Haisem – O que provocou a saída do grã-fino carioca Mariano Marcondes Ferraz das colunas sociais e seu rumoroso ingresso nas páginas policiais da política

4 – Carolina – O que levou o filho de Sílvia Amélia, baronesa de Waldner e considerada uma das mais elegantes mulheres do café society na coluna de Ibrahim Sued, a se tornar delator premiado da polícia e do Ministério Público

5 – Haisem – Qual impacto poderá causar a decisão de Jacob Barata, o “rei dos ônibus” no Rio, delatar o pagamento de propinas no transporte público daquela cidade, mesmo tendo a Lava Jato lhe recusado delação premiada

6 – Carolina – Em que a informação de que Sérgio Cabral delatou ter ele mesmo usado dinheiro da corrupção para alavancar desfiles de carnaval de escolas como a Mangueira, campeã deste ano, poderá mudar a relação entre poder público e o chamado maior espetáculo da Terra

7 – Haisem – A delação da Engevix do pagamento de propina nas obras de aeroportos pode abalar o reino das parcerias público-privadas, que recentemente estava em moda no Brasil

8 – Carolina – Segundo Elliott Abrams, a tática de Maduro é ficar parado. Que chances você acha que ele tem de essa tática dar certo

Comentário no Estadão Notícias: Orçamento sem gesso

Comentário no Estadão Notícias: Orçamento sem gesso

Na primeira entrevista exclusiva que deu a um veículo de grande circulação, o ministro da Economia, Paulo Guedes, contou aos repórteres do Estadão Adriana Fernandes, José Fucs e Renata Agostini que, após aprovação da reforma da Previdência, governo levará ao Congresso para aprovação emenda constitucional que quebra o gesso que obriga o Orçamento a destinar despesas públicas para determinadas áreas em proporções previamente definidas. Este é meu comentário no Estadão Notícias, no Portal do Estadão desde 6 horas de segunda-feira 11 de março de 2019.

Para ouvir clique aqui  e, em seguida, no player.

Para ouvir no Blog do Nêumanne, Política, Estadão, clique aqui.

 

Página 20 de 611«...51015...1819202122...2530354045...»
Criação de sites em recife Q.I Genial