Site oficial do escritor e jornalista José Nêumanne Pinto

Podcast

Comentário no Jornal Eldorado: Susto e alívio

Comentário no Jornal Eldorado: Susto e alívio

Depois de dar um susto no governo aprovando ontem às carreiras uma reforma tributária que a equipe de Paulo Guedes nem tinha chegado a ler na CCJ, o Centrão que comanda a Câmara dos Deputados aprovou a MP 870/19, da reforma dos ministérios, que ameaçava manter à espera de caducar dia 10, sem criar os dois novos ministérios para distribuir com quem ajudasse na votação na sessão plenária. Em compensação, numa votação apertada com maioria de 18 votos, aprovou a emenda que desautoriza a transferência, pedida por Bolsonaro, do Coaf do Ministério da Fazenda (agora Economia) para o da Justiça. E ainda deixaram para concluir a votação apenas hoje numa ameaça velada a uma possibilidade de traição, que embora improvável, não deixa de ser uma ameaça de que novas derrotas de Moro poderão vir.

Para ouvir clique no play abaixo:

Ou clique aqui e, em seguida, no play.

Para ouvir no Blog do Nêumanne, Política, Estadão, clique aqui.

Assuntos para comentário da quinta-feira 23 de maio de 2019

1 – Haisem – Manchete do Estadão hoje informa: “Câmara aprova MP que reduz ministérios, mas Moro perde Coaf”. Você acha que este será o preço que Bolsonaro vai pagar ao Centrão pela aprovação, adiada para hoje, da Medida Provisória 870/19 que reduz o número de ministérios de 29 para 22

2 – Carolina – Por que o Centrão fez tanta questão de derrotar o governo na emenda específica que transferia o Coaf do Ministério da Justiça para o Ministério da Fazenda

SONORA DELTAN 2305

3 – Haisem – Por que Bolsonaro convidou Dias Toffoli para uma curta reunião de 20 minutos, à noite, no Palácio da Alvorada

4 – Carolina – A quantas ficam agora as perspectivas de sucesso dos atos convocados em 60 cidades brasileiras e no Distrito Federal no domingo 26 para dar força a Bolsonaro e seus principais compromissos assumidos com o cidadão na eleição de outubro

5 – Haisem – Que conclusões você tira da divulgação da PNAD Contínua do IBGE da realidade dramática do “País do Carnaval”, segundo a qual mais de 72 milhões de pessoas não têm esgoto

6 – Carolina – O que leva o militar e juiz de carreira e governador do Estado do Rio de Janeiro Wilson Witzel declarar que tem diploma da Harvard se nunca freqüentou a grande universidade americana

7 – Haisem – Nesse embate sobre convites e divulgação de números de telefone entre a deputada Tabata Amaral e o ministro da Educação, Abraham Weintraub, quem tem razão

8 – Carolina – O que você reservou de especial para a entrevista que deu para o canal de Leda Nagle no YouTube

Comentário no Estadão Notícias: Ministro sem compostura

Comentário no Estadão Notícias: Ministro sem compostura

O ministro da Educação, Abraham Weintraub, já deu várias manifestações de ignorância, como ao chamar Kafka de Kafta e escrever incitar com esse, e de cara-dura, ao encontrar desculpa esfarrapada para a confusão em torno do contingenciamento das verbas das universidades federais. Agora ele bateu todos os recordes de desrespeito ao distribuir aos presentes a uma reunião da Comissão de Educação da Câmara os números de telefones da deputada Tabata Amaral e de seus assessores. No cargo ele acrescenta cafajestice a sua notória falta de educação. Este é meu comentário no Estadão Notícias no Portal do Estadão desde 6 horas da quinta-feira 23 de maio de 2019.

Para ouvir clique aqui e, em seguida, no player:

Para ouvir no Blog do Nêumanne, Politica, Estadão, clique aqui.

Comentário no Jornal Eldorado: Parece que Centrão arreglou

Comentário no Jornal Eldorado: Parece que Centrão arreglou

Comemoro com alívio a notícia alvissareira de que, pressionados pelo massacre nas redes sociais contra interferência deles em assuntos que, a meu ver, são da alçada do Executivo e contêm compromissos de Jair Bolsonaro com o povo, os chefões do Centrão indicam ter recuado, resolvendo votar MP 870, que reduz os ministérios de 29 para 22. É um sinal de que a cidadania exerce sua pressão de forma livre e democrática para deixar clara sua disposição de se fazer de fato representar pelo Poder que, e não apenas ba teoria, por ela deve ser exercido, como determina a Constituição. Será muito bom que essa disposição de servir à população, de que se arvora ser a voz, mas, para isso, também precisa ouvi-la, ponha as coisas em seu lugar, ou seja, que cada Poder cumpra seu dever sem invadir a seara do outro.

Para ouvir clique no play abaixo:

Ou clique aqui e, em seguida, no play.

Para ouvir no Blog do Nêumanne, Político, clique aqui.

Assuntos para comentário da quarta 22 de maio de 2019

1 – Haisem – Segundo título de chamada de primeira página do Estadão de hoje, “Sob pressão, Centrão abre mão de novos ministérios”. Que mudança esta notícia representa na questão da governabilidade de Bolsonaro

SONORA_AGUINALDO 2205

2 – Carolina – O que, na sua opinião, pode ter levado o presidente da República a resolver não participar e recomendar que seus ministros também não participem das manifestações de ruas anunciadas por seus apoiadores para lhe dar força no domingo que vem

3 – Haisem – Por que motivos você acha que os atos marcados para domingo racharam o PSL e empresários que apoiaram Bolsonaro financeiramente na campanha

4 – Carolina – Será que a perspectiva de apaziguamento de ânimos entre Planalto e Congresso poderá fazer com que a reforma administrativa ande na Câmara permitindo a economia pretendida pelo governo de 1 trilhão de reais

SONORA_SAMUEL MOREIRA 2205

5 – Haissem – Você acha que há alguma relação entre a carta dos 14 governadores, quase todos da esquerda, criticando o decreto da posse de fuzis e o anúncio feito pelo Planalto de que o governo pode voltar atrás

6 – Carolina – O que há, a seu ver, de inusitado na notícia de que José Dirceu e Eduardo Cunha dividirão a mesma cela no Complexo Médio Penal de Curitiba

7 – Haisem – Você acha que a decisão da ONU de mudar o status dos milhões de venezuelanos que saíram do país por causa da ditadura bolivariana, o que provocou a retração da população daquele país vizinho, alterará de alguma forma a situação de quem ficou lá

8 – O que, na sua opinião, motiva a decisão de Nicolás Maduro de antecipar do ano que vem para agora a eleição para o Parlamento na Venezuela

Comentário no Estadão Notícias: Dirceu e Cunha juntos na cadeia

Comentário no Estadão Notícias: Dirceu e Cunha juntos na cadeia

O ex-faz-tudo de Lula e comandante incontestável do PT no primeiro mandato presidencial do partido, José Dirceu, teve, antes de cair em desgraça por causa do mensalão, em Eduardo Cunha, manda-chuva do PMDB e da Câmara, um aliado na grande roubalheira daqueles tempos. Mas a sucessora do petista na Casa Civil transformou o político fluminense em inimigo dela e do partido e isso provocou o impeachment de Dilma Rousseff. Agora eles terão muito a conversar sobre os velhos tempos na mesma cela que dividem. Este é meu comentário no Estadão Notícias no Portal do Estadão desde 6 horas da quarta-feira 22 de maio de 2019.

Para ouvir clique aqui e, em seguida, no player.

Para ouvir no Blog do Nêumane, Política, Estadão, clique aqui.

Comentário na Rádio Eldorado: O presidente morde-assopra

Comentário na Rádio Eldorado: O presidente morde-assopra

Na manhã de segunda 20 de maio, Bolsonaro abriu a semana dizendo a empresários na Federação das Indústrias do Rio de Janeiro (Firjan) que o problema do Brasil é a classe política. À tarde do mesmo dia, no Palácio do Planalto, para um auditório de políticos, onde foi lançada a campanha de publicidade da reforma da Previdência, disse que valoriza o parlamento e que a última palavra sobre o assunto ali tratado será da Câmara. Trata-se do próprio presidente vagalume, ou, mais ainda, morde-assopra, sendo que sempre bate em quem não está a seu alcance e afaga quem estiver mais próximo. Além do mais acusa “as imprensas” (que diabo será isso?) de contar mentiras contra ele, ao mentir sobre ter vetado (na verdade, fez um veto insignificante) o infame projeto do Congresso para anistiar partidos políticos. Vôte!

Para ouvir clique no play abaixo

Ou clique aqui e, em seguida, no play.

Para ouvir no Blog do Nêumanne, Política, Estadão, clique aqui.

Assuntos de comentário da terça-feira 21 de maio de 2019

 1 – Haisem – O que levou o presidente Jair Bolsonaro a dizer que valoriza o parlamento e que a última palavra sobre reforma da Previdência será da Câmara ao lançar uma campanha publicitária de apoio a esse projeto

SONORA_BOLSONARO 2105 B

 2 – Carolina – Mas esta afirmação, a seu ver, não é contraditória em relação a outra, que ele fez numa reunião com empresários da Federação das Indústrias no Rio de Janeiro

 3 – Haisem – Você, afinal, pedirá desculpas a nossos ouvintes por.haver comentado a notícia de que Bolsonaro sancionaria projeto para anistiar partidos políticos de multas por violarem lei que obriga a usar 30% do fundo partidário com mulheres candidatas e o presidente disse que era mentira das “imprensas”

 4 – Carolina – Você achou apropriada a piada que o mesmo Bolsonaro fez quando disse que “até gostaria de ser dono de laranjal”

 5 – Haisem – Será que procede a informação dada ontem pelo presidente da Comissão de Constituição e Justiça da Câmara, Filipe Francischini, de que a Comissão Especial da Reforma da Previdência votará o relatório amanhã

SONORA_MARCELO RAMOS 2105

 6 – Carolina – Quem tem razão, a deputada estadual paulista Janaína Paschoal, que fez um apelo dramático para as manifestações de domingo 26 de maio a favor de Bolsonaro sejam suspensas ou sua colega do PSL, a senadora Soraya Thronique, que convoca os cidadãos às ruas para fazer cobranças ao Centrão

 7 – Haisem – Até que ponto a Receita Federal poderá chegar na investigação anunciada hoje em manchete pelo Globo a respeito da movimentação atípica constatada pelo Coaf nas contas bancárias dos gabinetes do filho do presidente, senador Flávio Bolsonaro, seu ex-assessor Fabrício de Queiroz e de mais 93 pessoas que têm conexão com a Alerj

 8 – Carolina – O que, a seu ver, teria motivado a inconfidência feita pelo ex-ministro Bresser Pereira a respeito do noivado de Lula com a socióloga paulista Rosângela Silva

Comentário no Estadão Notícias: “Crime contra o Brasil”

Comentário no Estadão Notícias: “Crime contra o Brasil”

O ministro-chefe do Gabinete de Segurança Institucional (GSI), general Augusto Heleno, admitiu que o governo corre o risco de ver caducar a Medida Provisória (MP) n.º 870, que altera o número de 29 ministérios para os atuais 22. Ele disse ter a esperança de que “o espírito patriótico dos nossos parlamentares entre em vigor” e que os congressistas sabem que deixar isso acontecer seria “criminoso contra o país”. Ele está certo, sua confiança é louvável, mas o mais provável é que o Centrão promova no Congresso exatamente o oposto do que ele espera. Este é meu comentário no Estadão Notícias no Portal do Estadão desde 6 horas da terça-feira 21 de maio de 2019.

Para ouvir clique aqui e, em seguida, no player.

Para ouvir no Blog do Nêumanne, Política, Estadão, clique aqui.

 

Página 1 de 15512345...1015202530...»
Criação de sites em recife Q.I Genial