Site oficial do escritor e jornalista José Nêumanne Pinto

Podcast

Comentário no Jornal Eldorado: A CPI da Lava Jato

Comentário no Jornal Eldorado: A CPI da Lava Jato

Os bandidos desmascarados e os ocultos, que ainda temem ser descobertos, já têm quórum na Câmara dos Deputados para, pelo menos, instalar uma CPI. É o que se percebe ao tomar conhecimento da última novidade: a fresquíssima comissão de inquérito para apurar “crimes” eventualmente cometidos por agentes da lei da mais bem-sucedida operação de combate à corrupção da história: a Operação Lava Jato. Além de conviver com o incômodo de ter sua intimidade no aplicativo Telegram divulgada diariamente pela IntercePT Brasil e seus cúmplices brasileiros, eles serão submetidos ao vexame do depoimento embaraçoso na Câmara. É o Brasil.

Para ouvir clique no play abaixo:

 

Ou clique aqui e, em seguida, no play.

 

Para ouvir no Blog do Nêumanne, Política, Estadão, clique aqui.

 

Assuntos para comentário da sexta-feira 13 de setembro de 2019

1 – Haisem – Quais são os resultados que você espera dos trabalhos da CPI da Lava Jato

2 – Carolina – Que assuntos tão graves e sigilosos você acha que o presidente do Supremo Tribunal Federal, Dias Toffoli, tinha para tratar em jantar secreto com os senadores petistas Jaques Wagner e Humberto Costa

3 – Haisem – Você ficou emocionado com o discurso de despedida da procuradora-geral da República, Raquel Dodge, ontem no Supremo Tribunal Federal

SONORA_DODGE 1309

4 – Carolina – Você não vai aproveitar seu comentário para cumprimentar o decano do Supremo, Celso de Mello, pelo discurso que fez na despedida da procuradora-geral, Raquel Dodge

SONORA_MELO 1309

5 – Haisem – Você daria a medalha de benemérito do mês ao ministro do STF Gilmar Mendes por ter concedido ontem habeas corpus aos empresários cariocas Miguel Skin e Gustavo Estellita na área de fornecimento de equipamentos e material hospitalar para a saúde publica do Rio

6 – Carolina – Você não vai mandar felicitações ao presidente do Senado, Davi Alcolumbre, pelo serão a que se submeteu para tentar aprovar pleito grato a seus nobres colegas

7 – Haisem – O que você acha que pode haver por trás dessa história fantástica da tentativa de envolver o deputado Hélio Negão, da intimidade da família Bolsonaro, num inquérito da Polícia Federal do Rio

8 – Carolina – Qual será seu spoiler da série Nêumanne entrevista em seu blog nesta sexta-feira

TRILHA DE SPOILER

 

Comentário no Jornal Eldorado: Obsessão derrubou Cintra

Comentário no Jornal Eldorado: Obsessão derrubou Cintra

Uma obsessão derrubou o secretário da Receita Federal, Marcos Cintra. É fácil entender esta demissão: ela é fruto de sua obsessão doentia pelo imposto único, que agora ele acrescentou que seria a reprodução da CPMF, contra a qual opinam o Congressos, que teria de aprová-lo, e o presidente, que o chefiava até ontem. Mas, tendo Jair B0lsonaro sido deputado por 28 anos e Paulo Guedes um conhecedor do mercado, por que diabos um indicou e o outro nomeou o obcecado em questão secretário da Receita Federal e principal responsável por eventual reforma tributária contra chefe, Congresso e toda a Nação, hein?

Para ouvir clique no play abaixo:
Ou, clique aqui e, em seguida, no play.
 
Para ouvir no Blog do Nêumanne, Política, Estadão, clique aqui.

Assuntos para comentário da quinta-feira 12 de setembro de 2019

1 – Haisem – A manchete do Estadão hoje é: CPMF derruba secretário e governo vai mudar cúpula da Receita. Por que, em sua opinião, o economista Marcos Cintra insistiu tanto na recriação da CPMF, o que terminou o derrubando

SONORA_MOURAO 1209

2 – Carolina – Qual a razão de terem apelidado o senador Flávio Bolsonaro, primogênito do presidente Jair Bolsonaro, de ministro 01

3 – Haisem – No alto da primeira página do Estadão de hoje está registrado que MP apura se Carlos Bolsonaro empregou servidores fantasmas. Que conseqüências a notícia poderá trazer que afete o clã presidencial

4 – Carolina – Mesmo extinto e rebatizado, o mesmo Coaf também detectou movimentações atípicas na conta do gabinete do atual deputado federal David Miranda, marido do editor do site Intercept, que divulga mensagens de Telegram da Lava Jato

SONORA_DAVID 1209

5 – Haisem – Será que a divulgação da impertinente reclamação do procurador mineiro Leonardo Azeredo sobre seus vencimentos poderá vir a interferir negativamente na boa imagem de que a categoria goza hoje por causa da Operação Lava Jato

6 – Carolina – O que pode explicar, a seu ver, a insistência do presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia, em articular a extensão do foro privilegiado, do qual ele já goza, para 50 mil políticos brasileiros

7 – Haisem – Por que, a seu ver, a forma de o presidente da Comissão de Relações Exteriores da Câmara dos Deputados, Eduardo Bolsonaro, pronunciar o nome de Winston Churchill provocou tanto espanto

8 – Carolina – O que explica, na sua opinião, o aumento incrível de casos de dengue no Brasil hoje

Comentário no Jornal Eldorado: Gomes, o farsante

Comentário no Jornal Eldorado: Gomes, o farsante

O advogado, juiz e soit-disant “jurista” Luiz Flávio Gomes liderou um movimento nas ruas contra a corrupção e, com fortuna pessoal e fama de combatente pelos bons costumes na política sórdida do País, elegeu-se deputado federal pelo PSB de São Paulo. Para decepção geral de quem votou nele ou acreditou em suas vãs promessas em palanques de rua, aderiu completamente à legenda e se tornou mais um farsante que vende peixe são e entrega carne podre no cumprimento de seu mandato. Atualmente articula a ressurreição na Câmara do foro privilegiado, executado no Senado, a serviço de bandidos como Rodrigo Maia, o Botafogo da Odebrecht, presidente da Casa.

Para ouvir clique no link abaixo e, em seguida, no play:

Para ouvir no Blog do Nêumanne, Política, Estadão, clique aqui.

Assuntos para comentário da quarta 11 de setembro de 2019

 1 – Haisem – Que justificativas práticas, políticas ou morais para a Câmara dos Deputados ressuscitar o foro privilegiado para mandatários políticos depois da aprovação da lei pelo Senado

 2 – Carolina – Quais são as novidades trazidas a lume pela Operação Galeria deflagrada ontem com a prisão de Márcio Lobão, filho do ex-ministro Edison Lobão, da intimidade do ex-presidente José Sarney

 3 – Haisem – O que pode explicar o espírito mais uma vez magnânimo da Segunda Turma do Supremo Tribunal ao resolver não permitir sequer instaurar investigação sobre eventuais delitos do ex-ministro Aroldo Cedraz

 4 – Carolina – Por que o senador Flávio Bolsonaro está atendendo em Brasília de ministro 01 de seu pai, o presidente Jair Bolsonaro

 5 – Haisem – Até que ponto as estatísticas divulgadas ontem sobre o total de homicídios no Brasil no primeiro semestre poderá influir no clima tenso recente das relações entre o presidente Jair Bolsonaro e seu ministro da Justiça e da Segurança Pública, Sergio Moro

 6 – Carolina – Será que o ministro da Fazenda, Paulo Guedes, vai conseguir, na sua opinião, enfiar goela adentro do chefe, Bolsonaro, do Congresso e da sociedade o detestado imposto do cheque, seja qual nome vier a ter

SONORA_SILVA 1109

 7 – Haisem – O que tem a ver inquérito na Polícia Federal que incluiu um homônimo do amigo de Bolsonaro Hélio Negão com a queda iminente do superintendente da PF no Rio, Hélio Saadi

 8 – Carolina – Que alegações apresentou a procuradora-geral da República, Raquel Dodge, para fazer parecer recomendando a cassação do mandato da senadora Juíza Selma Arruda, do PSL do Mato Grosso, e a realização de novas eleições para substituí-la,

Comentário no Jornal Eldorado: O irmão Metralha de Lula

Comentário no Jornal Eldorado: O irmão Metralha de Lula

José Ferreira da Silva, conhecido como Frei Chico por causa da tonsura franciscana natural no crânio, nunca foi santo. Militante do Partido Comunista na ditadura militar, entrou para a História por ter convencido o irmão Lula a entrar no sindicalismo. Quando este assumiu a Presidência da República em 2002, ele passou a receber RS$ 3.000 mensais de mesada, aumentada para R$ 5 mil em 2007 e o “pacote de propina” só foi suspenso 12 anos depois, em 2015, perfazendo R$ 1.131.333,12. Nem o Vaza Jato impediu que a Lava Jato paulista denunciasse irmãos Lula e “Metralha” por corrupção passiva continuada. Apois.

Para ouvir clique no play abaixo:
Ou clique aqui e, em seguida, no play.
Para ouvir no Blog do Nêumanne, Política, Estadão, clique aqui.

Assuntos para comentário de terça-feira 10 de setembro de 2019

1 – Haisem – Por que razão o irmão de Lula, Frei Chico, líder sindicalista ligado ao Partido Comunista e responsável pela entrada dele no sindicalismo, e o próprio petista foram indiciados pela Operação Lava Jato de São Paulo sob acusação de ter recebido propina da Odebrecht

2 – Carolina – Por que Luciano Bivar, presidente do PSL, partido pelo qual se elegeu o presidente Jair Bolsonaro, escalou o senador Flávio Bolsonaro, primogênito deste, para atuar contra a criação da CPI dita do Lava Toga no Senado

3 – Haisem – Faz algum sentido para você essa rebelião raivosa de procuradores contra a escolha por Bolsonaro de Augusto Aras para chefiar a Procuradoria-Geral da República

4 – Carolina – A velha Contribuição Provisória de Movimentação Financeira, com nova denominação, Imposto sobre Transações Financeiras, resolveria a crise fiscal do governo, como propõe o ministro da Economia, Paulo Guedes

5 – Haisem – Que representatividade popular, autoridade moral ou força política o vereador do PSC do Rio Carlos Bolsonaro tem para decretar que não haverá transformação rápida desejada por vias democráticas e que conseqüências a declaração produzirá

6 – Carolina – O que motivou a conversa revelada em vídeo na televisão entre os presidentes da França, Emmanuel Macron, e do Chile, Sebastian Piñeira, e a primeira ministra da Alemanha, Angela Merkel, a respeito da grosseria do presidente Jair Bolsonaro em relação à esposa do primeiro, Brigitte Macron

7 – Haisem – O que o surpreendeu no discurso da ex-presidente do Chile Michelle Bachelet na abertura da 42.ª sessão da Comissão de Direitos Humanos da ONU

8 – Carolina – Qual é o assunto de seu artigo semanal publicado desde ontem no Blog do Nêumanne no Portal do Estadão e no site Estação Nêumanne

Comentário no Jornal Eldorado: Corrupção legal na eleição

Comentário no Jornal Eldorado: Corrupção legal na eleição

Se o Fundo Eleitoral já é uma ignomínia em si, por usar bilhões de escasso dinheiro público para financiar campanhas eleitorais, que não devem ser bancadas por cidadãos, mas por partidos, a informação dada pela Justiça Eleitoral de que 1 bilhão e 700 milhões de reais foram usados em 2018 para pagar a vereadores, prefeitos e vice-prefeitos senadores para elegerem senadores e deputados ainda é pior. Muito pior. A prática substitui delitos que podem ser investigados com autores processados e punidos por uso de caixa 2, notas fiscais falsas e outros truques pela legalização da corrupção. Os cidadãos conscientes precisam dar um basta urgente nisso não elegendo candidatos dos partidos que praticam esse absurdo e mandatários do Legislativo que recorrerão a esse truque para se eleger.

Para ouvir clique no play abaixo:

Ou, clique aqui, e, em seguida, no play.

 

Para ouvir no Blog do Nêumanne, Política, Estadão, clique aqui.

Assuntos do comentário da segunda-feira 9 de setembro de 2019

1 – Haisem – Qual a gravidade da notícia publicada pelo Estadão no fim de semana de que 1 bilhão e 700 milhões reais do Fundo Partidário, ou seja, dinheiro público foram usados para “contratar” vereadores, prefeitos e vice-prefeitos para as campanhas dos então candidatos a deputados e senadores nas últimas eleições.

2 – Carolina – Qual das partes tem razão na polêmica em torno da tentativa feita pelo prefeito do Rio, Marcelo Crivella, de proibir a venda na Bienal do Livro de publicações reproduzindo imagem de um beijo gay

3 – Haisem – O que você acha da passagem do ex-tesoureiro do Partido dos Trabalhadores João Vaccari Neto para o sistema semiaberto de prisão, ou seja, morar com o tio com tornozeleira eletrônica, após cumprimento de menos de 4 anos e meio de uma pena original de 45 anos e meio

4 – Carolina – O que de útil, verdadeiro e positivo para a democracia

brasileira pode ser extraído das recentes entrevistas dadas por Lula da cela de Estado Maior, onde vive, em Curitiba, nos últimos dias, especialmente a publicada atualmente na capa da revista Carta Capital

5 – Haisem – Já é possível obter alguma informação da investigação sob sigilo da Justiça sobre os hackeadores de Araraquara e suas relações com o site The Intercept Brasil, de Glenn Greenwald

6 – Carolina – O que você achou da ideia do presidente Jair Bolsonaro de receber no palanque da parada do Dia da Independência o apresentador de TV Sílvio Santos, o bispo Edir Macedo, da Igreja Universal do Reino de Deus, e o garoto Ivo González, que ele conduziu até o local no Rolls Royce presidencial

7 – Haisem – Fala-se muito nas bobagens que o presidente Jair Bolsonaro faz e, sobretudo, diz, mas seus adversários da esquerda não conseguem amealhar capital político usando-as. Por que será que isso acontece?

8 – Carolina – O que traz de novo para os leitores de seu blog o protagonista da semana da série Nêumanne entrevista em seu blog, o artista plástico Chico Pereira

Comentário no Jornal Eldorado: Vetos à lei contra abuso são necessários

Comentário no Jornal Eldorado: Vetos à lei contra abuso são necessários

O presidente Jair Bolsonaro vetou 19 dos 44 pontos da Lei contra Abuso de Autoridade atendendo a ponderações de seus ministros da área e abrindo exceção positiva num governo, até agora dependente apenas de suas ordens de comando. Ao fazê-lo, deu um tranco na conspiração dos suspeitos, acusados, processados e condenados por corrupção do Congresso, com aliados no Supremo, embora suas decisões ainda possam ser derrubadas pelos que a escreveram, votaram a favor dela e se beneficiarão de arrefecimento da ação corretiva da polícia, do MP e da Justiça. Embora se trate de decisão parcial e passível de derrota em votações do plenário reunido de senadores e deputados, esta será uma oportunidade para a Nação saber se realmente o Legislativo a representa, ou não.

Para ouvir clique no play abaixo:
Ou clique aqui e, em seguida, no play.
Para ouvir no Blog do Nêumanne, Política, Estadão, clique aqui.
Assuntos para comentário da sexta-feira 6 de setembro de 2019

1 – Haisem – Presidente veta 19 dos 44 pontos da Lei de Abuso, revela título no alto da primeira página do Estadão de hoje. O que você acha que levou Jair Bolsonaro a desafiar o Congresso Nacional a este ponto

2 – Carolina – O noticiário da imprensa hoje lhe dá uma ideia sobre quem pode ter influído nessa decisão do presidente

3 – Haisem – Ao lado desta notícia na primeira página do Estadão está a manchete: Aras na PGR contraria Moro, MPF e apoiadores de Bolsonaro. O que você tem a dizer sobre isto

4 – Carolina – Planalto desiste de mexer na lei do teto, é o que revela outra chamada na dobra de cima de nosso jornal hoje. O que explica essa mudança de posição, na sua opinião

5 – Haisem O que levou, a seu ver, o substituto do juiz Sergio Moro na 13.ª Vara Federal Criminal de Curitiba, Luiz Fernando Bonat, a mandar soltar Maurício Ferro, cunhado de Marcelo Odebrecht e por ele denunciado na Operação Lava Jato, tão rapidamente

6 – Carolina – O que você acha da notícia dada pelo advogado do primogênito de Bolsonaro, senador Flávio Bolsonaro, de que está para estourar mais uma polêmica a respeito do inquérito dele no Ministério Público do Rio sobre movimentação atípica de dinheiro do ex-motorista Fabrício Queiroz na Alerj

7 – Haisem – O que você me diz de, em pleno século 21, ainda haver xingamentos racistas, como o sofrido pelo vereador Fernando Holiday, do MBL, no plenário da Câmara Municipal da maior, mais moderna e mais cosmopolita cidade brasileira, São Paulo

8 – Carolina – E esta greve do ônibus aí, hein, Nêumanne

Página 1 de 17212345...1015202530...»
Criação de sites em recife Q.I Genial