Site oficial do escritor e jornalista José Nêumanne Pinto

Podcast

Comentário no Jornal Eldorado: Forças Armadas contra Gilmar

Comentário no Jornal Eldorado: Forças Armadas contra Gilmar

Comandantes de Exército, Marinha e Aeronáutica resolveram acionar Procuradoria-Geral da República contra ministro do STF Gilmar Mendes porque ele expôs a subserviência deles ao presidente Jair Bolsonaro. É uma óbvia tentativa de jogar para baixo do tapete a inadequação da militarização do Ministério da Saúde, em especial no meio de uma gravíssima crise sanitária provocada pela mais violenta pandemia destes 100 anos. O combate à covid-19 expõe atualmente o Brasil ao ridículo e o jurista chamou a atenção para os serviços que oficiais da reserva e da ativa, o que é o caso do ministro provisório mantido como permanente, general Eduardo Pazuello, prestam a seu comandante supremo, cujo negacionismo provoca um real desgaste institucional das instituições fardadas.

Para ouvir comentário clique no abaixo abaixo:
 
Para ouvir no Blog do Nêumanne, Política, Estadão, clique aqui.
 

Assuntos para comentário da terça-feira 14 de julho de 2020:

1 – Haisem – Defesa vai a PGR contra fala de Gilmar sobre genocídio – este é o título de uma chamada no alto da primeira página na edição impressa do Estadão de hoje.  Como você avalia esta reação do general Fernando de Azevedo e Silva contra o aviso dado pelo ministro do Supremo sobre o desgaste da imagem do Exército por interferência indevida no Ministério da Saúde

2 – Carolina – Monitora de desmatamento é demitida do Inpe – é o título de outra chamada de primeira página no Estadão. Você acha que  este tipo de atitude do governo ajuda ou atrapalha o capitalismo brasileiro no mercado internacional, principalmente no que concerne ao agronegócio

3 – Haisem – Falências aumentam 71%; pequena empresa sofre mais – é a manchete do Estadão de hoje. Em que, na sua opinião, a precipitação da abertura da chamada quarentena para evitar conseqüências funestas na vida do trabalhador ajudou ou atrapalhou a retomada da economia no Brasil

4 – Carolina – Senador pede ação disciplinar contra Noronha por domiciliar para  Queiroz – A punição pedida é possível pela situação atual e esta iniciativa seria, a seu ver, justa ou injusta

5 – Haisem – Fabrício, Adriano e os Bolsonaros – este é o título de seu artigo semanal publicado desde ontem no Blog do Nêumanne no Portal do Estadão. De que trata especificamente este seu texto opinativo

6 – Carolina – PF prende suspeito de ameaçar de morte ministros do STF e parlamentares – Você acha que esta providência foi necessária ou arbitrária atingindo a liberdade de expressão do cidadão comum, garantida pela Constituição

Comentário no Jornal Eldorado: Brasil fracassa contra covid

Comentário no Jornal Eldorado: Brasil fracassa contra covid

Após mais de quatro meses de pandemia no País e sucessivas promessas do Ministério da Saúde de realizar testagem em massa para conter a covid-19, o Brasil só atingiu 20% da capacidade de exames prevista para o período de pico. Além de distribuir menos testes do que o projetado, o governo Jair Bolsonaro também tem feito entregas de kits incompletos, sem um dos reagentes essenciais para processar as amostras, segundo secretarias de saúde afirmaem ao Estadão. O Ministério diz já ter iniciado a compra de 15 milhões de unidades do reagente em falta e culpa a escassez global de insumos como entrave para a ampliação do diagnóstico. Esta talvez seja a principal razão para o completo fiasco da gestão federal de Jair Bolsonaro, de governadores e prefeitos na luta contra a mais grave pandemia dos últimos 100 anos.

Para ouvir comentário clique no play abaixo:
Para ouvir no Blog do Nêumanne, Política, Estadão, clique aqui.

Assuntos para comentário de segunda-feira 13 de julho de 2020

1 – Haisem – Brasil atinge apenas 20% da capacidade prevista de testes – é a manchete da primeira página da edição impressa do Estadão hoje. O que explica esta falência da saúde pública do País na mais devastadora pandemia dos últimos 100 anos no mundo

2 – Carolina – Que razão tem o ministro do Supremo Tribunal Federal Gilmar Mendes para avaliar ação do Exército Nacional no combate à covid-19 com uma palavra pesada como genocídio, que lembra momentos trágicos da História da humanidade como o nazismo

3 – Haisem – Azevedo avalia reação a Gilmar por fala de genocídio – é o título de chamada de primeira página do Estadão hoje. Você acha que a nota oficial do ministro da defesa do governo Bolsonaro ficou à altura da crítica do ministro do STF

4 – Carolina – Sob pressão, Salles afirma que quer dialogar com críticos – é o título de outra chamada de primeira página do Estadão hoje. Será que esta disposição ao diálogo pode manter ministro do Meio Ambiente do governo Bolsonaro no posto e mudar a péssima imagem deste governo no exterior

5 – Haisem – Bolsonaro prepara recriação do Ministério da Segurança para agradar policiais – revela notícia em destaque no Portal do Estadão agpra. Que impactos positivos você acha que o governo obterá com essa providência no campo da segurança pública e na política

6 – Carolina – Família Bolsonaro e aliados empregam ao menos 12 alvos de investigação – destaca notícia com destaque na capa da editoria de política no Portal do Estadão agora. O que essa notícia tem de reveladora sobre o estilo de gestão pública da família presidencial brasileira

 

Comentário no Jornal Eldorado: Bolsonaro deve favor a Noronha

Comentário no Jornal Eldorado: Bolsonaro deve favor a Noronha

O presidente Jair Bolsonaro, que, na posse do ministro da Justiça, André Mendonça,disse que tem com o presidente do STJ, João Otávio de Noronha, “amor à primeira vista”, deve um favor. Este mandou transferir o guarda-livros da famiglia Bolsonaro da prisão para casa. E, na mesma canetada, dada em plantão no recesso do Judiciário, determinou idêntico destino à mulher dele, Márcia Aguiar, embora ela ainda estivesse, então, foragida. No habeas corpus, a defesa de Queiroz pediu a conversão da prisão preventiva em domiciliar. Os advogados citaram o estado de saúde do amigo do presidente e  o contexto de pandemia e criticaram fundamentos da medida autorizada pela Justiça. Noronha decidiu estender a prisão domiciliar para a mulher dele para que ela possa lhe dispensar as atenções necessárias”. Não é fofo?

Para ouvir comentário clique no link abaixo e, em seguida, no play:
Para ouvir no Blog do Nêumanne, Política, Estadão, clique aqui.
  
 

Assuntos para comentário de sexta-feira 10 de julho de 2020:

1 – Presidente do STJ manda Queiroz para prisão domicilar – este é o título de uma chamada no alto da primeira página da edição imprensa do Estadão hoje. O que você acha que levou o ministro João Otávio de Noronha a esta decisão, que, por sinal, já era esperada

2 – ‘Vida nova’: após cerco a gabinete do ódio, Carlos avalia se mudar para Estados Unidos ou Brasília – este é o título de uma notícia dada com destaque na edição de hoje do Portal do Estadão. Quais são as justificativas para o filho 02 do presidente Jair Bolsonaro anunciar esta mudança

3 – Cobrado, governo se exime de desmate da Amazônia – esta é a manchete de primeira página do Estadão de hoje. Quem você acha que acredita nesta versão oficial tentando contrariar dados da realidade

4 – Toffoli ordena que Lava Jato apresente dados à PGR – é outro título de chamada de primeira página do Estadão. O que, a seu ver, justifica esta decisão do presidente do Supremo Tribunal Federal

5 – Investidor estrangeiro vê como irreal promessa de Guedes sobre privatizações – é o título de notícia dada com destaque na capa do Portal do Estadão hoje. Qual a explicação que você acha que pode dar sobre esta descrença

6 – Em artigo na edição de hoje do Estadão, o ex-comandante do Exército general Eduardo Villas Bôas escreveu que “nós carecemos de um projeto nacional”. Você ´pode nos explicar, por favor, o que ele quis dizer com isso

 

Comentário no Jornal Eldorado: Gabinete do ódio desmascarado

Comentário no Jornal Eldorado: Gabinete do ódio desmascarado

Facebook anunciou na quarta-feira, 8, que derrubou uma rede de contas e perfis falsos ligados a integrantes do gabinete do  presidente Jair Bolsonaro,  seus filhos, ao PSL e aliados. Foram identificadas e aemovidas 35 contas, 14 páginas e 1 grupo no Facebook e 38 contas no Instagram. O material investigado pela plataforma identificou pelo menos cinco funcionários e ex-auxiliares que disseminavam ataques a adversários políticos da “famiglia”. Nessa lista está Tercio Arnaud Thomaz, que é assessor do presidente e integra o chamado “gabinete do ódio”, núcleo instalado no terceiro andar do Palácio do Planalto. A investigação particular vem somar-se a outras no STF, no TSE e na CPMI e, sobretudo, põe a nu um esquema de extermínios de reputações de adversários e propaganda disparada dos feitos do chefão. Que feio!

Para ouvir comentário clique no play abaixo:

 

Para ouvir no Blog do Nêumanne, Política, Estadão, clique aqui.


Assuntos para comentário na quinta-feira 9 de julho de 2020:

1 – Facebook barra rede ligada ao ‘gabinete do ódio’ do Planalto – Esta é a manchete da primeira página do Estadão na edição impressa de hoje. Que providências terão de ser tomadas para interromper o absurdo da existência de robôs pagos pelo contribuinte para promover grupelhos e assassinar reputações

2  – Governo trava repasse de 33 milhões de reais para Amazônia -´Que conseqüências funestas esse tipo de providência, dada em chamada de primeira página da edição impressa do Estadão de hoje, poderá exercer sobre a retomada da economia pós-pandemia, prejudicando, sobretudo, nossa galilnha de ovos de ouro, o agonegócio

3 – Bolsonaro avalizou atos de Salles, diz MP em peça que pede a saída do ministro. Que conseqüências uma acusação pesada como esta, publicada em manchete na editoria de Política do Portal do Estadão, poderá ter sobre a permanência do ministro do Meio Ambiente e mesmo na permanência do próprio presidente da República, Jair Bolsonaro

4 – Estudo do PT mostra que eleitor desiludido com Bolsonaro pode votar nele de novo – revela outra notícia de destaque na capa da editoria Política do Portal do Estadão hoje. Que panorama dá para enxergar para 2022 diante desta revelação

5 – O presidente da República, Jair Bolsonaro, vetou a obrigatoriedade de o governo federal entregar água potável e UTIs às populações indígenas conforme prevê lei votada pelo Congresso para protegê-las do contágio mortal destas comunidades em suas aldeias. O que você achou disso

6 – O ministro do Supremo Tribunal Federal Luís Roberto Barroso determinou que o governo federal adote medidas para proteger os chamados “povos da floresta” da pandemia da covid-19, que pode provocar uma matança generalizada nas aldeias indígenas remanescentes do Brasil

Comentário no Jornal da Eldorado: O incorrigível capitão cloroquina

Comentário no Jornal da Eldorado: O incorrigível capitão cloroquina

Há 53 dias sem ministro da saúde, o Brasil registrou ontem, terça, 7, mais de mil óbitos pela covid-19.Foram 1.312 novas mortes e mais 48 mil novos casos de covid em 24 horas, Bolsonaro testou positivo para covid-19 no Hospital das Forças Armadas e, ao contrário do que fizeram Donald Trump e Boris Johnson, saiu reafirmando sua crítica ao isolamento social, a abertura dos comércios, além de ter vetado a lei do Congresso que tornou obrigatório o uso de máscara em espaços públicos, transportes coletivos. como táxis, carros de aplicativos, ônibus, aeronaves e embarcações fretadas, nos templos religiosos, nas lojas e até, acredite quem quiser, nos presídios. Disse que já está tomando diaxicloroquina, embora não esteja grave como exige o protocolo do próprio Ministério de Saúde, que acaba de alterar para qualquer fase.

Para ouvir comentário clique no play abaixo:

 

Para ouvir no Blog do Nêumanne, Política, Estadão, clique aqui.

Assuntos para comentário da quarta-feira 8 de julho de 2020:

1 – Haisem – 48 mil novos casos de covid em 24 horas; Bolsonaro é um deles – esta é a manchete da edição impressa do Estadão hoje. Que lições poderia ter o presidente da República tirado desta notícia, para, enfim, entender a dimensão real da pandemia que, de início, desprezou, e agir, no mínimo, corretamente no combate à doença

2 – Carolina – Até quando Jair fará pouco de nossa sobrevivência? – Este é o título de seu artigo publicado hoje na página A2 do Estadão. O que você quis dizer com a questão colocada logo no título?

3 – Haisem – Unifesp reporta que brasileiro se libertou do HIV – Este é o título de uma chamada do alto da primeira página. Que lições esta notícia muito relevante traz para o combate deficiente que o Estado brasileiro tem dado à pandemia, a ponto de merecer repreensão pública do presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, que não aliviou para seu amigo Bolsonaro

4 – Carolina – Que ações práticas você espera das autoridades públicas brasileiras depois da admissão pelo Organização Mundial de Saúde que a transmissão do novo coronavírus pode ser feita pelo ar, coincidindo com a flexibilização da abertura da economia exatamente quando é divulgada esta afirmação

5 – Haisem – Quais os efeitos produzidos pelo negacionismo de Jair Bolsonaro e dos bolsonaristas na adesão real de muitos brasileiros à estratégia de tomar cuidado no contato social para reduzir o impacto do contágio da covid-19

6 – Carolina – O que revela de preocupante a comparação feita pela jornalista Thaís Oyama, colunista do Uol, das declarações de renda de Jair, Flávio, Carlos e Eduardo Bolsonaro à Justiça Eleitoral em suas eleições para os Poderes Legislativo e Executivo

Comentário no Jornal Eldorado: Doidos mandam na educação

Comentário no Jornal Eldorado: Doidos mandam na educação

A negativa do secretário de Educação do Paraná, Renato Feder, ao convite do presidente Jair Bolsonaro para ser o quarto ministro da Educação com 18 meses de governo, é mais uma estação da via crucis da mais importante pasta do governo federal num dos assuntos em que o País é mais carente. Sob o domínio de um bando de lunáticos (definição de Rodrigo Maia) que transitam de Virginia (EUA), Rio e Brasília, o chefe do Executivo atua como um moleque de recados começando por nomear e depois demitir o colombiano Vélez Rodríguez, por ter este desagradado seus padrinhos birrentos. Completa inabilitação de Abraham Weintraub tornou inevitável sua substituição pelo vigarista Carlos Alberto Decotelli, que flagrado em deslizes, deu a vez ao que declinou da falsa honra.

Para ouvir comentário clique no play abaixo e, em seguida, no play:
 
Para ouvir no Blog do Nêumanne, Política, Estadão, clique aqui.

Assuntos para comentário da terça-feira 7 de julho de 2020:

1 – Haisem – O que terá levado o secretário de Educação do Estado do Paraná, Renato Feder, a recusar convite do presidente Jair Bolsonaro para ser ministro da Educação

2 – Carolina – O que chamou sua atenção na divulgação de que Jair Bolsonaro testou para a covid 19 e logo tomou cloroquina

3 – Haisem – O que você acha do estudo na Alemanha de que máscaras reduzem em 40% os casos de covid 19

4 – Carolina – O que você achou da carteirada da mulher em ação de fiscalização de isolamento social em bar do Rio e sua demissão da empresa onde trabalhava no dia seguinte

5 – Haisem – Que explicações podem ser dadas para a constatação de que, no governo de Jair Bolsonaro, o maior contrato de ex-mulher de Frederick Wassef subiu 3 vezes

6 – Carolina – Que caso de corrupção você analisa em seu artigo semanal no Blog do Nêumanne, publicado no Portal do Estadão desde ontem, sob o título Os brutos também furtam

 

Página 1 de 20212345...1015202530...»
Criação de sites em recife Q.I Genial