Site oficial do escritor e jornalista José Nêumanne Pinto

Direto ao Assunto

Direto ao Assunto no YouTube: Toffoli mente na cara dura

Direto ao Assunto no YouTube: Toffoli mente na cara dura

Já que tinha tanta pressa em bajular Bolsonaro livrando o primogênito dele de investigação do MP do Rio, Toffoli poderia ter agendado reunião plenária do STF para julgar pedido da defesa do senador Flávio. Mas ele preferiu ganhar tempo e tomar uma decisão monocrática sem submetê-la aos pares, com risco de não ser apoiado. Com reunião marcada para discutir o mérito para daqui a quatro meses, em novembro. E mente na cara dura falando em defesa do cidadão, como se em algum momento em que o Coaf compartilhou dados bancários de suspeitos investigados por PF e MP tenha havido quebra de sigilo bancário, que não houve. É o fim da picada usar o cidadão inocente e espoliado como máscara para proteger quem de fato sua medida protege: Flávio Bolsonaro, Fabrício de Queiroz, Lula, Glenn Greenwald, PT e outros sob suspeita, Direto ao assunto. Inté. E só a verdade nos salvará.

Para ver vídeo no YouTube clique no play abaixo:

Para ver no Blog do Nêumanne, Estadão, Política, clique aqui.

Comentário no Jornal Eldorado: Pretexto de Toffoli é falso

Comentário no Jornal Eldorado: Pretexto de Toffoli é falso

Se tinha tanta pressa para “garantir” os direitos da cidadania contra a “vilania” do Coaf em abrir dados sigilosos dos investigados no crime grave de lavagem de dinheiro, o presidente do Supremo Tribunal Federal, Dias Toffoli, poderia ter agendado uma reunião do plenário para discutir a partilha de informações do órgão com MPF e PF. Sua decisão monocrática, contrariando a lógica, o óbvio e decisões da maioria dos colegas, ao lado das quais deu seu voto em ocasiões anteriores, é absurda e tirânica, ferindo todos os princípios de colegialidade da instituição. Agrava-a o fato de ter usado como pretexto a mentira de garantir direito ao sigilo bancário e fiscal de toda a cidadania, pois o que, de fato, ele proibiu não quebra nem nunca quebrou o princípio que ele finge defender de que só um juiz pode autorizar a providência. Já o serviço que prestou ao filho do presidente é useiro em seu currículo.

Para ouvir o comentário clique no play abaixo:

Ou clique aqui e, em seguida, no play.

 

Para ouvir no Blog do Nêumanne, Política, Estadão, clique aqui.

 

Assuntos para comentário da quinta-feira 18 de julho de 2019-07-17

 

1 – Que razões pode, a seu ver, ter tido Dias Toffoli para decidir sozinho sobre proibição de compartilhamento de relatórios do COAF com Ministério Público e Polícia Federais se podia ter levado o recurso de Flávio Bolsonaro ao plenário

 

2 – Por que teria a procuradora-geral da República, Raquel Dodge, considerado “preocupante” a decisão polêmica do presidente do Supremo Tribunal Federal

 

3 –Que argumentos usou o Ministério Público Federal para dar parecer contrário à anulação da sentença de Sergio Moro que condenou Lula no processo do tríplex do Guarujá

 

4 – O que pode justificar a campanha de Ciro Gomes contra Tabata Amaral e a decisão da direção do partido de ambos, o PDT, de suspender por 60 dias os oito deputados da bancada, ela inclusive, que votaram a favor da reforma da Previdência no primeiro turno da votação no plenário da Câmara

 

5 – “Liberação do FGTS pode fazer economia crescer 1,1% em 2019”, diz a manchete do Estadão de hoje. Você concorda ou discorda com este anúncio feito pelo governo de liberação do Fundo de Garantia por Tempo de Serviço numa tentativa de reativar a atividade econômica e aliviar o desemprego

 

6 – Que importância terá a presidência rotativa de Jair Bolsonaro do Mercosul assumida ontem na reunião de Santa Fé, na Argentina

SONORA_BOLSONARO MERCOSUL 1807

 

7 – A que tipo de truque já usado por Dilma Rousseff, do PT, o filho do presidente Jair Bolsonaro, Eduardo, recorreu para justificar a indicação do pai para ocupar a embaixada do Brasil em Washington

 

8 – Se você tivesse que apostar, o faria ou não na divulgação da caixa-preta do BNDES pelo novo presidente, Gustavo Montezano, ou não

Comentário no Estadão Notícias: Decisão covarde do PDT

Comentário no Estadão Notícias: Decisão covarde do PDT

Decisão do PDT de suspender por 60 dias oito deputados da bancada federal que votaram a favor da reforma da Previdência é estúpida, covarde e burra. Sob a inspiração de Ciro Gomes, um fracassado em disputas eleitorais presidenciais, inclusive na última, na qual não conseguiu afastar o poste de Lula, Fernando Haddad, do segundo turno, ela foi tomada por Carlos Lupi. Este chegou a ser demitido do Ministério do Trabalho por Dilma Rousseff acusado de corrupção. E o partido nunca passou de vassalo sem importância do PT. Este é meu comentário no Estadão Notícias, no Portal do Estadão desde 6 horas da quinta-feira 18 de julho de 2019.

Para ouvir clique aqui e, em seguida, no player:

Para ouvir no Blog do Nêumanne, Política, Estadão, clique aqui.

Comentário no Jornal da Gazeta: Toffoli mentiu sobre sigilo bancário

Comentário no Jornal da Gazeta: Toffoli mentiu sobre sigilo bancário

Dias Toffoli mentiu quando, para proibir o compartilhamento de informações do Coaf com MPF e PF, argumentou que esse meio de desvendar e punir lavagem de dinheiro de corrupção e crime organizado violava o sigilo bancário, que só pode ser quebrado por ordem do juiz. Na verdade, o instrumento, antes autorizado pelo plenário do STF, do qual ele participou como voto vencedor, o admitia mantido o sigilo. E o fez como plantonista em recesso ilegal do colegiado para dificultar o combate ao uso do dinheiro sujo.

Para ver meu comentário no Jornal da Gazeta da quarta-feira 17 de julho de 2019, às 19 horas, clique no play abaixo:

Para ver no Blog do Nêumanne, Política, Estadão, clique aqui.

Direto ao Assunto no YouTube: Toffoli facilita lavagem de dinheiro

Direto ao Assunto no YouTube: Toffoli facilita lavagem de dinheiro

Como idealizador do pacto em que as raposas tomam conta de galinheiros e lago de patos, cidadãos, eleitores e contribuintes,  que pagam toda a conta, o presidente do STF, Dias Toffoli, mostrou de que lado está na guerra contra a corrupção e o crime organizado. Tomou decisão monocrática no plantão do “recesso branco” do meio de ano da instituição nada republicana que chefia, que análise técnica do Coaf só pode ser compartilhada com MP e PF se juiz permitir para que não se quebre sigilo bancário do cidadão. Trata-se de uma mentira deslavada. Em nenhum momento sigilo algum foi quebrado nesse compartilhamento. Trata-se apenas daquele joguinho de enganar trouxa no qual sempre ganham corruptos e bandidos. E ele impôs essa medida a pedido da defesa do filho de Bolsonaro, Flávio, numa clara demonstração de que sempre está do lado de quem nomeia, demite e promove, e não do desprotegido que no fim paga a conta e o sustenta. Direto ao assunto. Inté. E só a verdade nos salvará.

Para ver vídeo no YouTube clique no play abaixo:

Para ver no Blog do Nêumanne, Política, Estadão, clique aqui.

Comentário na Rádio Eldorado: Toffoli, padroeiro do crime

Comentário na Rádio Eldorado: Toffoli, padroeiro do crime

A pedido do senador Flávio Bolsonaro, filho do presidente da República, sempre a serviço dos poderosos à mão,  o presidente do Supremo Tribunal Federal, Dias Toffoli, proibiu o Coaf de compartilhar seus dados bancários no processo movido pelo MP do Rio para averiguar suspeitas de que teria se apropriado de parte dos vencimentos dos servidores de seu gabinete na Alerj. Ele fez ainda questão de proibir o compartilhamento sem ordem prévia de juiz nos processos criminais no País inteiro para beneficiar de uma só vez um ex-assessor do beneficiado, Fabrício Queiroz, o PCC e a quadrilha do PT e aliados, beneficiando a lavagem de dinheiro. Ou seja, cortou o cabelo, cavanhaque e bigode.

Para ouvir o comentário clique no play abaixo:

Ou clique aqui e, em seguida, no play.

Para ouvir no Blog do Nêumanne, Política, Estadão, clique aqui.

Assuntos para comentários da quarta-feira 17 de julho de 2019

1 – Por que o presidente do Supremo Tribunal Federal, Dias Toffoli, resolveu suspender ontem todos os processos judiciais em que dados bancários de investigados tenham sido compartilhados por órgãos de controle sem autorização prévia da Justiça e a deputada estadual Janaína Paschoal considerou essa decisão “preocupante”

2 – O que você acha da declaração do ministro da Justiça e da Segurança Pública, Sergio Moro, que disse que a campanha contra a Operação Lava Jato empreendida pelo site The Intercept Brasil, de Glenn Greenwald, e seus parceiros Folha de S.Paulo, Veja e BandNews está “beirando o ridículo”

3 – O que têm a ver as últimas notícias sobre o hacker Julian Assange, tornado conhecido mundialmente por seu site WikiLeaks e esse caso do Brasil que você acabou de comentar

4 – Que conexão você vê entre a prisão nos Estados Unidos do ex-presidente do Peru Alejandro Toledo e o escândalo de corrupção do mensalão investigado pela Operação Lava Jato

5 – O que você ainda tem a comentar sobre as declarações do ministro do Tribunal de Contas da União Bruno Dantas ao Blog do Nêumanne na edição desta semana da série Nêumanne entrevista

6 – A declaração do novo presidente do BNDES ontem em Brasília de que ele vai abrir a caixa-preta da instituição não basta para convencê-lo de que, afinal, isso vai acontecer?

7 – Será necessário mesmo que se emenda a Constituição para proibir nepotismo na nomeação do embaixador do Brasil nos Estados Unidos para que não seja adotado por Jair Bolsonaro o nepotismo como regra, e não como algo a ser evitado e impedido

SONORA_ALVARO DIAS 1707

8 – Em que certa frase famosa de Oswald de Andrade o inspira para comentar o que foi a Feira Literária de Paraty, recém-encerrada

Página 1 de 65112345...1015202530...»
Criação de sites em recife Q.I Genial