Site oficial do escritor e jornalista José Nêumanne Pinto

Direto ao Assunto

Comentário no Jornal Eldorado: Contra fraude só fiscalização

Comentário no Jornal Eldorado: Contra fraude só fiscalização

É difícil, praticamente impossível, garantir a completa imunidade de urnas, quaisquer urnas, de bico de pena, de cédulas impressas ou únicas ou eletrônicas, à fraude. Portanto, a presidente do TSE, ministra do STF Rosa Weber, e a procuradora-geral da República, Raquel Dodge, se arriscaram muito a garantir que em nunca houve, não há nem haverá ocorrências do gênero em nossos sistema eleitoral. Mas é possível, sim, combatê-la com efetividade. Para isso, de nada valem experientes demagógicos como voto impresso. Mas há a possibilidade de os partidos políticos instituírem por lei a fiscalização por peritos em cibernética de sua confiança para garantir o máximo de fidelidade dos resultados à vontade do eleitorado.

(Comentário no Jornal Eldorado da Rádio Eldorado – FM 107.3 – na quarta-feira 19 de setembro de 2018, às 7h30m)

Para ouvir, clique no play abaixo:

Ou clique no link abaixo e, em seguida, no play:

https://soundcloud.com/jose-neumanne-pinto/neumanne-190918-direto-ao-assunto

Para ouvir no Blog do Nêumanne, Política, Estadão, clique no link abaixo:

https://politica.estadao.com.br/blogs/neumanne/para-evitar-fraude-urge-fiscalizar/

Abaixo, os assuntos do comentário da quarta-feira 19 de setembro de 2018

1 – Haisem – Você acha que os depoimentos de ontem da presidente do Tribunal Superior Eleitoral, Rosa Weber, e da procuradora-geral da República, Raquel Dodge, aos prestados anteontem pelo presidente do Supremo Tribunal Federal, Dias Toffoli, dirimem totalmente as dúvidas apresentadas pelo candidato do PSL à Presidência da Republica, Jair Bolsonaro, que liderou a pesquisa de intenção de votos do Ibope com 28%, sobre a eventualidade de a eleição vir a ser fraudada?

2 – Carolina – Depois de muito tergiversar, ontem o candidato do PT à Presidência da República, Fernando Haddad, que consolidou o segundo lugar no levantamento do Ibope citado antes com 11 pontos a mais em relação à última amostra, chegando a 19%, garantiu que, se for presidente, não indultará Lula, como denunciou Jair Bolsonaro num live nas redes sociais. Esse pronunciamento o convenceu de que ele fala a verdade?

3 – Haisem – A que conclusões você chegou ao tomar conhecimento da notícia de que Lula foi multado em 31 milhões de reais no processo em que foi condenado por ocultação de patrimônio e recebimento de propinas no caso do triplex do Guarujá?

4 – Carolina – O evidente crescimento do voto útil detectado na pesquisa Ibope citada provocou, antes da divulgação dos dados, reações críticas e contrariadas de Ciro Gomes, do PDT, e Marina Silva, da Rede. O que você tem a dizer sobre essas diatribes?

SONORA_CIRO GOMES 1909

5 – Haisem – O que você acha que levou o candidato a vice-presidente na chapa de Jair Bolsonaro, general Hamilton Mourão, ao relacionar o recrutamento de jovens pobres brasileiros pelo crime organizado em famílias sem pai, constituídas basicamente de mães e avós, provocando, como não poderia deixar de ser, muita celeuma?

SONORA_MOURÃO 1909

6 – Carolina – O que você tem a comentar sobre a nova fase da Operação Registro Espúrio, à qual me referi ao abrir seu comentário ontem, envolvendo agora em falcatruas com dinheiro do trabalhador, pelas quais são acusados o chefe do gabinete do deputado Paulinho da Força, do Solidariedade, e o advogado Tiago Cedraz, filho do ministro Aroldo Cedraz, do Tribunal de Contas da União?

7 – Haisem – O que há de novo a comentar hoje sobre o inquérito da Polícia Federal, que você já comentou ontem, em que são investigados o presidente Michel Temer e seus ministros Moreira Franco e Eliseu Padilha, sob a acusação de recebimento de propina em troca de favorecimento de empresas em processo de concessões no Porto de Santos?

8 – Carolina – Por que o ex-presidente do Senado Renan Calheiros teve arquivado por 4 a 0 na Segunda Turma do Supremo Tribunal Federal, processo em que era acusado de ser beneficiado por despesas da empreiteira Mendes Júnior para sustento de uma filha que teve fora do casamento com a jornalista Mônica Veloso?

Comentário no Estadão Notícias: Insulto à soberania popular

Comentário no Estadão Notícias: Insulto à soberania popular

Estamos em plena temporada de caça ao voto útil e, diante da perspectiva de se ver isolado e, com isso, perder a chance de entrar no segundo turno da eleição, o candidato do PDT, Ciro Gomes, definiu o expediente como “um insulto à experiência popular”. Enquanto isso, abaixo dele e do petista Fernando Haddad nas pesquisas até agora conhecidas, Geraldo Alckmin, do PSDB, faz um último esforço para conquistar a adesão de eleitores antipetistas que não optaram por Bolsonaro para chegar ao estágio final da eleição, que os levantamentos apontam como favorável a ele. Útil ou inútil, o voto é o último reduto do cidadão que os políticos ainda conseguiram tomar. A tentativa de desqualificar ou tutelar esse voto é um insulto. Este é meu comentário no Estadão Notícias, no Portal do Estadão desde 6 horas da terça-feira 18 de setembro de 2018.

Para ouvir clique no link abaixo e, em seguida, no player:

https://brasil.estadao.com.br/blogs/estadao-podcasts/ibope-haddad-se-isola-no-2o-lugar-entre-presidenciaveis-ouca-analise-no-estadao-noticias/

Para ouvir no Blog do Nêumanne, Política, Estadão, clique no link abaixo:

https://politica.estadao.com.br/blogs/neumanne/insulto-a-soberania-popular/

Comentário no Jornal da Gazeta 2: Haddad indultará, ou não, Lula?

Comentário no Jornal da Gazeta 2: Haddad indultará, ou não, Lula?

Pode apostar: Haddad indultará Lula e, seguida, STF o perdoará

(Comentário no Jornal da Gazeta 2 terça-feira 18 de setembro de 2018)

Para ver clique no play abaixo:

Para ver no Blog do Nêumanne, Politica, Estadão, clique no link abaixo:

https://politica.estadao.com.br/blogs/neumanne/indulto-a-lula-verdade/

Comentário no Jornal da Gazeta 1: Partidos e voto fraudado

Comentário no Jornal da Gazeta 1: Partidos e voto fraudado

Para combater fraudes nas urnas partidos têm de fiscalizar apuração

(Comentário no Jornal da Gazeta 1 terça-feira 19 de setembro de 2018)

Para ver clique no link abaixo:

Para ver no Blog do Nêumanne, Política, Estadão, clique no link abaixo:

https://politica.estadao.com.br/blogs/neumanne/partidos-e-voto-fraudado/

Comentários no Estadão às 5: Houve eleição fraudada, sim!

Comentários no Estadão às 5: Houve eleição fraudada, sim!

Rosa Weber, seguindo a linha do colega que se sentava a seu lado no plenário no STF e subiu para presidência, Dias Toffoli, entrou na retranca para tentar desautorizar dúvidas manifestadas por Bolsonaro a respeito de fraudes na votação eletrônica vigente no Brasil. Com sua devida vênia, não é absolutamente verdadeiro que não tenham sido comprovadas fraudes nos últimos 22 anos. Não se frauda uma eleição apenas na contagem dos votos. A eleição de 2014 foi fraudada pelo uso de propinas por vencedores e vencidos e isso foi desprezado pelo TSE, que desconsiderou as provas apresentadas. Este foi um dos meus comentários no Estadão às 5, ancorado por Emanuel Bomfim no estúdio da TV Estadão na redação do jornal e retransmitido por Youtube, Twitter e Facebook na terça-feira 18 de setembro de 2018, às 17 horas.

Para ver o vídeo clique no play abaixo:

Para ver no Blog do Nêumanne, Política, Estadão, clique no link abaixo:

https://politica.estadao.com.br/blogs/neumanne/houve-fraude-em-eleicao-sim/

Comentário no Jornal Eldorado: Urnas e Toffoli não são confiáveis

Comentário no Jornal Eldorado: Urnas e Toffoli não são confiáveis

Ao tentar responder às dúvidas levantadas por Bolsonaro a respeito da possibilidade de fraude nas urnas eletrônicas, o presidente do STF, Dias Toffoli, garantiu que elas são “confiáveis”. De fato, não são. Nem elas são nem ele é! O ministro não tem mais do que a própria palavra como argumento, mas ela se baseia no fato de que os partidos políticos, que gastam dinheiro público do Fundão Partidário apenas nas campanhas (e não só nelas) de seus figurões, não preparam projetos de lei que instituam uma fiscalização de verdade na central de computação da apuração eleitoral, cujo alto custo em nada comprometeria as despesas milionárias que os chefões partidários gastam com as próprias estruturas de propaganda.

(Comentário no Jornal Eldorado da Rádio Eldorado – FM 107,3 – na terça-feira 18 de setembro de 2018, às 7h30m)

Para ouvir, clique no play abaixo:

Ou clique no link abaixo e, em seguida, no play:

https://soundcloud.com/jose-neumanne-pinto/neumanne-180918-direto-ao-assunto

Para ouvir no Blog do Nêumanne, Política, Estadão, clique no link abaixo:

https://politica.estadao.com.br/blogs/neumanne/urnas-e-toffoli-nao-sao-confiaveis/

Abaixo, os assuntos do comentário de terça-feira 18 de setembro de 2018:

1 – Haisem –Você acha que a resposta dada pelo presidente do Supremo Tribunal Federal, ministro Dias Toffoli, esclareceu as dúvidas levantadas pelo candidato que lidera as pesquisas de intenção de voto para a eleição presidencial do próximo dia 7, o deputado Jair Bolsonaro, do PSL, ou ainda restou alguma sombra a respeito?

SONORA_TOFFOLI 1809 B URNAS

2– Carolina – Você acha que, ao dizer que a denúncia de fraude nas urnas do adversário número um na preferência do eleitorado antipetista, Jair Bolsonaro, do PSL, seria uma tentativa de justificar antecipadamente sua derrota eventual, o candidato do PSDB à Presidência da República, o ex-governador de São Paulo, Geraldo Alckmin acertou ou errou?

3 – Haisem – Há, de fato, motivos para duvidar da lisura de pleitos decididos por votação eletrônica e imprimir votos, apontado como solução num projeto de Bolsonaro, que chegou a ser aprovado no Congresso, mas não passou pelo crivo do Supremo Tribunal Federal, poderia, na verdade, ser uma forma eficiente de impedir fraudes?

4 – Carolina – As afirmações que têm sido feitas pelo candidato do PT à Presidência da República, ex-prefeito de São Paulo Fernando Haddad, a respeito da eventualidade de indultar Lula, a quem substituiu na chapa do partido, desmancham de vez as suspeitas manifestadas por seu adversário Jair Bolsonaro?

5 – Haisem Em que categoria você classifica a afirmação feita pelo ex-prefeito Haddad na sabatina do Jornal Nacional da Globo, segundo a qual o eleitorado paulistano teria sido induzido a erro na eleição municipal de 2016, que ele perdeu fragorosamente, por políticos mal intencionados do PMDB e do PSDB, à época do imipeachment da presidente Dilma?

6–Carolina – Como você recebeu a notícia dada ontem de que o Tribunal Regional Eleitoral de Minas Gerais decidiu por 4 a 3, ou seja pelo voto de minerva do presidente, desembargador Pedro Bernardes, indeferiu todas as sete impugnações e três notícias de inelegibilidade da ex-presidente petista Dilma Rousseff, tida como favorita na disputa de uma vaga do Senado?

7 – Haisem – Andreza Matais informou na Coluna do Estadão de domingo, que o inquérito dos portos, que investiga o pagamento de propina ao presidente Michel Temer e a seus ministros Moreira Franco e Eliseu Padilha em troca de benesses em concessõesnos terminais de Santos será concluído em outubro. E Raquel Dodge apoiou ontem o pedido da PF de mais prazo de 15 dias para sua conclusão. Será que vai a investigação dar em algo de concreto ou terminará em pizza?

8–Carolina – Você se satisfaz com a solução de encaminhar ao Banco Central a parte em dinheiro vivo e leiloar joias e relógios cravejados de diamantes, apreendidos em poder do vice-presidente da Guiné Equatorial, Teodoro NguemeObiango, flagrado pela Receita Federal ao desembarcar em Campinas?

Página 1 de 51412345...1015202530...»
Criação de sites em recife Q.I Genial