Site oficial do escritor e jornalista José Nêumanne Pinto

Podcast

Comentário no Estadão Notícias: Farra sindical de volta

Comentário no Estadão Notícias: Farra sindical de volta

Após ter sido extinta na reforma trabalhista de Rogério Marinho e Temer com reforço na MP sindical de Bolsonaro, a obrigatoriedade de todo cidadão brasileiro contribuir para a farra dos dirigentes sindicais vagabundos pode ressuscitar. Pelo menos é o que conspiram os líderes do Centrão – entre os quais Paulinho da Força – aproveitando a maré de cinismo vigente no Legislativo com as vitórias das últimas semanas sobre o governo Bolsonaro em geral e Sérgio Moro em particular. Convém ficar de pé atrás com essa safadeza. Este é meu comentário no Estadão Notícias, no Portal do Estadão desde 6 horas da segunda-freira 13 de maio de 2019.

Para ouvir clique aqui e, em seguida, no player.

Para ouvir no Blog do Nêumanne, Política, Estadão, clique aqui.

 

Comentário no Jornal da Gazeta: Bolsonaro deixou Moro perder

Comentário no Jornal da Gazeta: Bolsonaro deixou Moro perder

Ao não cuidar do necessário apoio parlamentar à MP da reforma administrativa, que incluía reformulação da Esplanada dos Ministérios e transferência do Coaf do Ministério da Economia para o da Justiça, Bolsonaro deixou o tempo passar e, na prática, entregou providências tomadas logo depois da posse por conta do Centrão e do líder do Senado no governo, senador Fernando Bezerra Coelho. Às vésperas de a MP caducar, o presidente cuidou de permitir que colecionadores e caçadores usassem armas, enquanto a inexistente base governista na Câmara, orientada por Ônyx Lorenzoni, acusado de usar caixa 2, que Moro quer criminalizar, orientou rebanho do PSL a empurrar o ex-juiz da Lava Jato na fossa. Joyce Hasselmann e Eduardo Bolsonaro foram lá. E aí foi feito o jogo sujo de parlamentares suspeitos e apavorados.

Para ouvir clique no play abaixo.

Ou clique aqui e, em seguida, no play.

Para ouvir no Blog do Nêumanne, Política, Estadão, clique aqui.

 

Assuntos para comentário da sexta-feira 10 de maio de 1019

 1 – Haisem – “Governo não se empenha e Moro fica sem o Coaf”, registrou Estadão no alto da primeira página. Você acha que faltou mesmo empenho de Bolsonaro para pretensão de Moro de manter o Coaf ser atendida e por que isso teria acontecido

SONORA_BEZERRA 2005

 2 – Há de fato algum risco de a transferência ter sido uma retaliação aos agentes da Receita pelos suspeitos, acusados e processados da Lava Jato e de a Operação ser prejudicada por ela?

SONORA_PORTA VOZ

 3 – Haisem – Você vê algum sentido na transferência da transferência de todas as políticas de desenvolvimento da indústria, comércio e serviços do Ministério da Economia para o Ministério da Ciência e Tecnologia, que tem à frente o ministro Marcos Pontes, e que, aliás, foi. antecipada pelo blog da coluna Direto da Fonte de Sônia Racy

 4 – Carolina – A falta de pressa do Supremo Tribunal Federal em decidir sobre as prisões de Sarney e do Coronel Lima Filho, deixando-a para terça-feira, frustrou de alguma forma a defesa do ex-presidente

 5 – Haisem – Com a necessidade de se encontrar prisões adequadas para ex-presidentes condenados a cumprir pena por crimes comuns, caso de Lula e Dilma, sem falar nas perspectivas em relação a Collor e Dilma, você não acha que já era hora de o Congresso definir legalmente que solução deve ser dada para esses casos excepcionais

 6 – Carolina – Que alegações o Ministério Público Federal do Rio Grande do Sul teve para processar o governo por censura, racismo e homofobia pela suspensão da campanha publicitária do Banco do Brasil

 7 – Haisem – O que significa a corrida de oposicionistas a embaixadas em Caracas depois da onda de decisões repressivas do ditador Nicolás Maduro

 8 – O que você tem a dizer para satisfazer minha vocação de spoiler sobre a entrevista desta semana no Blog do Nêumanne, que está na primeira página do portal agora cedo

MP3

Comentário no Estadão Notícias: AGU a serviço do STF

Comentário no Estadão Notícias: AGU a serviço do STF

Quando todos os juristas com um mínimo de decência e vergonha na cara condenaram a censura e o inquérito em que o STF acusa, investiga, defende e julga, o advogado-geral da União, André Mendonça, fez parecer oficial aprovando a lambança. E quando a juíza Solange Salgado aceitou queixa do MP do TCU contra o ominoso banquete de R$ 1,3 milhão orçado pelo mesmo STF, foi o dito cujo funcionário quem entrou com a ação vitoriosa no TRF 1 e o orçamento foi aprovado. Pergunta a Bolsonaro; o advogado-geral da União é subordinado ao presidente da República ou ao do STF? Este é meu comentário no Estadão Notícias, no Portal do Estadão desde 6 horas da quinta-feira 9 de maio de 2019.

Para ouvir clique aqui e, em seguida, no player.

Para ver no Blog do Nêumanne, Política, Estadão, clique aqui.

Comentário no Jornal Eldorado: A volta da velha barganha

Comentário no Jornal Eldorado: A volta da velha barganha

O líder do governo no Senado, ou, dizendo melhor, o líder do Senado no governo, senador Fernando Bezerra Coelho, convenceu  Jair Bolsonaro a refundar dois ministérios que afundaram na reforma ministerial da austeridade prometida na campanha e tentada no início do atual governo. Foi o preço cobrado pelo Centrão para não mudar o Coaf do Ministério da Justiça de Sérgio Moro para o da Economia de Paulo Guedes. Aparentemente uma mudança insignificante. Na vida real, porém, o presidente da Câmara, Rodrigo Maia, que participou do acerto com o presidente, Alcolumbre, Ônyx e o citado senador, recebeu em sua casa os deputados Wellington Roberto e Arthur Maia para conspirar contra a mudança, atendendo à agonia de todos os suspeitos de corrupção, entre os quais todos os citados, menos Bolsonaro.

Para ouvir clique no play e, em seguida, no play:

Para ouvir no Blog do Nêumanne, Política, Estadão, clique aqui.

Assuntos para comentário na quarta-feira 8 de maio de 2019

 1 – Haisem – “Em troca de apoio, Bolsonaro cede e recria 2 ministérios”, registra a manchete do Estado. Vale a pena o presidente negociar a permanência do Coaf no Ministério da Justiça em troca da recriação de pelo menos mais dois ministérios, o das Cidades e o da Integração Nacional

SONORA_BOLSONARO MINISTÉRIOS

 2 – Carolina – Que razões o presidente da Comissão Especial para a Reforma da Previdência, deputado Marcelo Ramos, tem para misturar a guerra pela secretaria-geral de governo e os decretos facilitando portes de armas com esta que deveria ser, segundo ele, a prioridade de Bolsonaro

SONORA_MARCELO RAMOS 0805

 3 – Haisem – A alusão à doença degenerativa que obriga o general Eduardo Villas Bôas a se locomover de cadeira de rodas e ainda a ter outras limitações a que Olavo de Carvalho se referiu para responder à nota dele o surpreendeu ou você achou natural

 4 – Carolina – O ex-ministro da Secretaria-Geral da Presidência Gustavo Bebianno forçou a barra ou foi apenas sincero e realista ao comparar a fritura do general Santos Cruz com sua derrubada na mesma pasta

 5 – Haisem – Por que o ex-presidente Temer está protagonizando além da sexta vez réu dois pedidos simultâneos de procuradores para que seja decretada sua prisão e quais são as chances dele de escapar dos dois

 6 – Carolina – A revogação da prisão do brasileiro de origem turca  Ali Sapihi pelo ministro do STF Edson Fachin corrige o erro anterior cometido por ele e pelo  vice-procurador-geral da República Luciano Mariz Maia

7 – Haisem – A cassação por um desembargador da liminar concedida por juíza de primeira instância proibindo despesas abusivas na compra de alimentos caros e vinhos importados e premiados duas vezes limpa a imagem do Supremo Tribunal Federal, que fará a despesa, ou não

8 – Carolina – O que houve de inusitado na classificação do Liverpool para a final da Liga dos Campeões da Europa, eliminando o Barcelona, dois dias depois da espetacular vitória do Fluminense sobre o Grêmio em Porto Alegre, para merecer um comentário seu aqui

Comentário no Estadão Notícias: Olha a prioridade aí, Bolsonaro

Comentário no Estadão Notícias: Olha a prioridade aí, Bolsonaro

“O Brasil precisando discutir a Reforma da Previdência e o Presidente da República preocupado com armas pra caçadores e defesa do Olavo de Carvalho. Um presidente precisa ter noção de prioridade”, reclamou em seu Twitter o presidente da Comissão Especial da Reforma da Previdência na Câmara, deputado Marcelo Ramos. Ele poderia até ter acrescentado que, enquanto Carlos Bolsonaro concentra suas energias para “explodir” o ministro Santos Cruz, o governo deixa de fazer um planejamento de comunicação que facilite a aprovação da matéria que poderá destravar a economia. Este é o assunto de meu comentário no Estadão Notícias, no Portal do Estadão desde 6 horas da quarta-feira 8 de maio de 2019.

Para ouvir clique aqui e, em seguida, no player.

Para ouvir no Blog do Nêumanne, Política, Estadão, clique aqui.

 

Comentário no Estadão Notícias: Comandante pega no bastão

Comentário no Estadão Notícias: Comandante pega no bastão

A primeira reação dura aos ataques que o “guru” da família Bolsonaro tem feito aos generais instalados em gabinetes do Palácio do Planalto partiu do mais destacado líder das Forças Armadas brasileiras de 2015 para cá, o general reformado Eduardo Vilas Bôas, que, após ter deixado o comando do Exército, agora é assessor do Gabinete de Segurança Institucional, chefiado pelo general Augusto Heleno. Ao ser informado de que a hashtag “forasantoscruz” havia alcançado o topo no ranking nacional do Twitter, ele postou em sua rede social uma nota em que chama Olavo de Carvalho de “Trotski de direita”. Depois, deu uma entrevista a Tânia Monteiro, da Sucursal do Estado em Brasília, indo além ao dizer sem papas na língua que “Olavo presta enorme desserviço ao País”. E Bolsonaro diz que seu time é um só.

Para ouvir clique no play abaixo:

Ou clique aqui e, em seguida, no play.

Para ouvir no Blog do Nêumanne, Política, Estadão, clique aqui. 

Assuntos para comentários da terça-feira 7 de maio de 2019

 1 – Haisem – “Olavo presta desserviço ao País”, afirma general Villas Bôas”, diz a manchete do Estadão de hoje. O que você acha que levou o líder mais respeitado do Exército hoje a esta conclusão tão dura

 2 – Carolina – Por que o presidente Jair Bolsonaro se viu levado a garantir que não há divisão entre militares e olavistas em seu governo, que é um time só, depois de tornadas públicas tantas ofensas de parte a parte

SONORA_BOLSONARO FICAR QUIETO

 3 – Haisem – O que você acha que o presidente da República pretende ao falar tão carinhosamente de seu vice Hamilton Mourão de quem seu filho Carlos falou muito mal em redes sociais recentemente

 4 – Carolina – Por que a secretaria-geral da Presidência foi duas vezes alvo do fogo filial de Carlos Bolsonaro provocando a queda de Gustavo Bebbiano e incitando a fritura do general Carlos Alberto dos Santos Cruz

 5 – Haisem – Qual sua opinião sobre parecer do vice-procurador-geral da República, Luciano Mariz Maia, e do despacho do ministro do STF Edson Fachin mantendo a prisão do cidadão brasileiro Ari Sipahi para atender a acusação do presidente da Turquia, Recep Erdogan

 6 – Carolina – Qual é o motivo de tanto destaque e até surpresa com o anúncio do líder do governo e relator do pacote anticrime do ministro da Justiça e da Segurança Publica, Sérgio Moro, no Senado

 7 – Haisem – Por que será que o ex-secretário-geral da Presidência da República Gustavo Bebianno delatou seu ex-colega de partido Marcelo Álvaro Antônio, ministro do Turismo, no episódio das candidatas laranja do PSL em Minas Gerais

 8 – Carolina – O que há de relevante na informação de que o ex-presidente Michel Temer passou a ser réu na Justiça Federal em Brasília pela sexta vez por obstrução de justiça e organização criminosa

Página 30 de 181«...510152025...2829303132...3540455055...»
Criação de sites em recife Q.I Genial