Site oficial do escritor e jornalista José Nêumanne Pinto

Podcast

Comentário no Jornal da Eldorado: O incorrigível capitão cloroquina

Comentário no Jornal da Eldorado: O incorrigível capitão cloroquina

Há 53 dias sem ministro da saúde, o Brasil registrou ontem, terça, 7, mais de mil óbitos pela covid-19.Foram 1.312 novas mortes e mais 48 mil novos casos de covid em 24 horas, Bolsonaro testou positivo para covid-19 no Hospital das Forças Armadas e, ao contrário do que fizeram Donald Trump e Boris Johnson, saiu reafirmando sua crítica ao isolamento social, a abertura dos comércios, além de ter vetado a lei do Congresso que tornou obrigatório o uso de máscara em espaços públicos, transportes coletivos. como táxis, carros de aplicativos, ônibus, aeronaves e embarcações fretadas, nos templos religiosos, nas lojas e até, acredite quem quiser, nos presídios. Disse que já está tomando diaxicloroquina, embora não esteja grave como exige o protocolo do próprio Ministério de Saúde, que acaba de alterar para qualquer fase.

Para ouvir comentário clique no play abaixo:

 

Para ouvir no Blog do Nêumanne, Política, Estadão, clique aqui.

Assuntos para comentário da quarta-feira 8 de julho de 2020:

1 – Haisem – 48 mil novos casos de covid em 24 horas; Bolsonaro é um deles – esta é a manchete da edição impressa do Estadão hoje. Que lições poderia ter o presidente da República tirado desta notícia, para, enfim, entender a dimensão real da pandemia que, de início, desprezou, e agir, no mínimo, corretamente no combate à doença

2 – Carolina – Até quando Jair fará pouco de nossa sobrevivência? – Este é o título de seu artigo publicado hoje na página A2 do Estadão. O que você quis dizer com a questão colocada logo no título?

3 – Haisem – Unifesp reporta que brasileiro se libertou do HIV – Este é o título de uma chamada do alto da primeira página. Que lições esta notícia muito relevante traz para o combate deficiente que o Estado brasileiro tem dado à pandemia, a ponto de merecer repreensão pública do presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, que não aliviou para seu amigo Bolsonaro

4 – Carolina – Que ações práticas você espera das autoridades públicas brasileiras depois da admissão pelo Organização Mundial de Saúde que a transmissão do novo coronavírus pode ser feita pelo ar, coincidindo com a flexibilização da abertura da economia exatamente quando é divulgada esta afirmação

5 – Haisem – Quais os efeitos produzidos pelo negacionismo de Jair Bolsonaro e dos bolsonaristas na adesão real de muitos brasileiros à estratégia de tomar cuidado no contato social para reduzir o impacto do contágio da covid-19

6 – Carolina – O que revela de preocupante a comparação feita pela jornalista Thaís Oyama, colunista do Uol, das declarações de renda de Jair, Flávio, Carlos e Eduardo Bolsonaro à Justiça Eleitoral em suas eleições para os Poderes Legislativo e Executivo

Comentário no Jornal Eldorado: Doidos mandam na educação

Comentário no Jornal Eldorado: Doidos mandam na educação

A negativa do secretário de Educação do Paraná, Renato Feder, ao convite do presidente Jair Bolsonaro para ser o quarto ministro da Educação com 18 meses de governo, é mais uma estação da via crucis da mais importante pasta do governo federal num dos assuntos em que o País é mais carente. Sob o domínio de um bando de lunáticos (definição de Rodrigo Maia) que transitam de Virginia (EUA), Rio e Brasília, o chefe do Executivo atua como um moleque de recados começando por nomear e depois demitir o colombiano Vélez Rodríguez, por ter este desagradado seus padrinhos birrentos. Completa inabilitação de Abraham Weintraub tornou inevitável sua substituição pelo vigarista Carlos Alberto Decotelli, que flagrado em deslizes, deu a vez ao que declinou da falsa honra.

Para ouvir comentário clique no play abaixo e, em seguida, no play:
 
Para ouvir no Blog do Nêumanne, Política, Estadão, clique aqui.

Assuntos para comentário da terça-feira 7 de julho de 2020:

1 – Haisem – O que terá levado o secretário de Educação do Estado do Paraná, Renato Feder, a recusar convite do presidente Jair Bolsonaro para ser ministro da Educação

2 – Carolina – O que chamou sua atenção na divulgação de que Jair Bolsonaro testou para a covid 19 e logo tomou cloroquina

3 – Haisem – O que você acha do estudo na Alemanha de que máscaras reduzem em 40% os casos de covid 19

4 – Carolina – O que você achou da carteirada da mulher em ação de fiscalização de isolamento social em bar do Rio e sua demissão da empresa onde trabalhava no dia seguinte

5 – Haisem – Que explicações podem ser dadas para a constatação de que, no governo de Jair Bolsonaro, o maior contrato de ex-mulher de Frederick Wassef subiu 3 vezes

6 – Carolina – Que caso de corrupção você analisa em seu artigo semanal no Blog do Nêumanne, publicado no Portal do Estadão desde ontem, sob o título Os brutos também furtam

 

Comentário no Jornal Eldorado: O clã Bolsonaro e as milícias

Comentário no Jornal Eldorado: O clã Bolsonaro e as milícias

Tânatos, a personificação da morte para os gregos antigos, foi o nome escolhido para a operação  deflagrada na última terça-feira (30 de junho) pela Polícia Civil e pelo Ministério Público do Rio de Janeiro (MPRJ), Ela prendeu os irmãos Leandro e Leonardo Gouvêa da Silva, o Tonhão e o Mad, que teria assumido o comando do grupo após a execução com todo o jeito de queima de arquivo do ex-capitão do Bope Adriano da Nóbrega em Esplanada, no litoral baiano. A ação foi um desdobramento da investigação que apura o assassinato da vereadora Marielle Franco e de seu motorista, Anderson Gomes, em março de 2018. O Fantástico registrou na cobertura a respeito do fundador do Escritório do Crime as homenagens ao chefão por Flávio e Jair Bolsonaro e a profusão de parentes dele nos gabinetes parlamentares da famiglia.

Para ouvir comentário clique no play abaixo:
Para ouvir no Blog do Nêumanne, Política, Estadão, clique aqui.

Assuntos para comentário da segunda-feira 6 de julho de 2020:

1 – Haisem – Fantástico da Globo fez reportagem posta no ar ontem com conexões no passado entre Flávio Bolsonaro e o ex-capitão PM Adriano da Nóbrega, acusado de chefiar a milícia de Rio das Pedras e o Escritório do Crime e suspeito de estar envolvido na morte de Marielle Franco

2 – Carolina – Colunista Lauro Jardim do Globo revela que o ex-advogado de Flávio Bolsonaro diz a interlocutores próximos que ainda tem seis procurações de Jair Bolsonaro, o que representa, de alguma forma, uma preocupação a mais para o presidente da República, Jair Bolsonaro

3 – Haisem – As principais acusações do Ministéio Público de São Paulo contra o senador José Serra, do PSDB de São Paulo dizem respeito ao lobista José Amaro Pinto Ramos, também acusado de relações escusas com o vice-almirante da Marinha, Othon Luiz Pinheiro da Silva , ex-presidente da Eletronuclear, Lula e o ex-tesoureiro do PT João Vaccari Neto

4 – Carolina – O relator do inquérito das fake news no Supremo Tribunal Federal, ministro Alexandre de Morais, mandou soltar o youtuber Oswaldo Eustáquio, mas o proibiu de continuar atuando na internet

5 – Haisem – Chamada de primeira página do Estadão na edição impressa de hoje: Renato Feder recusa convite para assumir a educação

6 – Carolina – Como você recebeu as notícias das mortes de Martha Rocha, Antônio Bivar e Ennio Morricone no último fim de semana

 

Comentário no Jornal Eldorado: A decisão monstruosa do TJ/RJ

Comentário no Jornal Eldorado: A decisão monstruosa do TJ/RJ

Rodrigo Roca e Luciana Pires, substitutos do trapalhão Frederick Wassef na defesa de Flávio, primogênito de Jair Bolsonaro, no processo do peculato na Alerj, convenceram os desembargadores Paulo Rangel e Mônica Tolledo a o mandarem para a segunda instância com base em prerrogativa de função retroativa. Mas o voto contra da relatora, Suimei Cavalieri, basta para tornar possível recurso do MP/RJ com base na jurisprudência firmada no STF de que foro privilegiado só se justifica quando o crime tiver sido cometido no exercício do mandato, estando este em plena vigência, o que mandam a Constituição e a lógica. Por isso mesmo, 12 em 10 juristas de renome e com reputação a zelar consideraram a decisão “teratológica”, ciência da monstruosidade e máximo insulto nos meios jurídicos.

Para ouvir comentário clique no link abaixo e, em seguida, no play:
 
Para ouvir no Blog do Nêumanne, Política, Estadão, clique aqui.
 
 
Assuntos para o comentário da sexta-feira 26 de junho de 2020:
1 – A decisão do Tribunal de Justiça do Estado do Rio de Janeiro favorecendo o senador Flávio Bolsonaro no inquérito do peculato na Alerj;
2 – Jurisprudência do Supremo Tribunal Federal a respeito do foro de prerrogativa de função
3 –  Por que tanta gente teme o juiz Flávio Itabaiana
4 – Cinco vez mais mortes por covid depois da flexibilização em São Paulo
5 – Bolsonaro homenageia mortos da covid, mas fala em excesso de preocupação com a pandemia
6 – Carlos Alberto Decotelli, o novo ministro da Educação

Comentário no Jornal Eldorado: O marco legal do saneamento

Comentário no Jornal Eldorado: O marco legal do saneamento

Durante 20 anos, a esquerda corrupta e atrasada boicotou a votação no Congresso Nacional de uma emenda constitucional que tornasse viável a entrada de investimentos no Brasil para financiar as grandes e custosíssimas obras necessárias para universalizar esgoto sanitário e água limpa encanada nos lares brasileiros. Finalmente, na quarta-feira 24 de junho, o relatório preparado pelo senador Tasso Jereissati, do PSDB do Ceará, foi aprovado na quarta votação, a final, introduzindo no texto da Constituição a permissão para municípios fazerem parcerias com empresas privadas para acabar com a maior vergonha que o Brasil passa no mundo: metade da população sem esgoto e 30% sem água encanada. Isso ocorreu porque alguns esquerdistas tiveram juízo e só sobraram 13 negacionistas.

Para ouvir comentário clique no play abaixo:
 
Para ouvir no Blog do Nêumanne, Política, Estadão, clique aqui.
 
 

Assuntos para comentário da quinta-feira 25 de junho de 2020:

1 – Haisem – Projeto de saneamento é aprovado e vai à sanção – é título de chamada no alto da primeira página da edição impressa do Estadão hoje. Qual a importância deste marco legal de água e esgotos na tentativa de superar a recessão econômica no pós-pandemia

2 – Carolina – STF impede Estados e municípios de cortar salário de servidores – Esta é a manchete de primeira página do Estadão hoje – Que efeitos práticos esta providência terá sobre o cotidiano do brasileiro

3 – Haisem – Heleno confirma troca de segurança de Bolsonaro no Rio e enfraquece defesa do Planalto – esta é a manchete do noticiário da Editoria Política no Portal do Estadão agora. Que conseqüências esta afirmação trará para o destino do presidente da República no inquérito no Supremo Tribunal Federal sobre acusações do ex-ministro Moro a seu ex-chefe

4 – Carolina – O que você tem a nos dizer sobre as críticas que o ministro do Tribunal de Contas da União Vital do Rego fez à falta de estratégia da autoridade pública brasileira no combate ao novo coronavírus

5 – Haisem – O Ministério Público do Rio deve pedir amanhã indiciamento do senador Flávio Bolsonaro e mais um político por suspeita de chefiar organização criminosa no escândalo da rachadinha na Assembleia Legislativa do Estado. Que conseqüências práticas pode ter essa iniciativa

6 – Carolina – Será um exagero, a seu ver, considerar o ex-advogado de Jair e Flávio Bolsonaro Frederic Wassef o novo homem-bomba que ameaça a família do presidente da República depois da prisão do ex-faz-tudo do senador Fabrício Queiroz na casa dele

Comentário no Jornal Eldorado: Fake news no Diário Oficial

Comentário no Jornal Eldorado: Fake news no Diário Oficial

Jair Bolsonaro não se emenda. Quando demitiu Maurício Valeixo da diretoria-geral da Polícia Federal mandou publicar no Diário Oficial com assinatura do então ainda ministro da Justiça, Sérgio Moro, que não havia nem sido informado do ato. Agora protagoniza mais uma lambança. Após ter participado de uma farsa em vídeo transmitido nas redes sociais, ao lado do então ministro da Educação, Abraham Weintraub, participou de uma armação para permitir a entrada do parlapatão nos EUA sem se submeter à quarentena exigida pelo governo americano para quaisquer passageiros de voo iniciado no Brasil. Para tanto, o farsante usou passaporte diplomático e só depois de ele estar em segurança a exoneração “a pedido” foi publicada no Diário Oficial, que perde a boa fé de ofício.

Para ouvir comentário clique no link abaixo e, em seguida, no play:
Para ouvir no Blog do Nêumanne, Política, Estadão, clique aqui.
 
 

Assuntos para comentário da quarta-feira 24 de junho de 2020:

1  – Haisem – Governo “ajusta” datas da exoneração de Weintraub – é a manchete da editoria de política do Portal do Estadão agora. Qual é, a seu ver, a importância do uso do Diário Oficial para teoricamente facilitar a entrada do ex-ministro da Educação nos Estados Unidos sem fazer quarentena exigida de passageiros brasileiros pelas autoridades

2 – Carolina – Que motivos teria o governo para suspender multa de 27 milhões de reais ao consórcio da oficialmente ex-mulher do advogado de Jair e Flávio Bolsonaro neste momento de tanta penúria financeira, em que reclama de falta de recursos para socorrer os pobres na pandemia

3 – Haisem – O que você aborda em seu artigo publicado hoje na página de Opinião do Estadão, intitulado O bandido Adriano e a famiglia Bolsonaro

4 – Carolina – “Ninguém mais discute se o presidente vai sair. A dúvida é como vai sair” – é a frase do artigo da coluna de Rosângela Bittar destacada no alto da capa do Portal do Estadão neste momento. O que você acha disso tudo neste momento de tempestade perfeita

5 – Haisem – Saneamento deve ter nova lei após consenso entre Senado e governo – é a manchete da edição impressa do Estadão de hoje. Já é o caso de comemorar esta auspiciosa notícia, mas pode haver contratempos que adiem essa comemoração

6 – Em São Paulo, há 1 milhão e 160 mil de infectados e periferia tem mais mortos – Este é o título de uma chamada da primeira página do Estadão. Esta notícia muito trágica o surpreendeu de alguma maneira

 

Página 50 de 250«...510152025...4849505152...5560657075...»
Criação de sites em recife Q.I Genial