Site oficial do escritor e jornalista José Nêumanne Pinto

Podcast

Comentário na Rádio Eldorado: Greenwald no STF

Comentário na Rádio Eldorado: Greenwald no STF

No afã de blindar associados ao PT, novo objeto do gozo de sua infinita e piedosa clemência, Gilmar Mendes acaba de incluir entre os 133 pagadores de impostos escolhidos aleatoriamente pelo computador da Receita e o plenário impune do STF o cidadão americano Glenn Greenwald. Ao proibir terminantemente a abertura de qualquer
inquérito contra o referido cidadão pelo simples fato de ele ter sido citado pelos arararraquers, o mais antigo do trio
Neste flagrante de Greenwald no Senado, com Costa, do PT, e Randolfe, da Rede, até fotógrafo que o registrou é adepto do Lula Livre. Foto: Roberto Stuckert Filho

Neste flagrante de Greenwald no Senado, com Costa, do PT, e Randolfe, da Rede, até fotógrafo que o registrou é adepto do Lula Livre. Foto: Roberto Stuckert Filho

Deixa que Eu Soto (junto com Dias Toffoli e Alexandre de Moraes) deu-lhe privilégio concedido ao primogênito de Bolsonaro, Flávio, mas negado a milhões de cidadãos brasileiros. Ao incluí-lo entre os próprios colegas tornados inimputáveis por carteirada infame, o rei do habeas corpus dos parentes, clientes e apaniguados ricaços em gral só não pôde ainda indultá-lo dos crimes pelos quais foi acusado na própria pátria, desde a participação no baixo mundo da pornografia até a sonegação de impostos em Nova York. Até quando teremos de suportar afrontas do gênero?
Para ouvir o comentário clique no play abaixo:
Ou clique aqui e, em seguida, no play.
Para ouvir no Blog do Nêumanne, Política, Estadão, clique aqui.
Assuntos para comentário sexta-feira 9 de agosto de 2019

 1 – Haisem – Que justos motivos pode ter tido o ministro do Supremo Tribunal Federal Gilmar Mendes para conceder ao cidadão norte-americano Glenn Greenwald o privilégio de não poder ser processado por qualquer motivo no Brasil

 2 – Carolina – O que a reportagem do Estadão descobriu para revelar aos leitores o verdadeiro papel de líder, e não de mero colaborador, do presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia, da caminhada dos deputados ao STF para impedir a transferência de Lula para a cadeia

 3 – Haisem – Noticiado em primeira página no Estadão hoje que “Bolsonaro põe bandeira de Moro em segundo plano. Seria este um indício de que há um possível enfraquecimento do prestígio do ministro Sergio Moro com o presidente Jair Bolsonaro

LIVE 0809 MORO

 4 – Carolina – Por que o ministro da Justiça e da Segurança Pública, Sergio Moro, resolveu processar o presidente da Ordem dos Advogados do Brasil, Felipe Santa Cruz, em defesa da própria honra

 5 – Haisem – Que explicações o ministro da Justiça, Sergio Moro, deu ao Supremo Tribunal Federal sobre a notícia de ter havido ordem sua para destruir as mensagens hackeadas dos telefones de mais de mil autoridades pelos hackers de Araraquara

 6 –  Carolina – Você recomenda a leitura do artigo de Fernando Gabeira na página de Opinião do Estadão hoje

 7 – Haisem – Que conexão possível pode ser feita entre a prisão do dono do Grupo Petrópolis, Walter Faria, a gestão de Gustavo Montezano no BNDES e a indicação de Eduardo Bolsonaro para a embaixada do Brasil em Washington

 8 – Carolina – Você acha que o presidente Jair Bolsonaro tem alguma razão para insistir que o coronel Ustra, acusado de tortura durante a ditadura militar é um herói nacional, a ponto de receber sua viúva em gabinete

SONORA_BOLSONARO USTRA 0908

 CONFIDENCIALIDADE DO CORREIO ELETRÔNICO

Esta mensagem, incluindo seus anexos, pode conter informação confidencial e/ou privilegiada. Caso você tenha recebido este e-mail por engano, não utilize, copie ou divulgue as informações nele contidas. E, por favor, avise imediatamente o remetente, respondendo ao e-mail, e em seguida apague-o.
um milhão2

Comentário na Rádio Eldorado: STF acode godfather Lula

Comentário na Rádio Eldorado: STF acode godfather Lula

Rodrigo Maia, o Botafogo do propinoduto da Odebrecht, suspendeu sessão de votação histórica do segundo turno da reforma da Previdência para atender a pedido dos colegas do Centrão, que o elegeram presidente da Câmara, e do PT, que apoiou seu pleito à época, para que eles fossem a pé até o STF apelar pelo chefão de todos, Lula. Recebidos no outro lado da praça pelo presidente da Corte Suprema, Dias Toffoli, que, desde estudante, é empregado do PT, viram seu pleito de manter o godfather (padrinho) Lula na “sala de Estado Maior”, proibindo sua transferência autorizada pela Justiça para a penitenciária de Taubaté. Os inimigos da Lava Jato ainda não conseguiram soltar o chefão, mas pelo menos evitaram que ele passasse a cumprir pena pra valer no inferno presidiário.

Para ouvir comentário clique no play abaixo:

Ou clique aqui e em seguida no play.

Para ouvir no Blog do Nêumanne, Política, Estadão, clique aqui.

Assuntos para comentário na quinta-feira 8 de agosto de 2019

1 – Haisem – “STF suspende transferência de Lula para Tremembé”, relata título da chamada publicada na dobra de cima da primeira página do Estadão hoje. O que motivou essa decisão e por que ela foi tão rápida

2 – Carolina – O que você achou que foi mais estranho na apresentação do recurso da defesa de Lula ontem ao Supremo Tribunal Federal

3 – Haisem – De quem foi o voto solitário contra a decisão de manter Lula na sala de Estado Maior na Polícia Federal em Curitiba e o que o motivou

SONORA_MARCO AURELIO 0808

4 – Carolina – A manchete da edição de hoje do Estadão é “Câmara conclui Previdência e mantém pilares da reforma”. O que há de revelador nesta notícia para o panorama político nacional neste momento

SONORA_GUEDES 0808

5 –  Haisem – O que motivou o presidente Jair Bolsonaro a comentar assunto tão distante de sua alçada como poderia ter sido o encerramento do contrato do escritório de advocacia do presidente da Ordem dos Advogados do Brasil, Felipe Santa Cruz, decidido pela Petrobrás

6 – Carolina – O que há nos bastidores de mais uma crise criada no governo Bolsonaro, desta vez com o presidente do Conselho de Controle de Atividades Financeiras (Coaf), Roberto Leone, indicado por Sergio Moro e hoje sob a alçada de Paulo Guedes

7 – Haisem  – Por que o ministro da Justiça e da Segurança Pública, Sergio Moro, resolveu processar pela Lei de Segurança Nacional o jornalista Vina Guerreiro

8 – Carolina – O que levou o ministro do Supremo Tribunal Federal Gilmar Mendes a garantir a continuação da publicação pelo site The Inercept Brasil das supostas mensagens de Telegram trocadas entre o ministro Sérgio Moro e o coordenador da força-tarefa da Operação Lava Jato em Curitiba, Deltan Dallagnol

um milhão2

Comentário no Jornal Eldorado: Oposição derrotada de novo no voto

Comentário no Jornal Eldorado: Oposição derrotada de novo no voto

Mais uma vez com larga folga, a reforma da Previdência passou em segundo turno na Câmara com 370 votos a 124. A votação do texto-base na madrugada da terça-feira abre a perspectiva benfazeja de uma possível volta da confiança dos investidores, que pode dar uma oportunidade para a retomada do crescimento econômico. E isso deve levar à lentá, mas consistente, queda do desemprego, que é hoje a maior chaga social da crise herdada dos desgovernos do PT de Lula e Dilma e do MDB de Temer. Ainda há um longo caminho a percorrer e a economia prevista de quase R$ 1 trilhão nas contas públicas não é a panaceia universal esperada, mas, no mínimo, significa uma lâmpada acesa no fim do túnel. O significado político mais relevante da votação é a demonstração de que a oposição de esquerda, sem programa nem o mínimo de pudor, vai ter enormes dificuldades para continuar apostando na desgraça do povo brasileiro para ativar seu plano de poder, agora afastado para mais longe, de soltar o chefão Lula para depois voltar ao governo.

Para ouvir clique no play abaixo:

Ou clique aqui e, em seguida, no play.

Para ouvir no Blog do Nêumanne, Política, Estadão, clique aqui.

Assuntos para comentário da quarta-feira 6 de agosto de 2019

1 – Haisem – Por 370 votos a favor e 124 contra, o texto-base da PEC da reforma da Previdência foi aprovada na Casa e mantém economia de R$ 933,5 bilhões em dez anos; destaques devem ser votados nesta quarta, 7, antes de a proposta de reforma seguir para o Senado. A notícia desta madrugada, afinal, dá um alento para este País em crise

SONORA_ALCOLUMBRE 0708

2 – Carolina – O fato de o ministro do Supremo Tribunal Federal Edson Fachin haver acolhido para discussão no plenário representação dos procuradores contra inquérito das fake news do presidente, Dias Toffoli, relatado por Alexandre de Moraes, teria acendido, afinal, uma luz no fim do túnel

3 – Haisem –  O que você diz da representação da procuradora-geral da República, Raquel Dodge, contra a proibição pelo relator do inquérito citado antes, Alexandre de Moraes, de auditores da Receita Federal, Banco Central e Coaf investigarem 133 contribuintes, entre os quais as mulheres de Toffoli e Gilmar Mendes

4 – Carolina – Que tipo de conseqüência prática você espera do pedido de informações do senador Alessandro Vieira, que tinha antes tentado em vão a instalação da CPI da Lava Toga, agora sobre a farra das passagens aéreas dos ministros do STF e de suas mulheres

5 – Haisem – O que você acha da reação dos governadores do Nordeste à afirmação feita pelo presidente em Sobradinho, na Bahia, dizendo que só atenderá pedidos deles se eles assumirem publicamente a parceria do governo federal nas obras que porventura vierem a ser realizadas

6 – Carolina – Quais são os mais recentes argumentos usados pelo presidente Bolsonaro para defender a possível indicação de seu filho caçula Eduardo para a embaixada de Washington e que conseqüências eles poderão ter a favor ou contra o desejo do extremoso pai

7 – Haisem – Você se surpreendeu com a negativa por unanimidade da Segunda Turma do STF ao pedido de extradição feito pelo governo de Recep Erdogan do comerciante turco naturalizado brasileiro Ali Spahi, acusado de pertencer ao Hizmet, movimento político acusado de terrorismo

8 – Carolina A que se refere o título de seu artigo na página 2 do Estadão de hoje – Um tostão furado de fumo podre

um milhão2

Comentário no Jornal Eldorado: Bolsonaro, Lula e o Nordeste

Comentário no Jornal Eldorado: Bolsonaro, Lula e o Nordeste

Na posse, Jair Bolsonaro jurou cumprir a Constituição e governar para todos os brasileiros. Em teoria, isso afasta a hipótese de discriminar populações de Estados nordestinos cujos governadores se recusarem a aceitar a parceria com o governo federal. Em relação à manchete do Estado de hoje, extraída da entrevista exclusiva dada a Patrik Camporez, “Governadores do Nordeste agem para dividir o País”, seria o caso de esclarecer que, realmente, quem deu início à polarização radical que divide o Brasil em dois, “nós e eles”, foi o marketing político da reeleição de Lula. O presidiário é que, de fato, usou esse Fla-Flu para vencer Alckmin, que teve no segundo turno menos votos do que no primeiro, um feito negativo histórico. Isso numa época difícil para o então presidente, pois ele enfrentava a denúncia de corrupção no julgamento da Ação Penal 470, vulgo mensalão. Nem todos os governadores do Nordeste são do PT, mas os que não aceitam manter relações institucionais e apartidárias com o governo federal são petistas ou devotos do ex-presidente do partido.
Para ouvir o comentário clique no play abaixo:
Ou clique aqui e, em seguida, no play.
Para ouvir no Blog do Nêumanne, Política, Estadão, clique aqui.
Assuntos para comentário da terça-feira 6 de agosto de 2019

 1 – O presidente da República pode dizer como Jair Bolsonaro disse na Bahia que para receber verba federal os governadores do Nordeste teriam de citar a participação do governo federal no financiamento de alguma obra

 2 – Que tal a frase do presidente Jair Bolsonaro em entrevista a Leda Nagle, segundo a qual o próximo embaixador do Brasil em Washington vai ser filho de alguém e por que não podia ter sido dele

 3 – O que é possível comentar no episódio da demissão do presidente do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais por causa de um bate-boca com o presidente Bolsonaro

SONORA_PONTES SENADORES B 0608

 4 – O que muda agora em relação à delação premiada do ex-ministro da Fazenda de Lula e da Casa Civil de Dilma depois que a Justiça o transferiu para o sistema aberto de prisão

 5 – O que altera a situação política do ministro da Fazenda, Sergio Moro, a comemoração que ele fez da apreensão recorde da Polícia Federal

 6 – O que significa para a Operação Lava Jato neste momento de dificuldades pelo qual passa por causa das denúncias do Intercept Brasil a prisão do empresário Valter Faria, do Grupo Petrópolis, acusado de ter lavado 329 mil reais

 7 – Quem tem razão no bate-boca público entre o Ministério Público Federal e o ministro do STF Gilmar Mendes

 8 – É possível falar em Fla-Flu na discussão por WhatsApp de procuradores federais a respeito do comportamento do colega Deltan Dallagnol, protagonista das denúncias do site The Intercept Brasil no noticiário

um milhão2

Comentário no Jornal Eldorado: Caça a Dallagnol

Comentário no Jornal Eldorado: Caça a Dallagnol

Parece que os suspeitos, acusados, processados e réus da Lava Jato que pagaram aos arararraquers para invadir o aplicativo Telegram dos agentes da lei, políticos, jornalistas e policiais e administram o conta-gotas de veneno de Glenn Greenward viram que não vai dar para comprometer Moro a ponto de cancelarem as condenações de Lula. Resolveram, então, partir para a simples vingança contra o coordenador da força-tarefa da Lava Jato, Deltan Dallagnol, e contra este assestam agora as baterias com tal violência que o ministro do STF Gilmar Mendes chegou ao extremo de definir a equipe como uma organização criminosa para investigar supremos magistrados e outras altíssimas autoridades. Seu colega de plenário Luís Roberto Barroso foi, contudo, muito mais feliz ao dizer que as tais mensagens hackeadas contêm muito mais fofocas do que quaisquer eventuais ilícitos processuais. E a ex-corregedora da Justiça Eliana Calmon, em entrevista ao Blog do Nêumanne, asseverou: “supostas mensagens do Intercept entre ministro e Dallagnol retratam rotina da relação juiz-promotor em quaisquer julgamentos no País”. E estamos conversados.

Para ouvir clique no play abaixo:
Ou clique aqui e, em seguida, no play.
Para ouvir no Blog do Nêumanne, Política, Estadão, clique aqui.

Comentário no Jornal da Gazeta: Gabriela desmascara Toffoli

Comentário no Jornal da Gazeta: Gabriela desmascara Toffoli

No mesmo dia em que o presidente do STF, Dias Toffoli, pregou cinicamente a mentira de que sua decisão monocrática autoritária e favorável ao crime contra compartilhamento de dados do Coaf por MP e PF não cancelou investigações de lavagem de dinheiro, uma juíza de  1.ª instância o desmentiu. Gabriela Hardt, substituta na 13.ª Vara Federal Criminal de Curitiba, retirou as informações de dados da inteligência financeira da autorização da prisão de Valter Faria, da cervejaria Petrópolis, réu em ação da 62.ª fase da Operação Lava Jato argumentando que o fazia para seguir decisão dele. Ao decretar, ainda assim, a prisão do acusado, ela mostrou também que, ao contrário do que o eterno advogadinho do PT pensa, ele não conseguiu ainda matar a operação mais famosa do Brasil.

Para ouvir comentário clique no play abaixo: 
 
Para ouvir no Blog do Nêumanne, Política, Estadão, clique aqui.
 

Assuntos para comentário da quinta-feira 1 de agosto de 2019

1 – O que você concluiu da decisão da juíza substituta da 13.ª Vara Federal Criminal de Curitiba, Gabriela Hardt, de retirar provas colhidas pelo Conselho de Controle de Atividades Financeiras (Coaf) da condenação de Walter Faria, da Cervejaria Petrópolis no âmbito da Operação Lava Jato?

2 – A seu ver, o senador Alessandro Vieira, da Cidadania de Sergipe, tem razão, ou não, de pedir à Procuradoria-Geral da Republica a pedir explicações do presidente do Conselho Nacional de Justiça, Dias Toffoli, sobre o aluguel da nova sede do órgão em Brasília

3 – Por que entidades ligadas ao exercício do jornalismo profissional no Brasil estão se mobilizando com tanto estardalhaço para evitar que se concretizem ameaças contra o advogado americano Glenn Greenwald, responsável pelo site The Intercept Brasil

4 – Em que a investigação da Operação Spoofing, da Polícia Federal, contesta a versão original de Glenn Greenwald sobre as supostas mensagens divulgadas pelo site The Intercept Brasil entre o ministro da Justiça, Sérgio Moro, e o coordenador da força-tarefa da Operação Lava Jato em Curitiba, Deltan Dallagnol

5 –  A manifestação organizada na sede da Associação Brasileira de Imprensa no Rio confirma as tradições de luta dessa entidade no tempo da ditadura militar

6 – Qual o peso real das entidades que encaminharam uma carta ao Senado Federal  em solidariedade a Glenn Greenfield e à fonte das supostas mensagens divulgadas pelo site dele, The Intercept Brasil, que continuam sendo publicadas por seus parceiros, como a Folha de S.Paulo, que deu em primeira página que “Deltan incentivou cerco a Toffoli, indicam mensagens”

7 –  O que você diz do pronunciamento do presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia, na manifestação da ABI no Rio, em defesa da liberdade de imprensa

8 – Qual foi o capítulo de ontem da novela iniciada em 2016 entre o presidente da República, Jair Bolsonaro, e o presidente da Ordem dos Advogados do Brasil, Felipe Santa Cruz, cujo enredo é a morte do pai deste, Fernando Augusto de Santa Cruz Oliveira, durante a ditadura militar

Página 35 de 202«...510152025...3334353637...4045505560...»
Criação de sites em recife Q.I Genial