Site oficial do escritor e jornalista José Nêumanne Pinto

Podcast

Comentário no Estadão Notícias: Toffoli e seu irmão

Comentário no Estadão Notícias: Toffoli e seu irmão

Há dois anos e meio, o empreiteiro Léo Pinheiro, da OAS, começou a negociar com o MPF uma delação premiada. A Vejapublicou, então, reportagem de capa com o ministro do STF Dias Toffoli, por ter ele sido citado no depoimento. A delação emperrou, mas recentemente foi concluída. Desta vez, não vazou nada sobre o atual presidente da “Corte Suprema”. Mas seu sobrenome compareceu com uma episódio de seu irmão, que teria recebido R$ 1 milhão de propina para pagar ao prefeito de Marília, Mário Bulgarelli, para renunciar em benefício de Toffoli. Depois, a empresa baiana investiu R$ 1,5 milhão em caixa dois em sua gestão e R$ 1 milhão para pagar dívidas da campanha perdida pelo mano. Este é meu comentário no Estadão Notícias, no Portal do Estadão desde 6 horas da sexta-feira 6 de fevereiro de 2019.

Para ouvir clique aqui e, em seguida, no player:

Para ouvir no Blog do Nêumanne, Política, Estadão, clique aqui.

Comentário no Jornal Eldorado: STF ameaça reformas

Comentário no Jornal Eldorado: STF ameaça reformas

O que ameaça as reformas constitucionais necessárias para alcançar o equilíbrio das contas públicas – incluindo a da Previdência – não é a oposição nem as mágoas de derrota de Renan, mas a ação solerte e impatriótica dos 11 ministros do STF, sempre à disposição para servir de guardião não para a cidadania, mas, sim, para a “privilegiatura” nacional. O mesmo vale para o pacote apresentado pelo ministro da Justiça, Sérgio Moro, e aprovado pelos governadores que se dispuseram a ouvi-lo no lançamento. Medidas como a prisão após condenação em segunda instância e a criminalização do caixa 2 provocam arrepios nos advogados ricaços de bandidos poderosos, que põem seus honorários acima de tudo.

Para ouvir clique no play abaixo:

Ou clique aqui e, em seguida, no play:

Para ouvir no Blog do Nêumanne, Política, Estadão, clique aqui.

Assuntos do comentário da terça-feira 5 de fevereiro de 2019

1 – Haisem – Moro apresenta pacote de segurança, que será submetido ao Congresso e certamente será ameaçado pelo STF. Ele terá prisão depois da segunda instância e criminalização da caixa 2

SONORA_FACÇÕES

2 – Carolina – Governadores fazem sugestões para facilitar aprovação do pacote no Congresso

3 – Haisem – Os ministros da Justiça de Renan Calheiros até Sérgio Moro

4 – Carolina – Governo cortará 21 mil cargos, comissões e funções gratificadas

5 – Haisem – Não há previsão para TSE analisar pedido de cassação de Davi Alcolumbre

SONORA_ALCOLUMBRE 0502

6 – Carolina – Barroso manda processo contra Temer e outros para justiça de primeira instância em São Paulo

7 – Haisem – Ponte da Cidade Jardim e outras cinco correm risco de colapso

8 – Carolina – União Européia pressiona Maduro para convocar eleições, reconhece Guaidó, mas Putin reage com rudeza

Comentário no Estadão Notícias: O mal que Renan faria

Comentário no Estadão Notícias: O mal que Renan faria

Circula nos meios de comunicação e no cafezinho do Congresso a lenda urbana de que a derrota sofrida por Renan na eleição para a presidência do Senado vai provocar irremediável mal às pretensões do governo Bolsonaro de combater a crise do desemprego com reformas, entre as quais a da Previdência. Esse mau agouro de quem prefere ver o barco afundar e não percebe que esse naufrágio prejudicaria Bolsonaro e quem o apoia, mas todos os brasileiros, padece do mínimo da lógica mais elementar, já que se de fato o alagoano tivesse esses prestígio e força não teria perdido a disputa nem sido humilhado a ponto de perder a fleugma. Mais mal mesmo ele poderia causar na presidência. Este é meu comentário no Estadão Notícias, no Portal do Estadão desde 6 horas da terça-feira 5 de fevereiro de 2019.

Para ouvir clique aqui  e, em seguida, no play.

Para ouvir no Blog do Nêumanne, Política, Estadão, clique aqui.

 

Comentário no Jornal Eldorado: Adeus, malandro

Comentário no Jornal Eldorado: Adeus, malandro

A raposa velha Renan Calheiros e seu partido, o MDB, perderam a eleição para a presidência do Senado para o senador de primeiro mandato, pela metade, Davi Alcolumbre, do DEM do Amapá, pelo mesmo motivo pelo qual Jair Bolsonaro venceu a disputa pela presidência da República em outubro passado. Como este foi identificado pelo eleitor como único antídoto a Lula e ao PT, o desconhecido do baixo clero de partido e Estado pequenos foi identificado como alternativa viável anti-Renan. O cidadão comum chegou a seus representantes pelas redes sociais e exigiu deles atitude saneadora de afastar um político malandro que precisava do cargo para anular o combate à corrupção de Moro no ministério.

Para ouvir clique aqui abaixo e, em seguida, no play.

Para ouvir no blog do Nêumanne, Política, Estadão, clique aqui.

Assuntos para comentários de segunda-feira 4 de junho de 2019

 

1 – Haisem – Por que Renan Calheiros perdeu a eleição para a presidência do Senado, se todos tinham certeza de que sua vitória seriam favas contadas

SONORA_RENAN CALHEIROS

 

2 – Carolina – Que mal Renan Calheiros poderá fazer ao governo Bolsonaro e ao País na condição de líder da oposição

 

3 – Haisem – Qual o impacto a ser produzido pela retirada do MDB do poder do qual o partido participa de alguma forma desde o governo Sarney

 

4 – Carolina –  Qual foi o papel de Ônix Lorenzoni na vitória de Davi Alcolumbre, ambos do DEM, à eleição no Senado

 

5 – Haisem – Que chances há de o Judiciário anular resultado da eleição do Senado por causa das óbvias fraudes nela ocorridas

SONORA_VOTO DUPLICADO

 

6 – Carolina – Que papel terá no novo cenário político nacional o presidente da Câmara, Rodrigo Maia, também do DEM, por conta de sua vitória espetacular e incontestável

 

7 – Haisem – O que você tem a nos contar sobre a entrevista no Blog do Nêumanne desta semana com Xico Graziano sobre a mortandade pela lama seca que vazou da represa de rejeitos minerais da Vale em Brumadinho

 

8 – Carolina – Que importância tem o lançamento das memórias de Afonso Arinos de Melo Franco, A Alma do Tempo, para o momento delicado da História pelo qual nós passamos agora

Comentário no Estadão Notícia: Fraudes no Senado

Comentário no Estadão Notícia: Fraudes no Senado

Quando Renan Calheiros, Ricardo Lewandowski e Kátia Abreu rasuraram a Constituição para permitir que, depois do impeachment, Dilma Rousseff pudesse ocupar cargo público, ninguém foi punido. Agora duas grandes fraudes da eleição para a presidência do Senado – a punga da pasta contendo a votação de 50 a 2 pela reincidente senadora do Tocantins e a impressão de 82 cédulas para um eleitorado total de 81 votantes – precisam ser investigadas e seus culpados, punidos. A Nação não suporta mais ter de encarar esse tipo de vilania ser tratada como se fosse lana caprina e mesmo em tom de galhofa com a batedora de carteira ameaçando pelo Twitter roubar a urna da votação de sábado. Este é meu comentário no Estadão Notícias, no Portal do Estadão desde 6 horas da segunda-feira 4 de junho de 2019

Para ouvir clique aqui e, em seguida, no player.

Para ouvir no Blog do Nêumanne, Política, Estadão, clique aqui.

 

Comentário no Jornal Eldorado: Apocalipse sem sirene

Comentário no Jornal Eldorado: Apocalipse sem sirene

A explicação dada pelo presidente da Vale, Fábio Schvartsman, segundo quem a sirene da barragem da mineradora no Córrego do Feijão em Brumadinho só não funcionou porque foi tragada pela lama seca dos rejeitos minerais nela depositados dá bem uma ideia de como alta direção da empresa não está à altura da tragédia ali registrada. Além de absurdo imaginar que algo planejado para alertar os ocupantes da área que seria soterrada tenha sido “surpreendida” no mesmo átimo de segundo das que se tornariam vítimas, o flagrante da busca desesperada de justificativas para algo que é injustificável atropela lógica, razão e emoção num evento que só pode ser definido como crime contra a humanidade.

Para ouvir clique no play abaixo:

Ou clique aqui e, seguida, no play.

Para ouvir no Blog do Nêumanne, Política, Estadão, clique aqui.

Assuntos para comentário da sexta 1 de fevereiro de 2019-01-31

1 – Haisem – Presidente da Vale afirma que sirene do Córrego do Feijão só não tocou porque foi abafada pelo barulho do arrombamento. Isso é que é eficiência, não é mesmo? Ou é humor involuntário

SONORA_SCHVARTSMANN A

2 – Carolina – Expedição pelo rio Paraopeba encontra peixes mortos no trajeto da lama de Brumadinho rumo a Três Marias e ao São Francisco

3 – Haisem – Agência de Mineração aumentou multa máxima para mineradoras delinquentes de R$ 3.200 para R$ 3.400 e projeto que a aumenta para R$ 30 milhões está no departamento do ninguém sabe, ninguém viu… Como diz Cora Ronai, a lama da Vale não está só nas barragens

4 – Carolina – Marco Aurélio indica, de novo, que mandará pedido de Flávio Bolsonaro para suspender investigação do Ministério Público na Alerj para primeira instância no Rio

5 – Haisem – Petista André Ceciliano se acerta com governo Wilson Witzel do Partido Novo e isola o PSL, que ficou falando sozinho na disputa pela presidência da Alerj

6 – Carolina – Renan ganha a parada no MDB e manutenção de candidaturas sem chance tornam o pistoleiro de Murici favorito à presidência do Senado assim como o chileno do Leblon Rodrigo Maia se assegura na da Câmara

SONORA_SIMONE TEBET 0102

7 – João Octávio de Noronha, do STJ, manda soltar Beto Richa

8 – União Europeia não reconhece Guaidó como presidente e indica grupo para procurar solução para Venezuela

Página 24 de 154«...51015...2223242526...3035404550...»
Criação de sites em recife Q.I Genial