Site oficial do escritor e jornalista José Nêumanne Pinto

Podcast

Comentário no Jornal Eldorado: Quem é sincero: Paulinho ou Maia?

Comentário no Jornal Eldorado: Quem é sincero: Paulinho ou Maia?

Jamais Waldemar Costa Jr. confessará esse pecado, mas seu colega de Centrão Paulinho da Força foi sincero e não disse nada mais do que a verdade, quando esclareceu, em plena comemoração do Dia do Trabalho, que o Centrão, clube de acusados e suspeitos nas operações de combate à corrupção no Congresso, não apoiará a reforma da Previdência do governo com economia de R$ 1 trilhão por razões eleiçoeiras. Pela conta dos mandachuvas de Temer, que obedeciam a Eduardo Cunha antes de este ser preso, a economia de R$ 500 a R$ 600 bilhões é suficiente e R$ 1 trilhão manteria Bolsonaro no poder por mais quatro anos a partir de 2020. Rodrigo Maia, outro membro do bando, disse o que é lógico e racional: é hora de salvar as contas públicas, deixem a eleição pra depois. Mas será que está sendo sincero como Paulinho?

Para ouvir clique no play abaixo:

Ou clique aqui e, em seguida, no play:

Para ouvir no Blog do Nêumanne, Política, Estadão, clique aqui.

Assuntos para comentário da quinta 2 de maio de 2019

1 – Haisem – Por que Paulinho da Força terá escolhido o Dia do Trabalho para confessar o verdadeiro objetivo das negaças do Centrão no debate da reforma da Previdência na Câmara e mostrar seus conhecimentos de matemática e Orçamento

2 – Carolina – A seu ver, os argumentos do presidente da Câmara, Rodrigo Maia, contra a redução da economia com a reforma da Previdência anunciada nos eventos de comemoração do Dia do Trabalho

3 – Haisem – Que motivos políticos, ideológicos ou programáticos terá excluído a seu ver desemprego e reforma da Previdência do pronunciamento de dois minutos do presidente Jair Bolsonaro sobre o Dia do Trabalho

SONORA_BOLSO PRONUNCIAMENTO

4 – Carolina – O Ministro da Justiça, Sérgio Moro, disse ontem que seu colega Paulo Guedes, da Economia, não quer que o Coaf deixe de ficar sob seu comando para passar para ele. O que isso importa, mesmo isso sendo verdade

5 – Haisem – Qual é, para você, o significado simbólico da venda da refinaria Dusty, a Ruivinha, de Pasadena pela Petrobrás, logo ela que gerou o escândalo devassado pela Lava Jato e o impeachment de Dilma Rousseff

6 – Carolina – Se será sucesso ou fiasco a greve convocada pelo presidente autoproclamado da Venezuela, Juan Guaidó vai influenciar no processo de democratização daquele país vizinho

PRONUNCIAMENTO_GUAIDÓ 0205

 7 – Haisem – O que tem a ver o recado que Lula deu na entrevista a Monica Bergamo da Folha e Florestan Fernandes de El País, conforme você denunciou em seu artigo no Estado de ontem, e a marcação da sessão presencial na Segunda Turma do STF, marcada por seu presidente, Ricardo Lewandowski,

 8 – Carolina – Quais são os ensinamentos do grande craque holandês Johann Cruyff que servem como guia para entender a decadência do atualo futebol brasileiro reproduzidos por um craque do passado, Paulo Cézar Lima, em sua coluna no jornal O Globo

Direto ao Assunto no YouTube: Fale aos desempregados, presidente!

Direto ao Assunto no YouTube: Fale aos desempregados, presidente!

Faltaram três palavras no live feito pelo presidente Bolsonaro em 1.º de maio: desempregados, reforma e Previdência. A face mais escura e cruel da crise em que o Brasil afundou depois da roubalheira e da inépcia dos três desgovernos e meio do PT, com o quarto mandato de Dilma interrompido pelo impeachment, tenda ela sido substituída pelo sócio e aliado Temer, do MDB, é a existência de 14,7 milhões de trabalhadores sem emprego. A economia precisa ser destravada, começando pela reforma da Previdência. Mas, em seu pronunciamento pelas redes sociais, o chefe do governo trocou esses conceitos desagradáveis, mas reais no panorama econômico e político nacional, por “dificuldades iniciais”. Substituí-los pela promissora MP da liberdade econômica não foi certamente a melhor ideia do cidadão eleito por ser a esperança do fim da roubalheira e do começo do destravamento da produção. Direto ao assunto. Inté. E só a verdade nos salvará.

Para ver vídeo no YouTube clique no play abaixo:

Para ver no Blog do Nêumanne, Política, Estadão, clique aqui.

Comentário no Estadão Notícias: Truque no STF para soltar Lula

Comentário no Estadão Notícias: Truque no STF para soltar Lula

O ministro do STF Ricardo Lewandowski, sempre disposto a servir a Lula, que o nomeou para o ápice da carreira, acaba de aplicar um novo golpe para tirar o amigo da cela de Estado Maior na PF em Curitiba. O advogado Duran Gonçález, pra lá de suspeito, pediu um habeas corpus contra decisão do TRF-4. Em minoria no plenário em que a prisão após segunda instância foi permitida por 6 a 5 e em maioria de 3 a 2 na 2.ª Turma, que preside, o benemérito que permitiu Dilma se candidatar e perder pediu vista para tornar presencial plenário virtual e julgar o mesmo assunto com dois parceiros para chegar a seu objetivo. Este é meu comentário no Estadão Notícias, no Portal do Estadão desde 6 horas de quinta-feira 2 de maio.

Para ouvir clique aqui e, em seguida, no player.

Para ouvir no Blog do Nêumanne, Política, Estadão, clique aqui.

 

Comentário no Jornal Eldorado: E o desemprego, estúpido?

Comentário no Jornal Eldorado: E o desemprego, estúpido?

A economia brasileira vai de mal a pior e o índice mais significativo do quadro preocupante é o do desemprego calculado pelo IBGE para o primeiro trimestre, que continua em curva crescente, chegando a 12,7%, ao superar 13 milhões de trabalhadores. O dado é sazonal e um pouco inferior ao registrado à mesma época no ano passado, mas demonstra as dificuldades que o País tem enfrentado para conseguir sair da situação deprimente dos últimos anos do período petista-peemedebista. Para emergir desse fosso, que ainda parece sem fundo, em que a produção brasileira afundou, resta a esperança numa economia a mais próxima possível de R$ 1 trilhão nas despesas da Previdência após a reforma ser aprovada pelo Congresso, mas está ficando óbvio que não basta: o governo deve concentrar-se só nela e evitar debates estéreis.

Para ouvir clique no play abaixo:

Ou clique aqui e, em seguida, no play.

Para ouvir no Blog do Nêumanne, Política, Estadão, clique aqui.

Assuntos do comentário da quarta-feira 1 de maio de 2019:

1 – O que o governo Bolsonaro tem a ver com o fato de o Brasil ter ficado sabendo que 1 milhão e 200 mil patrícios perderam o emprego nos últimos três meses

2 – Será que os EUA falam mesmo a verdade quando informam ao mundo que Nicolás Maduro estava pronto para ceder, mas foi convencido do contrário pela Rússia

3  – Nicolás Maduro espera uma vitória de Cristina Kirchner na Argentina para não ficar tão isolado como está agora entre os vizinhos da América do Sul

4  – Quando a tal resistência de esquerda contra Bolsonaro perceberá, enfim, a diferença entre um regime que elegeu legitimamente o presidente de outro que não tem pudor de mandar carros de combate passar por cima de manifestantes pacíficos na rua, como ocorreu na Venezuela

5  – Quando apelou para o presidente do Banco do Brasil baixar os juros para produtores rurais, Bolsonaro mandou porta-voz dizer que era brincadeira. Mas ontem ele repetiu a mesma piada e continua querendo que não o levem  a sério

6  – Os assustados com Moro, incluindo a família Bolsonaro, vão descansar quando lhe tirarem o Coaf e a Segurança Pública ou também tentarão impedir que ele continue moralizando a licença para sindicatos funcionarem

7 – Por que em vez de fazerem uma autocrítica sobre seus delitos, como Lula sugeriu que o resto do Brasil fizesse, o PT insiste em demonizar agentes da lei, inclusive juízes, como foi o caso da substituta de Moro em Curitiba, Gabriela Hardt, como se eles fossem culpados pelo que eles fizeram de mal e pior no País em suas três gestões e meia

8 – Que fortes motivos os ministros do STF Cármen Lúcia e Celso de Melo tiveram para negar o pedido do ministro do Superior Tribunal de Justiça Joel Paciornik – aquele que se disse impedido de julgar recurso que reduziu a pena de Lula – para censurar Marco Antônio Villa

Comentário para o Estadão Notícias: Impunidade veste farda

Comentário para o Estadão Notícias: Impunidade veste farda

Dois brasileiros suburbanos, pobres e pardos – o músico Evaldo Santos Rosa e o catador Luciano Macedo – foram fuzilados por nove militares do Exército que faziam ronda numa rua de Guadalupe na Zona Norte do Rio.  O músico ia com a família no carro alvejado por 83 balas para uma festa. O catador foi socorrê-lo e também foi morto. O comando do Sudeste mentiu ao dizer que as vítimas eram criminosas e a polícia desmentiu. O caso está para ser sepultado, porque o MPM despachou que os assassinos não cometeram nenhum ato de indisciplina militar. É simplesmente inacreditável. Este é meu comentário para o Estadão Notícias, no Portal do Estadão desde 6 horas da quarta-feira 1 de maio de 2019.

Para ouvir clique aqui e, em seguida, no player.

Para ouvir no Blog do Nêumanne, Política, Estadão, clique aqui.

 

Comentário no Jornal Eldorado: Temer, também multirréu

Comentário no Jornal Eldorado: Temer, também multirréu

Ao se tornar réu na Justiça de Brasíllia, o ex-presidente Michel Temer, do MDB, torna-se prova viva da lerdeza da Justiça brasileira e também, ao mesmo tempo, evidência clara da eficiência da geração de jovens policiais, procuradores e juízes federais que empreenderam operações como Lava Jato e outras congêneres. Afinal, sabia-se desde, pelo menos, os anos 90 do século passado, de seus “rolos” com a gestão do Porto de Santos, já então com a assessoria de pau para toda obra de seu amigo coronel PM reformado João Batista Lima Filho, jocosamente alcunhado pela turma da fuzarca de Laranja Lima, que resume suas atividades profissionais. Introduzido na gang do PT, tornou-se multirréu como Lula.

Para ouvir clique no play abaixo:

Ou clique aqui e, em seguida, no play.

Para ouvir no Blog do Nêumanne, Política, Estadão, clique aqui.

Assuntos para comentário da terça 30 de abril de 2019

 1 – Haisem – O ex-presidente Michel Temer, seu fac totum coronel Lima e o ex-assessor Rocha Loures agora são réus. Em que essa notícia muda a História do Brasil contemporâneo

 2 – Carolina – Bolsonaro faz bem ou mal ao pedir que seja isentado de punição produtor rural que atirar em invasor, como o fez ontem

SONORA BOLSONARO 3004 A

 3 – Haisem – O que levou o general Rêgo Barros, porta-voz da Presidência da República, a declarar em seu briefing que o presidente Brolsonaro não intervirá em juros de bancos públicos

SONORA PORTA VOZ 3004

 4 – Carolina – Que autoridade o vereador do Rio Carlos Bolsonaro tem para dar palpite sobre comunicação do governo de seu pai, Jair

 5 – Haisem – Que consequências práticas terá a ação da Polícia Federal ontem no Diretório do PSL em Minas, que era dirigido pelo ministro do Turismo, Marcelo Álvaro Antônio, investigando laranjas usadas para usar recursos do Fundo Partidário de forma ilícita

 6 – Carolina – Que efeito poderá sofrer a composição do ministério do governo Bolsonaro com a divulgação de que a gráfica do irmão do assessor do ministro do Turismo, que foi paga por serviços prestados ao PSL, não funcionava dois anos antes do pagamento

 7 – Haisem – Por que parlamentares estão pressionando para tirar Coaf do Ministério da Justiça e passar para Ministério da Fazenda

 8 – Carolina – O que você achou da atitude dos alunos da Universidade de Lisboa, uma tradicionalíssima instituição de ensino superior, terem oferecido pedras para os colegas jogarem nos colegas brasileiros

Legenda –  Temer já foi preso e solto por benemerência de instâncias superiores, mas não deverá ficar muito tempo nessa condição. Foto: Fábio Motta/Estadão

Página 22 de 172«...51015...2021222324...3035404550...»
Criação de sites em recife Q.I Genial