Site oficial do escritor e jornalista José Nêumanne Pinto

Direto ao Assunto

Comentário no Jornal da Gazeta: Piada sem graça do presidente

Comentário no Jornal da Gazeta: Piada sem graça do presidente

 

O presidente Jair Bolsonaro defendeu-se em ação da OAB no STF garantindo que cumpre recomendações da OMS e do Ministério da Saúde de seu governo. Mas mentiu. Na quinta-feira e na sexta-feira da Paixão saiu às ruas e abraçou e cumprimentou prosélitos, descumprindo isolamento social, de que continua falando mal. E ainda fez piada sem graça na farmácia durante crise do coronavírus.

Para ver comentário no Jornal da Gazeta da sexta-feira 10 de abril de 2020, às 19 horas, clique no play abaixo:

DIRETO AO ASSUNTO NA REDE

Twitter, Youtube, FaceBook, Instagram

Clique nestes links:

Twitter, Youtube, FaceBook, Instagram

 

 

Direto ao Assunto no YouTube: Bolsonaro e o direito de ir e vir

Direto ao Assunto no YouTube: Bolsonaro e o direito de ir e vir

Na resposta que o advogado-geral da União, André Mendonça, deu ao ministro do STF Alexandre de Moraes, relator da ação da OAB contra sua postura no combate à pandemia mundial em nome dele, o presidente Jair Bolsonaro, disse que cumpre as recomendações da OMS e do Ministério da Saúde do governo que chefia. Mas ontem mesmo as desafiou ao abraçar e posar para selfies com eleitores violando a proibição do governador do DF de participarem de aglomerações na rua. Segundo ele, apenas exerceu seu direito constitucional de ir e vir. E não perdeu a oportunidade de fazer piada com a morte alheia quando disse que entrara numa farmácia para comprar teste de gravidez a um repórter que lhe perguntou o motivo daquela visita. Direto ao assunto. Inté. E só a verdade nos salvará.

Para ver vídeo no YouTube clique no play abaixo:

DIRETO AO ASSUNTO NA REDE

Twitter, Youtube, FaceBook, Instagram

Clique nestes links:

Twitter, Youtube, FaceBook, Instagram

 

 

 

Comentário no Jornal Eldorado: STF fez Bolsonaro recuar

Comentário no Jornal Eldorado: STF fez Bolsonaro recuar

O presidente Jair Bolsonaro teve um motivo muito forte para tratar governadores que continua considerando inimigos porque decretaram isolamento social para reduzir a velocidade do contágio do novo coronavírus: o ministro do STF Alexandre de Moraes, atendendo a uma ação da OAB, proibiu que ele editasse decreto federal suspendendo essas decisões. Antes de falar à Nação em cadeia de televisão, ele deu entrevista a Luiz Carlos Datena fazendo piadas sobre a pandemia que parou o mundo, incluído o Brasil, e tratando o terrível vírus chinês como se fosse uma chuva passageira. Depois na fala do trono limitou-se a responsabilizá-los pela medida adotada sem consultá-lo e considerou o médico Kalil herói nacional só porque usou e está receitando dióxidocloroquina. Que coisa!

Para ouvir comentário clique no play abaixo:

 

Para ouvir no Blog do Nêumanne, Política, Estadão, clique aqui.

 

Assuntos para comentário na quinta-feira 9 de abril de 2020

 1 – Haisem – O que você achou da decisão do ministro do Supremo Tribunal Federal Alexandre de Moraes proibindo a intervenção do presidente da República, Jair Bolsonaro, de interferir nas decisões de governadores estaduais sobre isolamento social na guerra contra o novo coronavírus

2 – Carolina – Bolsonaro cita médico do Sírio para defender cloroquina – é título de uma chamada de primeira página do Estadão hoje. O tom menos agressivo, mas não tão conciliador, do presidente no pronunciamento em cadeia de televisão ontem o surpreendeu

3 – Haisem – Como você recebeu o fuzilamento sumário do epidemiologista paulista David Uip pelas hostes bolsonaristas nas redes sociais depois que o presidente Jair Bolsonaro exibiu receita de dioxicloroquina aviada por sua clínica para combater a pandemia

4 – Carolina – O que você tem a dizer sobre a votação marcada para hoje do plano emergencial para combate à covid-19 pelo presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia, de uma pauta-bomba liberando 180 bilhões de reais para socorrer os Estados e congelando o Plano Mansueto

5 – Haisem – A seu ver, o Senado fez bem em recorrer contra a decisão do juiz federal Itagiba Catta Pretta Neto de bloquear verbas dos fundos partidário e eleitoral para beneficiar tratamento da convid-19

6 – Carolina –  Você se surpreendeu com a notícia de que a covid-19 matou mais em 43 dias do que dengue, H1N1 e sarampo ao longo de 2019

 

 

DIRETO AO ASSUNTO NA REDE

Twitter, Youtube, FaceBook, Instagram

Clique nestes links:

Twitter, Youtube, FaceBook, Instagram

 

Comentário no Jornal Eldorado: Amém a Bolsonaro não salva

Comentário no Jornal Eldorado: Amém a Bolsonaro não salva

O Brasil registrou ontem, em atualização da plataforma do Ministério da Saúde, 3.904 casos confirmados da covid-19, transmitida pelo novo coronavírus. O número corresponde a 487 novas confirmações em relação à última atualização, feita sexta-feira, dos dados da pandemia no País, 14% de incremento.  As mortes pela doença chegam a 114, com aumento de 22 casos em relação à última contagem. O índice de letalidade está em 2,9%. Ou seja: como qualquer pessoa sensata já esperava, não se confirmou a profecia do pastor Josué Valandro Jr., da igreja batista Atitude, do Rio, de que, com a graça de Deus e a força do presidente, nenhum brasileiro morreria da pandemia no domingo de Ramos, em que Jair Bolsonaro ouviu berros de amém à frente do jardim  do Palácio de Alvorada, em resposta a seus sermões de guerra;

Para ouvir comentário clique no play abaixo:

 

Para ouvir no Blog do Nêumanne no Estadão, clique aqui. 

Assuntos para comentário da quarta-feira 8 de abril de 2020

1 – Haisem – País tem 114 mortos num dia; cidades relaxam quarentena – diz a manchete de primeira página do Estadão de hoje. O que as duas notícias trágicas explicam uma a outra

2 – Carolina – Justiça destina para saúde verba da corrupção – revela outro título de chamada de primeira página do Estadão. Você acha que providências desse tipo ajudam mesmo a deter a velocidade de contágio do novo coronavírus nas três próximas semanas, previstas como as mais trágicas para nós pelos especialistas

3 – Haisem – Será que a decisão do juiz Itagiba Catta Preta Neto bloqueando fundos partidário e eleitoral para usá-los no combate à pandemia sobreviverá aos recursos e às manobras dos chefões partidários

4 – Carolina – O que você achou do anúncio feito pelo presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia, de que a instituição reduzirá R$ 150 milhões de suas despesas para contribuir com o esforço nacional contra a contaminação pelo novo coronavírus

5 – Haisem – O que você tem a dizer sobre a declaração do ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, de que ainda é cedo para investir na dioxicloroquina como remédio para a covid-19 e da cobrança dos bolsonaristas para o infectologista David Uip revelar se lhe foi ministrado ou não o remédio para malária em seu processo de cura

6 – Carolina – Qual é sua opinião sobre a velocidade da distribuição dos tais 600 reais por mês pelo Ministério da Cidadania usando a Caixa Econômica Federal para assalariados de renda mais baixa, autônomos e microempresários

 

DIRETO AO ASSUNTO NA REDE

Twitter, Youtube, FaceBook, Instagram

Clique nestes links:

Twitter, Youtube, FaceBook, Instagram

 

 

Comentário no Jornal da Gazeta: Uip cobra respeito de Bolsonaro

Comentário no Jornal da Gazeta: Uip cobra respeito de Bolsonaro

Na trilha do general Augusto Heleno, que virou bobo da corte do Planalto, Bolsonaro publicou receita de diaxicloroquina da clínica do epidemiologista David Uip, tentando atingir o governador de São Paulo, João Doria. Reformado como capitão em processo em que era acusado de terrorismo, presidente nada ganha violando  sigilo da saúde de médico muito respeitado.

Para ver comentário no Jornal da Gazeta da quarta-feira 8 de abril de 2020, às 19 horas, clique no play abaixo:

 

 

DIRETO AO ASSUNTO NA REDE

Twitter, Youtube, FaceBook, Instagram

Clique nestes links:

Twitter, Youtube, FaceBook, Instagram

 

Comentário no Jornal Eldorado: E a caneta de Bolsonaro?

Comentário no Jornal Eldorado: E a caneta de Bolsonaro?

O fim de semana foi marcado por encontros que o presidente Bolsonaro manteve com aglomerações na frente do portão do Palácio da Alvorada, onde mora, e num templo evangélico na comemoração do domingo de Ramos, reuniões que configuravam claro enfrentamento do isolamento social aconselhado pelo Ministério da Saúde de seu governo para combater o novo coronavírus. Nesses encontros deixou clara sua insatisfação com o titular da pasta, Luiz Henrique Mandetta, afirmando que tinha a caneta para demitir as estrelas de seu ministério. Na segunda-feira 6 chegou a ser noticiado que ele tinha resolvido demitir o ministro, mas a demissão não se confirmou evitada por pressões do STF, do Congresso Nacional e de generais no Planalto. Quanto à caneta, ninguém sabe, ninguém viu.

Para ouvir comentário no Jornal Eldorado da terça-feira 7 de abril de 2020, às 19 horas, clique no play abaixo:

Para ouvir no Blog do Nêumanne, Política, Estadão, clique aqui.

Assuntos para comentário da terça-feira 7 de abril de 2020:

1 – Haisem – Mandetta fica e pede melhor condição para trabalhar – diz título de chamada de primeira página no Estadão de hoje. Que lições traz a crise que o presidente Jair Bolsonaro criou ao anunciar que demitiria o ministro da Saúde

2 – Carolina – O que, de fato, você acha que aconteceu para fazer o presidente mudar de opinião e, no fim das contas, manter o ministro em sua pasta

3 – Haisem – O que o levou a comparar Jair Messias Bolsonaro com o pastor norte-americano Jim Jones que, em 1978, levou milhares de seguidores ao suicídio coletivo em Jonestown, na Guiana, em seu artigo publicado ontem no Blog do Nêumanne

4 – Carolina – Os especialistas que o governador de São Paulo, João Doria, levou para a entrevista coletiva em que fez o anúncio da novidade o convenceram de que realmente a extensão da medida era necessária

5 – Haisem – Que razões você acha que levaram o ministro do Supremo Tribunal Federal Ricardo Lewandowski a exigir o aval dos sindicatos nos acordos trabalhistas que suspendem parte da jornada e do salário propostos pelas empresas aos empregados durante a pandemia

6 – Carolina – Você acha que é para valer a ameaça de suspensão de acordos comerciais da China com o Brasil por causa da provocação feita pelo ministro da Educação, Abraham Weintraub, nas redes sociais

 

 

DIRETO AO ASSUNTO NA REDE

Twitter, Youtube, FaceBook, Instagram

Clique nestes links:

Twitter, Youtube, FaceBook, Instagram

 

 

Página 33 de 773«...510152025...3132333435...4045505560...»
Criação de sites em recife Q.I Genial