Site oficial do escritor e jornalista José Nêumanne Pinto

Direto ao Assunto

Comentário no Jornal Eldorado: STF entre erro e engano

Comentário no Jornal Eldorado: STF entre erro e engano

Decisão do STF entre “trânsito em julgado” e possibilidade de prisão de condenado em 2.ª instância deixará mal seu colegiado de qualquer maneira: em países civilizados condenados em 1.ª instância já saem presos do tribunal que os condena e a segunda hipótese não passa de uma saída sem honra para a Corte. A quinta sessão plenária em dez anos – uma a cada dois anos – começou com a abjeta bajulação do presidente, Toffoli, pelo decano, Mello, um espetáculo grotesco de auto-indulgência, de vez que não passava de  uma passada de pano no plenário inteiro. E o bom voto dissidente de Moraes começou com críticas veladas aos juízes que combatem a corrupção no Brasil. Que inveja!

 

Para ouvir comentário clique no play abaixo:

Ou clique aqui e, em seguida, no play.

 

Para ouvir no Blog do Nêumanne, Política, Estadão, clique aqui.

 

Assuntos para comentário da quinta-feira 24 de outubro de 2019

1 – Haisem – Com qual imagem sairá o Supremo Tribunal Federal quando for concluída a votação em plenário da tentativa de mudar jurisprudência sobre prisão após segunda instância

2 – Carolina – O que mais lhe chamou atenção no discurso com o qual o decano do STF, ministro Celso de Mello, comemorou os dez anos de seu colega Dias Toffoli, agora presidente, na Casa

SONORA_CELSO DE MELLO 2410

3 – Haisem – O que o teria surpreendido mais na abertura da dissidência do relator Marco Aurélio Mello pelo ministro Alexandre de Moraes

4 – Carolina – O que mais o impressionou no voto do ministro Luís Roberto Barroso em defesa da jurisprudência mantida em três sessões em 2019 e agora desafiada

SONORA_BARROSO 2410

5 – Haisem – O que você destacaria na votação do segundo turno da reforma da Previdência no Senado, completada ontem com a discussão sobre os destaques

6 – Carolina – Qual o trecho mais polêmico, mas que ao que parece passou meio despercebido, na declaração do presidente da República ontem no Japão sobre a questão do artigo 142 sobre a ação constitucional do Exército, cuja notícia foi dada pelo Estadão com chamada na primeira página sob título Bolsonaro põe Forças Armadas de sobreaviso

7 – Haisem – Qual é o tema de seu artigo semanal no Blog do Nêumanne esta semana

8 – Carolina – O que você tem a dizer sobre a violência das manifestações de rua no Chile, agora com 15 mortes, inclusive de uma criança de 4 anos

Direto ao Assunto no YouTube: Vaidade, covardia e ciúme no STF

Direto ao Assunto no YouTube: Vaidade, covardia e ciúme no STF

As sessões marcadas para esta semana pelo STF para decidir em definitivo entre prisão só após o “trânsito em julgado” e após condenações em segunda instância, foram exibições de vaidade, covardia e ciúme de seus 11 ministros. O decano Mello bajulou o presidente Toffoli por seus dez anos de casa. Este choramingou e lançou até livro sobre o feito. Moraes usou dupla face de Jano para dar seu voto contra Moro e Lava Jato, sem citá-los, e a favor de seu pleito de antecipar prisão para combater corrupção. O voto decisivo de Rosa foi imenso, mal lido e com citações que nada tinham a ver com o objeto da discussão, incluindo um belo poema de Kaváfis. Direto ao assunto. Inté. E só a verdade nos salvará.

Para ver vídeo no YouTube clique no play abaixo:


 

Para ver no Blog do Nêumanne, Política, Estadão, clique aqui.
YOUTUBEestação

 

Comentário no Jornal da Gazeta: STF sem moral nenhuma

Comentário no Jornal da Gazeta: STF sem moral nenhuma

Seja qual for o resultado final da votação iniciada hoje no plenário para manter ou cancelar a jurisprudência que autoriza o início de cumprimento de pena de condenados da segunda instância, o STF sairá dela mais desmoralizado do que já é. Basta a evidência de que esta é a quinta vez em dez anos em que julgam o que já julgaram antes – duas por ano, em defesa exclusiva de interesses de bandidos do colarinho-branco e seus advogados milionários, pois o cidadão comum não se beneficia em nenhuma das opções em votação.

 

Para ver meu comentário no Jornal da Gazeta da quarta-feira 23 de outubro de 2019, às 19 horas, clique no play abaixo:

Para ver no Blog do Nêumanne, Política, Estadão, clique aqui.
YOUTUBEestação

 

Direto ao Assunto no YouTube: Bolsonaro fez reforma histórica

Direto ao Assunto no YouTube: Bolsonaro fez reforma histórica

Quando a reforma da Previdência deu entrada na Câmara, o projeto do governo de Jair Bolsonaro, de autoria do ministro da Economia, Paulo Guedes, e elaborado pelo assessor Rogério Marinho, tinha uma ambição nunca antes experimentada na História: a economia de R$ 1 trilhão e 200 bilhões. Após passar por dois turnos na Câmara e dois no Senado, a economia caiu para R% 800 bilhões, meio trilhão a menos, mais perto dos R$ 600 bilhões apontados como ideais para evitar que o presidente se reelegesse com os pés nas costas, conforme Paulinho da Força, do Centrão. E não falta quem queira atribuir publicamente o êxito  da reforma a Rodrigo Maia, presidente da Câmara, e Davi Alcolumbre, presidente do Senado. É falso. Mil vezes falso. O que o Congresso fez foi desidratar a economia dos gastos públicos em R$ 500 bilhões, como demonstram os frios fatos. Ainda assim, o feito precisa ser comemorado, pois foi uma vitória de todos os brasileiros. Direto ao assunto. Inté. E só a verdade nos salvará.

Para ver vídeo no YouTube clique no link abaixo:

Para ver no Blog do Nêumanne, Política, Estadão, clique aqui.
YOUTUBEestação

 

Comentário no Jornal Eldorado: Foi vitória de Bolsonaro, sim!

Comentário no Jornal Eldorado: Foi vitória de Bolsonaro, sim!

A vitória do povo brasileiro na votação do segundo turno da reforma da Previdência – 60 a 19 – foi espetacular. Ao contrário do que se convencionou publicar nos meios de comunicação, ela foi possível graças ao trabalho competente da equipe econômica do governo Bolsonaro, chefiada por Paulo Guedes. Só que infelizmente o cidadão que paga impostos vai arcar com mais de meio bilhão de reais nos próximos dez anos, que seria economizado se não tivessem sido inseridas emendas que desidrataram o projeto original por causa da sabotagem da esquerda resistente e do Centrão, representado por Maia e Alcolumbre.

Para ouvir clique no play abaixo:
Ou clique aqui e, em seguida, no play. 

 


Para ouvir no Blog do Nêumanne, Política, Estadão, clique aqui.
  

Comentários na quarta-feira 23 de outubro de 2019

1 – Haisem – Está registrado no alto da primeira página do Estadão: Um passo à frente, Senado aprova texto-base da Previdência. Qual a sensação de ter terminado o último capítulo desta novela que parecia sem fim

SONORA_RESULTADO 2310

2 – Carolina – Qual foi a interferência do Supremo Tribunal Federal na decisão da Assembleia Legislativa do Estado do Rio de mandar soltar cinco de seus deputados estaduais presos pela Operação Furna da Onça

3 – Haisem – Que conseqüências traz para o combate à corrupção no Brasil a condenação pela Segunda Turma do Supremo Tribunal do ex-coordenador político do governo Temer, ex-deputado Geddel Vieira Lima, e de seu irmão Lúcio, também ex-deputado

SONORA_EDUARDO BOLSONARO 2310

4 – Carolina – Estadão anunciou em chamada de primeira página: Eduardo anuncia que desistiu da Embaixada. Quem, afinal, o presidente Jair Bolsonaro escolheu para ocupar a embaixada do Brasil em Washington com a desistência do filho Eduardo

5 – Haisem – Em que novo rolo está se metendo a Petrobrás numa licitação pra lá de esquisita

6 – Carolina – Por que a presidente da Comissão de Constituição e Justiça do Senado, Simone Tebet, chamou o relatório da CPI do BNDES de meia pizza, e não de uma pizza inteira

7 – Haisem – Também está na primeira página de nosso jornal que Comandante da Marinha compara óleo a bombardeio. Que razões você encontra para a demora de autoridades dos três Poderes, federais, estaduais e municipais, além das ONGs para ir a campo atenuar as conseqüências funestas para a saúde e a economia dos moradores das praias nordestinas atingidas pela mancha de óleo

8 – Carolina – O que o encantou tanto no texto que o colega jornalista e poeta baiano Fernando Coelho publicou no seu perfil de Facebook a respeito do Brasil contemporâneo

 

Comentário no Jornal da Gazeta: STF deixa Alerj soltar seus bandidos

Comentário no Jornal da Gazeta: STF deixa Alerj soltar seus bandidos

Na semana passada, a ministra do STF Cármen Lúcia livrou-se de sua fantasia de justiceira e assumiu seu lado de libertadora ao deixar a Alerj a responsabilidade de soltar cinco de seus deputados bandidos, que foram diplomados em suas celas. Os coleguinhas não se fizeram de rogado e providenciaram em votação significativa a liberdade dos cumpinchas. Agora contam certamente com a ajuda dos “supremos magistrados” para devolver aos mesmos os mandatos que perderam. Tudo pelo crime de colarinho-branco.

 

Para ver o comentário no Jornal da Gazeta da terça-feira 22 de outubro de 2019, às 19 horas, clique no link abaixo:

Para ver no Blog do Nêumanne, Política, Estadão, clique aqui.

YOUTUBEestação

Página 19 de 706«...510...1718192021...2530354045...»
Criação de sites em recife Q.I Genial