Site oficial do escritor e jornalista José Nêumanne Pinto

Direto ao Assunto

Direto ao Assunto no YouTube: Moro não dura no ministério

Direto ao Assunto no YouTube: Moro não dura no ministério

A quinta-feira 23 foi sacudida com uma bomba atômica no noticiário político. A Folha de S.Paulo publicou que Bolsonaro avisou a Moro que demitiria seu homem de confiança, Maurício Valeixo, da diretoria da Polícia Federal e o ministro pediu demissão. Aí, como soi acontecer na República de Vivendas da Barra, a turma do deixa disso entrou em ação e o assunto ficou em suspensão. Mas a velha lógica não dá ao ex-juiz da Lava Jato vida longa no governo. Pesam contra o diretor da PF suas atuações no inquérito sobre Flávio na Alerj e agora Eduardo na CPI das fake news. Além de querer ter alguém de confiança para evitar envolvimento no comício a favor da intervenção militar no domingo, todos os votos que o presidente está tentando conquistar para evitar os dois quintos que o livrariam da abertura de processos de impeachment têm muitas mágoas do herói popular do combate à corrupção. Direto ao assunto. Inté. E só a verdade nos salvará.

Para ver vídeo no YouTube clique no play abaixo:


 

DIRETO AO ASSUNTO NA REDE

Twitter, Youtube, FaceBook, Instagram

Clique nestes links:

Twitter, Youtube, FaceBook, Instagram

 

 

Comentário no Jornal Eldorado: Bolsonaro dá cargos ao centrão

Comentário no Jornal Eldorado: Bolsonaro dá cargos ao centrão

O presidente Jair Bolsonaro jogou a nova política, em nome da qual se elegeu, na lata de lixo e, apesar de dizer em comício contra democracia no Dia do Exército à frente do QG do Exército que não se dispunha a negociar, já negocia há muito tempo com chefões de organizações criminosas partidárias trocando cargos públicos federais por apoio na Câmara dos Deputados. Ao contrário de Dilma, cujo processo de impeachment foi aberto pelo arqui-inimigo Eduardo Cunha, ele imitou seu antecessor, Michel Temer, negociando votos do PTB, prometendo recriar Ministério do Trabalho para Roberto Jefferson, corrupto e delator do mensalão, do PP do arquicorrupto Paulo Maluf e agora presidido por Ciro Nogueira, e do PL de Valdemar Costa Neto, em prisão domiciliar por furto.

Para ouvir comentário clique no play abaixo:

 

Para ouvir no Blog do Nêumanne, Política, Estadão, clique aqui.
  
 

Assuntos para comentário da quarta-feira 22 de abril de 2020:

1 – Haisem – STF abre inquérito para investigar atos pró-ditadura – esta é a manchete de primeira página do Estadão hoje. E esses atos não estariam, a seu ver, incluídos no direito à liberdade de expressão que o Estado de Direito concede a todos os cidadãos brasileiros

2 – Carolina – Por que você acha que o procurador-geral da República, Augusto Aras, não incluiu entre os passíveis de investigação de subversão o presidente da República, Jair Bolsonaro, que foi ao ato de domingo, Dia do Exército, à frente do Quartel General daquela Força Armada

3 – Haisem – Por que os assessores próximos de Bolsonaro não se incomodam tanto com o inquérito sobre o ato subversivo de domingo, mas, sim, com o mandado de segurança, também em julgamento no STF, contra o comportamento dele em relação ao isolamento social para conter velocidade do contágio do novo coronavírus

4 – Carolina – De golpista basta o presidente – este é o título de seu artigo semanal no Blog do Nêumanne no Portal do Estadão. Que explicação você dá para ele

5 – Haisem – Que promessa de campanha o presidente da República, Jair Bolsonaro, deixa, na sua opinião de cumprir ao autorizar negociações com líderes do chamado Centrão, inclusive Roberto Jefferson, o delator do mensalão, do PTB, para substituir seu novo inimigo, Rodrigo Maia, da presidência da Câmara dos Deputados

6 – Carolina – Qual é, a seu ver, a conseqüência mais perversa e que mais o comove da covid-19 no momento atual da pandemia em nosso país

 

DIRETO AO ASSUNTO NA REDE

Twitter, Youtube, FaceBook, Instagram

Clique nestes links:

Twitter, Youtube, FaceBook, Instagram

 

 

 

Comentário no Jornal Eldorado: Bolsonaro negocia com condenados

Comentário no Jornal Eldorado: Bolsonaro negocia com condenados

O presidente Jair Bolsonaro disse a seus devotos fiéis à frente do QG do Exército no dia do Exército que não quer negociar. Pode ser que não queira mais, mas a verdade é que ele já está negociando há semanas com condenados ainda cumprindo pena como Roberto Jefferson e Valdemar Costa Neto e o presidente do partido do símbolo da corrupção (Paulo Maluf), Ciro Nogueira. Isso é nova política?

Para ver o comentário no Jornal da Gazeta da quarta-feira 22 de abril de 2020, às 19 horas, clique no play abaixo:

 

DIRETO AO ASSUNTO NA REDE

Twitter, Youtube, FaceBook, Instagram

Clique nestes links:

Twitter, Youtube, FaceBook, Instagram

 

Direto ao Assunto no YouTube: Bolsonaro na velha política

Direto ao Assunto no YouTube: Bolsonaro na velha política

“Não queremos negociar nada”, disse o presidente Jair Bolsonaro ao abrir seu discurso de apoio ao comício de seus apoiadores exigindo intervenção militar com ele no poder, volta do AI-5 e o fechamento de Congresso e STF. De fato, ele não precisa mais negociar. Pois já negociou com bandidos da velha política trocando orçamentos públicos polpudos para se ver livre de processos de impeachment após o ato à frente do QG do Exército e no Dia do Exército, o primeiro dos quais acaba de ser apresentado pelo PDT. Vai recriar o Ministério do Trabalho para Roberto Jefferson, corrupto e delator do mensalão, indicar o titular. Entregará o FNDE e o DNOCS a um membro do PP do corrupto-mor Paulo Maluf, hoje presidido por Ciro Nogueira. E o Banco do Nordeste a outro condenado cumprindo pena (como Jefferson) Valdemar Costa Neto. Todos ladrões, todos ex-serviçais de Fernando Henrique, Lula e Dilma. Direto ao assunto. Inté. E só a verdade nos salvará.

Para ver vídeo no YouTube clique no play abaixo:


 

DIRETO AO ASSUNTO NA REDE

Twitter, Youtube, FaceBook, Instagram

Clique nestes links:

Twitter, Youtube, FaceBook, Instagram

 

 

 

Comentário no Jornal Eldorado: O presidente Jair Bolsonaro foi alertado por militares do governo

Comentário no Jornal Eldorado: O presidente Jair Bolsonaro foi alertado por militares do governo

O presidente Jair Bolsonaro foi alertado por militares do governo de que sua participação no ato do domingo, Dia do Exército, à frente do Quartel General deste, exigindo intervenção militar com ele no poder, um novo AI-5 e o fechamento do Congresso e do STF pegou muito mal e expôs as Forças Armadas a uma situação constrangedora. Houve pedidos para que ele recuasse e se explicasse à população. Recados similares chegaram ao presidente da cúpula do Supremo sobre o perigo da escalada autoritária no País nesses protestos e advertências a respeito da leitura política que sinais emitidos por ele têm provocado. Na segunda 20 de manhã inverteu totalmente o sinal do discurso repreendendo apoiador que repetiu o pedido do fechamento do STF, dizendo-lhe que quer o Judiciário e o Legislativo independentes e transparentes. Bateu pino.

Para ouvir comentário clique no play abaixo:

 

Para ouvir no Blog do Nêumanne, Política, Estadão, clique aqui.

 

Assuntos para comentário na terça-feira 21 de abril de 2020:

1 – Haisem – Bolsonaro recua e baixo o tom após pedido de militares – diz título de chamada do alto de primeira página no Estadão de hoje. Em que esse recuo atenua a participação do presidente da República no ato de domingo na frente do Quartel Geral do Exército contra a democracia e pela intervenção militar com ele no poder

2 – Carolina – PGR pede inquérito para investigar autoria de atos pró-ditadura – é a manchete de primeira página na edição do Estadão de hoje. Qual a importância desta investigação para o fortalecimento das instituições democráticas no Brasil nesta era da pandemia da covid-19

3 – Haisem – Qual a importância, a seu ver, da nota oficial emitida pelo ministro da Defesa, general Fernando Azevedo e Silva, esclarecendo a convicção das Forças Armadas na garantia do funcionamento da Constituição da República

4 – Carolina – São Paulo vai reabrir a economia de forma gradual a partir de 11 de maio – Este é título de outra chamada de primeira página do Estadão de hoje – O que esta decisão do governador João Doria esclarece sobre a questão do pico da pandemia do coronavírus e o isolamento social que tem sido usado como forma de deter a velocidade de seu contágio

5 – Haisem – O que você tem a dizer sobre a notícia segundo a qual o Tribunal Superior Eleitoral diz que ainda é possível realizar eleições municipais este ano no Brasil

6 – Carolina – Que lições, a seu ver, traz ao mundo inteiro – e ao Brasil em particular – a notícia de que o primeiro ministro de Israel, Benjamin Netanyahu, resolveu compor um governo de coalizão com seu maior adversário, Benny Grantz

 

DIRETO AO ASSUNTO NA REDE

Twitter, Youtube, FaceBook, Instagram

Clique nestes links:

Twitter, Youtube, FaceBook, Instagram

 

 

Direto ao Assunto no YouTube: Ato contra democracia é subversão

Direto ao Assunto no YouTube: Ato contra democracia é subversão

O ministro do STF Alexandre de Moraes, sorteado para relatá-lo, atendeu a pedido do procurador-geral da República, Augusto Aras, e abriu um inquérito para investigar quem planejou, organizou, financiou e comandou ato de domingo 19 de abril, Dia do Exército, à frente do QG da Força Armada, pela intervenção militar com Bolsonaro, reedição do AI-5 e fechamento do Congresso e do STF. O próprio presidente da República compareceu ao comício e discursou. Mas Aras, que foi nomeado PGR por indicação de um amigo do peito da família Bolsonaro, o ex-deputado Alberto Fraga, não incluiu o chefe do governo entre os investigáveis, tendo cometido, segundo o desembargador Walter Fanganiello Maierovitch, omissão grave, que pode enredá-lo depois. Direto ao assunto. Inté. E só a verdade nos salvará.

Para ver vídeo no YouTube clique no play abaixo:
 

DIRETO AO ASSUNTO NA REDE

Twitter, Youtube, FaceBook, Instagram

Clique nestes links:

Twitter, Youtube, FaceBook, Instagram

 

 

Página 13 de 758«...5...1112131415...2025303540...»
Criação de sites em recife Q.I Genial