Site oficial do escritor e jornalista José Nêumanne Pinto

Direto ao Assunto

Direto ao Assunto no YouTube: STF alerta Bolsonaro

Direto ao Assunto no YouTube: STF alerta Bolsonaro

O decano do STF, Celso de Mello, relator do inquérito que apura acusações de Sérgio Moro ao presidente da República, Jair Bolsonaro, mostrou na prática como o truculento general Augusto Heleno também é sôfrego, ao mandar arquivar ação de partidos de esquerda que pedia a apreensão dos celulares dos Bolsonaros, pai e filho 02, antes da decisão final do ministro. E aproveitou a oportunidade para dar um aviso de amigo ao referido dito cujo, lembrando que, se desobedecer a decisão do Judiciário, incorrerá em crime de responsabilidade, que pode levar a impeachment. Mas o “capitão cloroquina” não se emenda: ao ser vítima do hediondo crime dos hackers do grupo Anonymous, que devem mesmo ser processados e apenados, atribuiu a iniciativa aos democratas que criticam seu governo. Se fez tanta questão de intervir na PF e ainda dispõe da Abin, dos serviços de inteligência das Forças Armadas e de um bando de arapongas a seu dispor, primeiro devia informar-se bem sobre os criminosos e dar nomes aos bois de mandantes e executantes. Direto ao assunto. Inté. E só a verdade nos salvará. 

Para ver vídeo no YouTube clique no link abaixo:

Comentário no Eldorado: Celso, Bolsonaro e Hitler

Comentário no Eldorado: Celso, Bolsonaro e Hitler

No sábado 30, o decano do Supremo Tribunal Federal (STF), ministro Celso de Mello, comparou o Brasil à Alemanha de Hitler, em mensagem enviada a seus interlocutores no WhatsApp, dizendo que bolsonaristas “odeiam a democracia” e querem instaurar uma “desprezível e abjeta ditadura”. Celso de Mello é o relator do inquérito que investiga as acusações, levantadas pelo ex-ministro Sérgio Moro , de que Bolsonaro tentou interferir politicamente na Justiça Federal. No domingo 31, o presidente da República deu-lhe razão ao dar uma volta de helicóptero pela Esplanada dos Ministérios, em Brasília, para sobrevoar ato antidemocrático de seus adoradores contra o Congresso e o STF. E ainda deu carona ao ministro da Defesa, general da ativa Fernando Azevedo e Silva.

Para ouvir comentário clique no play abaixo:

 

Para ouvir no Blog do Nêumanne, Política, Estadão, clique aqui.

 

Assuntos para comentário na segunda-feira 1 de junho de 2020:

1 – Haisem – Decano do STF vê momento igual ao da ascenão do nazismo – diz manchete de primeira página da edição de hoje do Estadão. Em que este aviso do ministro mais antigo do Supremo Tribunal Federal evitará a ruptura anunciada pelo deputado Eduardo Bolsonaro neste fim de semana

2 – Carolina – Presidente participa de ato contra o Supremo – registra título de chamada no alto da mesma primeira página do Estadão. Como você analisa o sobrevôo da manifestação em favor de seu governo e contra os outros dois poderes que foi efetuado por Bolsonaro ao lado do ministro da Defesa, general da ativa Fernando de Azevedo e Silva

3 – Haisem – Paulista tem confronto entre grupos contra e pró-Bolsonaro – noticia chamada também na primeira página do Estadão. Que efeitos essas manifestações poderão produzir, a seu ver, nas crises sanitária e político-institucional neste momento em que ambas atingem o temido pico

4 – Carolina – Que impacto provocou em você e que conseqüências práticas terá na reação da polícia e da Justiça da imagem do grupo 300 do Brasil imitando as vigílias noturnas dos supremacistas da Ku Klux Klan no Sul dos Estados Unidos, de muito triste memória para o mundo inteiro

5 – Haisem – Planalto cederá presidência do BNB ao Centrão – noticia hoje em primeira página o Estadão. Até que ponto essa clara adesão àquilo que o presidente da República chamava de “velha política”, que ele não adotaria, na campanha eleitoral

6 – Carolina – Que consequências, na sua opinião, terá o assassinato a céu aberto do negro George Floyd pelo policial branco Derek Chauvin em Minneapolis, abrindo mais uma vez a caixa de Pandora das explosivas tensões raciais nos Estados Unidos em plena pandemia da covid-19

 

 

Comentário no Jornal da Gazeta: Assombrações no Planalto

Comentário no Jornal da Gazeta: Assombrações no Planalto

Na noite de sábado 30 de maio, os 300 pelo Brasil, que só eram 30, iluminaram a noite da Esplanada dos Ministérios com tochas iguais à da Ku Klux Klan para Sara Winter ameaçar o STF, e em especial, Alexandre de Moraes. À luz do sol de domingo, o presidente Jair Bolsonaro preferiu levar general da ativa a ato antidemocrático. Ao agir assim, conseguiu unir o STF, que era dividido.

Para ver o comentário no Jornal Eldorado da segunda-feira 1 de junho de 2020, às 19 horas, clique no link abaixo:

Para ver no Blog do Nêumanne, Política, Estadão, clique aqui. 

Direto ao Assunto no YouTube: A cavalo contra a democracia

Direto ao Assunto no YouTube: A cavalo contra a democracia

No sábado, à noite, o grupo “300 pelo Brasil”, que não reunia mais de 30, liderados por Sara Winter, fizeram uma passeata imitando os supremacistas brancos da Ku Klux Klan, que enforcavam negros no Sul dos EUA, até a frente da sede do STF para insultar os 11 ministros, em especial, Alexandre de Moraes. No domingo, o presidente Jair Bolsonaro deu uma carona para o ministro da Defesa, general (da ativa) Fernando Azevedo e Silva, para apoiarem uma manifestação contra o STF e o Congresso. O decano Celso de Mello, relator no STF dp inquérito das acusações de Moro contra o chefe do Executivo, alertou para as semelhanças entre o Brasil atual e a República de Weimar, na qual o chanceler Adolf Hitler deu um golpe totalitário, que terminou provocando uma tragédia mundial. Ao apoiar esses apoiadores, o “capitão cloroquina” conseguiu unir um Supremo que até agora era dividido ao meio, em 6 a 5. Direto Ao assunto. Inté E só a verdade nos salvará. 
Para ver vídeo no YouTube clique no link abaixo:

Direto ao Assunto no YouTube: Bolsonaro e a liberdade de expressão

Direto ao Assunto no YouTube: Bolsonaro e a liberdade de expressão

O presidente Jair Bolsonaro, seus filhos Eduardo e Carlos, seus blogueiros financiados e seus empresários financiadores defendem suas mentiras “sobre” (como dizem, apesar de o correto ser o contrário, sob) o pretexto de exercerem liberdade de expressão. É a pior das mentiras. O que eles querem mesmo é o monopólio de expressão, com a agravante de qualquer um que o elogie ser submetido a insultos do pior calão só por terem elogiado (na certa por engano, como aconteceu comigo) uma vez na vida. O chefe do Poder Executivo cometeu estelionato eleitoral ao prometer em campanha combater o PT e a corrupção e adotar práticas de uma nova política. Mas está sendo fiel a seu passado de 30 anos de parlamentar, em que prestou homenagens a milicianos que empregava nos gabinetes da família, disse que gostaria de ver no Brasil um governo similar ao de Chávez na Venezuela (e está tentando) e Genoíno e Aldo Rebelo, guerrilheiros comunistas no Araguaia. no governo do “companheiro” Lula, em quem confessou ter votado no segundo turno. Direto ao assunto. Inté. E só a verdade nos salvará.

Para ver vídeo no YouTube clique no play abaixo:

Comentário no Jornal da Gazeta: PF e Aras sob controle

Comentário no Jornal da Gazeta: PF e Aras sob controle

Nesta semana, uma enxurrada de decisões internas na PF publicadas no Diário Oficial da União puseram a polícia judiciária ao inteiro dispor do presidente Jair Bolsonaro. Idêntica é a situação do procurador-geral da República, Augusto Aras, que pode denunciar o presidente e este anunciou que pretende indicá-lo para terceira vaga no STF, embora só possa nomear dois até o fim do mandato.

Para ver comentário no Jornal da Gazeta da sexta-feira 29 de maio de 2020, às 19 horas, clique no link abaixo:

Para ver no Blog do Nêumanne, Política, Estadão, clique aqui.

Página 11 de 770«...5...910111213...2025303540...»
Criação de sites em recife Q.I Genial