Site oficial do escritor e jornalista José Nêumanne Pinto

Direto ao Assunto

Comentário no Jornal Eldorado: Direito de apoiar e divergir

Comentário no Jornal Eldorado: Direito de apoiar e divergir

O povo brasileiro tem todo o direito de ir às ruas no dia 15 de março e apoiar quem quer que seja, também o presidente da República, que elegeu com maioria expressiva de votos para que governe pelo prazo de quatro anos com direito a uma reeleição. E também de protestar contra qualquer agente político, incluindo os que se dizem seus representantes e não agem como tal, preenchendo vagas na Câmara dos Deputados e no Senado da República O fato de apoiar essa manifestação não faz de nenhum cidadão golpista, pois não se trata de agressão à instituição, mas de repúdio à ação nefasta de grande parte de seus membros, que abusam da instituição para tirar vantagens pessoais manipulando orçamentos públicos, protegendo parentes e apaniguados e evitando ser punidos usando e abusando de prerrogativas de função.
Para ouvir clique no play abaixo:

 

Para ouvir no Blog do Nêumanne, Política, Estadão, clique aqui.

Assuntos do comentário da quinta-feira 27 de fevereiro de 2020

1 – Haisem – Você vê como muito grave o compartilhamento pelo presidente da República, Jair Bolsonaro, de mensagens em grupos no WhatsApp convocando para ato a favor dele e contra o Congresso ou discorda da maioria das opiniões manifestadas contra ontem

2 – Carolina – Reação a Bosonaro cita crime de responsabilidade – é o título da manchete a Página A 4,que abre editoria de Política hoje no Estadão. Em sua opinião, há algum risco de ser aberto processo de impeachment contra Bolsonaro no Congresso, ou é fogo de palha

3 – Haisem – Você acha que o fato de ser decano, ou seja, o mais antigo, ministro do Supremo Tribunal Federal dá autoridade a Celso de Mello para afirmar em nota que as tais mensagens mostram que Bolsonaro não está à altura do cargo que exerce

4 – Carolina – Congresso e Supremo reagem a Bolsonaro – é a chamada de rimeira página do Estadão hoje. Como você vê as mensagens institucionais divulgadas ontem pelo presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia, e pelo presidente do Supremo Tribunal, Dias Toffoli, a respeito dessas mensagens

5 – Haisem – Equipe econômica teme crise e pautas-bomba – diz chamada de primeira página do Estadão. Seria mesmo, a seu ver, o caso de se repetir a crise do governo com o parlamento similar à que, explorada por Eduardo Cunha, que cumpre pena em Curitiba, e que terminou no impeachment de Dilma

6 – Carolina – Exército entra na negociação pelo fim do motim no Ceará – registra notícia na página A6 do Estadão. O que há a dizer sobre esta novidade

7 – Haisem – Bolsa cai 7% após chegada do coronavírus ao Brasil – Esta manchete do Estadão na primeira página hoje dá a verdadeira dimensão da crise provocada pela divulgação do primeiro caso da doença na economia do País

8 – Carolina –  Como você reagiu à notícia de que o tenor espanhol Plácido Domingo reconheceu culpa nos casos em que é apontado de assédio sexual e do cancelamento de várias apresentações dele pelo mundo

 

 

 

Comentário no Jornal da Gazeta: Oportunistas desonram instituições

Comentário no Jornal da Gazeta: Oportunistas desonram instituições

Não é verdade que congressistas chantageiam o Executivo para distribuir R$ 30 bilhões com prefeitos e governadores sem fiscalização, como disse o general Augusto Heleno. Não é chantagem, é assalto. E os donos da moral pública, que querem evitar que o povo vá para a rua apoiar Bolsonaro e criticar Congresso, precisam ter desmascarados seus discursos hipócritas em favor da “democracia”.

Para ver Jornal da Gazeta na TV Gazeta quarta-feira 26 de fevereiro de 2020, às 19 horas, clique no play abaixo:

 

Para ver no Blog do Nêumanne, Política, Estadão, clique aqui.

Comentário no Jornal Eldorado: Coronavirus no Brasil

Comentário no Jornal Eldorado: Coronavirus no Brasil

A constatação do primeiro caso de contaminação pelo novo Coronavírus no Brasil, um homem de 61 anos, constatado no Hospital Albert Einstein, em São Paulo, provoca apreensão e alerta, não pânico e desespero. A contaminação ocorreu na Lombardia, norte da Itália, e não na China, numa demonstração de que o mundo inteiro precisa se ligar na necessidade de quarentena e de cuidados especiais da saúde pública. Em todos os recantos de um planeta globalizado, urge se preparar para os efeitos maléficos da possível pandemia sobre as vidas dos cidadãos e também sobre seus efeitos maléficos na economia, refletidos de início nos mercados de capitais, como mostrou o movimento ocorrido nas bolsas europeias neste dia em que foram registradas 12 mortes pela doença na Itália.

Para ouvir clique no play abaixo:

Para ouvir no Blog do Nêumanne, Política, Estadão, clique aqui.

Assuntos do comentário de quarta-feira 26 de fevereiro de 2020

 

1 – Haisem – Brasil confirma o primeiro caso de coronavírus, em SP – é a manchete de primeira página do Estadão hoje. O que há a fazer para evitar o pânico que toma conta da Itália, de onde veio o contaminado, agora com dez mortos

 

2 – Carolina – Bolsonaro convoca para atos do dia 15 – é o título de chamada ao lado da manchete na primeira página do Estadão. Na sua opinião, o presidente fez bem ou fez mal ao fazer isso

ÁUDIO VÍDEO 2602

 

3 – Haisem – De´pois de haver criticado fortemente a ditadura bolivariana de Nicolás Maduro, a ministra da Mulher, Família e Direitos Humanos, Damares Alves, abandonou a reunião da Comissão de Direitos Humanos da ONU, em Genebra, em protesto ostensivo. O que achou da atitude dela

 

4 – Carolina – Até que ponto você acha que a reunião de três membros do primeiro escalão do governo Bolsonaro com a cúpula do governo estadual cearense em Fortaleza pode ser considerada um basta histórico à polarização ideológica que predomina na política brasileira

 

5 – Haisem – A seu ver, o governador de São Paulo, João Doria, tem razão ao criticar a atuação do ministro da Justiça e da Segurança Pública, Sergio Moro, em sua viagem a Fortaleza para levar ajuda pedida pelo governador Camilo Santana, do PT, ao presidente da República

 

6 – Carolina – Você acha que a colocação de tornozeleiras impedirá a ação do chefe da Organização Criminosa Ricardo Coutinho para prejudicar as investigações da Operação Calvário para desbaratá-la no Estado

 

7 – Haisem – Existe, a seu ver, alguma razão para a Justiça autorizar o novo périplo que a defesa de Lula anuncia do ex-presidente pela Europa para março

 

8 – Carolina – O que você tem a dizer sobre as imagens divulgadas nas redes sociais do presidente do Senado, Davi Alcolumbre, em desfiles de carnaval em Macapá ao lado de seu irmão e candidato à Prefeitura de Macapá, Josiel

 

 

 

 

 

 

Direto ao Assunto no YouTube: Nunca permita que o calem

Direto ao Assunto no YouTube: Nunca permita que o calem

O povo brasileiro tem todo o direito de ir às ruas no dia 15 de março ou em qualquer outra data apoiar quem quer que seja, também o presidente da República, que elegeu com maioria expressiva de votos para que governe pelo prazo de quatro anos com direito a uma reeleição. E também de protestar contra qualquer agente político, incluindo os que se dizem seus representantes e não agem como tal, preenchendo vagas na Câmara dos Deputados e no Senado da República. O fato de apoiar essa manifestação não faz de nenhum cidadão golpista, pois não se trata de agressão à instituição, mas, sim, repúdio à ação nefasta de grande parte de seus membros, que abusam da referida instituição para tirar vantagens pessoais manipulando orçamentos públicos, protegendo parentes e apaniguados e evitando ser punidos usando e abusando de prerrogativas de função. Esqueçam todos as diatribes de quem não suporta viver longe do poder e não se dispõe a fazer o que tem de ser feito: ouvir e obedecer à cidadania, a que deviam servir. Direto ao assunto. Inté. E só a verdade nos salvará.

Para ver vídeo no YouTube clique no link abaixo:

Direto ao Assunto no YouTube: PT pediu arreglo a Moro

Direto ao Assunto no YouTube: PT pediu arreglo a Moro

Desculpem-me todos os respeitáveis colegas, muitos dos quais admiro, que caíram na armadilha da narrativa do momento de responsabilidade do governo cearense, chefiado pelo PT e pelos Ferreira Gomes de Sobral, ao celebrarem uma trégua que seja à insana disputa polarizada para se darem as mãos e enfrentarem o grave problema de segurança pública que infelicita aquele Estado nordestino. Não tem nada disso. Vendo-se numa situação cabulosa sem saída, o governador petista Camilo Santana bateu o pino e foi correndo, com rabinho abanando, pedir socorro ao governo federal. Jair Bolsonaro cumpriu sua obrigação de acudir os cearenses com o envio de homens da Guarda Nacional e tropas das Forças Armadas para suprirem a lacuna aberta com a saída da PM, cujo estado de sublevação podia chegar a extremos como invadir o Palácio da Abolição e atentar contra o governador. Moro, Azevedo e Mendonça viajaram para Fortaleza, sendo desnecessária qualquer palavra oficial do chefe do governo. No caso ficou claro que ele age, não precisava falar. Direto ao assunto. Inté. E só a verdade nos salvará,

Para ver o vídeo no YouTube clique no link abaixo:

Comentário no Jornal Eldorado: Moro, Lula, Bolsonaro e a lei

Comentário no Jornal Eldorado: Moro, Lula, Bolsonaro e a lei

“A condição de ex-presidente não torna ninguém imune à lei. Então, o ex-presidente não tem imunidade para cometer crime contra honra contra quem quer que seja”, disse o ministro da Justiça e da Segurança Pública, Sérgio Moro, quando foi questionado sobre o inquérito que teria pedido à PF para enquadrar Lula na Lei de Segurança Nacional pelos ataques frequentes que este tem feito ao presidente Jair Bolsonaro desde que saiu do apartamento de trânsito de policiais federais da própria Federal em Curitiba, onde começou a cumprir pena até ser libertado por sua meia dúzia de amigões no Supremo Tribunal Federal. O ex-juiz da Lava Jato, que lavrou a sentença condenatória, explicou a inclusão da LSN no noticiário como um engano burocrático, pois o assunto é do Código Penal.

Para ouvir clique no play abaixo:

 

Para ouvir no Blog do Nêumanne, Politica, Estadão, clique aqui.

 

 

Assuntos para comentário de terça-feira 25 de fevereiro de 2020

 

1 – O que você achou da declaração do ministro da Justiça e da Segurança Pública, Sergio Moro, de que a condição de ex-presidente do Lula não o torna imune à lei vigente para insultar sem base em fatos específicos o presidente da República, Jair Bolsonaro, a torto e a direito

SONORA_MORO 2502

 

2 – PMs rebelados no Ceará fizeram motim em 2011 – diz título de chamada de primeira página do Estadão de hoje. Para você, que importância tem essa revelação

 

3 – O que há de novo na entrevista exclusiva que o governador da Paraíba, João Azevedo, deu ao Estadão sobre os movimentos de reivindicações dos policiais militares em Estados nordestinos

 

4 – Que abordagem você deu em sei artigo semanal no Blog do Nêumanne, publicado desde ontem no Portal do Estadão, sob o título Tiroteio no curral dos Gomes em Sobral

 

5 – Por que, a seu ver, de repente, o Superior Tribunal da Justiça, encarregado de julgar a Operação Calvário, na Paraíba, em terceira instância, resolveu adotar o expediente de soltar todos os presos condenados pelo Tribunal de Justiça do Estado, segunda instância

 

6 – Que tópicos chamaram sua atenção no carnaval deste ano do presidente Jair Bolsonaro no Guarujá, litoral de São Paulo

 

7 –  Que história é essa de lavagem de dinheiro em pastelaria, em Osasco, na Grande São Paulo

 

8, Por que será que foi dada pouca atenção à relevante notícia da operação conjunta de polícias paraguaia e brasileira para resolução do gravíssimo assassinato do jornalista Leo Veras em Ponta Porã, no Mato Grosso

 

 

 

 

 

Página 12 de 737«...5...1011121314...2025303540...»
Criação de sites em recife Q.I Genial