Site oficial do escritor e jornalista José Nêumanne Pinto

Direto ao Assunto

Comentário no Jornal Eldorado: Empresariado exige auxílio e políticas sociais

Comentário no Jornal Eldorado: Empresariado exige auxílio e políticas sociais

A retomada do auxílio emergencial e a discussão sobre como reforçar as políticas sociais no segundo semestre do ano levaram um grupo de executivos a lançar uma nova ofensiva junto a parlamentares e integrantes do governo para tentar destravar reformas e, ao mesmo tempo, tornar viável um programa de renda básica. A proposta é direcionar às famílias uma parte dos recursos obtidos com as privatizações e com a reforma administrativa, que tende a reduzir os gastos com o RH do Estado. Lançado no ano passado, o Movimento Convergência Brasil retomou as articulações após a definição para o comando do Congresso Nacional ter desanuviado o ambiente para o andamento das reformas. Demorou muito, mas lideranças expressivas do empresariado reagiram. Antes tarde do que nunca.

Para ouvir comentário clique no link abaixo e, em seguida, no play:

Para ouvir no Blog do Nêumanne, Política, Estadão, clique aqui.

 

Assuntos para comentário na segunda-feira 22 de março de 2021

1 – Haisem – Empresários se unem em ofensiva por renda básica e por reformas – Esta é a manchete de primeira página da edição impressa do Estadão que abre esta semana. Que novidades uma união como essa pode trazer no cenário de política e de poder no Brasil neste instante

2 – Carolina – Banqueiros e economistas cobram ação efetiva em carta – Este é o título de uma chamada também na primeira página do jornal desta segunda-feira. O que você espera que possa acontecer de fato no cotidiano do cidadão brasileiro comum hoje em dia a partir dessa iniciativa

3 – Haisem – Média diária de mortes explode em 14 Estados – Este é o título de outra chamada publicada no alto da primeira página do jornal de hoje.  Que perspectivas são abertas por essa constatação macabra e assustadora no panorama atual da pandemia e da economia do País

4 – Carolina – Merval: Bolsonaro nada fez e só pensa nele – Este é o título da edição desta semana do Nêumanne Entrevista, protagonizada pelo colunista do Globo e publicada no Blog do Nêumanne no Portal do Estadão. O que você tem mais a contar a respeito desta publicação

5 – Haisem – STF na contramão, do Direito, da ética e do país – Este é o título do artigo do professor Carlos Alberto Di Franco na página A2, de Opinião do Estadão de hoje. O que justifica uma crítica tão dura quanto essa neste momento de grande dificuldade pelo qual passamos

6 – Carolina – Guimarães Rosa no sertão de Fred – Este é o título do vídeo da série Dois Dedos de Prosa, publicado hoje no Blog do Nêumanne do Portal do Estadão. O que você nos reservou de mais interessante na edição desta semana

 

Direto ao Assunto no YouTube: Milícias voltam a assombrar Bolsonaros

Direto ao Assunto no YouTube: Milícias voltam a assombrar Bolsonaros

1 – #sargentopmluizmartins, tido como responsável pela guarda dos bens do chefão miliciano #capitaopmadriano, assassinado no sábado em Realengo, também foi homenageado como heroi por #flaviobolsonaro no ano em que foi preso por assassinato. 2 .- De 14 a 21 de março #brasil teve o dobro de mortos por covid do que os #eua. 3 – #empresarios manifestam-se pela volta do auxílio emergencial para pobres. 3 – #economistas mandam carta ao governo condicionando retomada da economia a velocidade maior de #vacinação. #diretoaoassunto. Inté. E só a verdade salvará nossas vidas.

Para ver vídeo no YouTube clique no play abaixo:

Comentário na Rádiuo Blue Med FM: Três ministros e nenhuma solução

Comentário na Rádiuo Blue Med FM: Três ministros e nenhuma solução

Recordes de mortos e excesso de ministros

Para ouvir comentário na Rádiuo Blue Med FM 013 clique aqui.

Dois Dedos de Prosa no YouTube: Guimarães Rosa no sertão de Fred

Dois Dedos de Prosa no YouTube: Guimarães Rosa no sertão de Fred

1 – Na série #doisdedosdeprosa, o jornalista #frednavarro conta como teve a ideia de fazer um @dicionariodonordeste, de que agora lança uma edição virtual reunindo um exaustivo trabalho de pesquisa, que começou na redação da #istoe, onde trabalhava em São Paulo, e continuou nos voos periódicos a Recife antes da pandemia. 2 – Nascido originalmente com o título chamativo de #assimfalavalampiao, o glossário começou com a reação de galhofa dos colegas no fechamento da revista e continuou na descoberta de palavras encontradas em #grandesertao:veredas, de #guimaaesrosa, e também nas feiras livres das cidades nordestinas contemporâneas. 3 – Das dez mil palavras recolhidas em sua obra, um terço é de neologismos, vocábulos criados pelo homem comum em casa ou nas ruas. 4 – O dicionarista prestou ainda uma homenagem ao grande folclorista potiguar #camaracascudo: “quando eu procurava uma palavra em qualquer livro dele, encontrava quatro”. Direto ao assunto. Inté. E só a verdade salvará nossas vidas

Para ver vídeo no YouTube clique no play abaixo:

Nêumanne Entrevista Merval: Bolsonaro nada fez e só pensa nele

Nêumanne Entrevista Merval: Bolsonaro nada fez e só pensa nele

1 – Em #neumanneentrevista, #mervalpereira disse que #jairbolsonaro nada fez de relevante em mais de 26 meses de governo, nos quais só tratou dos interesses próprios e de sua famiglia. 2 – Na entrevista, o colunista de #oglobo se disse surpreendido e decepcionado com a presença dos militares no desgoverno federal, pois esperava que eles atuassem para controlar o descontrolado chefe, e não se deixassem seduzir por salários e poder. 3 – O comentarista da @globonews torce para que não haja no segundo turno da eleição de 2022 a polarização entre #lula e #bolsonarismo, com o surgimento da terceira via, afastada da decisão em 2018. 4 – O jornalista endossa ainda a posição de seu jornal para a urgente reforma da #leidesegurançanacional, em defesa da “liberdadedeexpressao. “diretoaoassunto. “joseneumannepinto “estacaoneumanne

Para ver vídeo no YouTube clique no play abaixo:

Comentário no Jornal Eldorado: Apelos demais à Lei de Segurança Nacional

Comentário no Jornal Eldorado: Apelos demais à Lei de Segurança Nacional

O número de procedimentos abertos pela Polícia Federal para apurar supostos delitos contra a segurança nacional aumentou 285% nos dois primeiros anos do governo de Jair Bolsoonaro na comparação com as gestões Dilma Rousseff e Michel Temer: houve 20 inquéritos 2015 e 2016. E entre 2019 e 2020, foram 77 investigações. Em relação a outras cinco categorias de inquérito pesquisadas pelo Estadão por meio da Lei de Acesso à Informação – que incluem os principais crimes contra a administração pública –, as apurações baseadas na Lei de Segurança Nacional foram, de longe, as que registraram maior aumento. As instituições democráticas não estão funcionando a contento. Os cidadãos verdadeiramente de bem deste País vivem sob a constante ameaça de uma intervenção autoritária qualquer sob aparente cobertura legal.

Para ouvir comentário clique no link abaixo e, em seguida, no play:^

 

Para ouvir no blog do Nêumanne, Política, Estadão, clique aqui.

 

 

Assuntos para comentário na sexta-feira 19 de abril de 2021

1 – Haisem – Inquéritos com base na Lei de Segurança Nacional sobem 285% – Esta é a manchete da primeira página da edição impressa do Estadão de hoje. O que há de revelador nessa estatística impressionante a respeito de nossa incipiente democracia

2 – Carolina – Vítima de covid 19, Major Olímpio tem morte cerebral – Este é o título de outra chamada no alto da primeira página do jornal desta sexta-feira – Que tipo de reflexão pode causar aos brasileiros de bem o terceiro senador morto nesta cada dia mais terrível pandemia

3 – Haisem – O que lhe parece sintomático no caráter de Jair Bolsonaro na constatação de que o desaparecimento de um político importante para sua vitória eleitoral e que se tornou mais um crítico a seu desempenho na Presidência não ter quebrado seu hábito de nunca dar pêsames a ninguém

4 – Carolina – Após primeira morte na fila por UTI, cidade de São Pàulo antecipa feriados – Este é o título de uma chamada no ponto mais alto da primeira página do Estadão de hoje. A que conclusão podemos chegar ao constatar que o presidente da República pôs em dúvida p colapso da saúde pública, constatado pela Fiocruz, que pertence à hierarquia federal, sob seu comando

5 – Haisem – Após renúncia, Banco do Brasil terá novo presidente – Este é o título de outra chamada de primeira página do jornal de hoje. Essa é uma troca rotineira na mais antiga e tradicional instituição pública federal brasileira ou chama sua atenção para algum motivo fora do comum

6 – Carolina – Justiça do Rio suspende inquérito contra Felipe Neto – Este é o principal título da página A 8 da editoria de Política do jornal de hoje. Qual é o motivo para você ter selecionado este assunto para comentar no último dia útil desta semana, fechando sua participação com mais uma tentativa de calar qualquer voz que se destaque pelo contraditório

Página 9 de 856«...7891011...1520253035...»
Criação de sites em recife Q.I Genial