Site oficial do escritor e jornalista José Nêumanne Pinto

Podcast

Comentário no Jornal Eldorado: Chiliques de derrotados

Comentário no Jornal Eldorado: Chiliques de derrotados

Mercado apoiou anúncio de Bolsonaro da nomeação de Roberto Campos Neto, cujo avô é ícone da economia liberal no Brasil, para a presidência do Banco Central e da manutenção do economista Mansueto Almeida na Secretaria do Tesouro Nacional. Mas corredores do Itamaraty fervilharam com a indignação das candinhas de esquerda de sempre e de coleguinhas dos meios de comunicação aflitos com mais esta evidência da derrota eleitoral da esquerda contra indicação do embaixador Ernesto Araújo para chanceler. Reclamaram de que o indicado nunca ocupou uma embaixada importante, como se Fernando Henrique, ministro de Itamar, tivesse sido ao menos diplomata. Ora!

Para ouvir, clique no play abaixo:

Ou, clique aqui e, em seguida, no play:

Para ouvir no Blog do Nêumanne, Política, Estadão, clique aqui.

Assuntos para o comentário da sexta-feira 16 de novembro de 2018

 

1 – A manchete do Estadão desta sexta-feira é “Bolsonaro escolhe perfil técnico para comandar o Banco Central”. Quais são os sinais que, a seu ver, o presidente eleito, Jair Bolsonaro, dá ao anunciar Roberto Campos Neto para a presidência do Banco Central e a permanência de Mansueto Almeida na Secretaria do Tesouro Nacional?

 

2 – Você acha que se justifica a celeuma criada no Brasil e no exterior com o anúncio de que o novo chanceler vai ser o diplomata de carreira Ernesto Araújo porque ele publicou textos favoráveis a Trump, elogiou Bolsonaro e não ocupou ainda nenhuma embaixada de relevância?

 

3 – O que você tem a comentar no caso do abandono pelos médicos cubanos dos postos que ocuparão até o fim do atual governo no programa Mais médicos por causa das críticas do presidente eleito Jair Bolsonaro ao fato de o salário deles ser pago ao governo cubano e não aos profissionais contratados e que prestam serviços no interior do País?

 

4 – O que você acha que pode haver de errado a equipe de transição sob o comando do futuro ministro de Economia, Paulo Guedes, e de alguns generais estar preparando um relatório sobre os abusos cometidos pelas administrações petistas no chamado aparelhamento dos bancos públicos e de empresas estatais?

 

5 – Você concorda com a afirmação feita pelo presidente Michel Temer em seu pronunciamento oficial de comemoração dos 129 anos da proclamação da República de que está entregando um país a seu sucessor muito melhor do que o que ele recebeu da antecessora, Dilma Rousseff?

SONORA TEMER 1611 SITUACAO

 

6 – Faz algum sentido para você a crítica feita por Lula aos policiais, procuradores e juízes federais da Operação Lava Jato de que, se não fosse o que ele chama de perseguição deles, ele teria vencido a eleição no primeiro turno, conforme demonstravam as pesquisas de opinião?

 

7 – Qual será, a seu ver, o resultado da votação no Congresso Nacional do projeto, caro aos eleitores de direita que estão comemorando a vitória de seu candidato Jair Bolsonaro, da Escola Sem Partido? Esse pleito tem futuro ou não dará em nada como muitos outros temas polêmicos ainda em discussão no Congresso e no Supremo?

 

8 – O que de interessante o correspondente do Estadão em Genebra, na Suíça, Jamil Chade, está contando a respeito das investigações da promotoria na Suíça sobre crimes financeiros cometidos pelos tucanos de alta plumagem da elite social-democrata no Brasil?

Comentário no Estadão Notícias: O balanço de Temer

Comentário no Estadão Notícias: O balanço de Temer

Ao fazer o balanço de seu governo, no pronunciamento oficial sobre os 129 anos da proclamação da República, Temer faz bem ao reivindicar o mérito de ter interrompido, em sua gestão de meio mandato, a cadeia de insensatez que levava a Nação para o abismo inevitável com providências tomadas pela excelente equipe de economia que nomeou. Mas omite o fato inquestionável de que esse trabalho foi prejudicado por ele mesmo quando caiu na armadilha montada pelo ex-procurador-geral da República Rodrigo Janot, petista de carteirinha e cédula, ao receber o marchante Joesley Batista na garagem do Jaburu mantendo uma conversa nada republicana que lhe tirou totalmente a autoridade. Este é meu comentário no Estadão Notícias, no Portal do Estadão desde 6 horas da sexta-feira 16 de novembro de 2018.

Para ouvir clique aqui e, em seguida, no player.

Para ouvir no Blog do Nêumanne, Política, Estadão, clique aqui.

Comentário no Jornal Eldorado: Perdeu, seu Lula!

Comentário no Jornal Eldorado: Perdeu, seu Lula!

A substituta de Moro, juíza Daniela Hardt, foi impecável e implacável, impedindo todas as artimanhas do criminoso condenado e preso Lula e usar o depoimento na Justiça Federal em processo no qual é acusado de ter recebido propinas das empreiteiras OAS e Odebrecht para reformar sítio em Atibaia, que ele diz pertencer ao amigo Fernando Bittar. Quando ele disse que o juiz seria amigo de um delator da Operação Lava Jato, a juíza defendeu o colega e o levou a reconhecer que isso não é verdade. Depois, ao se referir ao power point dos procuradores, ela o advertiu que ele, segundo quem “nunca foi tão fácil ser ladrão no Brasil”, não pode intimidar agentes da lei. Perdeu, playboy!

Para ouvir, clique no play abaixo:

Ou clique aqui e, em seguida, no play.

Para ver depoimento de Lula na Justiça clique no link abaixo e, depois, nos ícones de play:

https://politica.estadao.com.br/blogs/fausto-macedo/me-leva-com-voce/

Para ouvir no Blog do Nêumanne, Política, clique no link abaixo:

https://politica.estadao.com.br/blogs/neumanne/perdeu-seu-lula/

Assuntos para comentário da quinta-feira 15 de novembro de 2018

 

1 – O que mais o impressionou no contexto do depoimento de Lula diante da juíza Gabriela Hardt, substituta de Sérgio Moro, no processo sobre suspeita de pagamento de propinas pelas empreiteiras OAS e Odebrecht para a reforma de um sítio em Atibaia?

SONORA_LULA 1511 YOUSSEF

 

2 – Em que a imagem de Lula mudou, a seu juízo, do começo dos processos de corrupção que sofre na Justiça Federal, desde o dia em que foi preso em São Bernardo do Campo até o depoimento de ontem em Curitiba?

SONORA_LULA 1511 GABRIELA

 

3 – Você acha que o juiz Sérgio Moro, que agora vai chefiar o Ministério da Justiça no governo do presidente eleito, Jair Bolsonaro, fez bem ou fez mal em adiar o depoimento, que estava marcado para antes e realizado, afinal, depois da eleição de outubro, numa tentativa de evitar influência política no processo judicial? Será que ele conseguiu isso?

 

4 – Por que o presidente Michel Temer está empurrando com a barriga a decisão que terá de tomar sobre a sanção à lei votada a toque de caixa e por ampla maioria no Senado para conceder reajuste de subsídios dos 11 juízes do Supremo, depois de o presidente eleito, Jair Bolsonaro, já ter se pronunciado contra?

 

5 – Que motivos você acha que a ex-presidente do Chile Michele Bachelet, agora investida no papel de comissária da ONU, para declarar em palestra na Universidade de Genebra que a eleição brasileira foi contaminada por desinformação, insistindo no tema das fake news, que já tinha sido tratado pela ex-presidente da Costa Rica Laura Chinchilla?

 

6 – O que você acha que o vice-presidente do Tribunal Superior Eleitoral, ministro do Supremo Tribunal Federal Luís Roberto Barroso, pretende ao intimar empresas citadas na campanha do presidente eleito, Jair Bolsonaro, a apresentar documentação considerada inadequada pela área técnica do tribunal?

 

7 – O que sua entrevista com o jornalista José Roberto Guzzo, ex-diretor das redações da Veja e da Exame, traz de novo à discussão sobre política e administração pública no Brasil, abordando especialmente o reajuste concedido pelo Senado aos subsídios dos 11 ministros do Supremo Tribunal Federal?

 

8 – O que, além dos seculares problemas climáticos da região mais tem afligido no momento os agricultores do sertão nordestino neste outono?

Comentário no Jornal Eldorado: O sobrinho distraído de Marisa Lula

Comentário no Jornal Eldorado: O sobrinho distraído de Marisa Lula

Enquanto se prepara para fazer de seu depoimento à juíza Gabriela Hardt, substituta de Moro na 13.ª Vara Federal de Curitiba, um palanque para livrar a cara da tremenda derrota eleitoral que sofreu, Lula também devia estar pronto para tentar escapar de dois escorregões do có-réu Fernando Bittar, filho de Jacob, protagonista do primeiro caso de corrupção do PT em histórica entrevista de Paulo de Tarso Venceslau a Luiz Maklouf de Carvalho, do Jornal da Tarde: por que as obras no sítio em Atibaia, ao custo de R$ 1 milhão, seriam “simples” e “superdimensionadas” e ele, dado como proprietário pela defesa, contava com a generosidade de “tia Marisa” para pagar as despesas? Que cinismo!

(Comentário no Jornal Eldorado da Rádio Eldorado – FM 107,3 – na quarta-feira 14 de novembro de 2018, às 7h30m)

Para ouvir, clique no play abaixo:

Ou clique aqui e, em seguida, no play:

Para ouvir no Blog do Nêumanne, Política, Estadão, clique aqui.

 

Assuntos para o comentário da quarta-feira 14 de novembro de 2018

 

1-  1 – Haisem – Lula pode contar com a doçura feminina da juíza Gabriela Hardt, substituta do titular da 13.ª Vara Federal de Curitiba, Sérgio Moro, que está de férias antes de assumir o Ministério da Justiça do futuro governo do presidente eleito Jair Bolsonaro, no depoimento previsto para hoje no processo da reforma do sítio de Atibaia?

 

2  – Carolina – A defesa de Lula sempre quis porque quis apresentar seus pleitos à Segunda Turma do Supremo Federal, que lhe parecia mais favorável às reivindicações do condenado. No entanto, por cinco a zero, esta turma manteve na Justiça Federal de Brasília o processo que atende pelo sugestivo nome de “quadrilhão do PT”, negando sua pretensão de ser submetido a julgamento no próprio STF. O que houve?

 

3 – Haisem – Quais são, a seu ver, as possibilidades concretas de o presidente eleito, Jair Bolsonaro, cortar mesmo, no mínimo, 30% dos cargos de executivos indicados por políticos nos bancos federais e por que isso deveria ser feito?

 

4 – Carolina – Até quando você acha que vai rolar esse jogo de empurra em que Bolsonaro insinua que Temer deve vetar o reajuste dos subsídios dado pelo Senado aos 11 ministros do Supremo Tribunal Federal e um destes, Luiz Fux, relator da constitucionalidade do auxílio-moradia, disse em entrevista à TV Globo que só o proibirá se o presidente sancionar a lei?

 

5 – Haisem – Qual o motivo da pressa do ministro do Supremo Tribunal Federal Luís Roberto Barroso ao dar apenas três dias para a assessoria do presidente eleito, Jair Bolsonaro, dar as explicações pedidas pelos técnicos do Tribunal Superior Eleitoral, sobre erros cometidos na prestação de contas da campanha presidencial do PSL?

 

6 – Carolina – Por que o presidente eleito, Jair Bolsonaro, nomeou o general Fernando Azevedo e Silva para o Ministério da Defesa, e quais as causas de eventuais críticas a esta nomeação, sejam de civis, sejam de militares das outras armas, relegadas a segundo plano na escolha?

SONORA_BOLSONARO 1411 A

 

7 – Haisem – Que razões levaram o presidente eleito, Jair Bolsonaro, a ter resolvido extinguir o Ministério do Trabalho e para agora recuar, admitindo anexá-lo a outra pasta, mas mantendo-lhe o status de ministério?

SONORA_BOLSONARO 1411 D

 

8 – Carolina – Você acha que algum tipo de mágoa poderia explicar por que petistas de alto coturno faltaram ao lançamento do livro de memórias de José Dirceu ontem, à noite, em Belo Horizonte?

Comentário no Estadão Notícias: Dona Marisa, a tia pródiga

Comentário no Estadão Notícias: Dona Marisa, a tia pródiga

Pelo depoimento dado há dois dias por Fernando, filho do amigão de Lula, Jacob Bittar, perante a mesma juíza Gabriela Hardt, substituta de Sérgio Moro na 13.ª Vara Federal de Curitiba, pode ser que o presidiário mais famoso do País venha a ter dificuldade para ter de explicar alguns detalhes da versão que sua defesa apresenta em juízo. Lula e Bittar juram de pés juntos que o dono do sítio Santa Bárbara, em Atibaia, não é o ex, e, sim, o rapaz. Mas este escorregou feio no depoimento. Ele tinha de definir mais de R$ 1 milhão gasto nas reformas como “simples” e “superdimensionadas”? E que tal a versão de que em seu sítio ele achava que “tia Marisa” é que pagaria obras que ela dirigia? Este é meu comentário no Estadão Notícias, no Portal do Estadão desde 6 horas da quarta-feira 14 de novembro de 2018.

Para ouvir clique aqui e, em seguida, no player:

Para ouvir no Blog do Nêumanne, Política, Estadão, clique aqui.

 

Comentário no Jornal Eldorado: Campanha barata poupa eleitor

Comentário no Jornal Eldorado: Campanha barata poupa eleitor

Além de haver manifestado a vontade da maioria do eleitorado brasileiro, a eleição de Jair Bolsonaro para presidente da República deteve o vertiginoso crescimento dos custos de uma campanha, que tinham chegado a absurdos R$ 800 milhões na anterior. O próprio presidente eleito gastou menos de R$ 2 milhões, 400 vezes menos do que Dilma. E, segundo levantamento doEstadão Dados, seu partido, o PSL, conseguiu o feito de eleger deputado federal Alexandre Frota, que gastou R$ 0,3 por voto. E não é que as redes sociais desmoralizaram completamente a farsa da compra de disparos de WhatsApp, fake news com que o PT tentou anular a própria derrota e desmoralizara a vitória do oponente?

(Comentário no Jornal Eldorado da Rádio Eldorado – FM 107,3 – na terça-feira 13 de novembro de 2018, às 7h30m)

Para ouvir, clique no play abaixo:

Ou clique aqui e, em seguida, no play.

Para ouvir no Blog do Nêumanne, Política, Estadão, clique aqui.

Assuntos para o comentário da terça-feira 13 de novembro de 2018

1 – Haisem – A que conclusões você chegou depois de tomar conhecimento da notícia das informações prestadas por Google, Facebook e Twitter e usadas pela campanha de Jair Bolsonaro, encaminhadas ao Tribunal Superior Eleitoral e ali glosadas?

2 – Carolina – O presidente eleito, Jair Bolsonaro, agiu corretamente ou cometeu um erro ao deixar a eventual votação da reforma da Previdência para o primeiro ano de seu governo, em vez de tentar agora ainda sob a égide do presidente Michel Temer, como ele tinha anunciado antes?

SONORA_BOLSONARO 1311A

3 – Haisem – O que você tem a dizer sobre o que foi divulgado até agora sobre a missão que caberá a Joaquim Levy, que foi ministro da Fazenda de Dilma Rousseff, ao assumir a presidência do BNDES no governo Bolsonaro?

4 – Carolina – Você acha uma boa ideia manter Ivan Monteiro na Presidência da Petrobrás e Nelson de Souza na Caixa Econômica Federal, do atual governo para o próximo?

5 – Haisem – A seu ver, o ministro Nefi Cordeiro, do Superior Tribunal de Justiça, teve bons motivos para soltar os suspeitos presos no âmbito da Operação Capitu sobre fraudes no Ministério da Agricultura, entre os quais os ex-executivos da J&F Joesley Batista e Ricardo Saud?

6 – Carolina – Você acha que o depoimento de Fernando Bittar, que se apresenta como proprietário do sítio Santa Bárbara, atribuído pelo Ministério Público Federal a Lula, acusado de emprego de propina em troca de benefícios públicos, e ocultação de patrimônio, convenceu a juíza Gabriela Hardt, substituta de Sérgio Moro na 13.ª Vara Federal?

7 – Haisem – O presidente nacional do PSDB, ex-governador paulista Geraldo Alckmin, foi convincente ao negar ontem que seu partido não dará uma guinada para a direita no futuro governo de Jair Bolsonaro?

8 – Carolina – Qual é a verdadeira importância de Stan Lee, criador de heróis dos quadrinhos, que morreu ontem aos 91 anos de idade, no cenário mundial da cultura?

Página 52 de 169«...510152025...5051525354...6065707580...»
Criação de sites em recife Q.I Genial