Site oficial do escritor e jornalista José Nêumanne Pinto

Podcast

Comentário no Estadão Notícias: STF se une para blindar colegas

Comentário no Estadão Notícias: STF se une para blindar colegas

Há uma lenda urbana segundo a qual o STF tem dois lados: o mau de Toffoli, Lewandowski, Gilmar, Marco Aurélio e Celso e o bom de Cármen, Fachin, Fux, Barroso e Alexandre, com Rosa no centro. Nunca caí nessa. Quando se trata de se blindarem a si mesmos e, por extensão, a colegas da cúpula do Judiciário, todos se unem contra os rigores da lei. Isso explica o arquivamento “de ofício” determinado pelo citado Barroso do inquérito que investigava o desembargador Favreto, que tentou soltar Lula contrariando decisões colegiadas. Mas a procuradora-geral Dodge recorreu. Ainda bem. Este é meu comentário no Estadão Notícias, no Portal do Estadão desde 6 horas da quinta-feira 11 de abril de 2019.

Para ouvir clique aqui.

Para ouvir no Blog do Nêumanne, Política, Estadão, clique aqui.

 

Comentário no Jornal Eldorado: Coldre vazio na CCJ

Comentário no Jornal Eldorado: Coldre vazio na CCJ

A sessão da CCJ da Câmara foi tumultuada como a da semana passada – só que desta vez sem a exibição da incultura musical do inepto deputado Zeca Dirceu (PT-PR). O presidente Felipe Francischini é um boboca e não consegue conter ânimos exaltados dos deputados que querem apenas obstruir. O relator, deputado Delegado Marcelo Freitas, tem sérias dificuldades de leitura. E o líder do PSL, Delegado Waldir, foi à reunião armado (aparentemente de um coldre sem arma, o que torna tudo mais surrealista). Felizmente o relator conseguiu ler o relatório, que aprova integralmente o texto da PEC da reforma previdenciária do governo Bolsonaro. Ufa. Agora será a batalha da Comissão Especial. Arre.

Para ouvir clique no play abaixo:

Ou clique aqui e, em seguida, no play.

Para ouvir no meu Blog do Estadão, clique aqui.

Assuntos para comentário da quarta-feira 10 de abril de 2019

1 – Haisem – Quais as mais notáveis diferenças que você percebeu na reunião da CCJ ontem em que o relator da reforma da Previdência, o deputado Marcelo Freitas, leu seu relatório atestando a constitucionalidade dela e aquela em que Paulo Guedes foi afrontado pela esquerda, em especial Zeca Dirceu

2- Carolina – O que você tem a dizer sobre a definição de “lamentável” dada pelo ministro da Justiça a respeito da tragédia de Guadalupe em que 12 militares mataram o músico Evaldo Rosa dos Santos, chamada por Bolsonaro de “incidente”

3 – Haisem – Após balanço de 10 mortos até agora e a comprovação amadorismo da Prefeitura do Rio para deter o caos na antiga capital federal após as trombas d’água de abril, o que você diz das críticas feitas pelo governador do Estado Wilson Witzel ao prefeito Marcelo Crivella

SONORA_CRIVELLA 1004 B

4 – Carolina – Por que será que mesmo sem Dias Toffoli a Segunda Turma do Supremo continua soltando por 3 a 2, como aconteceu agora no caso do ex-presidente do Banco do Brasil e da Petrobrás Ademir Bendine

5 – Haisem – Por que estão dizendo por aí que há uma possibilidade de só autorizar a prisão após a terceira instância já que Lula está para ser julgado no Superior Tribunal de Justiça

6 – Carolina – O que o entusiasmou tanto na leitura do artigo Em defesa do Supremo, publicado ontem pela Folha de S. Paulo pelo acadêmico Joaquim Falcão, professor da Fundação Getúlio Vargas e especialista em STF

7 – Haisem – Você achou adequado o recado que o novo ministro da Educação, Abraham Weintraub, mandou para os funcionários que lhe serão subordinados, à base do tradicional os incomodados que se mudem

SONORA_WEINTRAUB 1004 B

8 – Carolina – O que você acha que pode ter emocionado tanto Lula na tentativa de desmoralizar Paulo Guedes pelo deputado Zeca Dirceu, a ponto de ser elogiado num bilhete curto, que o ex fez circular em seu perfil em rede social

Comentário no Jornal Eldorado: MEC precisa de gestor já!

Comentário no Jornal Eldorado: MEC precisa de gestor já!

Se o maior problema do Ministério de Educação no momento, depois da demissão do ex-ministro Vélez Rodríguez, é, de fato, a gestão, então pode ser que o economista escolhido para substituí-lo, Abraham Weintraub, seja indicado para por as coisas nos eixos, pois tem uma excelente carreira de gestor, iniciada como contínuo e chegando a diretor. Para não repetir o antecessor em lambanças, que abreviaram a passagem dele pelo cargo, não deve dar prioridade à guerra ideológica, em que aquele se empenhou, mas, ao contrário, seguir o exemplo de dois não doutores como ele, Gustavo Capanema e Jarbas Passarinho, e de países que saíram do atraso investindo em educação para alcançar a prosperidade.

Para ouvir clique no play abaixo:

ou, clique aqui e em seguida, no play.

Para ouvir no Blog do Nêumanne, Política, Estadão, clique aqui.

Assuntos para comentário da terça-feira 9 de abril de 2019

1 – Haisem – O que levou o presidente Jair Bolsonaro a demitir o ex-ministro da Educação, Vélez Rodríguez, e nomear para seu lugar o economista Abraham Weintraub, que tem experiência em gestão, mas não propriamente na área que vai assumir?

SONORA – PORTA-VOZ 0904

2 – Carolina – Que conseqüências você acha que advirão sobre votação da reforma da Previdência na Câmara após a declaração do presidente Rodrigo Maia de que não é mulher de malandro para gostar de apanhar?

3 – Haisem – Quanto tempo vai durar a jurisprudência adotada pelo Supremo Tribunal Federal de autorizar prisão após segunda instância com a reiteração das posições a favor dela pelos ministros Luís Roberto Barroso e Luiz Fux?

4 – Carolina – A decisão do relator da Lava Jato no STF, ministro Edson Fachin, de não atender a mais um pedido de sua defesa para antecipar julgamento da Corte por sua liberdade indica mais uma vez a tendência da Corte de manter o petista preso?

5 – Haisem – Qual o eco da carta postada por Lula em seu perfil social afirmando que o sofrimento do povo ainda é sua maior angústia depois de apenas 2 mil pessoas, segundo a Polícia Federal, terem ido se solidarizar com ele pelo primeiro ano passado na prisão domingo em Curitiba?

6 – Carolina – O que você achou da reação fria do comandante militar do Sudeste a reagir à execução por dez militares do músico Evaldo Alves dos Santos em Guadalupe, na Zona Norte do Rio de Janeiro?

SONORA_ESPOSA 0904

7 – Haisem – Qual sua opinião sobre o depoimento dado pelo tenente coronel Flávio Godinho informando que, sete meses antes da tragédia de Brumadinho, a defesa civil de Minas avisou à Vale da eventualidade de uma tragédia depois de uma vistoria da barragem do Córrego do Feijão?

8 – Carolina – Por que você criticou tão duramente em seu artigo semanal no Blog do Nêumanne o fato de as Polícias Militares não informarem mais, como o faziam antes, o número dos manifestantes em protestos de rua como os de domingo passado contra a Justiça de um lado pelos adeptos de Lula e de outro pelos defensores da Lava Jato?

Comentário no Estadão Notícias: Nota sem pesar

Comentário no Estadão Notícias: Nota sem pesar

Escapa à compreensão humana entender o que pode ter levado 12 militares a executarem o músico Evaldo Santos Rosa em Guadalupe, na zona norte do Rio de Janeiro, quando ele levava a família para um chá de bebê pelas circunstâncias inteiramente gratuitas da tragédia. É também surpreendente e chocante a falta de qualquer sentimento de pesar e solidariedade nas notas oficiais emitidas pelo comando militar do Leste tratando uma atitude injustificável como esta como se tivesse sido rotineiro erro operacional. Este é meu comentário no Estadão Notícias, no Portal do Estadão desde 6 horas da terça-feira 9 de abril de 2019.

Para ouvir clique aqui e, em seguida, no player.

Para ouvir no Blog do Nêumanne, Política, Estadão, clique aqui.

Comentário no Jornal Eldorado: Será Lula um ex-inocentão?

Comentário no Jornal Eldorado: Será Lula um ex-inocentão?

Estratégia de defesa de Lula tentando anular parte referente ao caixa 2 na condenação pelo crime do tríplex do Guarujá, transferindo-a para justiça eleitoral no julgamento do STJ, embute risco de aceitar culpa em corrupção e lavagem de dinheiro, anulando narrativa de que é injustiçado e perseguido pela justiça controlada por seus inimigos interessados em alijá-lo do pleito presidencial de outubro. Mas, em artigo assinado na Folha no domingo, 7 de abril, por ocasião do primeiro aniversário de sua privação de liberdade na “sala de estado-maior” de Curitiba, o petista escapou dessa assertiva, condicionando a “retomada da democracia no Brasil” a sua libertação pedida na rua por bem poucos devotos.

Para ouvir clique no play abaixo:

Ou clique aqui e, em seguida, no play.

Para ouvir no Blog do Nêumanne, Politica, Estadão, clique aqui.

Assuntos para o comentário da segunda-feira 8 de abril de 2019

1 – Haisem – O que você tem a dizer sobre alguns comentários de que o pedido da defesa de Lula a ser julgado esta semana pelo STJ – e, ao que tem sido noticiado, é possível que seja aceito – para passar o crime de caixa 2 para a justiça eleitoral da cobertura no Guarujá, pelo qual foi condenado, deixando de lado a parte da condenação que se refere a corrupção e lavagem de dinheiro, o que pode ser considerado aceitação de culpa

2 – Carolina – O que tem mais chamado sua atenção nos recentes pronunciamentos públicos do ex-presidente Fernando Henrique: as duras críticas a Bolsonaro ou seu apelo para mandar Lula para prisão domiciliar e quem ele espera convencer com essas duas posturas

3 – Haisem – O que, a seu ver, motivou a multidão que ocupou cinco quarteirões da Avenida Paulista para criticar duramente o STF e exigir do presidente do Senado, Davi Alcolumbre, agendar a votação do pedido de impeachment de Gilmar Mendes apresentado pelo professor Modesta Carvalhosa no dia 14 de março

4 – Carolina – O que você tem a dizer sobre o episódio noticiado de que o ministro do Supremo Alexandre de Moraes se recusou a ser revistado na passagem pelo detector de metais ao embarcar no aeroporto de Brasília

5 – Haisem – Você acredita que o fiscal da Receita Federal Odilon Alves Filho tenha sido movido apenas pela curiosidade ao xeretar as declarações do presidente Jair Bolsonaro e alguns familiares justamente no mês da eleição, outubro passado, hipótese levantada pela irmã Norma Auily, do DEM, partido do chefe da Casa Civil e dos presidentes da Câmara e do Senado

6 – Carolina – O que você achou da atitude adotada por Jair Bolsonaro e a reação assumida pelo ministro da Educação, Vélez Rodríguez, a respeito de uma eventual demissão deste, marcada para hoje

7 – Haisem – Por que notícia a respeito da vitória ação de João Gilberto contra a Universal Discos na segunda instância tem relevância para ser comentada em sua participação hoje aqui em nosso Jornal Eldorado

8 – Carolina – Os últimos testemunhos dados pelo prisioneiro Sérgio Cabral não justificariam, a seu ver, uma mudança de atitude do Ministério Público Federal e da Polícia Federal, que lhe têm negado o direito de fazer uma delação premiada

Direto ao Assunto no YouTube: Suspeitos jogam fogo no projeto de Moro

Direto ao Assunto no YouTube: Suspeitos jogam fogo no projeto de Moro

Parlamentares suspeitos ou que temem ser descobertos na bandalheira querem trocar projetos contra corrupção e crime organizado entregues ao Congresso por um pacotinho de segurança pública  do ministro do STF Alexandre de Moraes, prometendo apoio a uma reforma atenuada da Previdência, com a qual nem sequer se comprometem. A fuga em massa dos traíras do PSL, deixando Paulo Guedes sozinho  para enfrentar o filhote do tigrão Zé Dirceu, é só o primeiro ensaio de um grotesco espetáculo a ser encenado na Comissão Especial e no plenário da Câmara, assistido com prazer pelo presidente Nhonho. Direto ao assunto. Inté. E só a verdade nos salvará.

Para ver vídeo no YouTube clique no link abaixo:

Para ver no Blog do Nêumanne, Política, Estadão, clique aqui.

Página 56 de 201«...510152025...5455565758...6570758085...»
Criação de sites em recife Q.I Genial