Site oficial do escritor e jornalista José Nêumanne Pinto

Podcast

Comentário no Estadão Notícias: Palocci entregou BNDES

Comentário no Estadão Notícias: Palocci entregou BNDES

O ex-ministro da Fazenda e também ex-chefe da Casa Civil das gestões federais do PT Antonio Palocci disse à CPI do BNDES que no governo Lula os empréstimos do banco público de R$ 7 bilhões à Odebrecht eram cedidos em troca de recursos para campanhas petistas sem garantias, via propina.  O nome disso aí é furto. Ou seja, é produto de rime e não pode ser dado em garantia, o que fez a Odebrecht com os bancos privados. Nem ficar para ser ressarcido depois,  no fim  da fila, como o bancos públicos, ou seja, nós outros. Este é meu comentário no Estadão Notícias, no Portal Estadão desde 6 horas da quarta-feira 3 de julho de 2019.

Para ouvir clique aqui e, em seguida, no player.

Para ouvir no Blog do Nêumanne, Política, Estadão, clique aqui.

Comentário no Jornal Eldorado: O Olimpo longe do povo

Comentário no Jornal Eldorado: O Olimpo longe do povo

Quando disse que alguém para ser ministro do STF precisa ter “couro para aguentar pressão”, o presidente do órgão, Dias Toffoli, deixou claro a quem interessar possa que membros do colegiado máximo do Judiciário são imunes à pressão popular, ou seja, não servem à vontade do cidadão, que os sustenta do bom e do melhor. De fato, eles só não são imunes mesmo aos interesses e ambições de seus padrinhos políticos, aqueles que os nomearam para o melhor emprego do Brasil e aqueles outros com os quais frequentam os convescotes e regabofes da elite dirigente nacional no inacessível Planalto Central, cada dia mais distante da realidade do povo da planície, sempre sem poder e hoje sem trabalho.

Para ouvir clique no play abaixo

Ou clique aqui e, em seguida, no play.

Para ouvir no Blog do Nêumanne, Estadão, Politica, clique aqui.

Assuntos para comentário na terça-feira 2 de julho de 2019

1 – Você concordou com o presidente do Supremo Tribunal Federal, Dias Toffoli, quando ele disse a respeito dos protestos nas ruas contra o órgão que seus membros devem ter “couro suficiente para aguentar pressão”

SONORA_TOFFOLI A 0207

2 – Como você acha que o Congresso Nacional deverá reagir às críticas que lhe foram dirigidas pela OCDE a respeito da lei de abuso de autoridade

3 – Qual o desgaste sofrido pelos procuradores dos Estados quando se descobre que um de seus membros, o fluminense Renan Saad, recebeu 1 milhão de reais de propinas da Odebrecht para aumentar o custo de uma obra em mais de 11 vezes

4 – A palavra do ex-governador Sérgio Cabral, condenado a mais de 200 anos por corrupção, tem alguma credibilidade quando conta ao juiz Marcelo Bretas, da Lava Jato do Rio, que negociou com o empresário carioca conhecido como Arthur Soares, vulgo Rei Arthur, propinas para as campanhas de Eduardo Paes para prefeito e Lindbergh Farias para senador no Rio

SONORA_CABRAL D 0207

5, A que você atribui uma notícia espantosa como esta de que a área desmatada na Amazônia aumentou em 60% em junho em relação ao mesmo período há um ano, segundo o Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais

6 – O que Bolsonaro pretende salvar quando transfere para o fim dos inquéritos policiais a decisão sobre demitir o ministro do Turismo, Marcelo Alvaro Antônio, encrencado com a polícia e a justiça no escândalo dos laranjais do PSL, seu partido, em Minas Gerais

7 – O que, na sua opinião, o ministro da Justiça, Sergio Moro, e o da economia, Paulo Guedes deveriam fazer para reduzir o nível de safadeza na gestão dos créditos do BNDES

8 – O que você quis dizer com o título de seu artigo, que circula desde ontem, no Blog do Nêumanne: O barco pirata de Verdevaldo

Comentário no Estadão Notícias: Congresso e STF levariam povo à rua?

Comentário no Estadão Notícias: Congresso e STF levariam povo à rua?

Não temos uma ideia precisa das multidões de manifestantes que compareceram às ruas para apoiar Moro, Lava Jato, projeto anticrime e combate à corrupção em 26 de maio e agora em 30 de junho. É que meios de comunicação e PMs estaduais não cumprem esse dever de ofício de informar quantos cidadãos deixaram seus lares para manifestarem reivindicações democráticas. Mas muita gente reclamou dos Poderes Legislativo e Judiciário. Não seria o caso de seus presidentes convocarem atos semelhantes em resposta aos agravos sofridos nos protestos citados?

Para ouvir clique  aqui e, em seguida, no player.

Para ouvir no Blog do Nêumanne, Política, Estadão, clique aqui.

 

Comentário no Jornal Eldorado: Povo na rua por Moro

Comentário no Jornal Eldorado: Povo na rua por Moro

É claro que os inimigos da Lava Jato – parlamentares suspeitos, acusados, processados e condenados pela operação – desdenharam as manifestações populares de rua em favor de Sergio Moro e seus projetos anticrime e contra corrupção, dando-as por inferiores às de 26 de maio, mas isso não quer dizer muita coisa, de vez que também aquelas eram a favor dos mesmos temas e contra Congresso e STF. O certo é que os atos de domingo mostraram que as tentativas da esquerda, em geral, e do PT, em particular, de desestabilizar o ministro da Justiça produzem o efeito inverso, pois deixam aberta ao ex-juiz justamente a porta da política, através da qual ele poderá vir a tornar-se um competidor de respeito, capaz de vencê-los em eleições majoritárias, pois seu prestígio aumenta com o desespero evidente dos corruptos.

Para ouvir comentário no Jornal Eldorado clique no play abaixo:

Ou clique aqui e, em seguida no play.

Para ouvir no Blog do Nêumanne, Política, Estadão, clique aqui.

Assuntos para comentário da segunda-feira 1 de julho de 2019

1 – Haisem – Manchete do Estado de hoje é “Atos em favor de Moro fazem críticas ao STF e ao Congresso” Quais são suas impressões sobre essas manifestações de rua de ontem

2 – Carolina – O presidente Jair Bolsonaro elogiou o povo brasileiro pela civilidade com que se manifestou nas ruas. Que conseqüências o movimento poderá trazer para melhorar ou pressionar seu governo

3 – Haisem – Que efeitos as manifestações de ontem poderão ter nas votações do projeto anticrime e de combate à corrupção, na reforma da Previdência e na recuperação da imagem do governo Bolsonaro, em viés de queda

4 – Carolina – Você acha que as manifestações, em sequência às de 26 de maio, reduzirão a agressividade esperada dos deputados da oposição na sessão a que Moro comparecerá amanhã, 2 de julho, na Comissão de Constituição e Justiça da Câmara dos Deputados

5 – Haisem – Nas manifestações de ontem um dos pontos a destacar foi o discurso do professor de Direito da USP Modesto Carvalhosa sugerindo um plebiscito sobre os projetos acalentados por Moro no Congresso Nacional. Há alguma viabilidade de isso acontecer

6 – Carolina – Que contribuição traz o artigo do ex-ministro da Justiça no governo José Sarney e ex-membro da Comissão da Verdade na gestão de Dilma Rousseff no jornal O Globo para o debate político sobre a condenação de Lula à luz da revelação de eventuais mensagens entre Moro e procuradores da Lava Jato pelo Intercept Brasil

7 – Haisem – A defesa de Lula terá alguma chance nova na tentativa de anular a primeira condenação de Lula na Justiça argumentando com as revelações feitas pelo Intercept Brasil, obtidas em transcrições suspeitas de conversas entre autoridades de combate à corrupção pelo aplicativo telefônico russo Telegram

8 – Carolina – Que novidades a entrevista que você publicou esta semana em seu blog da juíza carioca Denise Frossard aporta à discussão sobre a parcialidade de Moro no processo do tríplex do Guarujá, cuja propriedade é atribuída pelo Ministério Público a Lula

Comentário no Estadão Notícias: E se for tudo ficção, hein?

Comentário no Estadão Notícias: E se for tudo ficção, hein?

Do alto de sua sabedoria o professor de Direito da USP Modesto Carvalhosa tem argumentado desde a primeira denúncia do Intercept Brasil sobre mensagens de Telegram entre Moro e Dallagnol mais outros de que esse material não lhe foi entregue nem “hackeado”. Ao somar com texto de Maria Fernanda Rodrigues sobre a participação de Glenn Greenwald no “barco pirata” da Feira Literária de Parati, a Flipei, as trapalhadas divulgadas pelo site neste sábado reforçam a versão de que tudo não passa de ficção e tem toda verossimilhança. Este é meu comentário no Estadão Notícias, no Portal do Estadão desde 6 horas da segunda-feira 1 de julho de 2019.

Para ouvir clique aqui e, em seguida, no player.

Para ouvir no Blog do Nêumanne, Política, Estadão, clique aqui.

 

Comentário no Jornal Eldorado: Bagulho no avião da FAB

Comentário no Jornal Eldorado: Bagulho no avião da FAB

A declaração do chefe do Gabinete de Segurança Institucional da Presidência da República, general Augusto Heleno, segundo quem a descoberta de um pacote de cocaína de 39 quilos na bagagem do segundo sargento da Aeronáutica Manoel Silva Rodrigues foi apenas “falta de sorte” é de tal forma disparatada que o porta-voz do presidente, general Rêgo Barros, foi obrigado a mais uma vez explicá-la. Para deixar claro que faltou sorte não ao traficante internacional fardado, definido como “mula qualificada” pelo vice Mourão no exercício da Presidência da República, mas, sim, ao Brasil, por ter ele acomodado o bagulho no avião presidencial em voo para a reunião no G20 em Tóquio. Difícil dizer o que foi mais ridículo, a frase ou seu complemento. Não faltou sorte, não, general, faltou mesmo foi competência.

Para ouvir clique no play abaixo:

Ou clique aqui e, em seguida, no play.

Para ouvir no Blog do Nêumanne, Política, Estadão, clique aqui.

Assuntos para comentário da sexta-feira 28 de junho de 2019

1 – Haisem – Você concorda com a desculpa dada pelo ministro-chefe do Gabinete de Segurança Institucional, general Augusto Heleno, de que a descoberta de 39 quilos de cocaína com o segundo sargento da Aeronáutica Manoel Silva Rodrigues foi apenas “falta de sorte”

SONORA_FALTA DE SORTE

2 – Carolina – Qual, a seu ver, terá sido a causa de mais uma queda de popularidade do governo do presidente Jair Bolsonaro segundo o Ibope

3 – Haisem – Será que o ministro do Turismo de Bolsonaro, Marcelo Álvaro Antônio, continuará sendo mantido no primeiro escalão do governo como “impávido colosso”, mesmo depois da prisão de seu assessor e do coordenador de sua campanha na eleição

4 – Carolina – A entrevista concedida pelo ministro do STF Gilmar Mendes à GloboNews na noite de quarta-feira foi uma boa ideia ou você acha que passará incólume por mais essa

5 – Haisem – Você se surpreendeu com o depoimento do ex-presidente do BNDES Joaquim Levy reafirmando, como, aliás, muita gente o faz no chamado mercado, que não há a tão esperada “caixa preta” do banco

6 – Carolina – Qual é sua opinião sobre essa medida anunciada pelo ministro da Economia, Paulo Guedes, de liberar R$ 100 bilhões dos depósitos compulsórios dos bancos no Banco Central  para a economia

7 – Haisem – Você acha que o ministro da Educação, Abraham Weintraub, fez bem ao comparar a cocaína encontrada com o membro da tripulação do avião da FAB que transportou Bolsonaro para a reunião do G 20 no Japão

8 – Carolina – O que você tem a dizer do tuite do deputado Eduardo Bolsonaro sobre a advogada Daniela Teixeira, primeira da lista tríplice encaminhada ao pai dele, Jair Bolsonaro, para ocupar uma vaga no Tribunal Superior Eleitoral (TSE)

 

Página 4 de 165«...23456...1015202530...»
Criação de sites em recife Q.I Genial