Site oficial do escritor e jornalista José Nêumanne Pinto

Podcast

Comentário no Estadão Notícia: Fraudes no Senado

Comentário no Estadão Notícia: Fraudes no Senado

Quando Renan Calheiros, Ricardo Lewandowski e Kátia Abreu rasuraram a Constituição para permitir que, depois do impeachment, Dilma Rousseff pudesse ocupar cargo público, ninguém foi punido. Agora duas grandes fraudes da eleição para a presidência do Senado – a punga da pasta contendo a votação de 50 a 2 pela reincidente senadora do Tocantins e a impressão de 82 cédulas para um eleitorado total de 81 votantes – precisam ser investigadas e seus culpados, punidos. A Nação não suporta mais ter de encarar esse tipo de vilania ser tratada como se fosse lana caprina e mesmo em tom de galhofa com a batedora de carteira ameaçando pelo Twitter roubar a urna da votação de sábado. Este é meu comentário no Estadão Notícias, no Portal do Estadão desde 6 horas da segunda-feira 4 de junho de 2019

Para ouvir clique aqui e, em seguida, no player.

Para ouvir no Blog do Nêumanne, Política, Estadão, clique aqui.

 

Comentário no Jornal Eldorado: Apocalipse sem sirene

Comentário no Jornal Eldorado: Apocalipse sem sirene

A explicação dada pelo presidente da Vale, Fábio Schvartsman, segundo quem a sirene da barragem da mineradora no Córrego do Feijão em Brumadinho só não funcionou porque foi tragada pela lama seca dos rejeitos minerais nela depositados dá bem uma ideia de como alta direção da empresa não está à altura da tragédia ali registrada. Além de absurdo imaginar que algo planejado para alertar os ocupantes da área que seria soterrada tenha sido “surpreendida” no mesmo átimo de segundo das que se tornariam vítimas, o flagrante da busca desesperada de justificativas para algo que é injustificável atropela lógica, razão e emoção num evento que só pode ser definido como crime contra a humanidade.

Para ouvir clique no play abaixo:

Ou clique aqui e, seguida, no play.

Para ouvir no Blog do Nêumanne, Política, Estadão, clique aqui.

Assuntos para comentário da sexta 1 de fevereiro de 2019-01-31

1 – Haisem – Presidente da Vale afirma que sirene do Córrego do Feijão só não tocou porque foi abafada pelo barulho do arrombamento. Isso é que é eficiência, não é mesmo? Ou é humor involuntário

SONORA_SCHVARTSMANN A

2 – Carolina – Expedição pelo rio Paraopeba encontra peixes mortos no trajeto da lama de Brumadinho rumo a Três Marias e ao São Francisco

3 – Haisem – Agência de Mineração aumentou multa máxima para mineradoras delinquentes de R$ 3.200 para R$ 3.400 e projeto que a aumenta para R$ 30 milhões está no departamento do ninguém sabe, ninguém viu… Como diz Cora Ronai, a lama da Vale não está só nas barragens

4 – Carolina – Marco Aurélio indica, de novo, que mandará pedido de Flávio Bolsonaro para suspender investigação do Ministério Público na Alerj para primeira instância no Rio

5 – Haisem – Petista André Ceciliano se acerta com governo Wilson Witzel do Partido Novo e isola o PSL, que ficou falando sozinho na disputa pela presidência da Alerj

6 – Carolina – Renan ganha a parada no MDB e manutenção de candidaturas sem chance tornam o pistoleiro de Murici favorito à presidência do Senado assim como o chileno do Leblon Rodrigo Maia se assegura na da Câmara

SONORA_SIMONE TEBET 0102

7 – João Octávio de Noronha, do STJ, manda soltar Beto Richa

8 – União Europeia não reconhece Guaidó como presidente e indica grupo para procurar solução para Venezuela

Comentário no Estadão Notícias: A triste figura do cavalheiro

Comentário no Estadão Notícias: A triste figura do cavalheiro

Fábio Schvartsmann foi o que restou da pressão de Lula sobre sindicalistas e funcionários do Banco do Brasil que mandam na Vale em nome do Previ, BNDES e Bradesco para derrubar Roger Agneli da presidência da Vale. Para seu lugar foi escolhido o atual presidente, a quem resta o emprego ingrato de empurrar com a barriga rejeitos minerais das barragens de Mariana e Brumadinho para enganar incautos e ganhar tempo. A última de sua coleção de absurdos inomináveis foi dizer que a sirene, que deveria anunciar aos ocupantes de refeitório e outras dependências da companhia a iminência da catástrofe, não funcionou por ter sido engolfada pelo rio de dejetos. O que o mantém no jogo? Este é meu comentário no Estadão Notícias, no Portal do Estadão desde 6 horas da sexta-feira 1 de fevereiro de 2018.

Para ouvir clique aqui e, em seguida, no player.

Para ouvir no Blog do Nêumanne, Política, Estadão, clique aqui.

 

Comentário no Jornal Eldorado: Nem multa Vale paga

Comentário no Jornal Eldorado: Nem multa Vale paga

Nem multa máxima irrisória (de R$ 3,2 mil, imagine) é paga pelas mineradoras que ferem o meio ambiente e fazem muitas vítimas humanas e animais. Elas simplesmente não pagam multa nenhuma. Ainda assim, a Câmara dos Deputados sepultou projeto que aumentava a punição financeira para R$ 30 milhões. O projeto sumiu na burocracia parlamentar com votos de vários ilustres varões que receberam um total de R$ 79 milhões na campanha de 2014, um ano antes do arrombamento da represa de rejeitos minerais de Mariana. Depois, a doação parlamentar foi proibida, mas os três poderes da República continuam fazendo vista grossa para crimes absurdos desses maganões.

Para ouvir clique no play abaixo:

Ou clique aqui e, em seguida, no play:

Para ouvir no Blog do Nêumanne, Política, Estadão, clique aqui.

Assuntos para comentário de quinta-feira 31 de janeiro de 2019

 

1 – Primeira página do Estadão: Multa máxima de agência a mineradoras é de R$ 3,2 mil e Congresso se omite e deixa caducar MP que previa sanção de até R$ 30 milhões por órgão regulador. Uol: Vale dá R$ 79 milhões a políticos na eleição de 2019, um ano antes de estourar a barragem de Mariana

Rotina de familiares inclui longas viagens e espera no IML

Rompimento da barragem 269 hectares de mata

2 – Folha – 3,5 milhões no país vivem em áreas com barragens em risco

3- PF, juíza de execuções penais e TRF-4 proibiram Lula de deixar a cela de estado-maior em Curitiba para comparecer ao velório do irmão Vavá. Defesa do ex não faz o correto, que seria apelar para o STJ, apela para o STF e Dias Toffoli acha situação esdrúxula para permitir

SONORA_ADVOGADO LULA 3101 Advogado Manoel Caetano

4 – A Ruivinha de Pasadena, símbolo de desvios da Petrobrás, motivo do sincericídio de Dilma e comprada por US$ 1,2 milhão foi vendida para a Chevron por 562 milhões

4 – Bolsonaro recebe alta da UTI e fará despachos por vídeo conferência

SONORA_PORTA VOZ 3101

6 – Flávio Bolsonaro insiste na teoria da perseguição a ele para prejudicar governo do pai – estratégia da imprensa

7 – Vélez Rodríguez se explica sobre sua teoria sobre a que se deve destinar a Universidade

Ricardo Velez

Esta ideia de universidade para todos não existe. As universidades devem ficar reservadas para uma elite intelectual, que não é a mesma que a elite econômica

Não faz sentido um advogado estudar anos para virar motorista de Uber. Nada contra Uber, mas esse cidadão poderia ter evitado perder seis anos estudando legislação

Cursos técnicos mais demanda

Após receber uma enxurrada de críticas por dizer que vê a universidade apenas para uma “elite intelectual”, o ministro da Educação, Ricardo Vélez Rodrigues veio a público se defender. Ele deu uma recuada: explicou que é favorável sim a uma universidade democrática e que apenas do ponto de vista da capacidade ele diz que formação superior não é para todo mundo. “O que não significa que eu não defenda a democracia na universidade. A universidade tem que ser democrática. Ou seja, todos aqueles que queiram entrar estar em pé de igualdade para poder competir pelo ingresso”, disse.

8 – Renan diz ao Valor que agora é governista, liberal e a favor da reforma.

Não defenderá a tramitação de uma representação contra Flávio o novo chega sexta-feira e vai discordar do outro em muitas coisas. Este será um Renan liberal, que vai ajudar a fazer reformas

Raul Seixas, Lula 14 processos no STF

Comentário no Estadão Notícias: Cadê o público de Lula?

Comentário no Estadão Notícias: Cadê o público de Lula?

Em mais um dos testes a que costuma submeter a Justiça, Lula pediu para sair da cela de estado-maior em Curitiba para comparecer ao velório do irmão, Genival, Vavá. A PF alegou que o helicóptero que o transportaria presta serviço muito mais relevante ao participar do trabalho de busca de vítimas e corpos em Brumadinho e a juíza das Execuções Penais, Carolina Lebbos, negou permissão. O relator do TRF-4, Leandro Paulsen, concordou. A defesa do ex, em mais uma de suas chicanas, passou ao largo do STF e pediu diretamente ao STF a permissão. Como sempre desempenhando o papel de advogadinho do PT, o presidente Dias Toffoli autorizou. Mas Lula desistiu de ir, por falta de público. KKK! Este é meu comentário no Estadão Notícias, no Portal do Estadão desde 6 horas de quinta-feira 31 de janeiro de 2019.

Para ouvir clique aqui.

Para ouvir no Blog do Nêumanne, Política, Estadão, clique aqui.

 

Comentário no Estadão Notícias: Providência tardia da Vale

Comentário no Estadão Notícias: Providência tardia da Vale

Presidente da Vale, Fábio Shvartsmann, dá notícia de que represas de rejeitos minerais serão substituídas por tecnologia mais moderna depois do crime contra humanidade cometido pela empresa em cumplicidade com o Estado de Minas e a União após arrombamento da que em teoria estava desativada no Córrego do Feijão, em Brumadinho, Minas Gerais. O fato de a providência só ter sido tomada depois da tragédia que enlutou famílias e ameaça a represa de Três Marias e o São Francisco, “rio da unidade nacional”, e de um prejuízo bilionário da mineradora revela descaso, insensibilidade e também incompetência de todos quantos por omissão deixaram a tragédia acontecer à beira de seu refeitório. Vergonha!

Para ouvir clique aqui e, em seguida, no player:

Para ouvir no Blog do Nêumanne, Politica, Estadão, clique aqui.

Página 4 de 133«...23456...1015202530...»
Criação de sites em recife Q.I Genial