Site oficial do escritor e jornalista José Nêumanne Pinto

Podcast

Comentário no Jornal Eldorado: As baixas da Covid na guerra política

Comentário no Jornal Eldorado: As baixas da Covid na guerra política

O Brasil completou cinco semanas com média diária de mortes pela covid-19 de  mil ou mais. Na última semana foram 1.055 óbitos/doa, segundo dados do levantamento realizado pelo consórcio de veículos da imprensa que reúne Estadão, G1, O Globo, Extra, Folha e UOL. Desde a semana encerrada em 21 de junho, quando a soma dos óbitos dividido por sete deu como resultado 1.039, que os números não saem da escala milenar. No dia 28, ficou em exatamente mil. Na sequência, subiu para 1.035. Nos últimos sete dias até 12 de julho, foram 1.036 mortes. Ou seja, como os especialistas previam, chegamos ao chamado platô, quando as curvas de contágio e óbitos atingem seu pico, só que não baixam e esse tal platô fica no alto. E a culpa por isso é da guerra eleitoral entre o presidente, governadores e prefeitos. Lamentável!

Para ouvir comentário clique no link abaixo e, em seguida, no play:

 

Para ouvir no Blog do Nêumanne clique aqui.

 

Assuntos para comentário da segunda-feira 20 de julho de 2020

1 – Haisem – Brasil completa cinco semanas com média diária de mortes igual ou superior a mil – Esta notícia, dada com destaque na capa do Portal do Estadão, revela uma permanência assustadora do novo coronavírus entre nós. Quais são as causas desse fato, a seu ver

2 – Carolina – Trabalhador enfrenta espera por vaga como entregador de aplicativo – é a manchete de primeira página da edição impressa do Estadão de hoje. O que, na sua opinião, explica esse fenômeno

3 – Haisem – Temor de Moro leva Centrão a apoiar Bolsonaro – é o título de chamada do Estadão na primeira página. O que você acha que essa notícia contém de esclarecimento sobre nosso atual cenário político

4 – Carolina – O que você tem a dizer sobre o entrevero entre o desembargador do Tribunal de Justiça de São Paulo e o guarda municipal de Santos que o multou por não estar de máscara na praia, conforme determina decreto municipal local

5 – Haisem – O que, a seu ver, justifica a decisão da ministra do Supremo Tribunal Federal Cármen Lúcia de encaminhar ao procurador-geral da República, Augusto Aras, notícia-crime contra a ministra da Mulher, Família  Direitos Humanos, Damares Alves, por suas declarações sobre pedido para prender governadores e prefeitos que decretaram quarentena no combate à pandemia

6 – Carolina – O que você tem a dizer sobre as manifestações de ontem em Brasília contra isolamento social e a favor do uso da hidroxicloroquina contra a covid-19

Comentário no Jornal Eldorado: Covid infecta 2 milhões no Brasil

Comentário no Jornal Eldorado: Covid infecta 2 milhões no Brasil

O Brasil ultrapassou na quinta-feira 16 de julho a assustadora marca de 2 milhões de casos confirmados de covid-19, após menos de cinco meses desde o início da pandemia no País. Ao todo, são exatamente 2.014.738 contaminações registradas –  43,829 nas últimas 24 horas – e  1.299 mortes (mais de 75.000 ao todo) Nos últimos sete dias, o Brasil registrou uma média diária de 1.081 óbitos por covid-19. Os números retratam uma tragédia real provocada em primeiro lugar por Jair Bolsonaro, um presidente negacionista que, em vez de coordenar o esforço dos governadores e prefeitos para enfrentar a pandemia, preferiu fazer narrativas guerreiras para levar vantagem sobre eles nas eleições de 2022. Mas autoridades públicas como João Dória, Wilson Witzel e Ronaldo Caiado, entre outros, também têm muita culpa pelo morticínio.

Para ouvir comentário clique no play abaixo:
Para ouvir no Blog do Nêumanne, Política, Estadão, clique aqui.
 
 

Assuntos para o comentário da sexta 17 de julho de 2020:

1 – Haisem – Contágio dobra em 27 dias e atinge 2 milhões no Brasil – Esta é a manchete da primeira página da edição impressa do Estadão. Meu Deus, Nêumanne, quando será que vamos parar de ter notícia ruim sobre o contágio da covid-19 em nosso meio

2 – Carolina – Mercado imobiliário indica melhoras nas vendas – este é o título de chamada de primeira página, ao lado da manchete. Será, então, um bom indício de que a economia brasileira poderá ter condições de se reerguer depois de contida a velocidade de contágio do coronavírus

3 – Haisem – Geraldo Alckmin foi indiciado por corrupção, lavagem de dinheiro e caixa dois – Como você recebeu esta novidade, divulgada ontem pela Operação Lava Jato, atingindo mais uma figura de destaque do PSDB, depois de Aécio Neves e José Serra

4 – Carolina – Bolsonaro diz que Pazuello e Salles ficam: ‘dois excepcionais ministros’. Como você recebeu esta notícia depois de todas as especulações da semana sobre a saída dos titulares das pastas de Saúde e Meio Ambiente

5 – Haisem – Na posse, novo ministro da Educação defende ensino laico. Você acha que o pastor presbiteriano e ex-vice-reitor do Mackenzie Milton Ribeiro poderá, enfim, voltar a gerir instrução, e não guerra ideológica, depois do fiasco das três tentativas anteriores

6 – Carolina – Governo atrai base com verba contra Covid, diz Olímpio – Este é o título de chamada da primeira página do Estadão.  De alguma forma, esta afirmação de um ex-aliado do presidente Jair Bolsonaro o surpreendeu

 

Comentário no Jornal Eldorado: Veto de Bolsonaro prejudica Estados

Comentário no Jornal Eldorado: Veto de Bolsonaro prejudica Estados

O dispositivo que permitia a existência de empresas estaduais no setor foi vetado pelo presidente Jair Bolsonaro na sanção do marco do saneamento básico, que porá o Brasil na modernidade, reduzirá desigualdade social, e havia sido negociado pelo governo no Congresso. Por isso, as bancadas traídas reagiram com fúria. Segundo o líder do MDB no Senado, Eduardo Braga (AM), a medida foi uma condição para deputados e senadores terem aprovado a proposta. Estatais devem fazer pressão para a derrubada do veto no Congresso. Pelo menos 16 governadores exigiam essa contrapartida, que acabou ficando fora do texto e facilitando a abertura do setor à iniciativa privada. Prioridade de Bolsonaro, a guerra eleitoral. é absurda. Os bolsonaristas julgam-se cidadãos de bem acima de todos, mas não agem como tal.

Para ouvir comentário clique no link abaixo e, em seguida, no play:

Para ouvir no Blog do Nêumanne, Política, Estadão, clique aqui.

 

Assuntos para comentário na quinta 16 de julho de 2020:

1 – Haisem – Bolsonaro cria crise com Estados com veto no saneamento – Diz o título de chamada de primeira página na edição impressa do Estadão de hoje. Você acha que esta notícia já seria motivo para tornar relativa a comemoração que você fez aqui do novo marco legal aprovado no Congresso

2 – Carolina – Ocupações ganharão escritura na Amazônia – é o título de outra chamada na primeira página do Estadão – Em que esta notícia pode criar mais embaraços na questão do meio ambiente, que tende cada vez mais a ser um problema na recuperação econômica do Brasil no pós-pandemia

3 – Haisem – Dez milhões de jovens não concluíram o ensino médio – Constata outra chamada de primeira página no Estadão – Até que ponto esta estatística reflete mais um desastre que foi a entrega do Ministério da Educação no governo Bolsonaro a uma estéril briga meramente ideológica

4 – Carolina – Nova política de defesa vê risco de conflitos na América do Sul – Esta é a manchete de primeira página do Estadão hoje. Até que ponto este risco é real ou seria apenas o reflexo da paranoia que comanda as atitudes de Bolsonaro e dos bolsonaristas contaminando decisões de natureza militar, em sua opinião

5 – Haisem – Um novo vídeo divulgado na televisão mostra mais um policial militar paulista imitando o branco que mereceu repúdio mundial no assassinato do negro George Floyd em Minnesota, Minneapolis e que providências podem ser tomadas pelo governador João Dória para combater a moda funesta

6 – Carolina – Quais são suas impressões sobre as polêmicas em torno da transmissão do FlaXFlu decisivo do campeonato carioca deste ano em plena pandemia

Comentário no Jornal Eldorado: Trocar o ministro não resolve

Comentário no Jornal Eldorado: Trocar o ministro não resolve

Sob pressão dos próprios militares, que, no fundo, sabem que o ministro do STF Gilmar Mendes está coberto de razão ao avisar que a gestão desastrosa do general Pazuello como ministro interino da Saúde em pleno combate à pandemia desgasta as Forças Armadas, Bolsonaro dá sinais de que procura nome técnico para assumir a chefia da pasta. Esta é a típica solução bolsonarista: faz fumaça, mas nem aquece nem ilumina. Em primeiro lugar, porque o intendente ficaria na secretaria-geral vendendo a falsa ideia de que está lá para cuidar da logística. Mais importante ainda é que ele não manda nada e só ficou no lugar como interino permanente porque com ele Bolsonaro não precisa preocupar-se com ações técnicas que desafiem seu negacionismo e suas sesquipedais ignorância e falta de empatia. O chefe é que precisava ser mudado.

Para ouvir comentário clique no play abaixo:

 

Para ouvir no Blog do Nêumanne, Política, Estadão, clique aqui.

Assuntos para comentário da quarta-feira 15 de julho de 2020:

1 – Haisem – Sob pressão, Bolsonaro vai avaliar nomes para a Saúde – Esta é a manchete da capa do Portal do Estadão agora. Em que, na prática, esta novidade pode ainda salvar vidas de brasileiros ameaçados pelo negacionismo do presidente da República, Jair Bolsonaro, na pandemia

2 – Carolina – As Forças Armadas no atoleiro do coronavírus – Este é o título da primeira notícia da Coluna do Estadão hoje. Quais as conseqüências práticas, na sua opinião, dessa constatação importante e grave no cotidiano da sociedade brasileira neste momento

3 – Haisem – Governo anuncia novo controle do desmatamento da Amazônia – diz título de chamada de capa no Portal do Estadão. Que conseqüências práticas esta notícia produzirá na cobrança mundial sobre a preservação de nossa floresta tropical

4 – Carolina – Entidades pressionam o Congresso por agenda pós-covid – Este é o título de uma chamada no alto da primeira página do Estadão hoje. Que atitude você acha que o Poder Legislativo pode assumir para reduzir os efeitos sociais dramáticos da grave recessão econômica anunciada para este ano e o próximo

5 – Haisem – Justiça autoriza PM a retirar arma de local do crime – Este é o título de outra chamada de primeira página do Estadão de hoje. A que conclusões podemos chegar sobre a leniência da Justiça Militar na violência policial que está chegando a níveis alarmantes em São Paulo

6 – Carolina – PGR denuncia deputado bolsonarista por difamação e coação contra Moraes – diz o título de chamada na capa do Portal do Estadão. Qual a sua opinião sobre esta providência

Comentário no Jornal Eldorado: Forças Armadas contra Gilmar

Comentário no Jornal Eldorado: Forças Armadas contra Gilmar

Comandantes de Exército, Marinha e Aeronáutica resolveram acionar Procuradoria-Geral da República contra ministro do STF Gilmar Mendes porque ele expôs a subserviência deles ao presidente Jair Bolsonaro. É uma óbvia tentativa de jogar para baixo do tapete a inadequação da militarização do Ministério da Saúde, em especial no meio de uma gravíssima crise sanitária provocada pela mais violenta pandemia destes 100 anos. O combate à covid-19 expõe atualmente o Brasil ao ridículo e o jurista chamou a atenção para os serviços que oficiais da reserva e da ativa, o que é o caso do ministro provisório mantido como permanente, general Eduardo Pazuello, prestam a seu comandante supremo, cujo negacionismo provoca um real desgaste institucional das instituições fardadas.

Para ouvir comentário clique no abaixo abaixo:
 
Para ouvir no Blog do Nêumanne, Política, Estadão, clique aqui.
 

Assuntos para comentário da terça-feira 14 de julho de 2020:

1 – Haisem – Defesa vai a PGR contra fala de Gilmar sobre genocídio – este é o título de uma chamada no alto da primeira página na edição impressa do Estadão de hoje.  Como você avalia esta reação do general Fernando de Azevedo e Silva contra o aviso dado pelo ministro do Supremo sobre o desgaste da imagem do Exército por interferência indevida no Ministério da Saúde

2 – Carolina – Monitora de desmatamento é demitida do Inpe – é o título de outra chamada de primeira página no Estadão. Você acha que  este tipo de atitude do governo ajuda ou atrapalha o capitalismo brasileiro no mercado internacional, principalmente no que concerne ao agronegócio

3 – Haisem – Falências aumentam 71%; pequena empresa sofre mais – é a manchete do Estadão de hoje. Em que, na sua opinião, a precipitação da abertura da chamada quarentena para evitar conseqüências funestas na vida do trabalhador ajudou ou atrapalhou a retomada da economia no Brasil

4 – Carolina – Senador pede ação disciplinar contra Noronha por domiciliar para  Queiroz – A punição pedida é possível pela situação atual e esta iniciativa seria, a seu ver, justa ou injusta

5 – Haisem – Fabrício, Adriano e os Bolsonaros – este é o título de seu artigo semanal publicado desde ontem no Blog do Nêumanne no Portal do Estadão. De que trata especificamente este seu texto opinativo

6 – Carolina – PF prende suspeito de ameaçar de morte ministros do STF e parlamentares – Você acha que esta providência foi necessária ou arbitrária atingindo a liberdade de expressão do cidadão comum, garantida pela Constituição

Comentário no Jornal Eldorado: Brasil fracassa contra covid

Comentário no Jornal Eldorado: Brasil fracassa contra covid

Após mais de quatro meses de pandemia no País e sucessivas promessas do Ministério da Saúde de realizar testagem em massa para conter a covid-19, o Brasil só atingiu 20% da capacidade de exames prevista para o período de pico. Além de distribuir menos testes do que o projetado, o governo Jair Bolsonaro também tem feito entregas de kits incompletos, sem um dos reagentes essenciais para processar as amostras, segundo secretarias de saúde afirmaem ao Estadão. O Ministério diz já ter iniciado a compra de 15 milhões de unidades do reagente em falta e culpa a escassez global de insumos como entrave para a ampliação do diagnóstico. Esta talvez seja a principal razão para o completo fiasco da gestão federal de Jair Bolsonaro, de governadores e prefeitos na luta contra a mais grave pandemia dos últimos 100 anos.

Para ouvir comentário clique no play abaixo:
Para ouvir no Blog do Nêumanne, Política, Estadão, clique aqui.

Assuntos para comentário de segunda-feira 13 de julho de 2020

1 – Haisem – Brasil atinge apenas 20% da capacidade prevista de testes – é a manchete da primeira página da edição impressa do Estadão hoje. O que explica esta falência da saúde pública do País na mais devastadora pandemia dos últimos 100 anos no mundo

2 – Carolina – Que razão tem o ministro do Supremo Tribunal Federal Gilmar Mendes para avaliar ação do Exército Nacional no combate à covid-19 com uma palavra pesada como genocídio, que lembra momentos trágicos da História da humanidade como o nazismo

3 – Haisem – Azevedo avalia reação a Gilmar por fala de genocídio – é o título de chamada de primeira página do Estadão hoje. Você acha que a nota oficial do ministro da defesa do governo Bolsonaro ficou à altura da crítica do ministro do STF

4 – Carolina – Sob pressão, Salles afirma que quer dialogar com críticos – é o título de outra chamada de primeira página do Estadão hoje. Será que esta disposição ao diálogo pode manter ministro do Meio Ambiente do governo Bolsonaro no posto e mudar a péssima imagem deste governo no exterior

5 – Haisem – Bolsonaro prepara recriação do Ministério da Segurança para agradar policiais – revela notícia em destaque no Portal do Estadão agpra. Que impactos positivos você acha que o governo obterá com essa providência no campo da segurança pública e na política

6 – Carolina – Família Bolsonaro e aliados empregam ao menos 12 alvos de investigação – destaca notícia com destaque na capa da editoria de política no Portal do Estadão agora. O que essa notícia tem de reveladora sobre o estilo de gestão pública da família presidencial brasileira

 

Página 3 de 20512345...1015202530...»
Criação de sites em recife Q.I Genial