Site oficial do escritor e jornalista José Nêumanne Pinto

Direto ao Assunto no YouTube: Bolsonaro queria Carlos no ministério

Direto ao Assunto no YouTube: Bolsonaro queria Carlos no ministério

No centésimo dia do governo Bolsonaro, é útil lembrar que suas maiores obras estão em plena execução. Duas delas – a reforma da Previdência de Guedes, o “posto Ipiranga”,  e o pacote contra crime organizado e corrupção de Moro, herói nacional – dependem da relativa boa vontade do Legislativo. Outras duas – privatização de Mattar e infra-estrutura de Tarcísio – estão sendo tocadas a contento. E o chefe do governo ainda está em plena campanha nas redes sociais e até já disse publicamente que gostaria de fazer o responsável pela área, seu filho Carlos, ministro. Não explicou, contudo, por que não o fez. Direto ao assunto. Inté. E só a verdade e a informação nos salvarão.

Para ver vídeo no YouTube clique no link abaixo:

Para ver no Blog do Nêumanne, Política, Estadão, clique aqui.

Comentário no Estadão Notícias: Em 100 dias fiel ao filho

Comentário no Estadão Notícias: Em 100 dias fiel ao filho

A marca dos primeiros 100 dias do governo Bolsonaro é a fidelidade absoluta que ele mantém ao filho Carlos, para ele o artífice de sua vitória eleitoral por ter dirigido a campanha nas redes sociais, a cujos seguidores corresponde com o cumprimento de promessas feitas em posts de Twitter e lives em Facebook. Embora ceda a contragosto a cafés da manhã com jornalistas e apoio à reforma tributária e ao pacote anticrime, ele mantém a cruzada contra o nazismo de esquerda, o combate ás multas e à fraude nas pesquisas e nas urnas. Este é meu comentário no Estadão Notícias, no Portal do Estadão desde 6 horas da quarta-feira 10 de abril de 2019.

Para ouvir clique aqui e, em seguida, no player.

Para ouvir no Blog do Nêumanne, Política, Estadão, clique aqui.

 

Direto ao Assunto no Youtube: Crivela, imprudente e incompetente

Direto ao Assunto no Youtube: Crivela, imprudente e incompetente

O prefeito do Rio, Marcelo Crivella, num rasgo de autocritica, reconheceu: “Nós fomos imprudentes.” É uma meia verdade, um eufemismo. Ele é mesmo incompetente, além de irresponsável. As pesadas chuvas atrasadas de março para abril fariam muito estrago mesmo, mas o caos com sete mortos contados até agora e a segunda queda da Ciclovia Tim Maia resultaram do desleixo e da inoperáncia de uma sequência de gestões desastradas e corruptas, das quais a sua é o ápice. Aliás, a limpeza da enxurrada do Rio só será  completa quando o ex-governador emedebista contar tudo. Fala, Cabral! Direto ao assunto. Inté. Só a verdade nos salvará. A verdade e a informação.

Para ver o vídeo no YouTube clique no link abaixo:

Para ver no Blog do Nêumanne, Política, Estadão, clique aqui.

Comentário no Jornal Eldorado: MEC precisa de gestor já!

Comentário no Jornal Eldorado: MEC precisa de gestor já!

Se o maior problema do Ministério de Educação no momento, depois da demissão do ex-ministro Vélez Rodríguez, é, de fato, a gestão, então pode ser que o economista escolhido para substituí-lo, Abraham Weintraub, seja indicado para por as coisas nos eixos, pois tem uma excelente carreira de gestor, iniciada como contínuo e chegando a diretor. Para não repetir o antecessor em lambanças, que abreviaram a passagem dele pelo cargo, não deve dar prioridade à guerra ideológica, em que aquele se empenhou, mas, ao contrário, seguir o exemplo de dois não doutores como ele, Gustavo Capanema e Jarbas Passarinho, e de países que saíram do atraso investindo em educação para alcançar a prosperidade.

Para ouvir clique no play abaixo:

ou, clique aqui e em seguida, no play.

Para ouvir no Blog do Nêumanne, Política, Estadão, clique aqui.

Assuntos para comentário da terça-feira 9 de abril de 2019

1 – Haisem – O que levou o presidente Jair Bolsonaro a demitir o ex-ministro da Educação, Vélez Rodríguez, e nomear para seu lugar o economista Abraham Weintraub, que tem experiência em gestão, mas não propriamente na área que vai assumir?

SONORA – PORTA-VOZ 0904

2 – Carolina – Que conseqüências você acha que advirão sobre votação da reforma da Previdência na Câmara após a declaração do presidente Rodrigo Maia de que não é mulher de malandro para gostar de apanhar?

3 – Haisem – Quanto tempo vai durar a jurisprudência adotada pelo Supremo Tribunal Federal de autorizar prisão após segunda instância com a reiteração das posições a favor dela pelos ministros Luís Roberto Barroso e Luiz Fux?

4 – Carolina – A decisão do relator da Lava Jato no STF, ministro Edson Fachin, de não atender a mais um pedido de sua defesa para antecipar julgamento da Corte por sua liberdade indica mais uma vez a tendência da Corte de manter o petista preso?

5 – Haisem – Qual o eco da carta postada por Lula em seu perfil social afirmando que o sofrimento do povo ainda é sua maior angústia depois de apenas 2 mil pessoas, segundo a Polícia Federal, terem ido se solidarizar com ele pelo primeiro ano passado na prisão domingo em Curitiba?

6 – Carolina – O que você achou da reação fria do comandante militar do Sudeste a reagir à execução por dez militares do músico Evaldo Alves dos Santos em Guadalupe, na Zona Norte do Rio de Janeiro?

SONORA_ESPOSA 0904

7 – Haisem – Qual sua opinião sobre o depoimento dado pelo tenente coronel Flávio Godinho informando que, sete meses antes da tragédia de Brumadinho, a defesa civil de Minas avisou à Vale da eventualidade de uma tragédia depois de uma vistoria da barragem do Córrego do Feijão?

8 – Carolina – Por que você criticou tão duramente em seu artigo semanal no Blog do Nêumanne o fato de as Polícias Militares não informarem mais, como o faziam antes, o número dos manifestantes em protestos de rua como os de domingo passado contra a Justiça de um lado pelos adeptos de Lula e de outro pelos defensores da Lava Jato?

Comentário no Estadão Notícias: Nota sem pesar

Comentário no Estadão Notícias: Nota sem pesar

Escapa à compreensão humana entender o que pode ter levado 12 militares a executarem o músico Evaldo Santos Rosa em Guadalupe, na zona norte do Rio de Janeiro, quando ele levava a família para um chá de bebê pelas circunstâncias inteiramente gratuitas da tragédia. É também surpreendente e chocante a falta de qualquer sentimento de pesar e solidariedade nas notas oficiais emitidas pelo comando militar do Leste tratando uma atitude injustificável como esta como se tivesse sido rotineiro erro operacional. Este é meu comentário no Estadão Notícias, no Portal do Estadão desde 6 horas da terça-feira 9 de abril de 2019.

Para ouvir clique aqui e, em seguida, no player.

Para ouvir no Blog do Nêumanne, Política, Estadão, clique aqui.

Página 25 de 991«...5101520...2324252627...3035404550...»
Criação de sites em recife Q.I Genial