Site oficial do escritor e jornalista José Nêumanne Pinto

Comentário no Estadão Notícias: Furto e fascismo

Comentário no Estadão Notícias: Furto e fascismo

É pouco provável que o presidente do STF, Dias Toffoli, tenha negado o pedido do PDT para interditar a extinção do Ministério do Trabalho, decretada pelo presidente Bolsonaro, pelos motivos que enumero abaixo, mas isso é o menos relevante. O que importa é que o órgão, criado por Getúlio para perpetuar o controle dos sindicatos pelo Estado em 1930, tendo como base aCarta del Lavoro do fascista italiano Mussolini, nunca passou de uma carga pesada demais para as costas da classe operária, apesar de sua retórica trabalhista. E, ao longo do tempo, tornou-se um antro de roubalheira que transferia recursos direto do bolso do operário para os políticos ladinos que o dirigiam. Decisão correta. Este é meu comentário no Estadão Notícias, no Portal do Estadão desde 6 horas da sexta-feira 10 de janeiro de 2019.

Para ouvir  clique aqui e, em seguida, no player:

Para ouvir no Blog do Nêumanne, Política, Estadão, clique aqui.

 

Comentário no Estadão às 5: Proibir imigração é negar Brasil

Comentário no Estadão às 5: Proibir imigração é negar Brasil

Antes de tentar, como acaba de fazer, imitar Trump e negar acesso ao território nacional para imigrantes em nome da soberania nacional, governo Bolsonaro deveria dar prioridade absoluta para a reconstrução da economia reduzindo o desemprego crônico e, com isso, reduzindo a fuga de 3 milhões de brasileiros talentosos para o exterior, que é o nosso verdadeiro problema atual. Neste mundo impactado pelos fluxos migratórios transcontinentais, que atingem muito mais a Europa pela proximidade geográfica e os Estados Unidos pela prosperidade econômica e liberdade política, fechar a porta para a imigração é muito mais do que uma desumanidade flagrante, pois também nega a alma de nossa História. Este foi um dos comentários que fiz no Estadão às 5, transmitido do estúdio da TV Estadão na redação do jornal, ancorado por Emanuel Bomfim, para YouTube, Twitter e Facebook na quarta-feira 9 de janeiro de 2019, às 17 horas.

Para ver o vídeo clique no play abaixo:

Para ver no Blog do Nêumanne, Política, Estadão, clique aqui.

Comentário no YouTube: Fanáticos por Mourão imitam PT

Comentário no YouTube: Fanáticos por Mourão imitam PT

Vice-presidente diz que seu filho foi perseguido nos governos do PT e, por isso, não ascendeu na carreira no Banco do Brasil à altura de seu talento e seu conhecimento. No entanto, estamos sendo informados de que ele dirige o setor de agronegócio há 11 anos. Que perseguição? Muitos inscritos comentaram meu vídeo de ontem reclamando que eu teria omitido o fato de Mourão, o filho, ser funcionário de carreira. Pizzolato, o diretor de marketing do mesmo BB que roubou a instituição para enriquecer pessoalmente e encher as burras do partido, também o é. Portanto, carreira não garante competência nem lisura, sem querer, é claro, deslustrar os méritos do promovido. Se gostar deste vídeo, por favor, dê um like, inscreva-se no meu canal e clique no sininho para ser avisado quando publicar os próximos. Poderá me encontrar ainda diariamente no Blog do Nêumanne, Política, Estadão (https://politica.estadao.com.br/blogs/neumanne/) ou no meu site Estação Nêumanne (www.neumanne.com); de segunda a sexta feiras, às 6 horas, no Estadão Notícias e, às 7h30m, no Jornal Eldorado da Rádio Eldorado FM 107,3 (eldorado@estadao.com.net); e esporadicamente no Estadão às 5 aqui mesmo no YouTube. Direto ao assunto. Inté. E Deus é mais!

Para ver vídeo no YouTube clique no play abaixo:

Para ver no Blog do Nêumanne clique aqui.

Comentário no Jornal Eldorado: Nova condenação para Lula

Comentário no Jornal Eldorado: Nova condenação para Lula

Os novos depoimentos do ex-segurança da Presidência da República Rogério Aurélio Pimentel, dizendo que cumpriu ordens e foi capataz do sítio em Atibaia, que o MPF atribui a Lula e a defesa deste garante que não é, e dos empreiteiros Emílio e Marcelo Odebrecht reforçam ainda mais o cabedal de provas contra a pretendida inocência do ex na 13.ª Vara Criminal Federal de Curitiba. Agora tudo depende da juíza substituta de Sérgio Moro, Gabriela Hardt, que deverá proferir sentença enquanto o TRF 4 decidirá sobre quem ocupará o lugar deixado pelo ministro da Justiça, Moro. Os depoimentos e documentos juntados aos autos não deixam dúvida quanto à possibilidade concreta de nova condenação.

Para ouvir, clique no play abaixo:

Ou clique aqui e, em seguida, no play:

Para ouvir no Blog do Nêumanne, Política, Estadão, clique aqui.

Assuntos para o comentário de quarta-feira 9 de janeiro de 2019

 

1 – Haisem – Ex-segurança da Presidência da República Rogério Aurélio Pimentel diz que cumpriu ordens e foi capataz das reformas do sítio de Lula em Atibaia

 

2 – Carolina – Emílio Odebrecht conta em depoimento que atendeu a Marisa para recompensar ajudas dadas por Lula à empreiteira

 

3 – Haisem – Triplicação do salário do filho de Mourão no BB causa mal-estar no núcleo mais próximo de Bolsonaro

 

4 – Carolina – Estadão informa sobre mais uma suspeita na contabilidade de Onyx Lorenzoni envolvendo notas fiscais frias

 

5 – Haisem – Fabrício Queiroz, operado no Einstein, recebeu alta, familiares não foram depor e MP anuncia que investigação continua mesmo se eles não comparecerem

 

6 – Carolina – “Guedes vai propor reforma mais dura para previdência” é a manchete do Estadão hoje e Bovespa bate recorde com 92 mil pontos

SONORA_ONYX 0901 C

 

7 – Haisem – PDT vai ao STF para impedir a extinção do Ministério do Trabalho

 

8 – Carolina – Fortaleza continua em pé de guerra e, segundo o Gloobo, Pará e Espírito Santo também pedirão a Moro envio de tropas da Força Nacional

 

Comentário no Estadão Notícias: PSL, saco de gatos

Comentário no Estadão Notícias: PSL, saco de gatos

Dois problemas têm prejudicado muito as relações do governo Bolsonaro com o Congresso Nacional. O primeiro é o desencontro do calendário institucional maluco do País, no qual o chefe do Executivo toma posse dois meses antes do Congresso renovado, obrigando-o a negociar com uma mixórdia de parlamentares reeleitos e em despedida, com uma renovação de 52% da Câmara dos Deputados. O outro, o PSL, que, por apoiar Bolsonaro, teve sua bancada na mesma Casa ampliada de 1 para 52 membros, mas não consegue traduzir a força no novo governo na conquista de mais membros nem das presidências das duas casas, agindo de forma jejuna como um autêntico saco de gatos. Este é meu comentário no Estadão Notícias, no Portal do Estadão desde 6 horas da quarta-feira 9 de janeiro de 2019.

Para ouvir clique aqui e, em seguida, no player:

Para ouvir no Blog do Nêumanne, Estadão, clique aqui.

Página 25 de 937«...5101520...2324252627...3035404550...»
Criação de sites em recife Q.I Genial