Site oficial do escritor e jornalista José Nêumanne Pinto

Vídeos

Direto ao Assunto no YouTube: A violenta PM de Dória

Direto ao Assunto no YouTube: A violenta PM de Dória

Uma viúva negra, pobre e periférica, cinco filhos, dois netos, dona de um bar em Parelheiros, São Paulo, sofreu castigo similar ao que matou o norte-americano George Floyd, ao ficar deitada no chão sob a pressão do pé de um policial militar branco, que fazia patrulha com outro companheiro e por pouco não a matou, consumando mais um ato de violência da PM de São Paulo. Nas redes sociais, o superior hierárquico do policial, o governador João Dória do PSDB, manifestou sua “repulsa” e disse que a conduta dos PMs, o agressor e o cúmplice, era “inaceitável”. A corporação informou que ele estão fora de serviço. As atitudes do governador e do comando de sua PM repetem a mesma negligência já adotada em inúmeros incidentes registrados recentemente, que exigem dos oficiais sob cuja chefia trabalham esses celerados atitude mais dura de defesa dos pobres da periferia, que são as primeiras vítimas. Têm de ser expulsos e denunciados à Justiça comum. Direto ao assunto. Inté. E só a verdade nos salvará.

Para ver vídeo no YouTube clique no play abaixo:

Comentário no Jornal da Gazeta: Cadê a autocrítica dos militares?

Comentário no Jornal da Gazeta: Cadê a autocrítica dos militares?

O ministro do STF Gilmar Mendes deu aos militares em postos de comando no governo Bolsonaro excelente oportunidade para aprenderem com as críticas que ele fez e salvarem a imagem das Forças Armadas por culpa da militarização do Ministério da Saúde. Mas o ministro da Defesa, general Azevedo, perdeu-a demonstrando completa falta de autocrítica e, principalmente, de espírito público.

Para ver o comentário no Jornal da Gazeta da segunda-feira 13 de julho de 2020, às 19 horas, clique no link abaixo:
 

Para ver no Blog do Nêumanne, Política, Estadão, clique aqui.

Direto ao Assunto no YouTube: Gilmar avisa, general ataca

Direto ao Assunto no YouTube: Gilmar avisa, general ataca

Em resposta ao aviso que o ministro do STF Gilmar Mendes deu ao comando do Exército de que a militarização do Ministério da Saúde, responsável pelo fiasco desastroso do combate à pandemia, prejudica muito a imagem das Forças Armadas, o ministro da Defesa, general Fernando Azevedo e Silva, insultou sua opinião, aliás garantida pelo preceito constitucional do qual Judiciário é guardião, como tendo sido “grave, infundada, irresponsável e, sobretudo, leviana”. Sempre critiquei duramente a cúpula de nosso Judiciário, particularmente o ministro em questão, mas não posso aceitar a resposta malcriada e truculenta de um general que põe sua instituição acima de críticas construtivas, pois, de fato, ela é que sai prejudicada pela imperícia do general Pazuello, tornado definitivo em função provisória, em que se mostra incapaz de coordenar providências na guerra contra a covid-19. Direto ao assunto. Inté. E só a verdade nos salvará. 

Para ver vídeo no YouTube clique no play abaixo.
 

Direto ao Assunto no YouTube: Gilmar, Exército e genocídio

Direto ao Assunto no YouTube: Gilmar, Exército e genocídio

O ministro do STF Gilmar Mendes acusou.o Exército de genocida ao assumir de maneira imprópria do Ministério da Sáúde a tarefa capital de coordenar os esforços dos Estados e municípios no insano combate à covid-19. A militarização do trabalho que deveria ser assumido por epidemiologistas e cientistas terminou por permitir o contágio em massa, que faz do Brasil o pior exemplo no resto do mundo na luta contra a maior pandemia dos últimos 100 anos. Outro assunto é o pedido explicações encaminhado pelo ministro do TCU Vital do Rego à Secom plo uso de dinheiro público para bancar publicidade do governo em canais infantis, em russo e até da contravenção do jogo do bicho. Direto ao assunto. Inté. E só a verdade nos salvará.

Para ver vídeo no YouTube clique no play abaixo:

Direto ao Assunto no YouTube: O novo ministro da Educação

Direto ao Assunto no YouTube: O novo ministro da Educação

Enfim, uma ótima notícia: o olavopetista Paulo Vogel não será promovido de secretário-geral a ministro da Educação. O presidente da República, Jair Bolsonaro, nomeou para o cargo o pastor presbiteriano Milton Ribeiro, que foi vice-reitor da Universidade Mackenzie. Só que ele já vai começar sendo desautorizado pelo chefe, pois Vogel, elogiado por Fernando Haddad, nomeou 11 dos 20 membros do Conselho Nacional de Educação sem consultá-lo previamente. O mínimo que se esperava do novo ministro é que substituísse a lista imposta, aproveitando que os novos membros não foram empossados. A Educação é o calcanhar de Aquiles do Brasil há muito tempo e não dá para esperar do novo titular que vire o jogo, mas é possível que, pelo menos, quebre a tradição do dedo podre do capitão cloroquina, que, quando não nomeia mal, troca por um pior. Que Deus inspire uma boa gestão dele. Direto ao assunto. Inté. E só a verdade nos salvará. 

Para ver vídeo no YouTube clique no play abaixo:

Comentário no Jornal da Gazeta: Justiça brasileira nos envergonha

Comentário no Jornal da Gazeta: Justiça brasileira nos envergonha

O presidente do STJ, João Otávio de Noronha, transferiu Fabrício Queiroz, guarda-livros da famiglia Bolsonaro, da prisão em Bangu para casa. Nela poderá gozar dos cuidados da mulher, Márcia Aguiar, que recebeu o mesmo privilégio quando estava foragida da Justiça. A vergonhosa decisão não deverá ser confirmada quando o assunto passar para o relator, Félix Fischer, que não alivia barras.

Para ver comentário no Jornal da Gazeta da sexta-feira 10 de julho de 2020, às 19 horas, clique no play abaixo

Para ver no Blog do Nêumanne, Política, Estadão, clique aqui.

Página 5 de 166«...34567...1015202530...»
Criação de sites em recife Q.I Genial