Site oficial do escritor e jornalista José Nêumanne Pinto

Vídeos

Direto ao Assunto no YouTube: Teich fará o que Bolsonaro quer

Direto ao Assunto no YouTube: Teich fará o que Bolsonaro quer

No dia em que o presidente Jair Bolsonaro anunciou estar nomeando o oncologista carioca Nelson Teich ministro da Saúde no lugar do ortopedista pediátrico matogrossense do sul Luiz Henrique Mandetta, foi reproduzida nas redes sociais uma frase dita pelo nomeado a respeito da opção a ser posta para intensivistas para ocupar um leito de UTI com respirador por um jovem com chance de viver muitos anos ou um velho desenganado. Em teoria, não é ético retirar qualquer frase de seu contexto. Mas basta ouvir o que ele disse para perceber o uso do verbo investir, que é mais próprio de atividades econômicas do que em salvação de vidas por médicos. A adaptação de “isolamento vertical”, expressão da preferência de seu chefe, para “inteligente” ou “estratégico” mostra claramente que a eugenia proposta pelo presidente (jovem sai de casa, pega a doença e, ao voltar para casa, a transmite ao parente idoso) foi revestida de eufemismos espertos para não chocar classe médica. Direto ao assunto. Inté. E só a verdade nos salvará. 

Para  ver vídeo no YouTube clique no play abaixo:

 

 

DIRETO AO ASSUNTO NA REDE

Twitter, Youtube, FaceBook, Instagram

Clique nestes links:

Twitter, Youtube, FaceBook, Instagram

 

 

Comentário no Jornal da Gazeta: Teich não seguirá Mandetta

Comentário no Jornal da Gazeta: Teich não seguirá Mandetta

O total de mortes pela covid-19 ultrapassou 2 mil, Doria adiou para 10 de maio o fim do isolamento social em São Paulo, o STF assegurou por 7 a 0 a governadores e prefeitos fazerem o que ele fez e Bolsonaro deu posse a Nelson Teich no lugar de Mandetta no Ministério da Saúde. Tem quem ache que o substituto seguirá a linha do substituído por tê-la apoiado em artigo. Eu duvido e faço pouco.

Para ouvir comentário clique no play abaixo.


 

DIRETO AO ASSUNTO NA REDE

Twitter, Youtube, FaceBook, Instagram

Clique nestes links:

Twitter, Youtube, FaceBook, Instagram

 

Direto ao Assunto no YouTube: E Bolsonaro demitiu Mandetta

Direto ao Assunto no YouTube: E Bolsonaro demitiu Mandetta

O presidente Jair Bolsonaro foi proibido pelo STF, em votação unânime, de impedir decisões de isolamento social decretada por governadores estaduais e prefeitos municipais. Ainda assim, manteve o mesmo trololó negando a ciência adotado pelo resto do mundo e demitiu Luiz Henrique Mandetta do Ministério Saúde, mentindo covardemente sobre ter sido esta uma decisão compartilhada com o demitido, na hora mais imprópria, à véspera do pico da curva de contágio e mortes da pandemia. Bajulou os militares, como se isso bastasse para apagar da História sua saída negociada por indisciplina do Exército na baixa patente de capitão. E levou a tiracolo o oncologista Nelson Teich, tido como cientista respeitado, mas de memória fraca, pois: esqueceu o que lhe ensinaram Hipócrates e os pais das ciências médicas: a função primeira de qualquer esculápio que se preze é a vida de seu paciente. no discurso de apresentação, o presidente mentiu, ao inventar que o Brasil estava voando economicamente quando a pandemia surpreendeu um país com 12 milhões de desempregados. E ameaçou com estado de sítio para impor o que chama agora de o direito constitucional de ir e vir, como se tivesse votos no Congresso para tanto. E não tem mesmo.Direto ao assunto. Inté. E só a verdade nos salvará.

Para ver vídeo no YouTube clique no play abaixo:

 

DIRETO AO ASSUNTO NA REDE

Twitter, Youtube, FaceBook, Instagram

Clique nestes links:

Twitter, Youtube, FaceBook, Instagram

 

Comentário no Jornal da Gazeta: Washington Post detona Bolsonaro

Comentário no Jornal da Gazeta: Washington Post detona Bolsonaro

Bolsonaro é o pior governante que combate a pandemia no mundo, segundo o jornal americano Washington Post, que entrou para a História denunciando os papéis do Pentágono e o escândalo Watergate, que derrubou Nixon. Em artigo no Estadão de hoje, expliquei por quê: defendendo a “pílula do câncer” e a cloroquina contra covid-19, presidente combate a ciência por ignorância.

Para ver comentário no Jornal da Gazeta da quarta-feira, às 19 horas, clique no play abaixo: 

 

DIRETO AO ASSUNTO NA REDE

Twitter, Youtube, FaceBook, Instagram

Clique nestes links:

Twitter, Youtube, FaceBook, Instagram

 

Direto ao Assunto no YouTube: Bolsonaro assombra mundo

Direto ao Assunto no YouTube: Bolsonaro assombra mundo

The Washington Post, o jornal americano que revelou os bastidores da guerra do Vietnã nos Papéis do Pengágono e derrubou Nixon da presidência dos EUA com as reportagens sobre o caso Watergate, escreveu em editorial que Bolsonaro é o pior dos quatro governantes que sabotam o isolamento social para reduzir velocidade de contágio do novo coronavírus, superando assim os ditadores bielorusso Lukashenko, turcomeno Berdymukhamedov e nicaraguense Daniel Ortega. E ainda apelou para Trump convencer seu amigo do contrário. Acho difícil. Em artigo na página 2 do Estado mostrei a coerência do presidente da democracia brasileira em sua guerra contra o conhecimento científico, dispondo-se até a lutar pela aprovação da “pílula do câncer”, a maior picaretagem da história da medicina brasileira, quiçá do mundo, e a desempenhar o papei de propagandista agora da dioxicloroquina contra o vírus chinês. Direto ao assunto. Inté. E só a verdade nos salvará.
Para ver vídeo no YouTube clique no play abaixo:

 

DIRETO AO ASSUNTO NA REDE

Twitter, Youtube, FaceBook, Instagram

Clique nestes links:

Twitter, Youtube, FaceBook, Instagram

 

 

 

 

Direto ao Assunto no YouTube: Nesta guerra não há inocentes

Direto ao Assunto no YouTube: Nesta guerra não há inocentes

Todos os gestores do Brasil – governadores, prefeitos, secretários e ministro da Saúde e o presidente da República – são culpados pela situação de voo cego em que o Brasil se encontra agora na guerra contra a pandemia que desgraça o mundo inteiro. Dos 15 países mais afetados na Terra, o Brasil é o 14.º na testagem de eventuais infectados – 296 por milhão -, enquanto o Irã, em 13.º, já testou dez vezes mais: 2.735 por milhão. É uma vergonha que hoje o Brasil viva mendigando testes e insumos pelo mundo. E o ministro da Saúde, Mandetta, disse cinicamente na televisão que importa o modelo matemático para traçar a curva de infecção. A subnotificação de casos e óbitos deixa a sociedade brasileira privada de informação sobre a realidade. Um tiro no escuro. Direto ao assunto. Inté. E só a verdade nos salvará. 

Para ver vídeo do YouTube clique no play abaixo:

DIRETO AO ASSUNTO NA REDE

Twitter, Youtube, FaceBook, Instagram

Clique nestes links:

Twitter, Youtube, FaceBook, Instagram

 

Página 10 de 153«...5...89101112...1520253035...»
Criação de sites em recife Q.I Genial