Site oficial do escritor e jornalista José Nêumanne Pinto

Direto ao Assunto no YouTube: Aras no centro das atenções

Direto ao Assunto no YouTube: Aras no centro das atenções

O presidente Jair Bolsonaro não tem nenhuma obrigação legal de nomear o procurador-geral da República indicado em lista tríplice pelos membros do MPF. O Estado corporativista nada tem que ver com a democracia, mas é uma herança fascista, adotada no Estado Novo e depois pelos governos petistas. Augusto Aras, nomeado, terá de provar competência e lisura no exercício da função, e não por ter sido votado pela corporação. Janot, petista, nomeado pelo PT, não sofreu nenhuma restrição porque fazia parte da lista. E a mesma coisa ocorreu com Raquel Dodge, nomeada por Temer após indicação de Gilmar Mendes. O que não impediu que fizessem as lambanças que fizeram no exercício da função. Direto ao assunto. Inté. E só a verdade nos salvará.

Para ver vídeo no YouTube clique no link abaixo:

 Para ver no Blog do Nêumanne, Política, Estadão, clique aqui.

Envie para um amigo

Criação de sites em recife Q.I Genial