Site oficial do escritor e jornalista José Nêumanne Pinto

Comentário no Jornal Eldorado: Segundo turno tenso

Comentário no Jornal Eldorado: Segundo turno tenso

No segundo dia da disputa do segundo turno, já dá para perceber os primeiros movimentos dos dois candidatos que sobreviveram à carnificina do primeiro, Jair Bolsonaro, do PFL, e Lula, vulgo Fernando Haddad, do PT. O primeiro teve que responder sobre a morte com 12 facadas de um ativista negro oponente por um barbeiro que envergava uma camiseta com sua efígie. E abriu um novo front ao prometer “guerra contra os marajás”, ao estilo Collor, o que pode ensejar uma reforma para acabar com privilégios dos funcionários nababos. E o outro começou a jogar a carga pesada de propostas antidemocráticas do PT ao mar, a começar pela Constituinte. Bom começo!

(Comentário no Jornal Eldorado da Rádio Eldorado – FM 107,3 – na quarta-feira 10 de outubro de 2018, às 7h30m)

Para ouvir clique no play abaixo:

Ou  clique aqui!

Para ouvir no Blog do Nêumanne, Política, Estadão, clique aqui!

Abaixo, os assuntos do comentário de quarta-feira 10 de outubro de 2018-10-10

1 – Haisem – Em que o assassinato do ativista cultural negro Moa do Katendê pelo barbeiro Paulo Sérgio Ferreira de Santana em Salvador com 12 facadas e o anúncio de “guerra contra os marajás”, que lembra o lema de Collor na campanha de 1989 podeM ajudar ou prejudicar o desempenho do primeiro colocado no primeiro turno, Jair Bolsonaro, do PSL, na campanha que está começando para o segundo turno?

SONORA BOLSONARO 1010 A ASSASSINATO

2 – Carolina – Segundo a manchete de primeira página do Estadão de hoje, “Generais ganham espaço e dão forma a plano de Bolsonaro”. Caso o candidato do PSL confirme a vitória do primeiro turno no segundo, isso representará um novo papel das Forças Armadas no Estado brasileiro?

3 – Haisem – Por que o PT está eliminando ou amenizando logo na largada do segundo turno alguns de seus projetos tradicionais e anunciados até agora como base do projeto de governo de Fernando Haddad?

4 – Carolina – Por que a maioria dos candidatos excluídos pelo eleitor do segundo turno da eleição presidencial está anunciando neutralidade em relação ao seu apoio aos dois que passaram para a fase final da disputa Jair Bolsonaro, do PSL, e Fernando Haddad, do PT?

5 – Haisem – Que ajuda você acha que terá o governador Márcio França com o anúncio oficial do apoio que lhe dará no segundo turno o presidente da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo, na disputa contra o ex-prefeito de São Paulo João Dória Jr. pelo governo do Estado?

6 – Carolina – Até que ponto, a seu ver, a frase sibilina do ex-governador paulista Geraldo Alckmin dirigida ao candidato de seu partido ao segundo cargo mais importante do País, o governo de São Paulo, o ex-prefeito João Dória Júnior, e que revela uma mágoa profunda, poderá influir no futuro político do partido de ambos, que já foi um dos pólos da disputa política no Brasil e esta disputa eleitoral parece ter levado a um patamar inferior?

SONORA_DORIA E ALCKMIN

7 – Haisem – Você não acha exagerada a multa de 6 bilhões de reais fixada pelos procuradores federais da Operação Greenfield, que investiga o chamado pelo ex-procurador-geral da República Rodrigo Janot de “quadrilhão do MDB”, do qual são acusados de fazer parte o presidente Michel Temer e outros potentados do partido e da República?

8 – Carolina – Você, que testemunhou pessoalmente o tenso encerramento do show de Roger Waters no Allianz Parque esta noite, pode nos contar o que viu no campo do Palmeiras?

Envie para um amigo

Criação de sites em recife Q.I Genial