Site oficial do escritor e jornalista José Nêumanne Pinto

Comentário no Jornal Eldorado: O futuro da reforma

Comentário no Jornal Eldorado: O futuro da reforma

A reforma da Previdência, planejada por Paulo Guedes, que convenceu o chefe, Jair Bolsonaro, a aceitar, manteve seus pilares – idade mínima, tempo de contribuição e redução (não a desejável extinção) de privilégios – passou mais perto da desidratação prevista por Paulinho da Força (de R$ 744 bilhões, mais perto de R$ 600 bilhões do que de R$ 1 trilhão. Por conta disso, é tentador atribuir a vitória espetacular de 379 a 131 votos mais ao trabalho de Rodrigo Maia e até mesmo do Centrão do que ao governo. O proveito político, anunciado pelo mesmo Paulinho, que, aliás, votou contra, só será usufruído pelo grupo no poder se ele conseguir retomar o crescimento e reduzir bastante o desemprego.

Para ouvir clique no play abaixo:

Ou clique aqui e, em seguida, no play.

Para ouvir no Blog do Nêumanne, Política, Estadão, clique aqui.

Assuntos para comentário de quinta-feira 11 de julho de 2019

1 – A manchete do Estadão hoje é “Câmara aprova idade mínima para a Previdência por 379 a 131 votos”. Qual é a importância histórica dessa aprovação dessa proposta original do presidente Jair Bolsonaro e do ministro da Economia, Paulo Guedes, tornada viável pelo presidente da Câmara, Rodrigo Maia

06_RODRIGO_CRITICAS

2 – Quais os efeitos no futuro político do Brasil da votação expressiva para modificar preceitos constitucionais com maioria de três quintos

3 – O que restou à oposição, vulgo resistência, ou seja, o PT, de sua atuação na sessão que ocupou a quarta-feira inteira

4 – Quais foram, na sua visão, as personagens destacadas da longa sessão histórica da aprovação da reforma constitucional da Previdência na Câmara

5 – Que importância teve o fato de nesta votação algumas voláteis bancadas do governo ter conseguido unanimidade de fidelidade, enquanto 19 deputados dos partidos da oposição contrariaram as diretrizes de seus dirigentes e líderes de bancada

6 – O que você tem a dizer da aprovação da criminalização do caixa 2 eleitoral constante do pacote anticrime de Sergio Moro no Senado um dia depois de grupo de trabalho da Câmara haver reprovado a autorização para prisão após condenação em segunda instância

7 – Que tal a proposta do senador Ângelo Coronel, do PSD da Bahia, ter proposto na sabatina dos candidatos a três cadeiras no Conselho Nacional do Ministério Público que declinassem sua posição a respeito de punição do coordenador da força-tarefa da Lava Jato, Deltan Dallagnol, protagonista do episódio do Intercept Brasil contra Moro

8 – O que você acha que Bolsonaro quis dizer ao parodiar sua ministra Damares Alves e anunciar um ministro “terrivelmente evangélico” para o Supremo Tribunal Federal

SONORA_BOLSO EVANGELICOS 1107

Envie para um amigo

Criação de sites em recife Q.I Genial