Site oficial do escritor e jornalista José Nêumanne Pinto

Comentário no Jornal Eldorado: Moro cala pistoleiro e petroleiro

Comentário no Jornal Eldorado: Moro cala pistoleiro e petroleiro

Durou menos de nove horas a ilusão dos senadores interessados em abalar Moro da condição de ministro da Justiça na sessão de sua CCJ em que o questionaram a respeito dos vazamentos publicados pelo site The Intercept Brasil, de Glenn Greenwald, de suas conversas com procuradores da Lava Jato, especialmente Deltan Dallagnol, chefe da força-tarefa. Fantasias do pistoleiro Renan Calheiros e do petroleiro Jaquinho Wagner foram dissolvidas pela forma calma com quem Moro demoliu com fatos e números a tentativa de desmoralizar o combate à corrupção no Brasil e libertar o presidiário mais célebre do País, Lula, da cela de estado maior em Curitiba. O depoimento, apoiado por senadores governistas e presidido por Simone Tebet, justa e implacável, reverteu os papéis do juiz interrogado por seus réus.

Para ouvir o comentário clique no play abaixo:

Ou clique aqui e, em seguida, no play.

 

Para ouvir no Blog do Nêumanne, Política, Estadão, clique aqui.

 

Assuntos para comentário na quinta-feira 20 de junho de 2019

1 – Haisem – Moro diz que deixa cargo se acharem alguma ilegalidade – é a manchete do Estadão de hoje. A afirmação contradiz o que você tem dito sobre a opção que o ministro da Justiça fez pela disputa política no futuro

SONORA MORO INVASÃO

2 – Carolina – A que, a seu ver, se deve, o fato de o depoimento do ex-juiz da Lava Jato ter durado nove horas e haver transcorrido num clima de paz e tranqüilidade, incomum em casos críticos como ele

3 – Haisem – Por que você acha que o presidente Jair Bolsonaro se sentiu na obrigação de garantir que, se depender dele, o subordinado não deixará o cargo de alta relevância

4 – Carolina – Que motivos Bolsonaro teve para afastar o chefe da Casa Civil, parlamentar experiente Onyx Lorenzoni, da articulação política, passando-o para o general Luiz Eduardo Ramos, que substitui outro general, Santos Cruz, na Secretaria de Governo e o encarregando de coordenar o Plano de Parceria de Investimentos (PPI), ou seja privatização, alvo da cobiça do Ministério da Economia

5 – Haisem – Bloqueio pelo TCU de 1 bilhão de reais dos bens ativos da família Odebrecht é, afinal, o castigo esperado para a empresa que se destacou por uma história de corrupção no Brasil e no mundo

6 – Carolina – Relator da fraude sobre voto misterioso para a presidência do Senado, deputado Roberto Rocha, do PSDB do Maranhão, enfim, conclui apuração do fato. E daí e daí

7 – Haisem – Você ainda acredita que a reforma da Previdência poderá ser votada em junho, como prometeu o relator, deputado Samuel Moreira, do PSDB de São Paulo

SONORA MOREIRA 2006

8 – Carolina – O que você tem a dizer sobre a morte de nosso colega Rubens Ewald Filho, que se tornou uma marca registrada nas transmissões do Oscar

Envie para um amigo

Criação de sites em recife Q.I Genial