Site oficial do escritor e jornalista José Nêumanne Pinto

Comentário no Jornal Eldorado: Decreto fake continua

Comentário no Jornal Eldorado: Decreto fake continua

Recuo do relator Alexandre de Moraes, do inquérito infame do residente do SS-TF, Dias Toffoli, não pode por uma pedra sobre o erro capital dos dois, que tentam amordaçar críticos do Judiciário brasileiro e ainda quebram a liberdade garantida na Constituição, que em teoria está sob guarda. A dupla de Torquemadas contemporâneos violou cinco artigos e um dispositivo do Código Penal, além de cometer todos os erros arrolados no antológico documento contra o mostrengo da lavra da procuradora-geral da República, Raquel Dodge. A crise criada pelo tresloucado ato de terror merece represália a seus autores e o plenário tem que se reunir imediatamente para sustar os efeitos da tentativa draconiana de salvar a desonra que se abateu sobre a reputação do instaurador da confusão.

Para ouvir clique no play abaixo:

Ou clique aqui e, em seguida, no play.

Para ouvir no Blog do Nêumanne, Política, Estadão, clique aqui.

Assuntos para o comentário da sexta-feira 19 de abril de 2019

1 – Agora, que o relator do decreto da “caça às bruxas” do STF, ministro Alexandre de Moraes, voltou atrás em sua decisão de censurar a revista Crusoé e o site O Antagonista, resta ao Brasil por uma pedra no assunto para evitar uma crise ou exigir explicações e punição por seu gesto?

2 – Como fica o presidente do STF, ministro Dias Toffoli, que anteontem disse numa solenidade em São Paulo que a proibição da publicação da notícia sobre sua presença no propinoduto da Odebrecht não era censura, porque, tendo sido publicada, ela não seria prévia, e, depois, em entrevista à Rádio Band garantiu que liberdade de imprensa não é absoluta, mas relativa depois do recuo do colega

SONORA_TOFFOLI 1904

3 – Qual é sua sensação depois dessa crise artificial criada pelo medo e pela arrogância de dois membros da cúpula de um Poder Republicano: a vergonha alheia de acompanhar uma tentativa de cometer um auto arbitrário indigno de uma democracia ou a euforia por ter a sociedade provado que os 11 ministros da chamada “Suprema Corte” não estarem, como pelo menos alguns o sentem, acima de tudo, de todos e da lei

4 – Na sua opinião, quais os crimes cometidos por Toffoli e Moraes que merecem investigação, julgamento e providências penais

5 – Que tipo de reparação você acha que os nove cidadãos brasileiros que tiveram a intimidade de seus lares invadida pelos agentes policiais federais, usados pelos dois ministros do Supremo como se fossem seus “esbirros” pessoais, podem exigir da instituição judicial como reparação ao agravo

6 – O que a cidadania brasileira deve cobrar da omissão dos presidentes dos outros poderes, Executivo, Legislativo e Judiciário, que preferiram passar ao largo da grave crise institucional porque não se sentiam atingidos diretamente por ela

7 – O que, a seu ver, explica a auspiciosa notícia dada ontem de que o total de crimes violentos registrados no Brasil este ano caíram em 25% no País todo e em 34% especificamente no Nordeste

8 – Como você acha que os meios tradicionais de comunicação devem responder ao aceno de boa vontade dado pelo presidente Jair Bolsonaro na solenidade de comemoração do Dia do Exército no comando do 2.º Exército

SONORA_BOLSONARO 1904

Envie para um amigo

Criação de sites em recife Q.I Genial