Site oficial do escritor e jornalista José Nêumanne Pinto

Comentário no Jornal Eldorado: Aras desleal ao cidadão

Comentário no Jornal Eldorado: Aras desleal ao cidadão

Ao decidir não recorrer da infâmia do presidente do STF, Dias Toffoli, de requisitar todas as informações de inquéritos da Unidade de Inteligência Financeira (UIF), antigo Coaf, o procurador-geral da República, Augusto Aras, pode ter decidido ser leal ao requisitante ou ao presidente Jair Bolsonaro. Este, como já cansei de avisar, está preso a um acórdão com Toffoli para manter o filho Flávio longe do alcance do MP do Rio de Janeiro. Mas foi de profunda deslealdade a quem a deve, o cidadão.

 

Para ouvir clique no play abaixo:

 

Ou clique aqui e, em seguida, no play.

 

Para ouvir no Blog do Nêumanne, Política, Estadão, clique aqui.

 

 

Assuntos para comentário da sexta-feira 15 de novembro de 2019

1 – O que explica a decisão do procurador-geral da República, Augusto Aras, de não recorrer aos superpoderes que presidente do Supremo Tribunal Federal, Dias Toffoli, assumiu ao ter acesso a dados sigilosos de pagadores de impostos na Receita Federal

2 – A manchete do Estadão hoje é Elite dos servidores age para barrar reforma administrativa. Por que foi tomada essa iniciativa e quais são as possibilidades de eles terem sucesso

3 – Lula diz que PT ‘não nasceu para ser partido de apoio’ e que ‘vai polarizar em 2022’ – revela título no alto da capa do Portal do Estadão nesta manhã de aniversário da República. Alguma novidade para você

4 – Qual a reação que você espera da defesa de Lula à decisão do Tribunal Regional Federal da 4.ª Região em Porto Alegre, que criticou em outro processo sem relação com a Lava Jato copia e cola da juíza substituta de Sergio Moro, Gabriela Hardt, na condenação do petista no processo do sítio de Atibaia

5 – O Globo ontem e a Folha hoje deram com destaque notícia sobre recuperação da economia em setembro, com boas perspectivas para o Natal. Será que até que enfim chegamos ao fundo do poço na crise

6 – Que motivos você encontra para explicar a ausência das convulsões sociais em Chile, Bolívia e Equador na declaração final dos Brics, cuja reunião se realizou nesta semana em Brasília

SONORA_BOLSONARO 1511 A

7 – Até quando você prevê que os paulistanos terão de conviver com desastres como a queda da marquise que matou um no Jardim Paulista e o desabamento da passarela na avenida marginal do rio Pinheiros

8 – Você se surpreendeu com a decisão da presidente interina da Bolívia de se aproximar dos Estados Unidos e do Chile e também dos cocaleros, que anunciaram apoio a Evo Morales, que renunciou e foi para o México

Envie para um amigo

Criação de sites em recife Q.I Genial