Site oficial do escritor e jornalista José Nêumanne Pinto

Comentário no Jornal Eldorado: A voz dos investigados

Comentário no Jornal Eldorado: A voz dos investigados

O relator da segunda denúncia de Janot contra Temer na Câmara, deputado Bonifácio José Tamm Andrada, cuspiu no sobrenome que remonta ao maior brasileiro de todos os tempos, José Bonifácio de Andrada e Silva, o Patriarca da Independência, para ser coerente com sua atitude da vida inteira, de lambe botas do regime militar, eleitor de Paulo Maluf no Colégio Eleitoral que elegeu Tancredo e com seu voto na primeira denúncia contra Temer favorecendo ao mais recente dos ocupantes do cargo máximo da República. É um membro do cordão dos puxa sacos e do sindicato dos suspeitos que domina o Congresso, lutando para manter privilégios que lhes garantam impunidade.

(Comentário no Jornal Eldorado da Rádio Eldorado – FM 107,3 – na quarta-feira 11 de outubro de 2017, às 7h30m)

Para ouvir clique no play abaixo:

Ou clique no link abaixo e, em seguida, no play:

https://soundcloud.com/jose-neumanne-pinto/neumanne-1110-direto-ao-assunto

Para ouvir Volver a los diesaciete, com Violeta Parra, clique no link abaixo:

https://www.youtube.com/watch?v=Oe1o13CItv4

Para ouvir no Blog do Nêumanne, Política, Estadão, clique no link abaixo:

http://politica.estadao.com.br/blogs/neumanne/a-voz-dos-investigados/

Abaixo, a íntegra da degravação do comentário:

Eldorado 11 de outubro de 2017 – Quarta´feira

O deputado Bonifácio de Andrada (PSDB-MG) apresentou ontem na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Câmara, parecer pela rejeição da denúncia contra o presidente Michel Temer. Qual foi a grande novidade na leitura desse relatório? 

Temer e os ministros foram denunciados pela Procuradoria-Geral da República (PGR) por organização criminosa. Segundo o Ministério Público, eles teriam recebido pelo menos 587 milhões de propina dos últimos anos, oriundos de órgãos como Petrobras, Caixa Econômica Federal e Furnas.

O presidente da República também foi denunciado, sozinho, por obstrução de Justiça. Temer teria cometido o crime ao, segundo a PGR, ter dado aval à compra do silêncio do ex-presidente da Câmara e hoje deputado cassado Eduardo Cunha (PMDB-RJ) e ao corretor Lúcio Funaro, ambos presos

Em seu parecer, Bonifácio afirmou que ficou claro para ele que a tentativa da PGR de envolver o presidente da República e ministros em crimes de organização criminosa “não encontra respaldo” na denúncia nem tampouco na Constituição. “Dessa forma, não se pode aceitar como criminosos fatos imputados ao presidente da República”, disse.

SONORA 1110 A BONIFÁCIO

Bonifácio também recomendou rejeição da denúncia contra Temer por obstrução de Justiça. Isso porque, segundo o relator, a gravação da conversa entre Temer e o empresário Joesley Batista,da JBS, que baseiam essa parte da peça, foram realizadas de forma “criminosa”, tanto que são alvo de CPI Mista do Congresso.

“Não há nenhuma prova real ou concreta que o presidente tenha tomado providência ou atitude para dificultar investigações”, declarou. “Conclui-se pela impossibilidade da denúncia contra o presidente Michel Temer”, concluiu.

Em seu voto, o relator disparou duras críticas ao que chamou de “abusos” do Ministério Público. Segundo ele, o MP e o Judiciário se fortaleceram após a promulgação da Constituição Federal de 1988, em detrimento do “nítido enfraquecimento do Poder Legislativo.

Para ele, o Legislativo perdeu, na prática, sua imunidade parlamentar. Ele criticou o fato de os processos contra parlamentares serem hoje analisados pelo Supremo Tribunal Federal, cujas decisões são “impossível politicamente” de serem revistas, por provocarem protestos da mídia e repercussão negativa na opinião pública.

Além dessa “distorção”, Bonifácio afirmou que o Congresso Nacional perdeu sua eficiência institucional, o que, na avaliação dele, submete parlamentares às pressões judiciais e o Legislativo a um processo de descaracterização.

“De tal maneira que o Ministério Público hoje, órgão poderoso do nosso sistema, que domina a Polícia Federal, mancomunado com o Judiciário, trouxe para o País desequilíbrio na relação entre os poderes da República”, declarou o tucano.

Bonifácio cuspiu no sobrenome que remonta ao maior brasileiro de todos os tempos, José Bonifácio de Andrada e Silva, para ser coerente com sua atitude da vida inteira, de lambe botas do regime militar, eleitor de Paulo Maluf no Colégio Eleitoral que elegeu Tancredo e com seu voto na primeira denúncia contra Temer favorecendo ao mais recente dos ocupantes do cargo máximo da República. É um membro do cordão dos puxa sacos e do sindicato dos suspeitos que domina o Congresso, lutando para manter privilégios que lhes garantam impunidade.

Os procuradores da República Thaméa Danelon e Thiago Lacerda Nobre, do Ministério Público Federal, em São Paulo, denunciaram à 6 Vara Federal os irmãos Joesley e Wesley Batista, na Operação Acerto de Contas, desdobramento da Tendão de Aquiles, por uso de informação privilegiada e manipulação do mercado. Por que esse caso virou de pernas pro ar depois do perdão total aos delatores da J& F?

Os executivos estão presos. Para o Ministério Público Federal, em São Paulo, os irmãos ‘minimizaram prejuízos mediante a compra e venda de ações e lucraram comprando dólares c base em informações que dispunham sobre o acordo de delação premiada que haviam negociado com a Procuradoria-Geral da República’.A procuradora Thaméa Valengo descreveu o resultado das investigações.

SONORA 1110 VALENGO

“Juntos, Wesley e Joesley atuaram para reduzirem o prejuízo com os papeis e lucrarem com a compra da moeda americana, aproveitando- se da informação privilegiada e, como consequência, manipulando o mercado de ações”, diz a Procuradoria da República.

O prêmio à delação dos irmãos Batista foi exagerado e a sociedade brasileira rejeitou a iniciativa atribuída apenas a Rodrigo Janot, esquecendo-se o papel de Luiz Edson Fachin, do STF, nesse erro gravíssimo. Está na hora de Fachin se explicar, mas não o faz porque é blindado pelos colegas do inoxidável STF.

Que motivos você está percebendo no noticiário para temer que Temer vá remexer nos cofres da viúva para atender mais uma vez à tal da Tele Verde Amarela, Super Tele, Telegangue, hoje Oi?

Venho denunciando esse escândalo da Oi, que se recusa a pagar sua dívida com a União e com os bancos estatais, desde fevereiro de 2017, quando o ministro do STF, Luis Roberto Barroso barrou a Lei Relâmpago, que agora, o ministro do Temer no STF, Alexandre de Moraes, mandou de volta para ser votado no Senado e sancionada pelo presidente Temer.

Hoje, todos os jornais abordaram esse escândalo da Oi,  que não tem fim.

Folha de S.Paulo, “Temer articula socorro para ampliar dívida da Oi para 20 anos”. “Uma das saídas seria transformar parte das multas da agência em investimentos, mas muitos acreditam que a Oi não conseguiria cumprir a exigência. Outra alternativa seria negociar na AGU o parcelamento integral de “dívidas de governo” (bancos e agência). Para isso, o prazo teria de ser de 20 anos, o que a lei não permite hoje.”

Valor Econômico – “Governo não vê ‘grande progresso’ em plano da Oi” “”O plano da Oi não está completo e isso não é animador”, afirmou a fonte. Já na semana passada circulavam informações de que a companhia de telecomunicações havia aprovado somente as linhas gerais da proposta. Ontem, o presidente Michel Temer decidiu centralizar sob a coordenação da Advocacia-Geral da União (AGU) todas as ações de governo relacionadas à Oi.”

O Globo – Planalto tenta solução negociada para Oi, e AGU ficará à frente.” “Só em multas, a Oi deve pelo menos R$ 11 bilhões à Anatel. A empresa também tem dívidas tributárias bilionárias com o governo. Em uma reunião de emergência, ontem, o presidente Michel Temer determinou que a AGU monte um grupo envolvendo os bancos públicos, os ministérios da Fazenda e das Comunicações, a Casa Civil e a Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) para buscar uma saída e negociar com a empresa. Banco do Brasil, Caixa e BNDES são credores da tele. Só em multas, a Oi deve pelo menos R$ 11 bilhões à Anatel. A empresa também tem dívidas tributárias bilionárias com o governo. Por isso, o Palácio do Planalto quer que a AGU encontre uma solução urgentemente. O encontro não constava da agenda oficial divulgada inicialmente pela assessoria da presidência. Só foi informado pelo Planalto quando terminou.”

Temer está atendendo Baleia Rossi, líder do PMDB na Câmara, que acompanhou os sócios da Oi na reunião com o Temer, naquele dia que o balcão do governo funcionou.

Temer precisa de votos para barrar a denúncia, a Oi está quebrada – não tem como pagar credores e multas – mas tem como pagar deputados para evitar pagar a União e aos bancos estatais.  Mais barato pagar ao governante do que ao Estado.

Atenção doutora Grace Mendonça, a  função da AGU é defender a União e não a corrupção no congresso para manter a impunidade do presidente

O Lauro Jardim informou que o Kassab vai colocar em consulta pública, no dia 18 de outubro, a Lei Geral de Telecomunicações, a “revisão do marco relugatório, para uma atualização as transformações tecnológicas dos ultimos anos.” Pura balela. Não passa de um truque de colocar uma série de termos herméticos para disfarçar a ilicitude que está ocorrendo. As empreiteiras cansaram de fazer isto. Todos os projetos curruptos tinham uma explicação técnica.A Oi será a Sete Brasil do Temer. A Oi será o combustível para o congresso rejeitar a denúncia contra Temer.

Estranha coincidência de momentos.

Pressionado por segmentos moderados e radicais no interior do movimento secessionista, o governador da Catalunha, Carles Puigdemont, proclamou nesta terça-feira, 10, a independência da “República Catalã”, de 7,5 milhões de habitantes, mas suspendeu o efeito da declaração à espera de negociações com o governo central espanhol. Como perguntaria seu avô, que diabo é dez?

A iniciativa, acompanhada de um “processo constituinte”, lançou ainda mais incertezas sobre o futuro político da Espanha, que agora espera pela resposta do primeiro-ministro, Mariano Rajoy, e da própria Europa. A proclamação já era esperada porque Puigdemont a legislação catalã, aprovada pelo Parlamento local para viabilizar o plebiscito de 1.º de outubro, previa a independência em caso de vitória do “sim” à secessão.

Isso me parece uma piada de péssimo gosto.

Quais são suas impressões sobre a vitória do Brasil desclassificando o Chile no Alianz Park por 3 a 0?

Ontem Gabriel Jesus lavou minha alma duas vezes. Ele fez os dois gols que desclassificaram o Chile e acabaram com a lorota de Michele Bachelet, a Dilma dos Andes, que sua simples presença nas arquibancadas garantiria a vitória da seleção do país que preside. Bachelet é uma figura nefasta de quem guardo antipatia permanente depois de ela ter aparecido sorridente ao lado de Raul Castro numa feira de livros em Havana empunhando um exemplar de Nossos ano9s verde oliva, que era proibido na Cuba de Fidel, por motivos óbvios: afinal, o livro descreve como nenhum outro antes o fizera, as glórias da vida dos beneficiados do regime cubano e as misérias dos párias sem pátria que vagam ou vagaram pela ilha caribenha, caso de seu autor, Roberto Ampuero. Essa hipocrisia absurda e ofensiva deixa claras as ligações do socialismo chileno com a ditadura comunista cubana. Outra hipocrisia que foi encarada no campo do Palmeiras foi a a negação à torcida do momento mais sublime do futebol, que é o gol com bola e tudo e no finzinho do jogo Gabriel Jesus acabou com essa hipocrisia de que o gol com bola e tudo não deve ser feito porque humilha o adversário. Humilha, uma ova. É um momento de beleza e glória ao qual o Brasil e o Chile inteiro assistiram ontem nos minutos finais do jogo e das Eliminatórias da Copa da Rússia. Parabéns a Gabriel Jesus e a William que o vislumbrou partindo rumo à meta adversária sem goleiro. E vade retro, Bachelet.

SONORA Volver a los decisiete Violeta Parra

Envie para um amigo

Criação de sites em recife Q.I Genial