Site oficial do escritor e jornalista José Nêumanne Pinto

Podcast

Comentário no Estadão Notícias: Combustão sem fogo nem palha

Comentário no Estadão Notícias: Combustão sem fogo nem palha

A insistência do vereador do Rio Carlos Bolsonaro em continuar insultando o vice-presidente Hamilton Mourão, mesmo depois do comunicado oficial do pai em nota elogiando as qualidades de Olavo de Carvalho e lamentando que este atrapalhe o governo é um fenômeno de autocombustão. Não precisa de fogo nem de palha para queimar. Neste momento de crise em que prioridades são na economia e na luta contra a violência faria bem ao filho do presidente saber que o vice foi eleito e não há como removê-lo da expectativa de poder. Este é meu comentário no Estadão Notícias, no Portal do Estadão desde 6 horas da quarta-feira 24 de abril de 2019.

Para ouvir clique aqui e, em seguida, no player:

Para ouvir no Blog do Nêumanne, Política, Estadão, clique aqui.

Comentário no Jornal Eldorado: Bolsonaro assopra e morde Olavo

Comentário no Jornal Eldorado: Bolsonaro assopra e morde Olavo

Para resolver crise criada no núcleo duro do Palácio do Planalto com seus assessores militares, xingados em vídeo por Olavo de Carvalho, compartilhado por seu filho, Carlos, no perfil dele no Twitter, Jair Bolsonaro inverteu a expressão “morde e assopra”: primeiro, o elogiou e, depois, disse que o guru do clã “atrapalha” seu governo. Um dos alvos deste, o vice Mourão, ironizou chamando-o de “astrólogo” . E o chamado 02 obedeceu à ordem de retirar o vídeo polêmico da conta do pai, mas o manteve na própria. Tudo isso deriva da desconfiança do clã presidencial em relação ao substituto eventual. Uma consulta à Constituição resolveria: se o presidente sofrer impeachment, vice só assume provisoriamente.

da23abr

Para ouvir clique no play abaixo:

Ou clique aqui e, em seguida, no play:

Para ouvir no Blog do Nêumanne, Política, Estadão, clique aqui.

Assuntos para comentário da terça-feira 23 de abril de 2019

1 – Haisem – O que aconteceu para o presidente Jair Bolsonaro, em pronunciamento público de seu porta-voz, ter reconhecido que Olavo de Carvalho, tido como seu guru e de seus filhos, “atrapalha” seu governo

SONORA_PORTA VOZ 2304

2 – Carolina – O que há por trás do conflito entre Olavo de Carvalho, o vice-presidente Hamilton Mourão e os outros militares reunidos por Bolsonaro em torno dele no Palácio do Planalto e em vários ministérios

3 – Haisem – Por que, mesmo depois do recuo incondicional que o levou a levantar a censura que havia imposto à revista Crusoé e ao site O Antagonista, o relator do inquérito sobre o que ele chama de ofensas ao STF, o ministro Alexandre de Moraes insiste na sua prorrogação

4 – Carolina – Por que, a seu ver, o presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia, disse confiar no presidente do STF, Dias Toffoli

5 – Haisem – Que motivos levaram o presidente da Câmara, Rodrigo Maia, a se reunir com a procuradora-geral da República, Raquel Dodge, para falar de paz após ter rejeitado o pedido dela para encerrar o inquérito que, segundo o relator Alexandre de Morais, pretende punir quem atacou sua honra

6 – Carolina – Manchete do Estadão é: “Govern9o atende Centrão e espera que CCJ vote reforma”. Você tem esperança de que realmente a CCJ da Câmara votará hoje a constitucionalidade do projeto do governo para a reforma da Previdência e por que o texto dele tem sido mantido sob sigilo

SONORA_RELATOR 2304

7 – Haisem – Quais são suas expectativas sobre o resultado do julgamento do novo recurso da defesa de Lula no Superior Tribunal de Justiça hoje

8 – Carolina – Você concorda com as mudanças propostas por Bolsonaro para modificar a Lei Rouanet de incentivo à cultura

Legenda da foto:

Bolsonaro cumprimenta seu “posto Ipiranga”, Guedes, com vice Mourão, protagonista da crise com guru, entre os dois. Foto: Sérgio Lima/AFP

A quem advogado-geral da União é subordinado?

A quem advogado-geral da União é subordinado?

A sociedade brasileira manifestou-se de forma unânime e indignada contra as tentativas feitas por Dias Toffoli, com a cumplicidade de Alexandre de Moraes, ambos do SS-TF, para calar seus críticos e censurar as publicações que publicaram notícias desairosas a seu respeito. Somente uma instância judicial apoiou as medidas rejeitadas: a Advocacia-Geral da União. Seu chefe, Bolsonaro, mandou dizer que ficou irritado, mas André Mendonça acaba de recusar apoio à ação de procuradores contra a lambança dos ministrões. Este é meu comentário no Estadão Notícias, no Portal do Estadão desde 6 horas da terça-feira 23 de abril de 2019.

Para ouvir clique aqui e, em seguida, no player:

Para ouvir no Blog do Nêumanne, Política, Estadão, clique aqui.

 

Comentário no Jornal Eldorado: Falta arquivar decreto infame

Comentário no Jornal Eldorado: Falta arquivar decreto infame

O alívio sentido pela Nação com o cancelamento da sórdida censura decretada por Alexandre de Moraes, do STF, contra O Antagonista e Crusoé não pode arrefecer a indignação geral para que seja arquivado o inquérito fake aberto pelo presidente da tal Corte para caçar bruxas responsabilizadas por eventuais críticas a seus colegas ministros. De volta de dez dias de férias gozando um feriado de um dia só (sexta-feira santa), os 11 membros do plenário precisam dar a atenção merecida ao antológico requerimento feito pela procuradora-geral da República, Raquel Dodge, alertando para as ilegalidades da instauração. Seria sonhar demais pensar em afastamento dos dois trapalhões citados acima?

Para ouvir clique no play abaixo:

Ou clique aqui e, em seguida, no play.

Para ouvir no Blog do Nêumanne, Política, Estadão, clique aqui.

Assuntos para comentário de segunda-feira 22 de abril de 2019

1 – Haisem – Quais são a seu ver as possibilidades de o plenário do Supremo Tribunal Federal cancelar o inquérito aberto pelo presidente Dias Toffoli e relatado por Alexandre de Moraes para caçar as bruxas que criticam seusministros nos perfis sociais e, se isso acontecer, o que poderá acontecer com os dois trapalhões que promoveram o rolo

 2 – Carolina – O que há de comum entre Toffoli e Moraes para um atender ao outro nessa cruzada contra fake news que os dois resolveram empreender

 3 – Haisem – Por que o senador Telmário Motta, de Roraima, aceitou a no mínimo complicada tarefa de transformar o atual governo brasileiro num aliado do ditador Nicolás Maduro

 4 – Carolina – Qual é a dificuldade que o governo tem neste momento para enfrentar a narrativa da tal resistência da esquerda, com número mínimo de parlamentares, segundo a qual a reforma da Previdência prejudica os pobres e ajuda os milionários

 5 – Haisem – Você acha que Bolsonaro e Paulo Guedes fizeram bem em receber o pai de Neymar Jr. para discutir os delitos fiscais que ambos são acusados de ter cometido contra a Receita Federal

 6 – Carolina – Qual é sua opinião sobre o anúncio feito por Bolsonaro para baixar o teto da Lei Rouanet para financiar show, cinema, teatro e outros espetáculos culturais

 7 – Haisem – Qual terá sido a intenção do ex-governador do Rio Grande do Sul e ex-ministro de Lula Tarso Genro ao acusar a justiça peruana de aceitar ordens da CIA americana, o que teria levado o ex-presidente do Peru ao suicídio, que comoveu aquele país

 8 – Carolina – Você sentiu falta das comemorações de 21 de abril do aniversário da inauguração de Brasília

Comentário no Estadão Notícias: Barbárie inverte sentido da Páscoa

Comentário no Estadão Notícias: Barbárie inverte sentido da Páscoa

Este ano os calendários judaico e cristão marcaram a feliz coincidência da Pesach e da Páscoa, feriado religioso em que se comemora nas sinagogas a passagem e nas igrejas a ressurreição de Cristo. Numa demonstração absurda de intolerância e brutalidade, terroristas explodiram multidões de fiéis em templos ou em hotéis de luxo no Sri Lanka, antigo Ceilão, produzindo pelo menos 207 mortos e 450 feridos. Nesses atentados a morte violenta venceu a festa da vida numa barbárie que não supera ritos da pré-história. Este é meu comentário no Estadão Notícias, no Portal do Estadão desde 6 horas da segunda-feira 22 de abril de 2019.

Para ouvir clique aqui, em seguida, no player.

Para ouvir no Blog do Nêumanne, Política, Estadão, clique aqui.

 

Comentário no Jornal Eldorado: Decreto fake continua

Comentário no Jornal Eldorado: Decreto fake continua

Recuo do relator Alexandre de Moraes, do inquérito infame do residente do SS-TF, Dias Toffoli, não pode por uma pedra sobre o erro capital dos dois, que tentam amordaçar críticos do Judiciário brasileiro e ainda quebram a liberdade garantida na Constituição, que em teoria está sob guarda. A dupla de Torquemadas contemporâneos violou cinco artigos e um dispositivo do Código Penal, além de cometer todos os erros arrolados no antológico documento contra o mostrengo da lavra da procuradora-geral da República, Raquel Dodge. A crise criada pelo tresloucado ato de terror merece represália a seus autores e o plenário tem que se reunir imediatamente para sustar os efeitos da tentativa draconiana de salvar a desonra que se abateu sobre a reputação do instaurador da confusão.

Para ouvir clique no play abaixo:

Ou clique aqui e, em seguida, no play.

Para ouvir no Blog do Nêumanne, Política, Estadão, clique aqui.

Assuntos para o comentário da sexta-feira 19 de abril de 2019

1 – Agora, que o relator do decreto da “caça às bruxas” do STF, ministro Alexandre de Moraes, voltou atrás em sua decisão de censurar a revista Crusoé e o site O Antagonista, resta ao Brasil por uma pedra no assunto para evitar uma crise ou exigir explicações e punição por seu gesto?

2 – Como fica o presidente do STF, ministro Dias Toffoli, que anteontem disse numa solenidade em São Paulo que a proibição da publicação da notícia sobre sua presença no propinoduto da Odebrecht não era censura, porque, tendo sido publicada, ela não seria prévia, e, depois, em entrevista à Rádio Band garantiu que liberdade de imprensa não é absoluta, mas relativa depois do recuo do colega

SONORA_TOFFOLI 1904

3 – Qual é sua sensação depois dessa crise artificial criada pelo medo e pela arrogância de dois membros da cúpula de um Poder Republicano: a vergonha alheia de acompanhar uma tentativa de cometer um auto arbitrário indigno de uma democracia ou a euforia por ter a sociedade provado que os 11 ministros da chamada “Suprema Corte” não estarem, como pelo menos alguns o sentem, acima de tudo, de todos e da lei

4 – Na sua opinião, quais os crimes cometidos por Toffoli e Moraes que merecem investigação, julgamento e providências penais

5 – Que tipo de reparação você acha que os nove cidadãos brasileiros que tiveram a intimidade de seus lares invadida pelos agentes policiais federais, usados pelos dois ministros do Supremo como se fossem seus “esbirros” pessoais, podem exigir da instituição judicial como reparação ao agravo

6 – O que a cidadania brasileira deve cobrar da omissão dos presidentes dos outros poderes, Executivo, Legislativo e Judiciário, que preferiram passar ao largo da grave crise institucional porque não se sentiam atingidos diretamente por ela

7 – O que, a seu ver, explica a auspiciosa notícia dada ontem de que o total de crimes violentos registrados no Brasil este ano caíram em 25% no País todo e em 34% especificamente no Nordeste

8 – Como você acha que os meios tradicionais de comunicação devem responder ao aceno de boa vontade dado pelo presidente Jair Bolsonaro na solenidade de comemoração do Dia do Exército no comando do 2.º Exército

SONORA_BOLSONARO 1904

Página 13 de 160«...5...1112131415...2025303540...»
Criação de sites em recife Q.I Genial