Site oficial do escritor e jornalista José Nêumanne Pinto

Palestras

Nêumanne no CIEE-SP

Nêumanne no CIEE-SP

O poeta, jornalista e escritor José Nêumanne Pinto participou do debate sobre O Brasil depois das eleições com os colegas Audálio Dantas, Gaudêncio Torquato e os dirigentes do Centro de Integração Empresa-Escola (CIEE) Ruy Altenfelder e Luiz Gonzaga Bertelli na manhã de sexta-feira 7 de novembro em São Paulo.

Nêumanne disse que a prioridade dada por Aécio Neves para uma nova CPMI sobre a roubalheira na Petrobrás (“se a que está funcionando não der certo”) é inócua e pouco inteligente. “A democracia brasileira só sobreviverá se a oposição não permitir que Lula, Dilma e o PT atrapalhem o trabalho da Polícia Federal e acabem com a liberdade de imprensa”. Nêumanne disse ainda que “não vale a pena reformar para piorar” e que vai ser fundamental encontrar uma maneira de os partidos fiscalizarem efetivamente a coleta e a apuração de votos pelo sistema eletrônico, que não é nem nunca foi imune à fraude.

Nêumanne, Gaudêncio Torquato, Ruy Altenfelder, Audálio Dantas e Luiz Gonzaga Bertelli

Nêumanne, Gaudêncio Torquato, Ruy Altenfelder, Audálio Dantas e Luiz Gonzaga Bertelli

 
199-14 (61)
 

 
199-14 (36)
 

 

Convite : “O fim do Brasil” em debate.

Convite : “O fim do Brasil” em debate.

Debate sobre o tema do livro “O fim do Brasil”, de Felipe Miranda, com o autor e José Nêumanne Pinto.
23 de outubro 2014, a partir das 19h30, Livraria da Vila, S. Paulo

Escrituras Editora e Livraria da Vila

convidam para o debate sobre o tema do livro

O fim do Brasil

 

com o autor e

economista Felipe Miranda e

o jornalista José Nêumanne Pinto

 

Quinta-feira, 23 de outubro de 2014

das 19h30 às 21h

Livraria da Vila – Shopping Pátio Higienópolis

Av. Higienópolis, 618 – São Paulo/SP
Tel.: (11) 3660-0230

neumannedebate

 

 

 

O fim do Brasil

A crise da economia

Os bastidores da censura

A proteção do seu patrimônio

 

A história do Brasil, da forma como observamos hoje, tem início em julho de 1994, a partir da adoção do Plano Real, cujo resultado imediato foi a estabilização da economia. Assim, se nasce um novo Brasil a partir desse momento, cuja maturidade é atingida em 1999, esse mesmo país começa a sofrer com os resultados da nova matriz econômica.

 

A situação atual é preocupante: o crescimento econômico é o menor desde a Era Collor e a inflação foge do controle, mostrando que estamos prestes a voltar a condições anteriores a 1994. Seria o fim do Brasil?

 

O atual governo erra em seu diagnóstico. Elogia a nova matriz econômica e atribui a estagflação (baixo crescimento econômico e alta inflação) ao cenário externo – tese refutada no estudo do analista Felipe Miranda, da Empiricus Research, apresentado no livro O fim do Brasil (selo Escrituras). Obviamente, sem o diagnóstico adequado, não poderemos contar com um bom prognóstico. Não bastassem os desafios em curso, o ano de 2015 sugere adversidades adicionais relevantes.

 

A obra O fim do Brasil apresenta um profundo estudo sobre os últimos vinte anos do país, e foi escrito com objetivos explícitos:

• alertar para os riscos atrelados a possível endurecimento da heterodoxia na política econômica, com a nova matriz econômica levando-nos a um processo de “argentinização” do país;

• analisar a deterioração dos fundamentos macroeconômicos e o que está por vir, dedicando espaço em separado para os problemas da Petrobras e para o desarranjo do setor elétrico;

• avaliar a censura que a administração Dilma Rousseff tentou impor, às vésperas da eleição presidencial de 2014, aos analistas de mercado. Entre os maiores erros de política econômica, está certamente o esforço em prol do cerceamento de opiniões críticas, dedicando-se à tentativa de calar as vozes dissonantes;

• oferecer alternativas para o investidor e mesmo o cidadão comum protegerem seu patrimônio e de sua família diante da crise que está sendo formada – em sendo possível, não somente blindar a poupança até aqui acumulada, mas também incrementá-la;

• encerra-se com abordagem propositiva à política econômica, apresentando uma alternativa à nova matriz econômica, o caminho para a retomada da ortodoxia e, em especial, a estratégia para enfrentarmos a estagflação, retomando a via do crescimento alto com inflação baixa.

 

Sobre o autor:

Felipe Miranda é analista, CNPI. Trabalhou na equipe de Sales de derivativos do Deutsche Bank e como analista na Monitor Clipper Partners. Foi professor da FGV-SP. Economista pela FEA-USP e mestre em Finanças na FGV-SP. É sócio-fundador da conceituada Empiricus Research, casa independente de análise de investimentos, baseada em São Paulo, que alcança diariamente mais de 500 mil assinantes.

 

William Bonner (prefácio) – Economista americano fundador e presidente do Agora Publishing. Autor de vários livros e artigos de Economia e Finanças. Em 1997, recebeu o prêmio Empresário do Ano, concedido pela Ernst & Young LLP, Kauffman Foundation, USA Today e NASDAQ. E, em 2010, o prêmio de Homem do Ano, pela associação de marketing direto da Washington Educational Foundation.

 

 

Título: O fim do Brasil

Autor: Felipe Miranda

Gênero: Análise econômica do Brasil/Economia

ISBN: 978-85-7531-571-2

Formato: 14 X 21 cm, brochura

Páginas: 176
Peso: 195 g

Preço: R$ 30,00

Selo Escrituras

 

Carmen Barreto – MTb 23196/SP
Comunicação e Imprensa

Selos Escrituras – Escritinha – A Girafa – Girafinha – Arte Paubrasil – Escrituras Médicas
imprensa@escrituras.com.br

Grupo Editorial Escrituras
Rua Maestro Callia, 123 – Vila Mariana
04012-100 – São Paulo – SP – Brasil
Tel.: (11) 5904-4499 (Pabx)/5904-4492 (direto)
www.escrituras.com.br

www.youtube.com/user/EscriturasEditora
http://escrituraseditora.blogspot.com/

www.twitter.com/escriturasedit

www.facebook.com/escrituraseditoraII

http://gplus.to/escrituraseditora

Café com Opinião: 11 de novembro, no SINPROQUIM

Café com Opinião: 11 de novembro, no SINPROQUIM

Café com Opinião trará mais um debate sobre o cenário político e econômico do país em ano de eleições

Tema: “DISCUSSÕES  SOBRE  O  GOVERNO ELEITO   E OPORTUNIDADES PARA A ECONOMIA BRASILEIRA

No próximo dia 11 de novembro, o SINPROQUIM realizará a terceira edição do Café com Opinião no modelo debate, versão que foi criada especialmente para este ano, em que o Brasil terá eleições federal e estaduais.

Os convidados desta edição:

José Nêumanne, Augusto Nunes, José Roberto Mendonça de Barros

José Nêumanne, Augusto Nunes, José Roberto Mendonça de Barros

  • José Roberto Mendonça de Barros

Economista, com doutorado em Economia pela USP e Pós-Doutorado no Economic Growth Center, Yale University, USA

  • José Nêumanne Pinto

Reconhecido analista político, jornalista e escritor. Editorialista e articulista de O Estado de S. Paulo, é também comentarista diário na Rádio Jovem Pan

  • Mediação dos debates – jornalista Augusto Nunes, do Roda Viva, TV Cultura, e da revista Veja.

Flashes da palestra na banca de advocacia Fernandes & Figueiredo

Flashes da palestra na banca de advocacia Fernandes & Figueiredo

Na banca de advocacia Fernandes & Figueiredo, na quarta, 13 de agosto:

FFadv_010

Palestra na banca de advocacia Fernandes & Figueiredo

Em destaque

Nêumanne entre Edson Fernandes (à direita) e Francisco Petros (à esquerda).

 

Foto evento dia 13 de agosto

Nêumane entre Edson Fernandes (a direita) e Francisco Petros (a esquerda).

 

image001

 

Nêumanne: palestra no 5º Lubgrax Meeting

Nêumanne: palestra no 5º Lubgrax Meeting

O jornalista, poeta e escritor José Nêumanne Pinto fez palestras em São Paulo sobre a conjuntura nacional depois da queda do avião na qual morreu o candidato a presidente da República pelo Partido Socialista Brasileiro (PSB), Eduardo Campos, na quarta-feira 13 de agosto de 2014, à noite, durante a inclusão do economista Francisco Petros na equipe da banca de advocacia Fernandes & Figueiredo e em evento patrocinado pela revista Lubgrax, especialista em lubrificantes, na quinta-feira 14 de agosto de 2014, pela manhã.

neumanne08

Na primeira, Nêumanne falou, depois de Petros, economista muito respeitado no mercado paulistano e que agora acrescenta a suas atividades profissionais a condição de advogado que milita na área administrativa e empresarial, mostrando-se chocado, emocionado e triste com o acidente de Santos na manhã do dia da palestra. Nêumanne externou aos participantes sua conclusão de que as conseqüências da tragédia sobre as eleições de outubro e tudo o que vier a acontecer na política e na gestão pública no Brasil depois delas ficaram tão imprevisíveis como o fora o próprio acidente.

Na manhã seguinte, falando para fontes, assinantes e clientes da revista especializada Lubgrax, Nêumanne salientou a orfandade do País com a morte de Campos, que era um dos líderes mais importantes da geração que começou a fazer política depois do golpe militar de 1964. Sua participação na construção da democracia brasileira, segundo o conferencista, seria vital para que o País consiga sair do inferno astral político, econômico, ético, moral e de desempenho na gestão pública atualmente.

neumanne_isabel

“O Brasil Depois da Copa”: convite de Francisco Petros

“O Brasil Depois da Copa”: convite de Francisco Petros

Prezado Zeneu, taí o convite:

Depois de cinco anos de estudos, concluí o meu bacharelado em Direito e daqui por diante serei um advogado. Creio sinceramente que precisamos nos renovar e esta foi a minha principal motivação para tomar este caminho. A prática do Direito nas áreas do direito empresarial, sobretudo no mercado de capitais, se coaduna perfeitamente com a minha formação acadêmica e experiência profissional de cerca de trinta anos em corporate finance, asset management, fusões e aquisições e consultoria financeira. Estou muito feliz por esta conquista pessoal e profissional.

Neste contexto, ao mesmo tempo, complementar e novo, resolvi me associar ao escritório Fernandes, Figueiredo Advogados. Trata-se de uma competente sociedade de advogados especializada nas áreas de direito empresarial: societário, contratos, tributário, imobiliário e civil. Serei o sócio responsável pelas áreas de mercado de capitais e societária.

Em comemoração a todos os fatos acima, gostaria de convidá-lo para o evento que terá a palestra do jornalista José Nêumanne Pinto “O Brasil Depois da Copa” (vide convite abaixo) no próximo dia 13/8, ocasião em que formalmente será comunicada a minha associação ao escritório. Nada melhor que acreditar no futuro. De cada um de nós e do Brasil.

Conto com a sua presença.

Fique com o abraço de,

Francisco Petros

francisco

Página 3 de 612345...»
Criação de sites em recife Q.I Genial