Site oficial do escritor e jornalista José Nêumanne Pinto

Mídias

Direto ao Assunto no YouTube: Causos da política

Direto ao Assunto no YouTube: Causos da política

Em 52 anos de jornalismo profissional, quase todos lidando com a política e os políticos, vivi e ouvi histórias e estórias, como se distinguiam antigamente, dos bastidores do poder. Este vídeo não teria sido possível se colegas antes de mim não houvessem criado um gênero da crônica batizado de “folclore político”. É o caso de Sebastião Néri, baiano de boa cepa, que fez sucesso em programas na TV e textos em jornais e livros, tornando conhecido o anedotário, que aprendeu em Minas, por onde passou, antes de armar sua rede no Rio de Janeiro, onde mora hoje com sua amada Beatriz. xará da musa de Dante Alighieri. Entre outros episódios consagrados por ele, aqui está um famoso de Alkmin, sem cê, das eras do PSD de JK e Tancredo. Direto ao assunto. Inté. E só o humor nos aliviará. 
Para ver vídeo no YouTube clique no play abaixo:

Direto ao Assunto no YouTube: Sobra cloroquina, faltam sedativos

Direto ao Assunto no YouTube: Sobra cloroquina, faltam sedativos

De nada adiantaram todos os avisos que os técnicos do Ministério da Saúde deram ao general Eduardo Pazuello em relatório entregue em maio no qualo avisaram em vão que sem isolamento social a pandemia duraria 2 anos e a economia sofreria muito mais do que já sofrerá de qualquer forma. Um monte de dinheiro foi usado para pagar a compra de insumos e fabricação em massa da cloroquina, cujo efeito contra a covid-19 é nulo, conforme estudo publicado na quinta-feita 23 de julho no The New England Journal of Medicine. Milhões de caixas do remédio inútil estão acumuladas em depósitos, enquanto os estoques de farmacos necessários nas UTIs estão se esgotando nos hospitais. O intendente, que nornalmente se esconde, deu entrevista na sexta-feira 24 em Curitiba com respostas vagas e burocráticas, que deixam os profissionais de saúde e as vítimas da pandemia em pânico. Se Henfil estivesse vivo, ele e o chefe Bolsonaro estariam no cemitério dos mortos vivos. Direto ao assunto. Inté. E só a verdade nos salvará. 

Para ver vídeo no YouTube clique no play abaixo:

Direto ao Assunto no YouTube: Não haverá segredos para Aras

Direto ao Assunto no YouTube: Não haverá segredos para Aras

A invasão decretada pelo PGR, Augusto Aras, de inquéritos criminais, delações premiadas, relatórios de crimes financeiros e outros documentos sigilosos de todas as operações de combate à corrupção, em especial a Lava Jato de Curitiba, Brasília, Rio e São Paulo, que foi autorizada pelo presidente do STF, Dias Toffoli, fará dele uma espécie de J. Edgar Hoover, que, nos 38 anos em que dirigiu o FBI se tornou o mais poderoso policial do mundo, tendo em mãos a vida íntima de qualquer cidadão norte-americano, do mais humilde ao presidente dos EUA. Segundo o professor Modesto Carvalhosa, a decisão fere o preceito constitucional fundamental do procurador natural, que o torna único responsável pelo sigilo de Justiça de seus processos . Direto ao assunto. Inté. E só a verdade nos salvará.
Para ver vídeo no YouTube clique no play abaixo:

Comentário no Jornal Eldorado: Milícias no gabinete de Flávio

Comentário no Jornal Eldorado: Milícias no gabinete de Flávio

Investigações da polícia e do Ministério Público mapearam ao menos sete ligações entre o ex-assessor parlamentar Fabrício Queiroz, preso desde o dia 18, e o miliciano Adriano Magalhães da Nóbrega,  morto em fevereiro. A relação entre os dois começou nos anos 1990, quando eram PMs, passa por 2003, ano em que foram alvos de uma investigação de homicídio, e chega a dezembro de 2019, quando familiares dos dois se encontraram para combinar fuga, de acordo com promotores. Em 2007, Queiroz foi nomeado para o gabinete de Flávio Bolsonaro na Alerj. A ex-mulher do capitão Adriano, Danielle Mendonça da Nóbrega, e a mãe dele, Raimunda Veras Magalhães, receberam R$ 1 milhão de salários da Alerj entre 2007 e 2018, supostamente sem trabalhar. Os investigadores rastrearam R$ 400 mil em depósitos de Adriano para Queiroz.

Para ouvir comentário clique no play  abaixo:

Para ouvir no Blog do Nêumanne, Política, Estadão, clique aqui.

 

Assuntos para comentário na quarta-feira 22 de julho de 2020:

1 – Haissem – Investigações mapeiam sete elos entre Queiroz e capitão Adriano – diz a manchete da edição política do Portal do Estadão que está no ar. O que será que, a seu ver, ainda há para revelar sobre as relações íntimas entre os milicianos da periferia do Rio e o guarda-livros do família do presidente da República, Jair Bolsonaro,

2 – Carolina – Proposta do governo prevê imposto menor para bancos – esta é a manchete de primeira página da edição impressa do Estadão de hoje. O que este destaque revela de relevante na ação de Paulo Guedes, que Bolsonaro chama de seu posto Ypiranga da economia oficial, hein?

3 – Haissem – ‘Nova contribuição terá a carga negativa da velha CPMF’ – é o título destacado da coluna de Rosângela Bittar na capa do Portal do Estadão que está no ar neste instante. Seria, então, uma forma direta de denunciar um passa moleque no projeto de reforma tributária do governo federal enviado para debate no Legislativo

4 – Carolina – Fundeb deve favorecer 17 milhões de novos alunos – destaca título de chamada de primeira página do Estadão de hoje. A decisão do Congresso derrotando ao governo teria mesmo, a seu ver, o valor histórico que lhe foi atribuído pela relatora, professora Dorinha, Nêumanne

SONORA PROFESSORA DORINHA 2207

5 – Haissem – Qualicorp fez  repasse de caixa 2 para Serra, diz PF – é o título de uma chamada de primeira página do Estadão de hoje. Qual é a gravidade desta denúncia da Operação Lava Jato de São Paulo e que efeitos poderá ela ter sobre o futuro eleitoral do PSDB neste ano e em 2022

6 – Carolina – ‘Bolsonaro transforma militares em casta (ainda mais) privilegiada’ – é o título da chamada do artigo de Vera Magalhães na capa do Portal do Estadão – O que, a seu ver, há de surpreendente nesta afirmação da colega

Direto ao Assunto no YouTube: A parceria Adriano e Queiroz

Direto ao Assunto no YouTube: A parceria Adriano e Queiroz

O capitão Adriano da Nóbrega, expulso da PM por suas ligações com o jogo do bicho, e o subtenente Fabrício Queiroz, gestor das finanças do gabinete do então deputado estadual Flávio Bolsonaro, serviram no mesmo batalhão da PM em 1990, envolveram-se no assassinato de um suspeito na Cidade de Deus em 2003 e se comunicavam em dezembro de 2019, quando a mulher do segundo encontrou-se com a mãe do primeiro e o advogado de confiança do hoje senador, Boto Maia, para mandar um recado do segundo para o então foragido. Investigações do MPRJ e da Polícia Civil fluminense mapearam ao menos sete ligações entre os dois. E o capitão depositou R% 400 mil na conta do assessor do primogênito do presidente, evidência de que este participava da cobertura do outro, foragido da Justiça até ser executado na Bahia. Direto ao assunto. Inté. E só a verdade nos salvará. 

Para ver o vídeo no YouTube clique no play abaixo:

Direto ao Assunto no YouTube: Toffoli e Alcolumbre acobertam Serra

Direto ao Assunto no YouTube: Toffoli e Alcolumbre acobertam Serra

Mandado de busca e apreensão da Polícia Federal e do Ministério Público Federal Eleitoral no gabinete do senador José Serra (PSDB-SP) foi impedido por obstrução decretada pelo presidente do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP), com o apoio do presidente do STF, Dias Toffoli, em decisão monocrática no plantão de recesso, contrariando decisão do plenário, segundo a qual não há foro privilegiado de parlamentar se o crime de que é acusado não tiver sido cometido em exercício do mandato. Esta é mais uma evidência de que os suspeitos, acusados, processados e condenados da elite delinquente nacional estão em estado de união indissolúvel para garantir a impunidade dos criminosos de PT, PSDB, seus satélites e da famiglia Bolsonaro. Direto ao assunto. Inté. E só a verdade nos salvará. 

Para ver vídeo no YouTube clique no play abaixo:

Página 3 de 16812345...1015202530...»
Criação de sites em recife Q.I Genial