Site oficial do escritor e jornalista José Nêumanne Pinto

Mídias

Comentário no Jornal da Gazeta: O escárnio do STF à Justiça

Comentário no Jornal da Gazeta: O escárnio do STF à Justiça

O TRF 4 manteve a condenação de Lula e aumentou sua pena de 12 anos e 11 meses para 17 anos, 1 mês e 10 dias. Mas ele continua solto, debochando dos juízes de carreira que o apenaram por corrupção ativa e passiva e lavagem de dinheiro. O escárnio ocorre porque o STF, que o liberou de começar a cumprir a pena decretada, não é mais composto por juristas de renome, mas, sim, por empregadinhos que abrem portas e carregaram pastas dos chefões das organizações criminosas da política e da gestão pública e agora recompensam seus ex-superiores com a impunidade na prática.

 

Para ver comentário no Jornal da Gazeta na quarta-feira 27 de novembro de 2019, às 19 horas, clique no link abaixo:

 

Para ver no Blog do Nêumanne, Política, Estadão, clique aqui.

 

YOUTUBEestação

 

Direto ao Assunto no YouTube: Moro, o salva-vidas

Direto ao Assunto no YouTube: Moro, o salva-vidas

Na gestão do ex-juiz Sergio Moro no Ministério da Justiça e da Segurança Pública do governo Bolsonaro, 8.663 brasileiros tiveram suas vidas garantidas pela ação do Estado brasileiro. É que até setembro, foram registrados 30.864 assassinatos, 22% menos do que os 39.527 do mesmo período no ano passado. O número é alto ainda, é claro. Mas quem não comemora, principalmente quando se sabe as dificuldades que o ministro vem enfrentando para implantar sua política de combate ao crime e mais ainda no quesito específico da corrupção, onde eventuais alvos empenham-se em cancelar suas sentenças, desmoralizá-lo, processá-lo, condená-lo e até prendê-lo, como preconiza o ladrão e lavador de dinheiro Lula, condenado em três instâncias e solto, palitando os dentes pelas ruas das cidades brasileiras. Já pensou se ele tivesse apoio? Direto ao assunto. Inté. E só a verdade nos salvará.

Para ver vídeo no YouTube clique aqui ou clique no play abaixo:

Comentário no Jornal da Gazeta da TV Gazeta: Os sonhos de Gleisi

Comentário no Jornal da Gazeta da TV Gazeta: Os sonhos de Gleisi

Eleita para mais um mandato na presidência nacional do PT, Gleisi Hoffmann contou em seu discurso de vitória seus sonhos: Lula inocente, com sentença de Moro cancelada e o ex-juiz condenado e preso. Ela desistiu da reeleição para o Senado porque sabia que a perderia e disputou uma vaga na Câmara para garantir foro privilegiado e, assim, fugir das suspeitas de que ajudou o marido, Paulo Bernardo, a furtar as aposentadorias dos servidores do Ministério do Planejamento, de que era titular. Ela entende o chefe.

Para ver comentário no Jornal da Gazeta da TV Gazeta na segunda-feira 25 de novembro de 2019, às 19 horas, clique no play abaixo:

Para ver no Blog do Nêumanne, Política, Estadão, clique aqui.
YOUTUBEestação

Direto ao Assunto no YouTube: Alcolumbre e Maia contra o povo

Direto ao Assunto no YouTube: Alcolumbre e Maia contra o povo

Levantamento do jornal O Estado de S. Paulo constata que maioria dos deputados e senadores é a favor da autorização para condenado em segunda instância começar a cumprir pena. No entanto, as tentativas de transformar essa vontade de representantes do povo em lei se perdem em negociações sem fim.´pois os presidentes do Senado, Davi Alcolulmbre. e da Câmara, Rodrigo Maia, sabotam de forma canalha as mudanças necessárias para que os bandidos da política deixem de gozar a proteção servil que lhes dão seus comparsas na cúpula do Judiciáriio. Direto ao assunto. Inté. E só a verdade nos salvará.
Para ver vídeo no YouTube clique aqui ou no play abaixo:

 

 

 

 

YOUTUBEestação

 

 

11 nov 600

Direto ao Assunto no YouTube: Políticos querem legalizar achaque

Direto ao Assunto no YouTube: Políticos querem legalizar achaque

Chefões das organizações criminosas partidárias estão negociando nos desvãos do Congresso Nacional uma nova lei que taxe salários de políticos e assessores para patrocinar fundos bienais de financiamento de eleições de R$ 4 bilhões. Ou seja, é tornar normal prática de peculato estelionato comum em sedes legislativas brasileiras, em que vereadores, deputados estaduais ou federais ou senadores apropriem-se de forma voluntária de parte de salários pagos acima da média de mercado a funcionários sem qualificação profissional. É, por exemplo, a suspeita que recai sobre deputados estaduais do Rio como André Ceciliano, presidente da Alerj, ou Flávio Bolsonaro, hoje senador. Direto ao assunto. Inté. E só a verdade nos salvará.

Para ver vídeo no YouTube clique no link abaixo:

Comentário no Jornal da Gazeta: Toffoli não quis ser compreendido

Comentário no Jornal da Gazeta: Toffoli não quis ser compreendido

Nunca tive muito respeito pela capacidade intelectual de Dias Toffoli. Ainda assim, estou convencido que ele não fez aquele voto abaixo da crítica por burrice, mas por esperteza. O que ele quis foi imitar Chacrinha, que dizia que não vinha para explicar, mas para confundir. Tudo isso faz parte de seu plano, traçado desde julho, de conseguir vantagens com suas decisões monocráticas e adiar o máximo possível a votação em plenário para continuar gozando as benesses que vem usufruindo e continuará a fazê-lo com elas.
Para ver comentário no Jornal da Gazeta da sexta-feira 22 de novembro de 2019, às 19 horas, clique no play abaixo:

Para ver no Blog do Nêumanne, Política, Estadão, clique aqui.

YOUTUBEestação

Página 3 de 12012345...1015202530...»
Criação de sites em recife Q.I Genial