Site oficial do escritor e jornalista José Nêumanne Pinto

Fortuna Crítica

“O que sei de Lula”, na revista Savoir Faire

“O que sei de Lula”, na revista Savoir Faire

O jornalista, comentarista de rádio e TV, escritor e poeta José Nêumanne Pinto conheceu Luiz Inácio Lula da Silva em maio de 1975, pouco depois de este haver assumido a presidência do Sindicato dos Metalúrgicos de São Bernardo do Campo. Desde então, tem mantido contato profissional e pessoal – de início, mais estreito, depois limitado ao noticiário – com o personagem que ele considera o maior líder político do Brasil em todos os tempos.

Nos últimos meses do segundo mandato do ex-dirigente sindical e do Partido dos Trabalhadores na Presidência da República, Nêumanne resolveu escrever seu testemunho, com o qual pretende esclarecer o que fez dele o primeiro representante autêntico do homem do povo no poder mais alto. O que sei de Lula relata episódios inéditos, como a reunião de Lula com um emissário do Planalto no governo Figueiredo, o major Gilberto Zenkner, que tinha montado a rede de espionagem do Exército contra a guerrilha do PCdoB no Araguaia, no apartamento do jornalista Alexandre von Baumgarten, vítima de um atentado em alto mar, cuja autoria foi atribuída à chamada “comunidade de informações”. E acompanha a trajetória do menino retirante do sertão de Pernambuco à Praça dos Três Poderes à luz de fatos reais, e não da poeira mitológica com que se tentou cobrir, ao longo dos últimos 36 anos, a verdade histórica, posta a serviço da doutrinação ideológica.

O Lula que emerge das páginas deste livro não é o socialista que trocou a revolução pela carreira política de sucesso na democracia, mas sim um gênio da comunicação que conseguiu falar diretamente à alma e ao coração do homem comum, com sua experiência de convívio com a fome, a humilhação e o desemprego. Admirador declarado de Mahatma Gandhi e de Adolf Hitler, como confessou a um entrevistador à época em que liderava os metalúrgicos do ABC em greves que ajudaram a derrubar a ditadura militar no Brasil, tornou-se amigo de revolucionários como o cubano Fidel Castro e chegou a ser publicamente elogiado pelo presidente dos EUA, Barack Obama, que o chamou de “o cara”.

O texto deste livro acompanha as mudanças da “metamorfose ambulante”, expressão inspirada na canção do roqueiro Raul Seixas que o próprio líder adotou para se definir, que começou se negando a participar da campanha pela anistia dos exilados, proposta pelo general Golbery do Couto e Silva, e terminou levando ao poder um dos mais notórios deles, o ex-líder estudantil José Dirceu. “Nêumanne escreve porque esteve lá, diante do evento que estava sendo gerado. É irretorquível, portanto, o caráter conservador de Lula e de sua turma. Não dá, depois das páginas deste livro, para tagarelar em ‘esquerdês’ no caso do gárrulo presidente”, escreveu o filósofo e professor de ética Roberto Romano.

O profissional de televisão José Bonifácio de Oliveira Sobrinho, o Boni, definiu o livro como “fascinante na forma de narrar, no conteúdo sólido e na construção precisa e detalhada do personagem. Transcende ao Lula. É uma aula de política brasileira”. Segundo o cientista social Leôncio Martins Rodrigues, “neste livro, Nêumanne nos dá uma contribuição extraordinária para entendermos as idas e vindas de quem se definiu como metamorfose ambulante.

Revista  Savoir Faire, 3 de maio de 2012.

“O que sei de Lula”, por Arnaldo Jabor na rádio CBN

“O livro de José Nëumanne Pinto é fundamental não apenas porque mostra os detalhes da personalidade desse fenômeno teatral [Lula], mas também porque lendo-o vemos o que está em volta, o contexto em que tudo isso aconteceu, vemos o Brasil que cercava seus atos que nos cerca. Além de mostrar Lula sem véus, mostra-nos o verdadeiro Brasil.” Arnaldo Jabor na rádio CBN.

Na mídia: Arnaldo Jabor na rádio CBN

 

“Nêumanne Pinto. Briga de Nordestinos”. Entrevista a Marcone Formiga

Entrevista a Marcone Formiga da revista Brasília em Dia. 

O pernambucano Luiz Inácio Lula da Silva, um operário bem articulado, e o paraibano José Nêumanne, o jornalista que cobria suas atividades, já foram amigos, mas não têm mais vínculos de amizade como antes, muito pelo contrário. Anfitriões bem-informados estão evitando que os dois sejam convidados para o mesmo evento social, porque são líquidos que não se misturam, nem mesmo para brindar. Leia mais…

Entrevista concedida a Oliveira Andrade

O que sei de Lula.
FORTUNA CRÍTICA
Entrevista: 23 de agosto de 2011.

Áudio da entrevista concedida a Oliveira Andrade no Jornal de Serviço da Rádio Jovem Pan sobre o lançamento do livro O que sei de Lula.

Mais edições no clipping de lançamento. Clique aqui!

Sílvio Santos anuncia o lançamento de “O que sei de Lula”

Sílvio Santos anuncia o lançamento de “O que sei de Lula”

O que sei de Lula.
NOTÍCIAS
04.09.2011. Sílvio Santos abre o seu programa de domingo no SBT com a divulgação do livro “O que sei de Lula”, de José Nêumanne Pinto. Lançamento Topbooks.

 


Mais edições no clipping de lançamento. Clique aqui!

Entrevista no Programa do Jô

Entrevista no Programa do Jô

O que sei de Lula.
FORTUNA CRÍTICA
14 de setembro de 2011. Nêumanne entrevistado por Jô Soares sobre o seu mais recente lançamento.

Página 4 de 6«...23456
Criação de sites em recife Q.I Genial