Site oficial do escritor e jornalista José Nêumanne Pinto

Direto ao Assunto

Comentário no Jornal Eldorado: O irmão Metralha de Lula

Comentário no Jornal Eldorado: O irmão Metralha de Lula

José Ferreira da Silva, conhecido como Frei Chico por causa da tonsura franciscana natural no crânio, nunca foi santo. Militante do Partido Comunista na ditadura militar, entrou para a História por ter convencido o irmão Lula a entrar no sindicalismo. Quando este assumiu a Presidência da República em 2002, ele passou a receber RS$ 3.000 mensais de mesada, aumentada para R$ 5 mil em 2007 e o “pacote de propina” só foi suspenso 12 anos depois, em 2015, perfazendo R$ 1.131.333,12. Nem o Vaza Jato impediu que a Lava Jato paulista denunciasse irmãos Lula e “Metralha” por corrupção passiva continuada. Apois.

Para ouvir clique no play abaixo:
Ou clique aqui e, em seguida, no play.
Para ouvir no Blog do Nêumanne, Política, Estadão, clique aqui.

Assuntos para comentário de terça-feira 10 de setembro de 2019

1 – Haisem – Por que razão o irmão de Lula, Frei Chico, líder sindicalista ligado ao Partido Comunista e responsável pela entrada dele no sindicalismo, e o próprio petista foram indiciados pela Operação Lava Jato de São Paulo sob acusação de ter recebido propina da Odebrecht

2 – Carolina – Por que Luciano Bivar, presidente do PSL, partido pelo qual se elegeu o presidente Jair Bolsonaro, escalou o senador Flávio Bolsonaro, primogênito deste, para atuar contra a criação da CPI dita do Lava Toga no Senado

3 – Haisem – Faz algum sentido para você essa rebelião raivosa de procuradores contra a escolha por Bolsonaro de Augusto Aras para chefiar a Procuradoria-Geral da República

4 – Carolina – A velha Contribuição Provisória de Movimentação Financeira, com nova denominação, Imposto sobre Transações Financeiras, resolveria a crise fiscal do governo, como propõe o ministro da Economia, Paulo Guedes

5 – Haisem – Que representatividade popular, autoridade moral ou força política o vereador do PSC do Rio Carlos Bolsonaro tem para decretar que não haverá transformação rápida desejada por vias democráticas e que conseqüências a declaração produzirá

6 – Carolina – O que motivou a conversa revelada em vídeo na televisão entre os presidentes da França, Emmanuel Macron, e do Chile, Sebastian Piñeira, e a primeira ministra da Alemanha, Angela Merkel, a respeito da grosseria do presidente Jair Bolsonaro em relação à esposa do primeiro, Brigitte Macron

7 – Haisem – O que o surpreendeu no discurso da ex-presidente do Chile Michelle Bachelet na abertura da 42.ª sessão da Comissão de Direitos Humanos da ONU

8 – Carolina – Qual é o assunto de seu artigo semanal publicado desde ontem no Blog do Nêumanne no Portal do Estadão e no site Estação Nêumanne

Comentário no Jornal Eldorado: Corrupção legal na eleição

Comentário no Jornal Eldorado: Corrupção legal na eleição

Se o Fundo Eleitoral já é uma ignomínia em si, por usar bilhões de escasso dinheiro público para financiar campanhas eleitorais, que não devem ser bancadas por cidadãos, mas por partidos, a informação dada pela Justiça Eleitoral de que 1 bilhão e 700 milhões de reais foram usados em 2018 para pagar a vereadores, prefeitos e vice-prefeitos senadores para elegerem senadores e deputados ainda é pior. Muito pior. A prática substitui delitos que podem ser investigados com autores processados e punidos por uso de caixa 2, notas fiscais falsas e outros truques pela legalização da corrupção. Os cidadãos conscientes precisam dar um basta urgente nisso não elegendo candidatos dos partidos que praticam esse absurdo e mandatários do Legislativo que recorrerão a esse truque para se eleger.

Para ouvir clique no play abaixo:

Ou, clique aqui, e, em seguida, no play.

 

Para ouvir no Blog do Nêumanne, Política, Estadão, clique aqui.

Assuntos do comentário da segunda-feira 9 de setembro de 2019

1 – Haisem – Qual a gravidade da notícia publicada pelo Estadão no fim de semana de que 1 bilhão e 700 milhões reais do Fundo Partidário, ou seja, dinheiro público foram usados para “contratar” vereadores, prefeitos e vice-prefeitos para as campanhas dos então candidatos a deputados e senadores nas últimas eleições.

2 – Carolina – Qual das partes tem razão na polêmica em torno da tentativa feita pelo prefeito do Rio, Marcelo Crivella, de proibir a venda na Bienal do Livro de publicações reproduzindo imagem de um beijo gay

3 – Haisem – O que você acha da passagem do ex-tesoureiro do Partido dos Trabalhadores João Vaccari Neto para o sistema semiaberto de prisão, ou seja, morar com o tio com tornozeleira eletrônica, após cumprimento de menos de 4 anos e meio de uma pena original de 45 anos e meio

4 – Carolina – O que de útil, verdadeiro e positivo para a democracia

brasileira pode ser extraído das recentes entrevistas dadas por Lula da cela de Estado Maior, onde vive, em Curitiba, nos últimos dias, especialmente a publicada atualmente na capa da revista Carta Capital

5 – Haisem – Já é possível obter alguma informação da investigação sob sigilo da Justiça sobre os hackeadores de Araraquara e suas relações com o site The Intercept Brasil, de Glenn Greenwald

6 – Carolina – O que você achou da ideia do presidente Jair Bolsonaro de receber no palanque da parada do Dia da Independência o apresentador de TV Sílvio Santos, o bispo Edir Macedo, da Igreja Universal do Reino de Deus, e o garoto Ivo González, que ele conduziu até o local no Rolls Royce presidencial

7 – Haisem – Fala-se muito nas bobagens que o presidente Jair Bolsonaro faz e, sobretudo, diz, mas seus adversários da esquerda não conseguem amealhar capital político usando-as. Por que será que isso acontece?

8 – Carolina – O que traz de novo para os leitores de seu blog o protagonista da semana da série Nêumanne entrevista em seu blog, o artista plástico Chico Pereira

Comentário no Jornal da Gazeta: Justiça a favor de Vaccari

Comentário no Jornal da Gazeta: Justiça a favor de Vaccari

Houve um tempo em que erros judiciários prejudicavam réus inocentes que cumpriam penas por crimes que não haviam cometido. Não é o caso do ex-tesoureiro do PT João Vaccari Neto, que responde a 12 processos, mas cumpriu apenas 9% da pena inicial, que foi sendo atenuada ao longo de um caminho judicial, que só conhece perdão e redução, nunca agravamento pela combinação e pelo acúmulo dos delitos pelos quais foi investigado, acusado, processado e condenado. Só podia mesmo era confiar nessa Justiça, não é?

Para  ver o comentário no Jornal da Gazeta da segunda-feira 9 de setembro de 2019, às 19 horas, clique no play abaixo:

 Para ver no Blog do Nêumanne, Política, Estadão, clique aqui.
 

No Blog do Nêumanne: Erros judiciários beneficiam Vaccari

No Blog do Nêumanne: Erros judiciários beneficiam Vaccari

Ex-tesoureiro do PT só cumpriu 9% da pena de primeira instância após ter prejudicado 8.500 bancários, que pouparam a vida inteira para financiar moradias em que nunca viveram

No fim da semana passada, uma série de medidas comuns, mas que demonstram o absurdo a que chega a impunidade no Brasil, mercê principalmente da cumplicidade de partidos e políticos com corruptos, estelionatários e outros delinquentes, descambou em grave erro judiciário. Só que, desta vez, ao contrário do mais notório do gênero no Brasil, O Caso dos Irmãos Naves, transformado em clássico do cinema brasileiro por Luís Sérgio Person, baseado em livro homônimo de João Alamy Filho, resultou em benefício do réu e em prejuízo de suas milhares de vítimas. O protagonista do feito é o bancário e dirigente político João Vaccari Neto. Suas vítimas são 8.500 colegas de ofício que viram economias de vidas inteiras, descontadas de seus salários, se desfazerem em pó.

Leia mais…

Direto ao Assunto no YouTube: ITF, imposto injusto

Direto ao Assunto no YouTube: ITF, imposto injusto

Apesar de ser dita “provisória”, CPMF, criada pelo cirurgião do coração Adib Jatene, ministro da Saúde de Collor, durou 13 anos. E agora economista liberal Paulo Guedes, que Bolsonaro chama de “Posto Ypiranga” na economia, sonha dia e noite com o mesmo imposto sobre cheques, que não exige arrecadação, porque é cobrado na fonte e é injusto, de vez que cobra a mesma taxa dos ricos e dos pobres e, portanto, prejudica menos aqueles e mais estes. É, portanto, cômodo para o governo e injusto com os contribuintes. É impopular e dificilmente será aprovado. Outro projeto que teria de ser rejeitado pelo Congresso, se seus membros representassem cidadão, será corrupção legalizada dos políticos contratados por seus colegas de partido e pagos pelo Fundo Eleitoral. É o caso de nunca mais votar em quem aprová-los. Direto ao assunto. Inté. E só a verdade nos salvará.

Para ver vídeo no YouTube clique no link abaixo:

 
Para ver no Blog do Nêumanne, Política, Estadão, clique aqui.

Direto ao Assunto no YouTube: O garoto Ivo e Bolsonaro

Direto ao Assunto no YouTube: O garoto Ivo e Bolsonaro

Disposto a transformar a parada do dia 7 numa prova de que ainda tem prestígio popular, Jair Bolsonaro levou Ivo Gonzalez, de 9 anos, no Rolls Royce presidencial até o palanque e propiciou uma declaração de encantamento do pequeno convidado: “Foi o melhor desfile de minha vida, conheci todos os ministros e andei no carro do Bolsonaro”. Quebrou o protocolo, correu risco de ser mal recebido, mas nada há a reclamar, pois o que fez não contraria lei e o fato de nunca ninguém ter feito isso antes não o desautoriza a fazê-lo. Direto ao assunto. Inté. Só a verdade nos salvará.
Para ver vídeo no YouTube clique no play abaixo:

Para ver no Blog do Nêumanne, Política, Estadão, clique aqui.

Página 43 de 714«...510152025...4142434445...5055606570...»
Criação de sites em recife Q.I Genial