Site oficial do escritor e jornalista José Nêumanne Pinto

Direto ao Assunto

Comentário no Jornal Eldorado: Gilmar, suprema cuca fraca

Comentário no Jornal Eldorado: Gilmar, suprema cuca fraca

A juíza federal Giovanna Mayer deu tratamento a impropérios do ministro do STF Gilmar Mendes que outros magistrados de primeiro instância não têm tirocínio nem coragem de dar. Ela acatou o pedido do juiz Marcos Josegrei de indenização do ministro por tê-lo chamado oficialmente de “estrupício”. Considerando o desrespeito por ele manifestado, a juíza condenou a União a pagar R$ 20 mil ao magistrado. No destampatório condenado, o brasileiro mais impopular da República desqualificou, além do juiz, o delegado Maurício Moscardi e o procurador Alexandre Nardes, por causa da Operação Carne Fraca.

Para ouvir clique no play abaixo:

 

Ou clique aqui e, em seguida, no play.

 

 

Para ouvir no Blog do Nêumanne, Política, Estadão, clique aqui.

 

 

Assuntos para comentário de quarta-feira 20 de novembro de 2019

1 – Haisem – O que a decisão de uma juíza federal substituta sobre despacho do ministro do Supremo Tribunal Federal Gilmar Mendes a respeito da Operação Carne Fraca revela sobre temperamento dele

2 – Carolina – STF julga caso que pode anular caso Queiroz e mais 934 – é a manchete da edição de hoje do Estadão. Qual a importância deste julgamento para o futuro do Poder Judiciário no Brasil

3 – Haisem – Quais poderão ser, a seu ver, as conseqüências da Operação Faroeste da Polícia Federal, autorizada pelo Superior Tribunal de Justiça, sobre a corrupção que corre solta no Tribunal de Justiça da Bahia

4 – Carolina – O que você me diz da busca da Polícia Federal pelo ex-presidente do Paraguai Horacio Cartes, acusado de envolvimento com o doleiro brasileiro Dario Messer, acusado de haver ocultado 20 milhões de dólares de dinheiro originado de propinas

5 – Haisem – Você se surpreendeu com a rapidez da decisão da mais alta corte da Justiça italiana mantendo a prisão perpétua do assassino Cesare Battisti, que passou boa parte de sua vida no Brasil depois da decisão de Lula de negar extradição pedida por seu país de origem

6 – Carolina – Disparo feito por PM causou morte de menina no Rio – é o título da chamada de primeira página no Estadão hoje. Que possibilidades você acha haver de se identificar o autor de uma bala perdida na periferia do Rio de Janeiro, no caso da morte da menina Agatha, que abalou o País
SONORA_DANIEL ROSA 2011

7 – Haisem – Você acha que pode haver alguma explicação racional para o gesto do deputado Coronel Tadeu de rasgar uma charge sobre violência racial na periferia do Rio
SONORA_CORONEL TADEU 2011

8 – Carolina – Você acredita na possibilidade de sucesso do presidente da República, Jair Bolsonaro, no novo partido que ele pretende fundar depois de ter assinado a desfiliação do PSL, pelo qual se elegeu

Comentário no Jornal Eldorado: Toffoli recua e não explica

Comentário no Jornal Eldorado: Toffoli recua e não explica

Em nova prova de falta de espírito público e caráter, o presidente do STF, Dias Toffoli, devolveu os arquivos encaminhados pelo Banco Central quebrando sigilos de 600 mil pessoas naturais e jurídicas, que ele requisitou. Mas, da mesma forma como não deu explicações razoáveis para exigir, também não explicou por que recuou. Isso pode significar alívio para brasileiros que, sem razão nenhuma, passaram a temer consequências funestas da xeretice suprema, mas em nada atenua a gravidade do escândalo. Ao contrário, a dobra. O estilo truculento e nada transparente do mais poderoso manifesta-se pela sem-cerimônia e pela arrogância nos dois casos.

 

 

Para ouvir clique no play abaixo:

Ou clique aqui e, em seguida, no play.


Para ouvir no Blog do Nêumanne, Política, Estadão, clique aqui.

 

Assuntos para comentário da terça-feira 19 de novembro de 2019

 

1 – Haisem  – Toffoli revoga decisão sobre dados sigilosos – diz título do Estadão na primeira página. O que você acha que levou o presidente do Supremo Tribunal Federal a recuar no caso polêmico da invasão de sigilos bancários de 600 mil pessoas físicas e jurídicas

 

2 – Carolina – O que, a seu ver, poderá ter levado o presidente Jair Bolsonaro a determinar silêncio a respeito das acusações públicas que Lula está fazendo a seu respeito e do ministro da Justiça, Sergio Moro

 

3 – Haisem – Que assunto você abordou no artigo semanal que publicou ontem, à noite, no Blog do Nêumanne no Portal do Estadão

 

4 – Carolina – Desmate da Amazônia sobe 29,5%, maior taxa desde 2008 – revela manchete de primeira página do Estadão de hoje. O que dizer dessa tragédia ecológica a esta altura do campeonato

SONORA_SALLES 1911

 

5 – Haisem – O que ainda há a comentar sobre novo recorde batido por propinodutos no Brasil, agora da Fetranspor no Rio de Janeiro: em dez anos mais de 120 milhões a políticos do Rio

 

6 – Carolina – Que tal a notícia dada pelo ministro da Economia, Paulo Guedes, de que o governo deve encerrar 2019 com um rombo nas contas públicas inferior a 80 bilhões de reais, sendo que a meta, anteriormente, admitia resultado negativo de até 139 bilhões neste ano:

SONORA_GUEDES 1911

 

7 – Haisem – Em que você acha que pode dar o inquérito que o relator da Lava Jato no Supremo Tribunal, ministro Edson Fachin, mandou abrir para apurar se Eduardo Cunha comprou votos para a eleição para a presidência da Câmara dos Deputados

 

8 – Carolina – Doria atua para unir Covas e Joice na eleição municipal – diz título de notícia na primeira página do Portal do Estadão agora. Você acha que a hipótese pode prosperar

Direto ao Assunto no YouTube: Lula na cadeia já

Direto ao Assunto no YouTube: Lula na cadeia já

O dia amanheceu e vem o Uol com a manchete: “Justiça eleitoral quer responsabilizar candidato por espalhar Fakenews”. Tá tudo muito bom, tá tudo muito bem. Mas me atrevo a oferecer ao inútil TSE responsabilidade maior: que tal enquadrar o ficha-suja, ladrão e lavador de dinheiro Lula por cuspir na legislação ao fazer campanha fora de hora, sem direito de votar nem ser votado, e também caluniar no palanque o presidente Bolsonaro, o ministro Moro, a Justiça, a Polícia Federal e o Ministério Público Federal, instituições que compõem o Estado de Direito, que ele despreza e ataca? Não seria o caso de mandar prendê-lo imediatamente? Não importa que Gilmar, Lewandowski, Marco Aurélio ou Bg Toffoli o soltem no mesmo dia. Não é isso que eles fazem com Garotinho? Que direitos Lula tem que Garotinho não possa usufruir? O império da loucura do STF extinguiu a igualdade de todos perante a lei? Direto ao Assunto. Inté. E só a verdade nos salvará.

Para ver vídeo no YouTube clique no link abaixo:

 

YOUTUBEestação

Comentário no Jornal da Gazeta: Lula mente impunemente

Comentário no Jornal da Gazeta: Lula mente impunemente

Ordem de Bolsonaro é calar e deixar Lula falando sozinho. Mas outras instituições ofendidas, como Polícia, Ministério Público e Justiça Federais não podem deixar um condenado por três instâncias livre de punição disparando ofensas à lei e à ordem. Justiça Eleitoral, em especial, não pode deixar o ex-presidiário violar a legislação eleitoral, que proíbe essa campanha fora de hora, e principalmente a lei da ficha-limpa, fruto de iniciativa popular.

 

Para ver comentário no Jornal da Gazeta  na segunda-feira 18 de novembro de 2019, clique no play abaixo:


Para ver no Blog do Nêumanne, Política, Estadão, clique aqui.
YOUTUBEestação

Comentário no Jornal Eldorado: Lula mente em campanha

Comentário no Jornal Eldorado: Lula mente em campanha

Solto por benemerência dos ministros do STF, Lula tem abusado da alforria, que parece lhe caber, fazendo campanha fora de hora e as autoridades legítimas que o investigaram, processaram, prenderam e condenado e que não são citadas nos crimes de que os acusa sem prova. Já passou da hora de o Ministério Público Eleitoral denunciá-lo por crime eleitoral, até porque ele é obviamente ficha-suja. Pouco importa se os mesmos amiguinhos do STF o soltarem. Prende, solta e prende de novo.


Para ouvir clique no link abaixo e, em seguida, no play:

 

 



Para ouvir no Blog do Nêumanne, Política, Estadão, clique  aqui. 

 

 

Assuntos do comentário da segunda-feira 18 de novembro de 2019
1 – Haisem – Em Recife, Lula associa Moro e Lava Jato, além de Bolsonaro, às milícias. Até quando petista vai pregar o ódio de forma mentirosa numa campanha política que ele não pode disputar
SONORA_LULA 1811
2 – Carolina – Manifestações de rua inauguram uma nova fase de mobilização política do cidadão no Brasil visando a impeachment de Gilmar Mendes, ministro do Supremo Tribunal Federal. A que essa nova postura pode levar
SONORA_MANIFESTANTES STF 1811
3 – Haisem – O que você tem a dizer sobre o que o ministro da Justiça e da Segurança Pública, Sérgio Moro, escreveu em artigo na página 2 do Estadão a respeito da prisão em segunda instância e a vingança
4 – Carolina – O que você tem a dizer a respeito da tranqüilidade com que o procurador-geral da República recebeu a decisão do presidente do Supremo Tribunal Federal, Dias Toffoli, a respeito de seu “pedido” para recuar na decisão de invadir sigilo telefônico de 600 mil cidadãos e empresas brasileiras
5 – Haisem – Em seu canal no YouTube você comparou Toffoli a Gaspar de Francia, o Eu O Supremo, do paraguaio Augusto Roa Bastos. E em seu artigo do hoje no Globo Fernando Gabeira lembrou o Grande Irmão, de 1984, de George Orwell. Afinal, o presidente do STF nos joga no inferno do passado ou no pesadelo do futuro
6 – Carolina – Por falar em passado, o que você achou do destaque deu pelos jornais no fim de semana à entrevista na qual Fernando Collor de Mello comparou Bolsonaro a um filme que já viu: o próprio governo
7 – Haisem – Segundo Ricardo Galhardo, enviado especial do Estadão a Santa Cruz de La Sierra, o movimento que derrubou Evo Morales na transição para o quarto mandato consecutivo, começou na insatisfação com os salários dos policiais daquela cidade boliviana. Será que foi mesmo
8 – Carolina – Em que o fechamento da Praça de São Marcos, em Veneza, atrapalha seus planos para o futuro próximo

Direto ao Assunto no YouTube: Um procurador servil

Direto ao Assunto no YouTube: Um procurador servil

O procurador-geral da República não vai contestar judicialmente a determinação do presidente do STF, Dias Toffoli, que exigiu do BC cópias de todos os relatórios de inteligência financeira da UIF, ex-Coaf, dos últimos 3 anos, negando-se a cumprir seu dever. Só não se sabe se o fez para puxar o saco do Maquiavel de Marília ou cumprir ordem do presidente da Republica, Jair Bolsonaro, cuja prioridade de governo tem sido limpar a barra do primogênito Flávio. Seja por que motivo for, o amigo do amigo do filho do chefe errou e está a merecer processo de impeachment para reparar o erro. Direto ao assunto. Inté. E só a verdade nos salvará.  

Para ver vídeo no YouTube clique no play abaixo:

Para ver no Blog do Nêumanne, Política, Estadão, clique aqui.

Página 16 de 713«...510...1415161718...2530354045...»
Criação de sites em recife Q.I Genial