Site oficial do escritor e jornalista José Nêumanne Pinto

2006: Conjuntura política pré-eleitoral no Brasil (palestra)

21.09.2006 – Palestra sobre a conjuntura política pré-eleitoral no Brasil, a programação Café com opinião, promovida pela Yellow Comunicação para o Sindicato das Indústrias de Produtos Químicos para Fins Industriais e da Petroquímica no Estado de São Paulo (Sinproquim) durante toda a manhã da quinta-feira 21 de setembro de 2006.

Síntese da palestra sobre a conjuntura política pré-eleitoral no Brasil, na programação Café com opinião, promovida pela Yellow Comunicação para o Sindicato das Indústrias de Produtos Químicos para Fins Industriais e da Petroquímica no Estado de São Paulo (Sinproquim) durante toda a manhã da quinta-feira 21 de setembro de 2006.

 

Principais tópicos abordados

STALIN x LULA

Traçou um paralelo entre o atual presidente Luís Inácio Lula da Silva e o ditador russo Josef Stalin. Segundo Nêumanne, ambos se aproveitavam da imagem de que desconheciam os movimentos políticos corruptos que se utilizavam seus correligionários. Definiu ainda o sistema de governo comunista como a exploração de toda a estrutura preexistente sem nenhum acréscimo, apenas a utilização dos recursos até o esgotamento.

 

POVO x CORRUPÇÃO

O discurso contra a corrupção não convence o povo, o povo não é santo, este foi um erro básico do PSDB ao traçar as diretrizes para a campanha de 2006. Um erro de quem não freqüentou aula de história. Nenhum presidente se elegeu com esse discurso. Lembro-me de um tio meu que ao dar uma esmola a um pobre, recomendou à este que não fosse gastar com bebida. Alckmin é o próprio tio Doca:

“Vou continuar com o bolsa-família, mas o beneficiado vai ter que trabalhar”. Conclusão, o sujeito está satisfeito com a sua renda aumentada, o Alckimin chega, quer fazer ele trabalhar e ainda espera que o indivíduo vote nele!

COVAS x ALCKMIN

“O ex-governador Mário Covas é o único caso conhecido de político que mesmo depois de morto continuou governado. Alckmin não existe, ele é o fantasma de Covas”.

Nêumanne conta que após escrever um artigo analisando as questões sobre a escolha de candidatos pelo PSDB recebeu um telefonema de Alckimin, onde este se mostrava contente e favorável aos posicionamentos do jornalista e solicitava o contato de Serra para marcar uma reunião.

“Ambos do mesmo partido e ele queria que eu desse o contato do outro! Como é que pode?”.

SINDICATO X POLICIAL

Na década de 70 trabalhou no Jornal do Brasil. Segundo seu relato, Sindicato era assunto para ser tratado em página policial, foi o primeiro a recolocar o tema, passando a difundi-lo no caderno de Economia.

VOTO DE CABRESTO

Em um momento de reminiscência, Nêumanne lembrou de um tempo não muito distante nos idos de 1930, no qual seu pai, membro da UDN, tinha a prática de guardar os títulos dos eleitores em um cofre em sua casa. Em dia de eleição retirava-os e entregava um a um para o eleitorado oferecendo em seguida um almoço e carona de volta para casa.

TEORIAS

“Toninho do PT nunca foi Toninho do PT, só o foi depois de morto e por interesse do partido. Era casado e tinha uma filha, mas possuía um amante na Universidade, rumor este que foi imediatamente abafado”.

“O preso que seqüestrou Celso Daniel foi resgatado por um helicóptero no pátio da prisão durante o banho de sol”.

AMEAÇA

Nêumanne confessou ter recebido em sua casa, no bairro de Higienópolis, um pacote contendo toda a sua movimentação telefônica, ligações feitas e recebidas com detalhes de duração, hora e local, disse também receber ligações no celular, de números confidenciais, que são encerradas logo quando atende, levando-o a crer estar sendo rastreado. Declarou não se sentir herói e sim, ter medo de morrer. Criticou a impunidade e a omissão do Estado nesta questão e aproveitou para centrar o enfoque das eleições no combate ao crime organizado.

“Freud Godoy é a consciência do PT da qual a ausência de culpa elimina a existência do crime, a moral do dedo no gatilho. Ele deveria ser chamado de Lombroso”.*

“Ele (Godoy) deve ter o projeto da minha morte na sua mão”.

“Os petistas, fundadores do lombrosianismo moral, decretam que não terá havido crime se seu autor nunca admitir a culpa. Se não me sinto culpado pelo crime que cometi, não cometi crime algum – eis uma tradução livre de tudo quanto disse nosso Freud do Torto”.

* Cesare Lombroso é formulador da teoria de que é possível identificar intenções criminosas através da conformação óssea de um rosto.

LULA E ANÁLISE

“Getúlio deu um tiro no peito por causa de uma pocinha de lama*, o Lula está em um mar de lama literalmente surfando na merda. O Lula é o maior gênio da política brasileira.”

“Lula se elegeu pela primeira vez porque mostrou que era diferente, agora vai se reeleger porque mostra que igual aos outros, e é mesmo!”.

Referindo-se a crise política deflagrada pelo atentado de Toneleros. Getúlio se matou com um tiro de colt 32 no peito porque ficou perplexo ao descobrir que seu chefe da guarda pessoal era o mandante do crime. O grande fator de desestabilização foi o atentado a Lacerda liderado por Gregório Fortunato.

Envie para um amigo

Criação de sites em recife Q.I Genial